Foxconn produz iPhone 4 no Brasil desde novembro, diz jornal

Ao contrÁrio do que afirmou o ministro da Ciência e Tecnologia Aloízio Mercadante, o iPhone 4 não começarÁ a ser produzido no próximo dia 16. Na verdade, milhares de unidades jÁ foram montadas e estocadas, jÁ que a fÁbrica da Foxconn em Jundiaí, em São Paulo, começou a operar em novembro, conforme o jornal O Globo.



A publicação afirma que a fÁbrica opera em dois turnos, manhã e tarde, produzindo cerca de 1.600 aparelhos por dia. Em fevereiro, o modelo mais novo, o iPhone 4S, também entrarÁ na linha de montagem nacional.


Os aparelhos jÁ fabricados vão para um estoque, onde ficarão guardados até o início da comercialização do modelo brasileiro, que ocorrerÁ a partir de janeiro. FuncionÁrios da fÁbrica contaram ao O Globo que o motivo da demora é a falta de uma rede de assistência técnica compatível com o volume de novos iPhones que serão colocados no mercado pela fÁbrica nacional.

A inauguração oficial da fÁbrica, porém, ainda não ocorreu e a expectativa é grande, jÁ que o evento deve contar com a presença da presidente Dilma Rousseff. Ainda falta, porém, saber a data em que isso irÁ acontecer.

Falta também saber quando os prometidos iPads brasileiros chegarão ao mercado, aproveitando a redução dos impostos. O projeto foi adiado mais uma vez porque o galpão só começou a ser montado agora e exigirÁ uma série de adaptações e obras no local. Com isso, a produção dos tablets em Jundiaí só deve começar no fim do primeiro trimestre de 2012, como informou Célio Guimarães, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos da cidade. Além disso, a Foxconn ainda não foi autorizada a fabricar o aparelho com os incentivos fiscais.

A equipe do O Globo procurou a Foxconn, que não quis comentar o assunto. A Apple, como de costume, também mantém o mistério. Na verdade, oficialmente, tudo estÁ na mesma. Dependemos apenas das declarações e previsões furadas de Mercadante e das informações extra-oficiais que aparecem eventualmente.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.