Brasileiros passam mais tempo na internet do que na frente da TV

Não que seja novidade, mas de acordo com um relatório feito pela Forrester Research, os brasileiros acessam com maior freqüência os sites de mídias e vídeos online do que assistem TV. A adoção da web como principal meio de informação e entretenimento é hoje de 48% e para 2016, a previsão é de que o número alcance a marca de 57%. O estudo, publicado pelo site AdAge, foi realizado em novembro do ano passado com 4.020 pessoas maiores de 18 anos e com acesso à web em 22 cidades brasileiras.

Segundo o relatório, os brasileiros gastam aproximadamente 23,8 horas por semana conectados (sendo que 86% dos entrevistados utilizam a internet para assistir a vídeos), e assistem apenas 6,2 horas de TV.

"Por permitir a interação imediata sobre seu conteúdo, a internet mostra-se mais atraente do que a TV, onde o telespectador tem um papel passivo", comenta Leandro Kenski, CEO da Media Factory, empresa especializada em marketing digital.

Pessoas acessam a internet enquanto assistem TV

- Continua após a publicidade -

Um hÁbito que tem se mostrado comum no exterior é o de pessoas que acessam a internet enquanto assistem televisão. De acordo com estatísticas divulgadas pela Yahoo/ Nielsen, 86% dos usuÁrios de dispositivos móveis estão utilizando seu dispositivo enquanto vêem televisão, sendo que um quarto deles estÁ acessando conteúdo relacionado ao que estÁ assistindo na TV. O estudo, realizado em 2011, entrevistou 8.384 norte-americanos. Sendo 5.313 usuÁrios de internet móvel.

Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.