Fundador do Megaupload paga fiança e sai da prisão

Após passar 34 dias preso, o fundador do Megaupload, Kim Schmitz, também conhecido como Kim Dotcom, conseguiu o direito de ser liberado sob o pagamento de fiança. O juiz Nevin Dawson, do distrito de North Shore, na Nova Zelândia, entende que ele não apresenta mais risco de fuga, jÁ que todo o seu dinheiro foi apreendido e as autoridades não descobriram outras contas ou espólios.

"Estou aliviado de ir para casa ver minha família, meus três filhos e minha esposa grÁvida", disse Dotcom em uma conversa com repórteres ao deixar a prisão. Para ficar em liberdade, ele terÁ que usar uma etiqueta eletrônica e viver em uma pequena propriedade alugada próxima à sua mansão. Ele também não pode mais acessar a Internet ou andar de helicóptero, e estÁ proibido de ir a lugares distantes de casa.

Dotcom aguarda a decisão sobre uma possível extradição. Ele foi preso no dia 20 de janeiro a pedido de autoridades americanas e enfrenta um dos maiores processos de violação de copyright na história do país. O Megaupload é acusado de causar mais de US$500 milhões em prejuízos para detentores de direitos autorais. Não bastasse isso, no dia 17 de fevereiro, Dotcom foi processado mais uma vez por três novas infrações de copyright e cinco de fraude eletrônica.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.