Sugestão do Tio João: Mega Man Legends

As sugestões do Tio João voltaram das férias, sejam todos bem-vindos! E, como coluna de "re-estreia", nada melhor que Mega Man. Mais um spin-off da franquia que foi muitíssimo bem recebido na época de seu lançamento, e aclamado até hoje pelos gamers mais saudosistas. Estou falando de Mega Man Legends!

 

Lançado originalmente para o Playstation em 1997 e depois para o Nintendo 64, Mega Man Legends foi uma "releitura" do universo de nosso robô azul preferido, que colocou-o num game de aventura com tons de RPG, com arte totalmente original, um pequeno mundo aberto e um sistema de desenvolvimento de armas e procura por itens divertidíssimo.

 

Os cenÁrios do game se alternam, principalmente, entre uma pequena cidade moderna e as "Digs", regiões subterrâneas onde é possível encontrar itens e inimigos. Mega Man, nesse jogo, é um "digger", uma pessoa que explora esse tipo de ambiente, algo como um "caçador de tesouros". Não vou me aprofundar na história porque isso não é uma anÁlise, mas vale dizer que ela é bastante original e totalmente nova, para um jogo que jÁ tinha um outro universo consolidado.

Em Mega Man Legends, porém, não é só de explorar "Digs" que o jogador vive. Tem diversas side-quests para se conseguir na cidade, muitas pessoas em apuros precisando de ajuda que lhe darão itens únicos em troca de todo tipo de pequena missão. Desde ajudar uns moleques a construir um "clubinho" até parar ladrões de banco. Os itens que o jogador consegue podem ser usados para a Roll desenvolver novas armas e equipamentos, ou componentes que melhoram seu tiro e sua defesa. Mega Man, neste jogo, estÁ em constante desenvolvimento, o que valoriza muito o gameplay.

Com personagens muito cativantes e uma história divertida de ser vivida, este game estÁ até hoje no coração de quem o jogou (e espera um terceiro título que nunca vai sair...). Se você ainda não experimentou, corra e boa diversão! 

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Você quer processadores da AMD com gráficos integrados

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.