O mínimo a saber antes de comprar uma TV.

Mozts

Well-Known Member
Registrado
1. Dados de fabricantes são mentiras. Procure dados reais em sites como CNET, RTings e HDTVTest.

Se você pretende comparar TVs por seus dados técnicos - o que é uma boa ideia - deve fazê-lo usando dados medidos por sites confiáveis, pois os fabricantes querem é te ferrar. É comum ver dados mirabolantes como frequências de 960 Hz, contraste de 1.000.000:1, ângulo de visão altíssimo... Pura mentira. Simplesmente ignore-os. Procure sites como CNET, RTings e HDTVTest que testam TVs com métodos objetivos, usam ferramentas profissionais como colorímetros, fontes padronizadas, salas escuras, etc, para medir valores comparáveis, úteis e reais.

Por exemplo, se você procurar no site da Samsung, qual a frequência do painel da televisão MU6100 de qualquer tamanho, irá encontrar a informação "Frequência da Tela (Hz - MR): 120" seja lá o que isso signifique. O RTings nos informa que essa TV tem painel de 60Hz e alguns recursos de interpolação.

Comumente todos fabricantes inventam: Contraste, brilho, tempo de resposta, ângulo de visão, taxa de atualizações, HDR, codecs compatíveis, tipos de conexões, etc. E depois eles colocam nomes chiques como PurColor, Nano Cell Display, X-Reality, Motion Rate... Tudo coisa que marketeiro tirou do próprio rabo.

2. Painel de 120Hz nem sempre serve para rodar conteúdo 120FPS.

De forma curta, se você quer rodar jogos (ou qualquer conteúdo) acima de 60 FPS, você precisa procurar uma TV que suporte entrada de 120Hz, o que é diferente de uma TV com painel de 120Hz e entrada de 60Hz.

Uma TV que tem somente o painel de 120Hz e entrada de 60Hz só vai reproduzir conteúdo até 60Hz. TVs com 120Hz de entrada são raras, isso significa que se você quer conteúdo 120FPS para usar no seu PC, você terá mais sorte procurando um monitor apropriado. Algmas LGs e Sony recentes tem vindo com entradas de 120Hz.

Editado 2020: TVs com entrada e painel de 120Hz, capazes de conteúdo com 120 FPS e até mesmo taxa de atualização variável (VRR/Freesync) tem se popularizado, várias marcas estão oferecendo este recurso agora em TVs de média custo e a tendencia é ficarem ainda mais populares com os consoles suportando esse formato.

Então para que serve um painel de 120 ou 240hz, se a TV só suporta entrada de conteúdo 60Hz? Resposta é: Mesmo reproduzindo conteúdos 60Hz, uma TV LED beneficia do painel de 120Hz para remover o judder em conteúdo 24FPS (filmes e séries) e reduzir o motion blur.
  • O que é judder? Filmes passam em 24 quadros por segundo (24Hz). Quando a TV tem um painel de 60Hz ela precisa "encaixar" esses 24 quadros por segundo em um painel de 60 quadros por segundos (Hz = FPS). Para fazer isso a TV usa um processo chamado 3:2 Pulldown, que quando mal executado pode causar mudança na cadência do filme. TVs com painel de 120Hz e 240Hz não tem esse problema (ou pelo menos não deveriam), pois 120 e 240 são múltiplos de 24 e as taxas de quadros encaixam perfeitamente. Algumas pessoas naturalmente não notam esse problema.
Processamento 3:2 Pulldown:
  • O que é motion blur? Motion blur aparece na TV, especialmente LCDs, quando uma imagem move-se muito depressa na tela, ocorre um "rastro", um borrado. Ocorre por causa do tempo de resposta do pixel na tela, quando o pixel não acompanha a imagem mostrada ocorre o borrão. Um painel com 120Hz (ou 240Hz) ajuda a eliminar esse efeito.
E lembre-se que fabricantes mentem esse número do painel quase sempre.

3. Quem quer imagem melhor, procura contraste maior.

Por causa da maneira que são construídas, TVs LED não conseguem reproduzir pretos verdadeiros, essas TVs usam, na verdade, tons de cinza para disfarçar. Quando a TV não consegue reproduzir um cinza próximo o suficiente do preto de verdade, a imagem fica ruim. Vide exemplos:

TV LCD de alto contraste (Sony x905F com cerca de 5000:1 de contraste nativo).

Fonte: RTings.

TV LCD de baixo contraste (LG SK9000 com contraste nativo de 1300:1).

Fonte: RTings.

TV com contraste infinito e pretos perfeitos (LG C8, tipo OLED).

Fonte: RTings.
Essa diferença, de preto para cinza, deixa imagem acinzentada, leitosa, "morta". Vide nas comparações ilustrativas abaixo (clique nas imagens, demoram um pouco para carregar):






















As únicas TVs atualmente que tem pretos de verdade, e por consequência contraste infinito e melhor imagem, são as TVs do tipo OLED (que diferem de QLED da Samsung). TVs OLED não usam lâmpadas e conseguem apagar seus pixels individualmente para criar ausência total de luz, enquanto as TVs LCD usam lâmpadas que precisam ficar acessas gerando luz e "acizentando" os pixels pretos.

Então, prefira televisões com alto contraste. E novamente: Fabricantes mentem contraste, use medições empíricas do RTings, CNET, HDTVTest, etc.

4. Imagem atraente na loja pode ser uma porcaria na sua casa.

Comumente vejo leigo falando que prefere procurar a melhor imagem da TV na loja e fazer o teste do olho. Essa é uma ideia terrível e provavelmente a pior dica que pode ser dada a alguém comprando uma TV. O leigo vai na loja e acaba escolhendo a pior possível, pois fabricantes querem te induzir ao erro (vide item 1), não te ajudar.

Loja que se preze será um ambiente bem iluminado, isso piora sua percepção do contraste - o principal quesito de qualidade de imagem. A única coisa comparável nessa situação é o reflexo. Na sua casa, no conforto do seu quarto ou sala, você quer a melhor imagem.

Além disso, a TV da loja provavelmente está em "Modo Loja" (ou semelhante) e configurado precisamente para te enganar! Os fabricantes caçam quem vai fazer o teste do "zoiômetro" e pré-configuram suas imagens para serem o mais "chamativa", carnavalesca, vibrante e exagerada possível. Saturação, brilho e interpolador socados no talo. Na sua casa, você vai usar o oposto de uma imagem de loja, você quer o "Modo Filme", depois de uma regulação básica, que você mesmo pode fazer com resultados extremamente satisfatórios (vide item 5).

O que você pode aprender numa loja sobre de uma TV tem pouco a ver com a imagem. É bom para testar o software, mexer no controle remoto, brincar com o Smart, olhar a estética, esse tipo de coisa.

5. Uma TV bem regulada é sempre melhor.

A primeira coisa a entender é que estética é subjetivo, qualidade de imagem não. Ou seja, existe "imagem correta" e "imagem errada". Você pode achar verde mais bonito que vermelho, mas se a capa do Superman aparece Verde, sua imagem está errada.

Existe um padrão (Rec. 709) que criadores de conteúdo usam, assim o filme que o diretor criou pode passar nos diversos cinemas, televisões e blu-rays da mesma forma, a mesma imagem correta em todas as telas diferentes. Ou seja, uma boa imagem é aquela que mais se aproxima do pretendido pelo conteúdo original. TVs não vem reguladas para "Imagem Correta" de fábrica, na verdade até o contrário, propositalmente a imagem é desregulada pelo fabricante para chamar atenção do consumidor.

Existem serviços profissionais de calibração, com equipamentos específicos e se você quer uma calibração de verdade, procure esses serviços. Aqui nós vamos usar um ajuste básico, rudimentar e simples para aproximar um pouco de uma imagem correta que não é uma calibração de forma alguma.

Para começar, certas configurações valem para todas TVs. Desliga contraste de dinâmico, tom de preto (e semelhantes), tom de pele, interpoladores (auto motion plus, clear motion rate, Motionflow...), redução de ruído ou filtro MPEG ou qualquer outro fru-fru que fabricante inventou. Esse tipo de coisa só atrapalha. Além disso, a melhor imagem se encontra comumente nos modos "Filme" ou modo "Cinema" de imagem. Infelizmente, esse também é o modo que costuma ter input lag mais alto. Se você quer o input lag mais baixo, use o Modo Jogo/PC.

Em seguida, baixe o arquivo de padrões do AVS Forum. Baixe a versão "MP4 (.exe) or MP4 (.7z)". Esses padrões são arquivos de vídeos, .MP4 que rodam em qualquer TV moderna, e servem de régua para nosso ajuste. Para nossa situação, só precisamos da pasta "Basic Settings".

Se deseja detalhes, na mesma página, baixe o manual PDF(em inglês).

Agora você tem uma carambolhada de videos que você baixou. Separe pra tocar na sua TV os seguintes:
  • Black Clipping: É um ajuste de brilho e gamma. Ajuste até as barras 2-16 ficarem pretas mas tal que as barras 17-25 fiquem piscando em cinza. Nas TVs Sony de 2016 em diante, ajuste "nivel de preto" e gamma. Não confundir com "Luz de Fundo".
  • White Clipping: É ajuste do que os fabricantes chamam no menu de "contraste" (que é diferente do contraste nativo que comento no item 3), o ideal é que as barras números 235-253 sejam brancas enquanto as 230-234 fiquem piscando. Na prática, muitas TVs não atingem a barra 235, nesse caso deixe o contraste no máximo e segue em frente (não, contraste dinâmico não ajudará, mantenha-o desligado).
  • Color Clipping: Este arquivo serve para ajustar a saturação de cores, comumente chamada de "Cor" no menu. O ideal é que somente as barras 219-233 fiquem piscando enquanto as barras 235-251 fiquem constantes. É um resultado chato de atingir na prática pois a TV provavelmente tem saturações desequilibradas entre as diferentes cores (Vermelho mais saturado que Verde, por exemplo). Se puder usar o Balanço de Cores avançado (ou semelhante) da sua TV conseguirá o melhor resultado.
  • Sharpess & Overscan: Te mostra as bordas da imagem para saber se está sendo cortada/esticada, ao mesmo tempo ajusta a nitidez. Ajuste a nitidez ao valor mais alto possível que não cause borrão ou serrilhados nas curvas e linhas diagonais.
É importante que esses ajustes sejam balanceados. Depois de ajustar o White Clipping, por exemplo, você deve reajustar o Black Clipping e depois Color Clipping e assim por diante, até que todos estejam no ponto certo. É um processo repetitivo, especialmente quando feito pela primeira vez em uma TV zerada.

Esse é o básico do básico mas já vai lhe dar uma imagem vastamente melhor que qualquer TV de fábrica!

Se você aprofundar-se no manual também poderá tirar proveito dos arquivos .MP4 Grayscale Ramp, Grayscale Steps e Color Steps. Podendo usar as opções mais avançadas da TV como Balanço de Cores, Balanço de Branco, Balanço de Branco 10p (cada fabricante tem um nome diferente para essas opções, tem que ir fuçando).

Estresso que isso não é uma "calibração" de forma alguma, é somente uma aproximação, um ajuste, uma regulagem rudimentar no olhômetro.
 
Última edição:

ricardogame

New Member
Registrado
Só quer o resumo, não precisa dos detalhes? Aprenda o seguinte:

1. Dados de fabricantes são mentiras. Veja sites como CNET, RTings e HDTVTest.
2. Você talvez não precise de 4K devido a relação distância/tamanho/resolução.
3. Muitas TVs tem painel 120/240 Hertz mas quase nenhuma TV reproduz 120FPS.
4. Quem quer imagem melhor, procura contraste maior.
5. Imagem atraente na loja pode ser uma porcaria na sua casa.
6. Uma TV bem regulada - mesmo que amadoramente - é sempre melhor.

Quer detalhes? Leia o seguinte:


1. Dados de fabricantes são mentiras. Veja sites como CNET, RTings e HDTVTest.

Se você pretende comparar TVs por seus dados técnicos - o que é uma boa ideia - deve fazê-lo usando dados medidos por sites confiáveis, pois os fabricantes querem é te ferrar. É comum ver dados mirabolantes como frequências de 960 Hz, contraste de 1.000.000:1, ângulo de visão altíssimo... Pura mentira. Simplesmente ignore-os. Procure sites como CNET, RTings e HDTVTest que testam TVs com métodos objetivos, usam ferramentas profissionais como colorímetros, fontes padronizadas, salas escuras, etc, para medir valores comparáveis, úteis e reais.

Por exemplo, se você procurar no site da Samsung 40KU6300 qual a frequência do painel, vai encontrar a informação "Frequência da Tela (MR): 120" seja lá o que isso signifique. O RTings nos informa que essa TV tem painel de 60Hz e alguns recursos de interpolação.

Comumente todos fabricantes inventam: Contraste, brilho, tempo de resposta, ângulo de visão, taxa de atualizações, HDR, codecs compatíveis, tipos de conexões, etc. E depois eles colocam nomes chiques como PurColor, Nano Cell Display, X-Reality, Motion Rate... Tudo coisa que marketeiro tirou do próprio rabo.

2. Talvez você não precise de 4K devido a relação distância/tamanho/resolução.

Quem tem TV 1080p em casa provavelmente já notou que quando assistem conteúdos de diferentes resoluções, 1080p, 720p ou 480p por exemplo, a diferença entre elas se torna menor a medida em que afastamos-nos da TV. Isso acontece pois nós temos uma visão limitada pela distância e tamanho da tela. Isso significa que para tirar proveito da resolução 4K, precisamos de uma grande TV ou assistir de bem perto.

A tabela a seguir (cortesia do site carltonbale.com) expõem esse efeito em números. No eixo vertical a distância (em pés, converta para metros aqui), no eixo horizontal o tamanho da tela em polegadas.


Por exemplo, quem adquirir a TV LG 43UJ6525, uma TV 4K com somente 43 polegadas, precisará posicionar-se e a menos de 2m para começar a notar benefício. É algo impraticável para maioria das situações. Se você quer usufruir de conteúdo 4K na sua sala, na qual você senta a mais de 2 metros de distância da tela, procure uma TV de pelo menos 55".

Obs: TV para usar como monitor é outra conversa.

3. Muitas TVs tem painel 120/240 Hertz mas quase nenhuma TV reproduz 120FPS.

De forma curta, se você quer rodar jogos (ou qualquer conteúdo) acima de 60 FPS, você precisa procurar uma TV que suporte entrada de 120Hz. Uma TV que tem somente o painel de 120Hz e entrada de 60Hz só vai reproduzir conteúdo até 60Hz. TVs com 120Hz de entrada sÃo muito raras, isso significa que se você quer conteúdo 120FPS para usar no seu PC, você terá mais sorte procurando um monitor apropriado.

Então para que serve um painel de 120 ou 240hz, se a TV só suporta entrada de conteúdo 60Hz? Resposta é: Mesmo reproduzindo conteúdos 60Hz, uma TV LED beneficia do painel de 120Hz para remover o judder em conteúdo 24FPS (filmes e séries) e reduzir o motion blur.
  • O que é judder? Filmes passam em 24 quadros por segundo (24Hz). Quando a TV tem um painel de 60Hz ela precisa "encaixar" esses 24 quadros por segundo em um painel de 60 quadros por segundos (60hz). Para fazer isso a TV usa um processo chamado 3:2 Pulldown, que quando mal executado pode causar mudança na cadência do filme. TVs com painel de 120Hz e 240Hz não tem esse problema (ou pelo menos não deveriam), pois 120 e 240 são múltiplos de 24, e as taxas de quadros já encaixam sem processamento adicional. Vários TVs, players de blu-ray e consoles tem o chamado modo 24p, modo telecine ou semelhante, que busca reduzir os efeitos do judder (muitos com grande sucesso). Algumas pessoas naturalmente não notam esse problema.
Processamento 3:2 Pulldown:

  • O que é motion blur? Motion blur aparece na TV, especialmente LCDs, quando uma imagem move-se muito depressa na tela, ocorre um "rastro", um borrado. Ocorre por causa do tempo de resposta do pixel na tela, quando o pixel não acompanha a imagem mostrada ocorre o borrão. Motion blur é muito notável jogos e esportes. Um painel com 120Hz (ou 240Hz) ajuda a eliminar esse efeito. E lembre-se que fabricantes mentem esse número quase sempre.
4. Quem quer imagem melhor, procura contraste maior.

O quesito mais importante para julgar a qualidade de uma TV é o contraste. Uma TV pode ter 4K, mega contraste, quantum pixel, X-Reality Pro, auto motion plus, clear motion rate e sangue de 7 virgens menstruadas na lua cheia, mas se tiver BAIXO CONTRASTE o resultado será uma imagem ruim!

Exemplo:

Isso acontece pois TVs LCD não produzem preto de verdade, mas sim cinzas muito escuros que nos iludem por pretos. Quando esse cinza não é escuro o suficiente para criar ilusão de preto, a imagem fica morta e branda. Quanto mais próximo do preto é esse cinza, maior é o contraste, melhor e mais viva é a imagem.

Por exemplo, a LG 49UH6500 - uma TV 4K - tem contraste de 1325:1 (medição do RTings). A Sony W650D - uma 1080p - tem contraste de 3397:1 e provavelmente uma imagem consideravelmente melhor.

As únicas TVs atualmente que tem pretos de verdade, e por consequência contraste infinito e melhor imagem, são as TVs do tipo OLED. TVs OLED não usam lâmpadas e conseguem apagar seus pixels individualmente para criar ausência total de luz, enquanto as TVs LCD usam lâmpadas que precisam ficar acessas gerando luz e "acizentando" os pixels pretos.

Então, prefira televisões com alto contraste e não a TV com mais pixels. E novamente: Fabricantes mentem contraste, vá no RTings, CNET, HDTVTest, etc.

5. Imagem atraente na loja pode ser uma porcaria na sua casa.

Comumente vejo leigo falando que prefere procurar a melhor imagem da TV na loja e fazer o teste do olho. Essa é uma ideia terrível e provavelmente a pior dica que pode ser dada a alguém comprando uma TV. O leigo vai na loja e acaba escolhendo a pior possível, pois fabricantes querem te induzir ao erro (vide item 1), não te ajudar.

Loja que se preze será um ambiente bem iluminado, isso piora sua percepção do contraste - o principal quesito de qualidade de imagem. A única coisa comparável nessa situação é o reflexo. Na sua casa, no conforto do seu quarto ou sala, você vai quer a melhor imagem, portanto um ambiente não iluminado para poder tirar o melhor da sua TV.

Além disso, a TV da loja provavelmente está em "Modo Loja" (ou semelhante) e configurado precisamente para te enganar! Os fabricantes caçam quem vai fazer o teste do "zoiômetro" e pré-configuram suas imagens para serem o mais "chamativa", carnavalesca, vibrante e exagerada possível. Saturação, brilho e interpolador socados no talo. Na sua casa, você vai usar o oposto de uma imagem de loja, você quer o "Modo Filme", depois de uma regulação básica, que você mesmo pode fazer com resultados extremamente satisfatórios (vide item 6).

O que você pode aprender numa loja sobre de uma TV tem pouco a ver com a imagem. É bom para testar o software, mexer no controle remoto, brincar com o Smart, olhar a estética, esse tipo de coisa.

6. Uma TV bem regulada - mesmo que amadoramente - é sempre melhor.

Algumas configurações mais básicas valem para maioria das TVs: Desliga contraste de dinâmico, tom de preto (e semelhantes), interpoladores (auto motion plus, clear motion rate, Motionflow...), redução de ruído ou filtro MPEG ou qualquer outro fru-fru que fabricante inventou. Esse tipo de coisa esta aí para te atrapalhar. Sua imagem ficará pior e ainda aumentará seu input lag (o que te ferra se você for jogar ou usar no PC).

No geral, a melhor imagem se encontra no modo de imagem "Filme" ou "Cinema". Infelizmente, esse também é o modo que costuma ter input lag mais alto. Se é melhor usar o Modo Filme com melhor imagem e input lag mais alto, ou Modo Jogo com imagem pior e melhor input lag varia de diversos fatores: Seu uso, sua TV, sua sensibilidade a imagem e input lag. Cabe a você experimentar e decidir. Eu por exemplo não jogo na minha TV, portanto regulei a minha para melhor imagem independente do input lag, mas quem quer jogar BF1 ou MK-X online, com certeza vai querer o melhor input lag possível. As vezes um meio termo no "Modo Padrão" (ou semelhante) seja o melhor para você.

Para regular as opções de uma TV, ainda que sem instrumentos e com eficácia limitada, baixe o arquivo de padrões do AVS Forum. Esses padrões são arquivos de vídeos que servem de régua para ajustarmos Brilho, Contraste e etc de acordo com padrão aceito mundialmente (Rec.709).

Quase todas as TVs modernas rodam os arquivos do AVS Forum diretamente da USB, portanto pode baixar o .MP4 (7z). Como nós não temos um colorímetro, só precisamos da pasta "Basic Settings" e "Misc Patterns". Também baixe o manual PDF no mesmo link que fica explicado com mais detalhes.

Agora você tem uma carambolhada de .mp4 que você baixou. Separe pra tocar na sua TV os seguintes:
  • Black Clipping: É um ajuste de brilho e gamma. Ajuste até as barras 2-16 ficarem pretas mas tal que as barras 17-25 fiquem piscando.
  • White Clipping: É ajuste de contraste, o ideal é que as barras 235-253 sejam brancas, enquanto 230-234 fiquem piscando. Na prática muitas TVs não atingem a barra 235, nesse caso deixe o contraste no máximo e segue em frente (não, contraste dinâmico não ajudará, mantenha-o desligado).
  • Color Clipping: É a saturação. O ideal é que somente as barras 219-233 fiquem piscando nas três cores. Novamente, é um resultado chato de atingir na prática. Se preciso (e se tiver paciência), use o balanço de cores avançado da TV, comumente indisponível em "modo jogo" infelizmente. Junto do pacote tem outro vídeo chamado Color Steps que pode ajudar num ajuste mais preciso.
  • Sharpess & Overscan: Te mostra as bordas da imagem para saber se está sendo cortada/esticada, ao mesmo tempo ajusta a nitidez. Ajuste a nitidez ao valor mais alto possível que não cause borrão ou serrilhados nas curvas e linhas diagonais.
Esse é o básico mas já vai lhe dar uma imagem vastamente melhor que qualquer TV de fábrica. Lembrando que esses ajustes devem ser balanceados. Depois de ajustar White Clipping por exemplo, você deve reajustar o Black Clipping e depois Color Clipping e vice-versa, até que todos estejam no ponto certo (sim, é um processo chato).

Se você aprofundar um pouquinho no manual também poderá tirar proveito dos arquivos Grayscale Ramp, Grayscale Steps e Color Steps, podendo usar as opções mais avançadas da TV como Balanço de Cores, Balanço de Branco, Balanço de Branco 10p.
Bom incentivo, parabéns!
Sempre utilizo o RTINGS para analisar as tvs
 

TheBombBR

Só sei que foi assim!
Registrado
Excelente tópico, vai ajudar muita gente que ta aprofundando sobre tvs
 

yurieu

Active Member
Registrado
Se eu digo que uma TV Samsung é mil vezes melhor que qualquer TV IPS da LG, sou chamado de fanboy, mas a mesma pessoa diz que a melhor TV de todas é o OLED. Contradição.
 

jr.pardal

[GAME] Geraldo Adrena - Em breve
Registrado
Ótimo tópico!!! Parabéns!! Quando comprei a minha em 2015 pesquisei bastante sobre tudo, esse tópico teria me ajudado hehe
 

jeanjsa1980

New Member
Registrado
Se eu digo que uma TV Samsung é mil vezes melhor que qualquer TV IPS da LG, sou chamado de fanboy, mas a mesma pessoa diz que a melhor TV de todas é o OLED. Contradição.
Concordo com vc
Contraste maior = melhor imagem

Mas as Samsung principalmente da série ku6000, todas tem problemas com judder e flicker

Muita gente reclamando em filmes e jogos com ghost e travadinhas

Já da série ks7000 pra cima já é melhor porém vc terá q pagar uma pequena fortuna
 

yurieu

Active Member
Registrado
Concordo com vc
Contraste maior = melhor imagem

Mas as Samsung principalmente da série ku6000, todas tem problemas com judder e flicker

Muita gente reclamando em filmes e jogos com ghost e travadinhas

Já da série ks7000 pra cima já é melhor porém vc terá q pagar uma pequena fortuna
Pode ter flicker, mas a LG também tem. E outra, no Brasil há apenas modelos medíocres a preços abaixo de 5000 reais.
 

unibero

Active Member
Registrado

unibero

Active Member
Registrado

jeanjsa1980

New Member
Registrado
Mas numa tv de 49 polegadas justifica pagar 1500-1700 reais a mais no modelo 49KS7000 da Samsung?

Esse RGBW seria tão ruim assim?
Tendo dinheiro claro q vale

Com o RGBW vc perde 25% de qualidade

E só ler reviews da rtings dos modelos e verá q as LG (exceto as OLEDS)

Tem pior qualidade de imagem q as Samsung ou Sony q usam painel VA e RGB
 

Angel Netsuke

Member
Registrado
Favoritei para quando for comprar as TVs do meu apê.

Alguém poderia criar uma lista das melhores TVs em determinada faixa de preço?
 

dyegoferreira

admsys
Registrado
Excelente tópico
 

Pywaln

Outsider Inside
Registrado
Informações excepcionais! Estou pensando em comprar uma futuramente, agora só falta dar uma peneirada e listar modelos de TV's de acordo com faixas de preço.
 

willlll

Member
Registrado
+Like

Favoritei para quando for comprar as TVs do meu apê.

Alguém poderia criar uma lista das melhores TVs em determinada faixa de preço?
Apoio a criação de uma lista das melhores TVs por faixa de preço.

Em setembro vou me mudar e comprar uma nova TV para meu novo apto. A distância entre "os zóio" e a tela da TV é de uns 3 metros, depois digo precisamente, mas, acho que entendi, vou ter que comprar uma 1080p 4K de 60, segundo a imagem/gráfico com relações distâncias, resoluções, etc.
 

marcioxavi

New Member
Registrado
Não tem muito erro nas melhores por faixa de preço:
3k: as JU, MU, KU da Samsung
5k: Sony x905e, já que as KS sairam de linha
9k: as LG oled e um pouco abaixo as qled da Samsung 2017 (não são oled)
 
Última edição:

hinokakera

Lemmingball Z
Registrado
Muito obrigado pelo post, só comentando para agradecer e para ficar "marcado" aqui hehehe.
 

Chinji

New Member
Registrado
Legal o tópico, vlw ajudou bastante, estou a procura pois vou comprar mês q vem na bf, acho q vou pegar a Samsung 40ku6300, acho q é isso.
Pretendo usar tbm no pc.
 

baloneto

New Member
Registrado
Muito bom o tópico!! Uma coisa que eu gosto de destacar, é a parte do contraste. Muita gente tem a noção errada de que quanto mais contraste melhor, ou quanto mais escuro o preto, melhor.
Na verdade não é bem assim. Não adianta a TV ter um preto absoluto, se ela não consegue reproduzir bem os detalhes, e em cenas escuras, você acaba enxergando uma coisa só, e não percebe os detalhes das superfícies e rugosidades.

Exemplo, reparem para as pedras nessa imagem: (é um exemplo meio forçado de foto pos editada, mas apenas para ilustrar)


Vejo muita gente que compra TV de tal marca por causa que tem mais contraste, mas a pessoa acaba não sabendo ajustar isso direito. Logico que as HDR e tvs com mais Lux também ajudam em cenas assim, mas estou tentando escapar dessas coisas mais complicadas e ser o mais simples possível nesse exemplo. Mesmo com TVs IPS se consegue resultados satisfatórios, se ajustar direito, e se atentar a opção "Nível de Preto HDMI".
 

Mozts

Well-Known Member
Registrado
Se a TV está "machucando" as cenas escuras, provável que seja por causa da regulagem. Comumente isso vem do gamma, brilho ou dos filtros enganadores "contraste dinâmico" e "tom de preto". Por isso o item 6. Até uma OLED fica feia se mal ajustada.

Quando digo contraste, quero dizer o contraste nativo. Comumente medido com uma imagem "tabuleiro de damas", onde a TV exibe ambos os extremos de sua imagem (o branco e o preto) e nesse caso, quanto mais escuro o preto, melhor sim, especialmente para salas escuras.



Além disso, muitas TVs, especialmente LCDs, tem uniformidade de preto baixa, quando a imagem aparece "manchada", mas isso independen do contraste e algo muito chato de prever, pois varia de unidade para unidade.
 
Última edição:

baloneto

New Member
Registrado
Se a TV está "machucando" as cenas escuras, provável que seja por causa da regulagem. Comumente isso vem do gamma, brilho ou dos filtros enganadores "contraste dinâmico" e "tom de preto". Por isso o item 6. Até uma OLED fica feia se mal ajustada.

Quando digo contraste, quero dizer o contraste nativo. Comumente medido com uma imagem "tabuleiro de damas", onde a TV exibe ambos os extremos de sua imagem (o branco e o preto) e nesse caso, quanto mais escuro o preto, melhor sim, especialmente para salas escuras.



Além disso, muitas TVs, especialmente LCDs, tem uniformidade de preto baixa, quando a imagem aparece "manchada", mas isso independente do contraste e algo muito chato de prever, pois varia de unidade para unidade.
Perfeito, meu comentário ficou meio confuso, mas a ideia que eu quis reforçar é que tem que ajustar. Como você mesmo disse no tópico, muitas vezes as lojas, ou mesmo o marketing dessas TVs, usam como exemplo imagens com contraste forçado, que podem se sair até bem em algumas cenas, mas não é o ideal.

Eu ja vi um caso de um cara reclamando da falta de detalhes de uma TV IPS LG, em cenas escuras. Quando fui testar, todas as configurações preset realmente causavam esse problema. Foi só abrir o menu, e mexer um pouco mais afundo, e cheguei numa imagem muito boa e com muitos detalhes, claro, dentro das limitações do IPS. O que mais vejo é TV mal calibrada, com várias funções ativadas que estragam a imagem, ja vi diretores (o mais recente, o de Stranger Things), reclamando que por causa dessas porcarias, as pessoas não assistem a imagem de verdade que eles gostariam de passar.
 

artfurt

New Member
Registrado
Muito bom o tópico!! Uma coisa que eu gosto de destacar, é a parte do contraste. Muita gente tem a noção errada de que quanto mais contraste melhor, ou quanto mais escuro o preto, melhor.
Na verdade não é bem assim. Não adianta a TV ter um preto absoluto, se ela não consegue reproduzir bem os detalhes, e em cenas escuras, você acaba enxergando uma coisa só, e não percebe os detalhes das superfícies e rugosidades.

Exemplo, reparem para as pedras nessa imagem: (é um exemplo meio forçado de foto pos editada, mas apenas para ilustrar)


Vejo muita gente que compra TV de tal marca por causa que tem mais contraste, mas a pessoa acaba não sabendo ajustar isso direito. Logico que as HDR e tvs com mais Lux também ajudam em cenas assim, mas estou tentando escapar dessas coisas mais complicadas e ser o mais simples possível nesse exemplo. Mesmo com TVs IPS se consegue resultados satisfatórios, se ajustar direito, e se atentar a opção "Nível de Preto HDMI".

Exatamente.


E o que mais se vê são coisas como essa da primeira foto. Em algumas cenas, por exemplo, homens com ternos pretos em lugares escuros, mal dá pra se identificar os contornos da pessoa e demais detlahes. Um painel IPS de qualidade, bem calibrado, entrega níveis de preto muito satisfatórios e bem equilibrados.


Por isso para mim, nem aqui nem na china nível de preto define a qualidade de uma TV. Nem a pau, juvenal. Prezo muito mais os angulos de visão e fidelidade de cores, e nisso os paineis IPS matam a pau.
 

Usuários que estão vendo esse Tópico (Users: 0, Guests: 1)

Topo