Mais 22 países aderem ao ACTA, o "SOPA internacional"

Quem pensou que poderia respirar aliviado com o arquivamento do SOPA estÁ muito enganado. A ameaça da vez é o ACTA (Anti Counterfeiting Trade Act, ou Acordo Comercial Anti-Falsificação), que estÁ ganhando apoio de diversos países após a polêmica com o projeto de lei americano.

Nesta quinta-feira (26/01), 22 países da União Europeia assinaram o acordo, o que gerou uma série de protestos na Polônia. Além dela, entre os novos membros estão Portugal, França, Reino Unido, Irlanda, Grécia, ItÁlia e Espanha.


Poloneses vão às ruas protestar contra o ACTA/ Foto: AFP


As negociações começaram em 2007 e, em outubro do ano passado, Estados Unidos, Suíça e Japão assinaram. Outras nações que jÁ haviam apoiado o ACTA incluem a AustrÁlia, CanadÁ, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Nova Zelândia, Jordânia, Marrocos, México e Cingapura. Por enquanto, nenhum país sul-americano assinou o acordo.

O ACTA é considerado o "SOPA internacional", jÁ que conta com as mesmas prerrogativas do projeto americano com o objetivo de proteger os detentores de direitos autorais. Mas seu texto ainda inclui sérias sanções para quem for acusado de pirataria online, como restrições ao acesso à Internet, e também se expande para a falsificação de medicamentos e produtos de grife.

O acordo também sofre críticas porque a maior parte das negociações é feita secretamente. Além disso, o projeto é acusado de beneficiar as grandes corporações enquanto cerceia a liberdade dos usuÁrios da web ao rastrear conexões e implantar filtros de navegação.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.