RIM aposta em dispositivos de baixo custo e BB10

Durante o Mobile World Congress, em Barcelona, a Research in Motion - RIM - realizou um evento para jornalistas com a presença de Peter Gould, vice presidente e gerente geral da RIM no Brasil. O executivo falou sobre o atual momento da empresa e as especulações que constantemente a envolvem, além dos aparelhos de baixo custo que serão lançados em 2012.

Sobre o mercado brasileiro e global


Peter Gould, gerente geral da RIM no Brasil
Gould define o Brasil como um mercado "digitalmente nervoso", pois o brasileiro quer estar sempre online, conectado, interagindo. Segundo o executivo, "O Brasil possui um mercado vibrante, com muitos usuÁrios que nunca tiveram nenhuma experiência na internet, sobretudo móvel. Falta infra-estrutura. O país é a quinta economia do Mundo e, com a Copa do Mundo pela frente, um dos maiores desafios é a Área de infra-estrutura, que exigirÁ muito do governo e das operadoras".

Sobre os recentes boatos de que a RIM estaria mal financeiramente, Gould foi taxativo em afirmar que a RIM estÁ indo muito bem na maioria dos mercados em que atua, sobretudo na América Latina. No Brasil, a empresa iniciou a fabricação local de produtos em março de 2010, em Sorocaba/SP e, desde então, vem aumentando sua participação local. 

Para o gerente geral da RIM no Brasil, boa parte dos boatos relacionados ao mal momento da empresa, se devem ao fato de a imprensa mundial se basear no momento atual da RIM nos Estados Unidos. "O mercado americano corresponde a apenas 6% ou 7% das vendas mundiais, mas produz 90% das opiniões sobre o segmento de telefonia, muito devido a Wall Street", Gould concluiu seu raciocínio destacando que "é preciso contextualizar as coisas. Dos 175 países em que fazemos negócios, apenas no mercado americano as coisas não vão bem."



BlackBerry 10 - BB10
A aposta da BlackBerry é mesmo o BB10, próximo sistema operacional da RIM e que serÁ lançado ainda em 2012. O novo sistema é uma evolução do QNX, sistema atualmente utilizado no tablet Playbook e que irÁ unificar as plataformas da empresa em torno de apenas um sistema operacional, uma tendência jÁ adotada pela Apple (iOS) e mais recentemente pelo Google (Ice Cream Sandwich). 

Gould se mostra otimista com relação ao futuro da RIM ao mencionar que "o negócio continua muito saudÁvel e ficarÁ ainda melhor quando os supertelefones equipados com BB10 chegarem ao mercado, ainda em 2012. Um sistema novo, completo, trazendo uma ótima experiência de uso através de uma interface totalmente nova. Os aplicativos para Playbook serão compatíveis com o BB10, tornando mais atrativo o desenvolvimento para . SerÁ um grande ecossistema e que não sairÁ do zero, pois jÁ terÁ os aplicativos feitos para Playbook".

Público alvo e novos dispositivos de baixo custo
O executivo enfatizou que devido a grande adoção do BBM (BlackBerry Messenger - comunicador instantâneo para BlackBerry) pelos jovens, a empresa conseguiu atingir um novo nicho de usuÁrios. "Muitas empresas usam o BBM orientado a negócios, diminuindo distâncias e melhorando a comunicação. Porém no Brasil o público jovem tem adotado a BlackBerry por conta do BBM. As pessoas adoram o BBM: compartilhar informações, músicas, criar playlists e compartilhÁ-las, saber em tempo real o que os amigos estão fazendo. É simplesmente divertido!", resumiu Gould.

Pensando em popularizar ainda mais os telefones BlackBerrys com os novos nichos de consumidores, Gould destacou que a empresa planeja lançar alguns aparelhos 3G de baixo custo nos próximos meses, que deverão fazer muito sucesso no mercado brasileiro e em outros mercados onde o 3G ainda encontra barreiras. Todos deverão vir equipados com o sistema operacional BB7 e deverão ser da linha Curve.

Estratégia de lançamento do Playbook e aplicativos
Indagado se não foi um erro lançar o Playbook inicialmente sem algumas aplicações bÁsicas como cliente de email, agenda e contatos, Gould concordou que teria sido um sucesso muito maior se o lançamento fosse com a versão atual (2.0) do sistema operacional, porém ressalta que eles tiveram um feedback positivo desde o princípio e era crucial para a empresa lançar o tablet naquele momento.

O executivo faz questão de frisar ainda que com a versão 2.0 do sistema QNX, passa a haver uma compatibilidade entre aplicativos desenvolvidos para Android com o novo sistema. "Os desenvolvedores enviam seus aplicativos para a AppWorld e antes de publicÁ-los nós o validamos por motivos de segurança. JÁ são mais de 10.000 aplicativos desenvolvidos para Android na AppWorld e esse número estÁ crescendo rapidamente".

Curioso sobre o Playbook e o sistema QNX? veja abaixo o hands-on que fizemos durante a CES 2012 com o tablet da RIM equipado com a recém lançada versão 2.0 do sistema operacional.

Assuntos
Tags
  • Redator: Jacson Boeing

    Jacson Boeing

    Apaixonado por tecnologia, gadgets e pelo universo geek em geral, Jacson Boeing é sócio-fundador e Editor do Adrenaline, onde desenvolve um trabalho de bastidores, desenvolvendo parcerias e formas criativas de dominar o universo! Fora os sonhos ambiciosos, também ajuda no desenvolvimento de pautas e escreve esporadicamente sobre tecnologia, além de viajar para cobrir in-loco alguns eventos internacionais considerados importantes dentro da estratégia de expansão do Adrenaline.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.