Guia Básico sobre som, alto-falantes, potência, impedância, THD e SNR [V2.0]

upking

Active Member
Registrado
ATUALIZADO 11/09/2013!

Potência
Assuntos que serão abordados neste artigo:
• Potência PMPO
• Potência RMS
• Sensibilidade do alto-falante
• Potência RMS vs Volume
• Distorção Harmônica (THD)
• Relação sinal-ruído (SNR)

Potência PMPO

Tenho a certeza que vocês já viram no mercado algo como "Mini System 3600W PMPO", ou apenas o "3600W" sem especificação alguma, além dos mais variados tipos de números que só servem para lhe confundir na hora de escolher seu aparelho e que também não dizem absolutamente nada sobre a real potência ou volume máximo atingido pelo aparelho.

Essa tal de "PMPO" é uma medida criada pelos fabricantes afim de encher os olhos do consumidor com números inflados, no início eles se referiam a potência de pico, com o passar do tempo foram sendo desenvolvidas novas maneiras de se medir o "PMPO" o que acabou resultando em uma medida completamente imprecisa, pois cada fabricante poderá ter seu modo de medir os tais "Watts PMPO"

Em outras palavras, a potência PMPO não significa nada e também não é parâmetro de comparação entre sistemas.


Potência RMS

Esta sim é a verdadeira potência do seu aparelho, por diversas vezes é um número pequeno, que raramente chega ou ultrapassa dos 100W porém é aceita mundialmente como padrão ao medir a potência de amplificadores, receivers e derivados.

Ela é obtida com um sinal de uma única freqüência (60hz para subwoofers e 1khz como padrão internacional), na mesma amplitude ao ser reproduzido, o que vale aqui são os valores obtidos antes do amplificador distorcer ("clipagem").

É feito da seguinte maneira, liga-se um resistor com a impedância (ohms) desejada (de 2 à 16ohms em geral), quanto maior a impedância, menor será a potência RMS, após ligado o resistor, coloca-se o amplificador reproduzindo a freqüência para teste em onda senoidal e mede-se a tensão no resistor, com um multímetro True RMS, a fórmula é a seguinte:

Pot= V² / R
V = tensão medida no voltímetro
R = resistência utilizada
Tensão medida no multímetro = 20 volts, com um alto-falante de 8 ohms.
P = ( 20² / 8 )
P = ( 400/8 )
P= 50 W RMS
Como saber se estou exagerando na potência aplicada em meu alto falante?
Existem algumas formas, uma delas é perceber se o alto falante está “batendo bobina”, ou seja a bobina está batendo no fundo do alto falante. Poderia citar também o momento quando o som começa a distorcer, mas isso nem sempre é culpa do alto falante, muitas vezes é o amplificador que está entrando na região de distorção

Agora que você já sabe os conceitos de RMS vamos para a parte prática do assunto

Sensibilidade

Todo alto-falante tem um parâmetro que se chama "Sensibilidade" que por padrão é medida a 1W e 1 metros de distância, a sensibilidade é a pressão sonora (SPL, em outras palavras, volume) em dB obtido a 1m de distância que um falante consegue gerar quanto recebe um sinal de 1W RMS

Por exemplo: Um alto-falante com sensibilidade de 86dB consegue gerar 86 dB de volume a 1 metro de distância com 1 W RMS

Impedância

Impedância é um outro parâmetro importante das caixas de som, ela muda de acordo com a frequência mas aqui abordaremos a nominal das caixas de som para melhor entendimento, que varia de 2 a 16 ohms em geral, ela deve combinar com a impedância do seu receiver/amplificador, caixas de 2 ohms ligadas em um amplificador que suporta no mínimo 4 ohms tem grandes chances de queimarem, tanto as caixas quanto os amplificadores, por outro lado não há problemas em ter caixas com impedância nominal maior do que a mínima do amplificador, porém as caixas receberão menos potência, exemplo:

Caixas de 8 ohms nominais
Receiver 4 ohms, 100W RMS
Ao ligar este falante neste receiver, no máximo ele irá receber 50W de potência RMS
Vale lembrar que nem sempre a potência dobra ao se diminuir a impedância pela metade, isso depende do projeto do amplificador.


Potência RMS vs Volume

Como sabemos, alto-falantes tem um parâmetro chamado sensibilidade, porém estes valores não são lineares, ou seja, o dobro de Watts RMS não significa o dobro de volume reproduzidos pelo alto-falante, na verdade quando dobramos a potência, temos que adicionar apenas 3dB ao alto-falante, sendo assim:

Alto-falante com 86dB sensibilidade ao receber 1W reproduzir 86dB de SPL
Alto-falante com 86dB sensibilidade ao receber 2W reproduzir 89dB de SPL
Alto-falante com 86dB sensibilidade ao receber 4W reproduzir 92dB de SPL
Alto-falante com 86dB sensibilidade ao receber 8W reproduzir 95dB de SPL
E por ai vai, agora vamos comparar alto falantes de sensibilidades diferentes:

Alto-falante com 86dB sensibilidade ao receber 8W reproduzir 95dB de SPL
Alto-falante com 89dB sensibilidade ao receber 4W reproduz 95dB de SPL
Concluímos que ao adicionarmos 3dB a mais na sensibilidade, o segundo alto falante reproduz sons com a mesma intensidade sonora que o primeiro e com a metade da potência, isso é muito importante para sistemas que não possuem muita potência pois ao serem equipados com alto falantes de alta sensibilidade podem atingir os mesmos níveis de SPL que outros sistemas de maior potência

Mas quanto de pressão sonora significam um valor X de decibéis(dB)?


Agora imagine caixas com 92 dB de sensibilidade, compare com o gráfico acima e perceba o tanto de “barulho” que 1W pode fazer.

Agora que você já sabe que potência não é tudo, e que o dobro de potência não significa realmente o dobro de volume, vamos aprender sobre a qualidade do som


Resposta de Frequencia

A audição humana consegue perceber sons que variam de 20 à 20.000Hz, portanto um bom alto-falante conseguiria reproduzir toda essa faixa de freqüência, mas isso é a teoria, na prática é muito difícil para apenas 1 alto-falante reproduzir todas essas freqüências com perfeição, os chamados "fullrange" se propõe a fazer tal trabalho, porém são raros os casos que que eles conseguem.

Por isso existem vários tipos de alto-falantes especializados em faixas de freqüência, podemos dizer que existem aqueles para os graves, os médios e os agudos
Temos então as seguintes categorias, Subwoofer (graves), woofer (médios), tweeters (agudos). Gostaria de lembrar que estou generalizando pois existem várias outras subcategorias como por exemplo, sub-graves, médios-agudos e etc, que fazem parte da transição de um tom para outro

Vamos começar pelos agudos, os Tweeters são falantes em geral pequenos e se movimentam pouco, assim como movimentam pouco ar também, são responsáveis pelas freqüências agudas (altas) e por isso se movimentam muito rápido e num espaço pequeno, em geral, vão de 5.000 Hz até os 20.000 Hz.
Na faixa dos agudos as ondas sonoras são bastante direcionais, recomenda-se que o tweeter esteja na altura do ouvido de quem está ouvindo o som, para um melhor aproveitamento.

Nos médios temos os woofers, vão de 80 ou 120hz até os 5khz (5.000Hz), responsáveis pela maior parte da informação sonora e também são aqueles que reproduzem a nossa fala, com tamanho maior que os Tweeters, eles costumam movimentar mais ar, porém são menores que os subwoofers e produzem ondas menos direcionais que os tweeters porém ainda direcionais

Nos graves, de 80hz para baixo temos os subwoofers, com tamanho avantajado de 8 polegadas até alguns modelos de 18 ou mais, eles movimentam grandes quantidades de ar e requerem caixas acústicas muito maiores que os outros falantes, são eles que dão aquela impressão de que está tudo tremendo e são muito responsáveis pelas batidas de certos tipos de música, como hip-hop, eletrônica e outros, produzem as ondas menos direcionais, é muito mais difícil de perceber de onde vem os sons graves.

Unindo esses 3 tipos de alto-falantes é possível criar uma caixa que reproduza todo o nosso espectro audível, tomando cuidado apenas para que certas freqüências não fiquem mais altas que outras, pois isso poderia dar impressão de som abafado ou estridente por exemplo. Estas caixas são comumente chamadas de 3 way.

Existem também as caixas 2 way, mais comuns e mais baratas, podem atingir excelente qualidade sonora porém em geral, sacrificarão os graves mais baixos para isso.
O ideal é que a caixa de som tenha uma resposta plana sem grandes variações de pressão sonora de 20hz à 20khz.

OBS: hoje em dia é muito comum encontrar sistemas 2 way em stereo e mais uma contendo apenas o subwoofer, isto é feito para economizar espaço e porque o subwoofer requer muito mais potência do que os woofers e tweeters

Distorção Harmônica (THD)

A distorção harmônica total (THD) é medida em porcentagem, e o ideal é que esteja baixo de 1%, quanto menos melhor, a distorção faz por exemplo, o sinal senoidal ficar achatado, perdendo assim sua qualidade, equipamentos com THD menor que 1% são considerados Hi-Fi (alta fidelidade)

Portanto é sempre melhor um amplificador que te entregue por exemplo 100W à 4ohms com 1% THD do que um outro que entrega 100W à 4 ohms com 10% THD, sem falar que a distorção é um dos principais motivos para a queima dos alto-falantes.
Vale a pena ressaltar que 1% de distorção é o limite máximo aceitado pela maioria das pessoas, muitas vezes as empresas divulgam a potência com 10% de distorção, que é um número altíssimo e que com certeza irá lhe incomodar.

Signal-to-Noise ratio(SNR)

Esse é um parâmetro por vezes ignorado ou excluído mas que também é muito importante, ele mede o quanto de ruído, ou seja, interferência o sistema tem. E é responsável pelo chiado que se ouve quando o sistema está ligado, mas não está reproduzindo nada. E quanto menor, melhor, pois esse ruído será amplificado quando você aumentar o volume. (lembre-se que geralmente esse número é negativo na escala db)
Também é chamado de relação sinal-ruído e abreviado como S/N ou SNR.


Autor: Gabriel Rodríguez

FAVOR NÃO COPIAR SEM OS DEVIDOS CRÉDITOS E SEM ME AVISAR!

Espero ter abordado algo que seja útil para o vosso conhecimento e qualquer dúvida ou correção em meu texto, podem me notificar
[IMPORTANTE] Perguntas e Respostas:

Me tira uma duvida, pra um som ter uma potencia de 100watts rms, é necessário que ele consuma 100watts de energia elétrica?
e parabens pelo tópico!
É necessário que ele consuma por volta de 160 W ou mais da energia elétrica. depende da classe do amplificador.

1º Não existe mágica de multiplicação de Watts e também não existem aparelhos que tenham 100% de eficiência
2º um amplificador classe AB tem um rendimento de 50%, sendo assim, seriam 200W consumidos, existem outros tipos de amplificadores mais eficientes, e outros MENOS eficientes, mas não existe nenhum que te de 100% de eficiência
Classes: http://autosom.net/artigos/classe.htm
eu queria saber sobre os fios que se devem utilizar nas caixas de som, afeta na qualidade do som?.. tem algum tipo especifico ou pode ser qualquer tipo de fio?
Afeta sim, mas depende da caixa de som, quanto maior a qualidade da caixa mais diferença o cabeamento faz e a potência também tem a ver com o diâmetro do cabo

Então... Apesar de inativo o post gostaria de reavivá-lo.

Quero um 5.1 de baixo custo acoplado ao pc e não entendo nada então comecei a pesquisa.
Quero um som limpo, mesmo que não tenha volume mto alto.
Dúvidas ao autor do tópico:
-Qual a relação linear entre reciver/amplificador/alto-falantes?
A resposta a isso talvez ajude a entender sobre a incompatibilidade de impedâncias entre o aparelho emissor do sinal e o reprodutor do som.
-Pela fórmula da potência poderia dizer que ao comparar 2 aparelhos de mesmo RMS declarado, mas um com menos ohms o com menos ohms é melhor?
-Ao girar o controle de volume estou aumentando a emissão de W para as caixinhas?
-em relação à potênciaxvolume: Seo aumento no exemplo é de apenas 3db ao comparar caixas com um total de 37W RMS com de 26W RMS o ganho é pouco significativo?
Tenho uma mobo ECS GA8200 BE que diz ser 5.1 e tem 6 plugues atrás.
ECS GF8200A Black Motherboard Review :: ECS GeForce 8200A Black Layout :: Motherboards.org
me indicaram comprar uma creative audiogy, já achei em alguns lugares, a uns R% 160 e essa daí a R$90!!!! Só pode ser pilantragem... TecnoBR - Tecnologia em Informtica
Independente da idoneidade da loja, digamos que eu compre uma creative audiogy em perfeito estado:
Tenho como configurar a impedancia de saida dessas coisas para que se adaptem a diversas caixas de som?
Aliás, as únicas que achei por menos de 500 reais que me atrairam foram:
Edifier m1550

http://www.kabum.com.br/cgi-local/kabum3/produtos/descricao.cgi?id=01:02:21:45:96&tag=EDIFIER 5.1
Creative A 520
http://www.kabum.com.br/cgi-local/kabum3/produtos/descricao.cgi?id=01:03:290:332:21512&tag=creative
Bem vamos la...
Relação linear entre receiver/amp/ caixa de som, não entendi direito a pergunta mas vou deduzir que seja na questão de impedancia e potência

Entenda que a maioria dos receivers tem um amplificador junto, caso não tenha ele se torna um processador que mandaria um sinal pré amplificado para um amplificador
O receiver é um aparelho que recebe o sinal pré amplificado do PC, DVD, Bluray ou seja la o que seja, interpreta e amplifica ele para os alto falantes/ caixas de som

Agora vamos relacionar quanto a impedancia, a questão da impedancia é simples, em fisica temos que V=R*I , portanto V/R=I, quanto menor a impedância ou resistencia (impedancia na verdade é a resistencia de acordo com frequencia reproduzida) maior será a corrente, portanto se componentes do amplificador/receiver não aguentarem toda essa corrente eles queimarão

Por isso que se um receiver/amplificador diz que a impedancia minima aceitada é de 8 ohms, se você usar uma caixa de som de 4 ohms o dobro de corrente irá passar e portanto componentes. Porém ao utilizar uma caixa de som de 12 ohms, menos corrente ainda irá passar e isso fará o som mais baixo, tendo em vista que Pot=V.I, se V é fixo e I abaixa teremos menos potência

Acho que o motivo do amplificador/receiver não poder se utilizado com impedancias menores do que o minimo especificado.
Quanto a 2 aparelhos de potência identica mas variam na impedância minima, isso vai depender das suas caixas de som, por exemplo

Situação:

Se o aparelho X a impedancia minima é 8ohms e a potencia em 8 ohms é Z
Se o aparelho Y a impedância mínima é 6 ohms e a potência em 6 ohms é Z
Se suas caixas são de 8 ohms, o aparelho X poderá mandar toda a potência possível para elas, porém se forem de 6 ohms, ele mandará menos do que a potência Z e o aparelho Y será o indicado.

Em relação ao controle de volume, quando você escuta o som aumentando de intensidade você está aumentando a potência mandada para as caixas de som sim.

Potência vs Volume, isto depende da sensibilidade, a caixa de 27W pode tocar bem mais alto se tiver uma sensibilidade bem maior.
Para saber quanto são 3db a mais, de uma maneira bem grosseira você pode abrir uma musica com o winamp, ir no equalizador, no lado esquerdo as barras de qualização tem uma isolada que controla o volume total do eq, coloque ela em -3db e ative o equalizador (com todas as outras frequencias em 0 db), o som ira diminuir de intensidade e você saberá quanto é que vale essa variação de 3db na prática (peço para colocar em -3db para evitar distorções)

Configurar o amplificador/receiver para aceitar impedâncias menores apenas alguns modelos mais sofisticados tem essa opção. mas basicamente pode-se utilizar qualquer impedância acima da minima especificada, nunca abaixo.

Quanto a placa de som, tudo é relativo ao chip usado na sua placa mae vs o chip das offboards, umas offboards que tem saido boas ultimamente são as Xonar da Asus. Compare as especificações e veja qual a melhor, veja também a questão dos drivers que podem dar dor de cabeça.

Vamos agora as caixas de som que você procurou, nenhuma delas vai te dar um som 5.1 realmente de qualidade, isso é trabalho de homtheaters com uma boa quantia de dinheiro
Mas um aceitavel para quem está saindo de caixas de som basicas mesmo de PC é o Logitech X-540, falo dele pois ja escutei, é aceitável.


E agora apenas para conceituar:
Receiver: Aparelho receptor de sinais pré amplificados ou digitais e emissor de sinais amplificados (para caixa de som)
Processador: Aparelho receptor de sinais pré amplificados ou digitais e emissor de sinais pré amplificados (para amplificador)
Amplificador: Receptor de sinais pré amplificados e e emissão de sinais amplificados.

Nas formulas:
V=RI
V-> Volt (v)
R-> Resistencia (ohms)
I -> Corrente (A)

Pot = potência = Watt


Espero que tenha entendido, qualquer coisa pergunte novamente
Abraços!
 
Última edição:

Xinor

Active Member
Registrado
Parabéns cara, tirou varias dúvidas minha sobre o assunto, qualificado :yes:
 

ARI86

Usuário Bengador
Registrado
Me tira uma duvida, pra um som ter uma potencia de 100watts rms, é necessário que ele consuma 100watts de energia elétrica?
e parabens pelo tópico!
 

upking

Active Member
Registrado
Me tira uma duvida, pra um som ter uma potencia de 100watts rms, é necessário que ele consuma 100watts de energia elétrica?
e parabens pelo tópico!
É necessário que ele consuma por volta de 160 W ou mais da energia elétrica. depende da classe do amplificador.

1º Não existe mágica de multiplicação de Watts e também não existem aparelhos que tenham 100% de eficiência
2º um amplificador classe AB tem um rendimento de 50%, sendo assim, seriam 200W consumidos, existem outros tipos de amplificadores mais eficientes, e outros MENOS eficientes, mas não existe nenhum que te de 100% de eficiência
Classes: \/
http://autosom.net/artigos/classe.htm

Se me permite, estarei adicionando sua dúvida ao post principal, acho q pode ser a dúvida de muitos outros
 

roxynando

New Member
Registrado
Parabéns pela iniciativa.
Pena equipamentos Hi-Fi no Brasil serem raros e os poucos existentes serem custarem mais caro que uma moto.

A grande maioria dos equipamentos que já consideramos bom, como os kits Edifier (marca boa) dentro do orçamento da maioria do pessoal, tem no geral THD 10%, ou seja, pelo que entendi de seu tutorial.... mesmo sendo bom no nosso conceito, na verdade... é um lixo! Muito distante de 1%.
 

upking

Active Member
Registrado
Parabéns pela iniciativa.
Pena equipamentos Hi-Fi no Brasil serem raros e os poucos existentes serem custarem mais caro que uma moto.

A grande maioria dos equipamentos que já consideramos bom, como os kits Edifier (marca boa) dentro do orçamento da maioria do pessoal, tem no geral THD 10%, ou seja, pelo que entendi de seu tutorial.... mesmo sendo bom no nosso conceito, na verdade... é um lixo! Muito distante de 1%.
Exatamente, só a título de comparação, eu tenho um Onkyo S5300 7.1, um kit in-a-box da onkyo, destinado ao mercado médio de consumidores (nem para aqueles que estão entrando agora e também não para os audiófilos mais exigentes)
meu receiver tem 0.08% de distorção com 1W, um receiver top, teria 0,01% liberando mais potência do que o meu
isso é só para uma comparação, este kit me custou 3200 reais aqui no brasil, la fora seriam 600 dólares se não me engano
Sem falar nas opções de poder montar o seu HT com receiver de uma marca, caixas de outras e etc
em geral os kits in-a-box (tudo junto) não são dos melhores, o ideal é comprar receiver, caixas, subwoofer, cabos e etc, tudo separado, mas para nós, mortais tupiniquins é praticamente impossível (a não ser que você tenha muita grana)
 

keoni

Active Member
Registrado
Por isso que tenho preferido investir em headphones, importação facil e baixo custo.
 

upking

Active Member
Registrado
Por isso que tenho preferido investir em headphones, importação facil e baixo custo.
Eles podem ter uma boa qualidade, mas o envolvimento de um HT 5.1 (para não falar dos 7.1) eles nunca terão...
Sem falar na pancada do peito que um subwoofer pode proporcionar

Mas para certas coisas eu acho os Heads perfeitos....
 

dvsv

Well-Known Member
Registrado
Por isso que tenho preferido investir em headphones, importação facil e baixo custo.
Idem,aliás,sou mais:Headphone pra PC e um HT legalzinho na sala,acho que é o ideal ;)
Speakers tem todas suas vantagens,mas um sisteminha de qualidade é absurdamente caro,inviável de importar,chato pra caramba pra instalar/posicionar,incomoda os outros,etc.

P.S:5.1 pra PC na minha opinião é furada,deve ser TENSO posicionar,qse sempre as cxs frontais vão ficar bem mais perto de vc que as surrounds,sem contar o monte de fio no quarto :(,ñ entendo como isso é tão popular aqui no Adrena...

@Upking:Ótimo tópico,qualificado ;)
 
Última edição:

upking

Active Member
Registrado
Idem,aliás,sou mais:Headphone pra PC e um HT legalzinho na sala,acho que é o ideal ;)
Speakers tem todas suas vantagens,mas um sisteminha de qualidade é absurdamente caro,inviável de importar,chato pra caramba pra instalar/posicionar,incomoda os outros,etc.

P.S:5.1 pra PC na minha opinião é furada,deve ser TENSO posicionar,qse sempre as cxs frontais vão ficar bem mais perto de vc que as surrounds,sem contar o monte de fio no quarto :(,ñ entendo como isso é tão popular aqui no Adrena...

@Upking:Ótimo tópico,qualificado ;)
se 5.1 pra pc é furada, o que me diz de 7.1?
heuheueuhe, falando sério, com um pouco de planejamento, da sim para colocar um sistema 5.1 ou 7.1 no quarto (sendo o 7.1 mais complicado) e sem ficar aquela cara de gambiarra mode on... Claro que um 7.1 num quarto de 3x3 que tem uma cama e um armário, é inviável...

é que eu ainda não consegui tempo para arrumar direito os fios do meu HT, mas provavelmente os unicos que ficarão a mostra serão os das caixas side surround, porque elas tem que ficar de lado

Quanto as caixas frontais, não necessáriamente, aqui as surround ficam mais perto de mim, porém algo que um qualquer receiver tem é o controle de volume individual para cada caixa (gain) com isso eu posso compensar e manter a mesma pressão sonora em todas as caixas sem depender da posição delas
 

[pacman]

CONFVTATIS MALEDICTIS
Registrado
Ótimo tópico, de grande valia aqui na seção.
 

AlvaroDickinson

New Member
Registrado

upking

Active Member
Registrado
Se seu onkyo tem THD de 10%, então ele não leva vantagem sobre um Z5500 por exemplo, ao contrário do que dizem por aí, correto?
Se puder colaborar:
http://www.adrenaline.com.br/forum/...ons-htpc-consigo-no-preco.html#post1064476388
meu onkyo tem 0,08% de THD, e o Z5500 ta LONGE da potência do meu onkyo.
1º o meu onkyo tem 2 canais a mais (7.1),
2º o meu onkyo tira da tomada 4,9 A, que da um consumo de 540W, o logitech nem divulga o consumo da tomada...
3º se a potência do logitech fosse medida com o mesmo nivel de THD do meu onkyo, ela seria muito menor...


darei uma olhada no seu tópico!
 
Última edição:

AlvaroDickinson

New Member
Registrado
Ops. Tinha lido em algum lugar o THD deste onkyo como 10%, o que de acordo com seus ensinamentos mandaria ele lá para baixo. Veja que em minha pergunta coloquei a hipótese da dúvida, de forma algum quis ofender se isto ocorreu.
O Z-680 tem 120w e 3A o que em WA resulta em 360w, mas isto se refere a consumo elétrico.
Obrigado... :)
 

upking

Active Member
Registrado
Ops. Tinha lido em algum lugar o THD deste onkyo como 10%, o que de acordo com seus ensinamentos mandaria ele lá para baixo. Veja que em minha pergunta coloquei a hipótese da dúvida, de forma algum quis ofender se isto ocorreu.
O Z-680 tem 120w e 3A o que em WA resulta em 360w, mas isto se refere a consumo elétrico.
Obrigado... :)
Não ofendeu não, fique tranquilo, desculpe-me se fui muito direto na resposta também.
3A se for de consumo elétrico seria 330W (pq ele provavelmente é 110v[USA] ao invés dos nossos 127v)
330W SUPONHO eficiencia de 60%, temos pouco menos de 200W para o sistema todo, divide por 5 e temos 40W em cada caixa, seria respeitável, se não fosse o fato de existir um subwoofer no meio, q equivale em geral por 2 caixas do kit OU MAIS, sendo assim 200/7 = 28W , sendo assim 5 canais com 28W + subwoofer de 56W
ISTO TUDO É ESPECULAÇÃO MINHA até porque estou por fora das especificações desse sistema... aonde quero chegar é o seguinte
TODO FABRICANTE INFLACIONA OS VALORES
seja onkyo, denon, yamaha, logitech e derivados (meu onkyo é anunciado como 1200W, para isso, ele teria que ter uma usina nuclear dentro dele, pra ele puxar apenas 4.9A da rede elétrica...)

Por isso eu digo que é melhor prezar pela qualidade dos componentes, porque se é volume que vc quer, uma caixa com alta sensibilidade vai fazer um estrago absurdo com míseros 1W como ja citei no post principal

Dependendo de quanto vai pagar nos logitechs da vida, compensa mais um onkyo, denon ou yamaha...
 

bcsb44

New Member
Registrado
ae alguem pode me tirar uma duvida
tenho um ht panasonic q vem junto com dvd to querendo passar o som do pc pra ele so q queria os 5.1 canais
o pc temsaida optica na mobo agora o ht não tem. La so tem entrada de som simples aquele de 2 cabos. e não tem hdmi tb não. pode me dizer se tem como fazer essa coneccão, ou se tem algum aparelho q possa?
 

upking

Active Member
Registrado
ae alguem pode me tirar uma duvida
tenho um ht panasonic q vem junto com dvd to querendo passar o som do pc pra ele so q queria os 5.1 canais
o pc temsaida optica na mobo agora o ht não tem. La so tem entrada de som simples aquele de 2 cabos. e não tem hdmi tb não. pode me dizer se tem como fazer essa coneccão, ou se tem algum aparelho q possa?
se a sua placa mae tiver saída para som 5.1 no minimo, da pra fazer sim
funciona assim, a sua placa mãe tem saídas P2 atrás, aquelas de fone de ouvido... se vc tiver 3 dessas, pode ser q o seu chipset aguente o som 5.1, vc só vai perder a funcionalidade de microfone, se ele tiver 4, ele aguenta até 7.1 e por ai vai

como o plug do seu home é RCA vc vai precisar de um cabo q transforme os plugs, como este aqui por exemplo:


um lado vai na sua placa mae, o outro vai no hometheater, seu som vai ser 5.1 direitinho, basta agora conferir se a sua placa mae tem o suporte... (mas tendo em vista q ela tem spdif ela deve ter suporte sim)

Gostou? Qualifica ae ;)
 

LeandroJVarini

Primo do Maurivillas
Registrado
tem que ver se o HT dele tem 6 conectores de entrada RCA, pois grande parte destes HT para nao dizer todos nao tem tem apenas a entrada sterio RCA, e o Coaxial e optical in, aqui em casa uso um da LG e uso pela optical in, usando uma placa de som, pois a minha antiga mobo nao tinha nem um codificador / decodificador de audio onboard para transformar o 5.1 para mandar para o HT
 

bcsb44

New Member
Registrado
se a sua placa mae tiver saída para som 5.1 no minimo, da pra fazer sim
funciona assim, a sua placa mãe tem saídas P2 atrás, aquelas de fone de ouvido... se vc tiver 3 dessas, pode ser q o seu chipset aguente o som 5.1, vc só vai perder a funcionalidade de microfone, se ele tiver 4, ele aguenta até 7.1 e por ai vai

como o plug do seu home é RCA vc vai precisar de um cabo q transforme os plugs, como este aqui por exemplo:
http://www.eletrochip.com.br/imagens/70371.gif

um lado vai na sua placa mae, o outro vai no hometheater, seu som vai ser 5.1 direitinho, basta agora conferir se a sua placa mae tem o suporte... (mas tendo em vista q ela tem spdif ela deve ter suporte sim)

Gostou? Qualifica ae ;)
e mais no ht so tem entrada pra 2 rca tipo um preto e um branco to ate pensando em deixar o ht so pra 2 canais mesmo :no:
 

bcsb44

New Member
Registrado
tem que ver se o HT dele tem 6 conectores de entrada RCA, pois grande parte destes HT para nao dizer todos nao tem tem apenas a entrada sterio RCA, e o Coaxial e optical in, aqui em casa uso um da LG e uso pela optical in, usando uma placa de som, pois a minha antiga mobo nao tinha nem um codificador / decodificador de audio onboard para transformar o 5.1 para mandar para o HT
pois e isso mesmo so q aq nem coaxial nem optical tem. so tem o rca sterio
 

upking

Active Member
Registrado
pois e isso mesmo so q aq nem coaxial nem optical tem. so tem o rca sterio
deixa eu ver se eu entendi...
seu HT só tem 2 entradas RCA (stereo), não tem óptica, nem HDMI?
se for isso, ai amigo, não tem jeito mesmo, vai ter que ficar no stereo...
 

bcsb44

New Member
Registrado
tragico e isso mesmo po peguei uma tv lg 42 5500 agora so falta o ht so q vai ficar no 2.1 mesmo tenho q pegar outra tv de 32 pro quarto e ainda vo pegar o pc entao o ht melhor fica pra algum tempo pra frente o din din ta acabando mais vlw a ajuda
 

vyrtua

New Member
Registrado
Mas galera tomem cuidado, tem micro-systems de varias marcas que agora anda abusando dos RMS. tem sony ai com 700rms, isso nunca vai existir.
 

upking

Active Member
Registrado
Mas galera tomem cuidado, tem micro-systems de varias marcas que agora anda abusando dos RMS. tem sony ai com 700rms, isso nunca vai existir.
Por isso que a maneira mais confiavel para uma base longe de ser precisa é olhar o consumo do aparelho em geral..
 

eddesigner

Howl of the White Wolf
Registrado
Mas galera tomem cuidado, tem micro-systems de varias marcas que agora anda abusando dos RMS. tem sony ai com 700rms, isso nunca vai existir.
Eu tenho um Sony MHC GNX100 de 910W RMS, e depois de ler o tópico peguei o manual pra ver se encontrava alguma informação útil. No manual diz que o consumo do aparelho é de 350W. Então como que uma porcaria dessas produz 910W RMS? Só no adesivo né! :coolface:
Embora seja uma putta mentira a potência dele, já treme o teto com o volume na metade! :fuckyeah:

@ upking
Ótimo tópico, Valeu!! :joia:
 

Usuários que estão vendo esse Tópico (Users: 0, Guests: 1)

Topo