• IMPORTANTE: No dia 01/02/2020 ficamos 100% independentes em relação a nossa estrutura de servidores. Para você usuário o mais importante é alterar links de favoritos, removendo o ".UOL" de todas as URLs do site e fórum Adrenaline.

    Essas URLs irão parar de funcionar em breve, sendo assim é importante fazer essa alteração para evitar problemas e ajudar no processo de migração.

    Equipe Adrenaline

[TÓPICO DEDICADO] Desabafe aqui e não seja julgado!

Você acha o tópico útil?


  • Total de votos
    120

jr.pardal

Elfo no RGP do Geral [RIP]
Registrado

dalieco33

Active Member
Registrado
Eu acho engraçado as pessoas falarem que eu reclamo muito.Sera que na minha situação, vocês agiriam diferente?
Porque não basta eu ser autista, com sindrome de Asperger, com todos os preconceitos e dificuldades advindo disso. tem que ser rejeitado por todas as mulheres até os 43 anos, pelo menos.E se eu não ligasse, tudo bem, mas eu sofro muito, sou muito emotivo.Além disso, não tenho quase amigos, não tenho turma para sair, nada.
Eu acho que a tendência é eu REGREDIR, isso SIM!
 

Bondbyte

Tirando tudo que tá errado, tá tudo certo
Registrado
Procure auxílio de profissional. Sério.
Esta auto-comiseração é danosa pra ti.
Para com isso e se ajude.
 

Dino

Amarelo deserto e seus tremores
Registrado
Eu acho engraçado as pessoas falarem que eu reclamo muito.Sera que na minha situação, vocês agiriam diferente?
Porque não basta eu ser autista, com sindrome de Asperger, com todos os preconceitos e dificuldades advindo disso. tem que ser rejeitado por todas as mulheres até os 43 anos, pelo menos.E se eu não ligasse, tudo bem, mas eu sofro muito, sou muito emotivo.Além disso, não tenho quase amigos, não tenho turma para sair, nada.
Eu acho que a tendência é eu REGREDIR, isso SIM!
Cara, vc reclama, mas diversas vezes eu te chamei no whats pra gente conversar, e vc OU reclamava que não tinha transado OU falava que não tava afim de falar naquela hora. Na minha opinião, tu deveria PARA DE RECLAMAR UM POUCO e começar a pensar um pouco diferente.

Não é mudar drasticamente, lista 10 pontos que tu acha negativo em você e tenta mudar 1 ou 2.
 

alexspeedfly

New Member
Registrado
Eu acho engraçado as pessoas falarem que eu reclamo muito.Sera que na minha situação, vocês agiriam diferente?
Porque não basta eu ser autista, com sindrome de Asperger, com todos os preconceitos e dificuldades advindo disso. tem que ser rejeitado por todas as mulheres até os 43 anos, pelo menos.E se eu não ligasse, tudo bem, mas eu sofro muito, sou muito emotivo.Além disso, não tenho quase amigos, não tenho turma para sair, nada.
Eu acho que a tendência é eu REGREDIR, isso SIM!
Rapaz, acho que não adianta você colocar a sua condição a frente de qualquer problema que você enfrete. Todas as pessoas possuem algum tipo de dificuldade a cada dia. O termo matar um leão a cada dia existe não é a toa. De uma forma geral se relacionar com alguém não é tão dificil como pensa, assim como não é fácil como imagina. Por acaso parou pra pensar que está a procura de alguém nos lugares que não há alguem querendo uma relacionamento? Ou então tentar sair de casa e fazer novas amizades. Fazer um curso, ir a uma igreja ou simplesmente passear, viajar? Ficar em casa por exemplo não fará com que alcance esse objetivo.
 

dalieco33

Active Member
Registrado
O problema é que eu me apego muito as pessoas.É muito dificil eu fazer muitas amizades.Para a maioria das pessoas, a conversa não flui.Ja a estória de relacionamentos amorosos virou um tabu.Tipo, eu tenho que prrovar para uma garota que não estou gostando dela, senão ela não quer nem mesmo a minha amizade.E além do mais, não tem quase ninguém disponivel interessante.A maioria das garotas fica disponivel por pouco tempo, as vezes meses, até mesmo semanas e varias voltam até mesmo para o mesmo namorado.As que ficam anos sem ninguém são extremamente problemáticas. ou adoram ficarem sozinhas, sendo que algumas quase nem saem de casa ou da cidade delas.Então fico nessa pressão para competir e isso esta me parecendo insuportável.Sites de relacionamento tradicionais, ja me dei conta, que são INÚTEIS!
 

alexspeedfly

New Member
Registrado
O problema é que eu me apego muito as pessoas.É muito dificil eu fazer muitas amizades.Para a maioria das pessoas, a conversa não flui.Ja a estória de relacionamentos amorosos virou um tabu.Tipo, eu tenho que prrovar para uma garota que não estou gostando dela, senão ela não quer nem mesmo a minha amizade.E além do mais, não tem quase ninguém disponivel interessante.A maioria das garotas fica disponivel por pouco tempo, as vezes meses, até mesmo semanas e varias voltam até mesmo para o mesmo namorado.As que ficam anos sem ninguém são extremamente problemáticas. ou adoram ficarem sozinhas, sendo que algumas quase nem saem de casa ou da cidade delas.Então fico nessa pressão para competir e isso esta me parecendo insuportável.Sites de relacionamento tradicionais, ja me dei conta, que são INÚTEIS!
Dependendo do que te interessa em um relacionamento existirão caminhos possíveis. Você ta procurando um relacionamento sério, é isso? Tente procurar alguém até mesmo para que se inicie uma simples amizade. Após isso, com o tempo, uma coisa vai levando a outra.
 

dalieco33

Active Member
Registrado
Mas como eu vou ficar só na amizade?Se eu demorar muito, vem um cara e leva ela embora.A competição esta muito pesada para mim.Mal estou conseguindo dormir ou tenho pesadelos horriveis, do tipo estar literalmente se desfazendo.
 

dalieco33

Active Member
Registrado
Eu dormi muito mal hoje de novo e tenho andado estressado.E,sim, é por causa da questão dos relacionamentos.
 

Dino

Amarelo deserto e seus tremores
Registrado
Mas como eu vou ficar só na amizade?Se eu demorar muito, vem um cara e leva ela embora.A competição esta muito pesada para mim.Mal estou conseguindo dormir ou tenho pesadelos horriveis, do tipo estar literalmente se desfazendo.
Se ele "levou ela embora" foi pq agiu antes de você.

Quando você conhece uma mullher, como é o desenrolar da conversa? O que você conversa, normalmente?
 

alexspeedfly

New Member
Registrado
Mas como eu vou ficar só na amizade?Se eu demorar muito, vem um cara e leva ela embora.A competição esta muito pesada para mim.Mal estou conseguindo dormir ou tenho pesadelos horriveis, do tipo estar literalmente se desfazendo.
Rapaz, se não há uma afinidade amorosa desde o inicio do relacionamento, então essa afinidade pode ser conquistada com tempo. Projetar um interesse inicial nessa situação é danoso ao relacionamento. Para todo o relacionamento amoroso, a afinidade é ideal para a construção sólida de qualquer relacionamento. O que você pode fazer é lapidar novas amizades e conhecendo novas pessoas até encontrar sua cara metade.

O que você precisa retirar da cabeça é o lamento de sua condição. Veja o vídeo abaixo.

 

dalieco33

Active Member
Registrado
Acontece que eu não lido bem com a pressão, tenho baixa resiliência.
Conhecer pessoas novas só adianta, se eu conviver com elas.E isso esta muito dificil de acontecer...
 

vito92

Ciência destrói mitos!
Registrado
Queria desabafar que este topico tá virando uma auto ajuda para o dalieco33, ele tem problemas, ok, mas todo mundo tem, se quer ajuda, cria um topico ou melhor, busque tratamento profissional.
 

jr.pardal

Elfo no RGP do Geral [RIP]
Registrado
Queria desabafar que este topico tá virando uma auto ajuda para o dalieco33, ele tem problemas, ok, mas todo mundo tem, se quer ajuda, cria um topico ou melhor, busque tratamento profissional.
ele pediu pra ser banido do tópico dos românticos pq tava rolando EXATAMENTE a mesma coisa.... aí veio pra cá......... :ohgod:
 

Dino

Amarelo deserto e seus tremores
Registrado
Acontece que eu não lido bem com a pressão, tenho baixa resiliência.
Conhecer pessoas novas só adianta, se eu conviver com elas.E isso esta muito dificil de acontecer...
Mas isso não são condições imutáveis. Você pode mudar sua postura. O mundo não vai se adaptar a você, assim com não se adapta a ninguém. Tirando o @paulo_bbs que precisa ter adaptação em qualquer assento pra caber aquele rabo gordo daquele chupeta de baleia.
 

jr.pardal

Elfo no RGP do Geral [RIP]
Registrado
não sei?
 

dalieco33

Active Member
Registrado
Cara, ja foi mais que explicado que o mundo TEM SIM que se adaptar aos autistas.Eu não suporto pressão e isso é uma das caracteristicas dos autistas/Asperger.Tanto que embora eu tenha passado no concurso, no Mestrado, no vestibular, minhas notas não foram muito altas.Não estou dizendo algo do tipo para o mundo "parar para mim", mas que pelo menos facilitasse um pouquinho!
Eu tenho a infeliz coincidência de que as pessoas que eu mais gosto, são justamente as que eu menos convivo.E vice versa.
Outro exemplo: tem uma menina que curte praticamente tudo o que eu posto e ela também é Aspie.Só que ela não gosta de contato fisico e ela fica só na cidade dela, a mais de 300 km de distância.O máximo que ela consegue é ir na cidade vizinha.Além do mais, ela praticamente não sai de casa.Então de que adianta?
Eu cheguei a conversar com meus antigos psicólogos e o que eles dizeram é que a MAIORIA das meninas disponiveis e interessantes, não frequenta ambientes comuns e raramente sai de casa.Então eu não tenho como conhece-la. até porque meus pais não deixam ir na casa de desconhecidos e o primeiro "encontro" tem que ser em local publico.E muitas não aceitam isso.Entendam, se eu ver que tenha uma conhecida no final da rua, que da para ir a pé, mas for perto da meia noite, meus pais não deixam eu sair, em hipótese nenhuma.
 
Última edição:

Dino

Amarelo deserto e seus tremores
Registrado
Cara, ja foi mais que explicado que o mundo TEM SIM que se adaptar aos autistas.Eu não suporto pressão e isso é uma das caracteristicas dos autistas/Asperger.Tanto que embora eu tenha passado no concurso, no Mestrado, no vestibular, minhas notas não foram muito altas.Não estou dizendo algo do tipo para o mundo "parar para mim", mas que pelo menos facilitasse um pouquinho!
Eu tenho a infeliz coincidência de que as pessoas que eu mais gosto, são justamente as que eu menos convivo.E vice versa.
"
Amanda Pascoal, 26 anos, era considerada uma criança normal. Começou a falar na idade certa e aprendeu a ler cedo. Sua grande paixão era o fundo do mar. Sereias e golfinhos eram o assunto da vez… Toda vez. Apesar do assunto ser sempre o mesmo, os pais de Amanda nunca a reprimiram. Pelo contrário, estimulavam o interesse da filha pelos cetáceos. O problema era que a pequena engolia livros, mas não conseguia interpretar o que estava escrito nas páginas. A família buscou ajuda e, após inúmeros profissionais apresentarem diagnóstico inconclusivo, aos 8 anos, Amanda descobriu que era autista.

Para ela, a vida teve altos e baixos, mas nunca se deixou abalar. “Eu nasci autista e vou morrer autista. Essa vida é a única que eu conheço e nunca soube ser diferente do que sou. O autismo colore todos os aspectos da minha existência e sou feliz assim.”

Na infância, Amanda passou por escolas que se tornaram grandes pesadelos devido à falta de inclusão. Sofreu bullying por causa do seu jeito, que muitos não entendiam, e tinha algumas dificuldades de aprendizagem. “Apesar de tudo isso, considero que fui uma criança muito feliz. Focava nas coisas boas e nos assuntos que tinha prazer de falar e conhecer.”

Hoje, Amanda carrega um currículo de sucesso. É formada em conservação e restauração de bens culturais, cursa licenciatura em artes visuais e trabalha como arte-educadora. Além disso, ela é ativista na causa autista e trabalha desde o ano passado com o Moab (Movimento Orgulho Autista do Brasil), como diretora de atenção ao autista adulto.

Namorando há quatro anos, repleta de pessoas queridas e com uma família que sempre lhe deu suporte, Amanda se considera realizada e tem um desejo: “Espero que o diagnóstico aconteça de forma mais simples e que os mitos sobre o autismo fiquem para trás. É sempre aquele papo de que os autistas não gostam do toque, não olham no olho e não evoluem”. O sonho do acesso a tratamentos para todos não fica para trás. “Os autistas precisam viver bem, com qualidade de vida. Todos precisam do diagnóstico precoce e tratamento.”
"


Mude. Você não gosta? Ok. Mude. Eu também não gosto de muita coisa, e mudei para me adaptar. Tem que se superar. Senão vai ficar nessa incubação o resto da vida.
 

dalieco33

Active Member
Registrado
Para mulheres, é muito mais fácil.Elas são as passivas da relação, principalmente as autistas, que são até meio ingênuas.
 

Usuários que estão vendo esse Tópico (Users: 0, Guests: 3)

Topo