Especial dia dos pais: Relembre as diversas personalidades dos pais nos games

Um pai tem a função de amar e educar seus filhos, e também atender às suas necessidades para que eles tenham um desenvolvimento saudável e confortável. Mas no universo dos jogos, alguns pais possuem personalidades diferentes e, às vezes, não conseguem cuidar da maneira que gostariam de tratar seus filhos. Neste dia dos pais listamos o caráter de alguns dos progenitores nos games, e até temos alguns exemplos do que não fazer com seus filhos. Os textos a seguir podem conter spoilers.

Heihachi Mishima: o pai que jogou seu filho em um vulcão

Heihachi Mishima é o patrono do grupo financeiro Mishima Zaibatsu e mestre em artes marciais. Quando teve seu filho, Kazuya, o educou de uma forma muito severa e peculiar, pois Kazuya era tímido e fraco, o que não o agradava muito, pois para ele seu filho teria que ser forte para um dia controlar a Zaibatsu. As ambições de Heihachi levaram-no a transformar sua companhia numa empresa militar, onde prendeu seu próprio pai, Jinpachi Mishima, e jogou seu filho de um penhasco, esperando que ele fosse forte o suficiente para sobreviver à queda e subir de volta ao topo. Como se isso não fosse o suficiente, o lutador mais rico de Tekken ainda adotou Lee Chaolan para ser rival de Kazuya. Seu filho sobreviveu à queda do penhasco e fez um acordo com Devil, que lhe deu poderes para se vingar do seu pai. Quando Heihachi descobriu que seu filho tinha virado um assassino perigoso, ele o jogou num vulcão para matá-lo. De qualquer forma, Heihachi trata seu urso de estimação Kuma melhor do que qualquer filho que já teve. 

Michael de Santa: o pai criminoso e reconciliador

Em GTA V, Michael de Santa nasceu em 1960, e ao contrário de seus filhos, não teve uma infância fácil, pois apanhava do pai e não tinha apoio dele. Ele conhece Trevor durante um trabalho e eles iniciaram então uma parceria de crimes, porém essa parceria ficou abalada quando Michael conhece Amanda, que mais tarde viria a ser sua esposa. Eles chegam a ter dois filhos, Jimmy e Tracey, e pela família largou sua vida de crimes, fez um acordo com o FIB que o deixou rico, ao ponto de morar em uma mansão e ter vários carros de luxo na garagem. Mas Michael começa a ter problemas em casa e vê seu dinheiro indo embora rapidamente pelo consumismo de sua mulher, que também o traía. Seu filho Jimmy não dava atenção a ninguém de sua família e era viciado em video games. Sua filha Tracey estava seguindo os passoas da mãe, que era uma stripper, e estava ativamente tentando ser atriz pornô. Diante dessas decepções, Michael decide retornar à sua carreira criminosa e sua família o abandonou. Mas apesar de ser egoísta e problemático, Michael amava sua família, e no final da série, superou problemas comuns da vida real e reuniu sua família de volta.  

Joel: pai de ocasião no mundo caótico de The Last of Us 

- Continua após a publicidade -

Joel é um dos protagonistas de The Last of Us, e embora seja capaz de matar seus inimigos com brutalidade notável, ganhou uma reputação de pai dedicado. Ele criou sua filha Sarah sozinho, mas a morte repentina dela o mudou para um homem apático, impiedoso e distante. Durante toda a história ele usa o relógio que Sarah deu-lhe um dia antes que a infecção eclodiu para lembrar-se da filha. Em meio ao mundo apocalítico do game, ele se une à Ellie, uma garota que desenvolveu uma relação complicada com ele, pois não aceita suas ordens e conselhos. No entanto, mais tarde, Joel começa a confiar nela, tornando-se extremamente dedicado a menina, usando todos os meios possíveis para salvá-la e mantê-la segura. Conforme o tempo passa, Joel estabelece uma relação de pai e filha com Ellie, lembrando-o de sua amada filha, Sarah. De um pai biológico frustrado, passou a ser um dos melhores pais adotivos dos games.

Harry Manson: o exemplo paterno de coragem e dedicação

Harry Manson é o personagem principal de Silent Hill, e a história começa quando ele e sua esposa encontraram um bebê abandonado no acostamento, enquanto dirigia por uma estrada próxima a Silent Hill. O casal ficou sensibilizado e decidiu adotar a criança, batizando-a de Cheryl Mason. Tempos depois a esposa de Harry morre e cabe a ele a criação da menina. Quando Cheryl completou sete anos, Harry e sua filha decidiram tirar férias. Assim, saíram para viajar de carro e quando chegaram aos limites de Silent Hill, uma jovem apareceu subitamente atravessando a rodovia, e, numa tentativa de desviar o carro, eles sofrem um acidente e Harry desmaia. Ao acordar ele vê que sua filha desapareceu, e sem pensar duas vezes ele decide entrar em Silent Hill para procurá-la, começando assim o primeiro jogo. Harry vê sua filha desaparecer dentro da cidade coberta pela névoa. Sem saber dos mistérios e detalhes sombrios por trás da história de Silent Hill, ele parte na busca para encontrar Cheryl no cenário de terror.

Booker DeWitt: o protagonista que luta contra ele mesmo para resgatar sua filha

Booker DeWitt é o protagonista e antagonista do mesmo jogo, Bioshock Infinite. Seu eu do futuro é Zachary Hale Comstock, o fundador de Columbia e líder dos Fundadores de elite que governam a cidade. Reverenciado como "o Profeta", em Columbia, Comstock tem mantido seu poder na cidade através de um culto baseado no cristianismo, e toda a história do jogo gira em torno do paradoxo que envolve esses dois personagens, e sua filha Anna DeWitt, que na realidade do futuro se chama Ellizabeth. Basicamente, no passado, Booker vende sua filha (Anna) a Cosmotock para pagar suas dívidas. Logo após entregá-la ele se arrepende e segue o sua filha até a fenda dimensional onde o antagonista voltará ao futuro. Enquanto a fenda se fecha, Booker não consegue pegar Anna de volta, mas uma parte do dedo dela fica na sua realidade. Com a culpa, Booker marca as iniciais A.D em sua mão direita e estabelece o objetivo de resgatar sua filha. O protagonista precisa viajar e encontrar seu eu na realidade paralela para salvar sua filha. Neste game, o próprio pai tem que lutar contra ele mesmo para ter Anna de volta.

Chuck Greene: o pai superprotetor de Dead Rising (Mateus Mognon)

- Continua após a publicidade -

Ser pai não é uma tarefa fácil no mundo normal, agora imagine ser pai em um mundo pós-apocalíptico onde sua filha foi mordida por um zumbi (que no caso, era a sua esposa).Está é a história de Chuck Greene, que faz de tudo para proteger sua filha Katey Ann  em "Dead Rising 2". Chuck aparece em diversos games da franquia de zumbis da Capcom, mas seu papel mais significativo é em "Dead Rising 2". O personagem é um campeão de Motocross que participa de shows na TV, onde mata zumbis para conseguir o Zombrex , um remédio injetável que Katey Ann precisa tomar para não se tornar um dos mortos-vivos.

Chuck Greene é bastante protetor e usa toda a sua engenhosidade para construir armas épicas, destruir zumbis, entreter o público  e sobreviver em um mundo devastado junto com a filha que tanto ama. Levando em consideração a situação em que ele está, com a filha prestes a se tornar um monstro que pode devorar cérebros, Chuck pode ser considerado um dos melhores pais do mundo dos games, pois em muitos filmes, séries e jogos do gênero, a primeira, e mais sensata, ação que se é tomada é deixar os infectados para trás, mesmo que seja da família.

[Spoiler Alert] Em Dead Rising 2, vários finais podem ser alcançados e, em alguns deles, Chuck não cumpre seu papel de superprotetor e sua filha morre. No mais triste dos finais, Chuck se culpa pela morte da filha e é morto pelos zumbis, protagonizando uma cena bem emocionante da franquia Dead Rising.

Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.