Jovem brasileiro faz Siri do iPhone 4S entender português

O iPhone 4S chegou ao Brasil em dezembro e, mesmo custando mais de R$3 mil, formou filas de consumidores sedentos pelo lançamento. Mas uma das principais novidades do smartphone sequer tem previsão de estar disponível para os brasileiros: o Siri, assistente pessoal com sistema de reconhecimento de voz.

Por enquanto, o Siri só serve para quem fala inglês, alemão ou francês. Mas um jovem desenvolvedor brasileiro conseguiu fazer com que o recurso entenda o nosso idioma.



Pedro Franceschi, desenvolvedor para iOS com 15 anos, utilizou APIs do "Dragon Dictation", um aplicativo de reconhecimento de voz que funciona com a língua portuguesa. Mas a coisa não foi nem um pouco simples: foi preciso transformar o Áudio em texto, traduzi-lo para o inglês e então convertê-lo novamente em Áudio para que o Siri conseguisse interpretÁ-lo.

Depois, ainda foi preciso quebrar outra barreira: os servidores da Apple. Para enviar o Áudio, foi preciso utilizar um Proxy. Com esse procedimento, o iPhone recebe a resposta em inglês, que é traduzida novamente para o português e exibida na tela. A voz da assistente, contudo, continua em inglês.



Como os comandos de voz passam por vÁrios caminhos, é claro que o tempo de resposta demora bem mais do que o habitual. E o processo todo é bem complicado, como o próprio Franceschi explicou em seu blog pessoal. Por isso, ainda fica difícil lançar a solução para o público, jÁ que "existem umas dez integrações com diferentes APIs e modelos matemÁticos para obter esse resultado, e é muito difícil encontrar uma forma de disponibilizar isso no momento", explica. Ele afirma, porém, que vai trabalhar "arduamente para fazer o Siri em português brasileiro funcionar no iPhone 4S" assim que sair o jailbreak para a mais nova versão do smartphone.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.