Desenvolvedores, melhorem o Chromecast

Lançado em julho do ano passado pelo Google, o Chromecast é um dispositivo HDMI que você conecta na sua televisão para poder assistir a vídeos e filmes do YouTube, Netflix, ouvir músicas do Google Play Música ou navegar pelo Chrome, por exemplo. Ele tenta transformar sua TV em uma Smart TV mas ainda é bastante limitado.

A seleção do conteúdo exibido na tela é feita por aparelhos Android ou iOS. Para isso, é necessÁrio ter os aplicativos correspondentes instalados no dispositivo. Ao contrÁrio do que muita gente pode pensar, não é o seu tablet ou smartphone que executa as atividades. Ele é apenas quem controla a ferramenta. O chromecast é o responsÁvel por fazer todo o trabalho "pesado".

O usuÁrio não pode confundir o chromecast com uma solução que vai exibir todo o conteúdo da tela do celular ou tablet na TV, assim como faz a tecnologia Wi-Fi Direct. Ele funciona apenas com alguns aplicativos. E o primeiro defeito é que essa lista não é extensa e os apps são limitados a reprodutores de vídeos e músicas. Pelo menos os recomendados pelo Google.

Porém, a fabricante pretende corrigir esse problema e parece que não quer resolver isso sozinha. A empresa, que não era nada aberta a apps de terceiros para o Chromecast, disponibilizou essa semana aos desenvolvedores o pacote SDK para que eles comecem a criar seus próprios serviços para a plataforma. Vai demorar um pouco, mas esperamos que assim que sair a primeira leva de aplicativos, eles tornem o gadget mais atrativo. Porque, por enquanto, o uso ainda é bastante limitado.


Esses são todos os aplicativos compatíveis com o Chromecast e oficializados pelo Google

Na loja de aplicativos do Android é possível encontrar outros apps feitos por engenharia reversa, mas nada muito atrativo. Se é pra citar um que parece legal, cito o Avia Media Player for Chromecast. Ele é pago, mas recebe elogios de alguns usuÁrios. O app permite que você execute os vídeos do seu aparelho na TV, como os gravados pelo próprio celular ou tablet, sem que estejam publicados no YouTube.

Falando ainda nos aplicativos, temos nosso segundo problema. O Google Play Música, do próprio Android, não se conectou de forma alguma com o nosso chromecast ligado à TV. Tentamos em três aparelhos com o sistema do Google e... nada. No app nem aparece o símbolo da ferramenta, igual ao mostrado na imagem abaixo.

No caso da navegação pelo Chrome, ela deve ser feita por um computador ou mac porque o dispositivo não é compatível com o Chrome dos sistemas operacionais móveis. Eis o terceiro defeito que nós esperamos que seja corrigido. É quase que imperdoÁvel não ter essa funcionalidade. Além disso, ele não exibe todas as abas abertas no computador de uma só vez. Se quiser trocar para outra aba, serÁ necessÁrio fazer o comando para que ela apareça na TV. O comando, tanto nos aplicativos, quanto no chrome, é feito ao clicar em cima do símbolo do chromecast e selecionar o dispositivo.

- Continua após a publicidade -

No caso do navegador, o Google jÁ deu a entender que a funcionalidade não estÁ do jeito que eles desejariam, então uma atualização futura pode melhorar o problema com as abas e com a compatibilidade.

O quarto e último problema rola na hora da instalação. O primeiro processo de configuração do dispositivo, em nossos testes, só aceitou um Android com a versão 4.3. Em aparelhos com 4.2 e 4.1, não rolou. Talvez seja um problema isolado, mas grave. Afinal, restringe bastante seu uso, pois antes de configurar ele não funciona. No futuro, de repente seria legal o próprio sistema Android trazer essa integração com o Chromecast.


Apesar desses defeitos notÁveis, o que o Chromecast promete, ao menos, ele faz. E faz muito bem. É muito melhor você selecionar o que quer ver no celular e aí pedir que o Chromecast execute na TV do que ficar navegando com o controle remoto pelo aplicativo – muitas vezes bugado e mal feito - das atuais Smart TVs. Ele ainda não chegou oficialmente ao Brasil, mas o Google pretende fazer isso ainda neste ano. Nos states, ele custa 34 obamas.


Assuntos
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.