Sugestão do Tio João: Mega Man Zero (Quadrilogia)

Sim, claro, Mega Man... Tinha que ter. Mas de tantos títulos e em tantos formatos e plataformas, qual escolher? Decidi que a sugestão perfeita para este fim de semana seria uma "quadrilogia": Mega Man Zero, para o Game Boy Advance.

Desde sua primeira aparição em Mega Man X, o Zero roubou a cena e conseguiu sua própria fatia de admiradores. Depois de conseguirem jogar com ele nos games da franquia original, os fãs começaram a clamar por um jogo solo do herói... E conseguiram.

Apesar de ser um spin-off lançado apenas para uma plataforma portÁtil, o game não deixa a desejar em nada em relação aos outros títulos da franquia. Uma reformulação completa no design dos personagens, algumas inovações no gameplay e uma história sólida e original (talvez a que eu mais goste em todos os títulos jÁ lançados) fazem de Mega Man Zero um game completamente diferente, mas que ainda passa o sentimento de ser um Mega Man.

 

No comando de Zero, o jogador tem uma seleção de diferentes armas para usar, além da jÁ confiÁvel e consagrada Z-Saber. Além disso, as armas mudam a cada jogo, então no total da "quadrilogia", o herói vai ter usado todo tipo de equipamento, de um escudo a tonfas!

 

O jogo também inova na maneira que o jogador navega pelo cenÁrio, podendo conversar com diferentes personagens para conseguir novos itens e poderes, com a ajuda ainda de Elfs, um sistema de "boost" nas habilidades que varia de jogo para jogo.

Mega Man Zero é imperdível para os fãs da franquia, mas qualquer gamer que curte um jogo de plataforma desafiador, devia experimentar. E, como a coluna sugere, não pare no primeiro! O game é uma "quadrilogia" e a excelente história é melhor contada se levada até o fim.

- Continua após a publicidade -

Fica a sugestão e bom fim de semana, crianços! 

Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.