Symantec pede que usuários parem de usar o pcAnywhere

A Symantec pede aos seus clientes que desabilitem o software de acesso remoto pcAnywhere devido ao roubo do código-fonte dos produtos da companhia. A empresa recomenda que o programa seja usado apenas em momentos críticos porque cibercriminosos em posse do código podem descobrir vulnerabilidades e lançar ataques.

No início de janeiro, um grupo indiano chamado "Lords of Dharmaraja" revelou ter obtido o código-fonte do Norton Antivírus durante um ataque aos servidores militares e de inteligência do país. A Symantec confirmou o incidente e acrescentou que os responsÁveis roubaram o código de vÁrios produtos Norton e também do pcAnywhere.


A Symantec, no entanto, destaca que o roubo foi executado em 2006 mas só veio à tona no início deste ano, quando o grupo indiano ameaçou divulgar o código publicamente. Conforme o Ars Technica, usuÁrios dos produtos Norton Antivirus Corporate Edition, Norton Internet Security e Norton SystemWorks não precisam se preocupar porque o código é antigo e a empresa jÁ fechou diversas brechas. Porém, o pcAnywhere ainda oferece riscos elevados.

De qualquer forma, a Symantec disponibilizou na segunda-feira um patch para corrigir três vulnerabilidades no software, que pode ser obtido neste link, e garantiu que continuarÁ lançando correções "até o lançamento de uma nova versão do pcAnywhere que resolva todas as brechas conhecidas".

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.