Playstation 4 ou Xbox 720: Rumores atrapalham mais do que ajudam?

Com a iminência de se lançar consoles da nova geração, notícias é o que não faltam. E são de todo tipo, desde claras especulações e rumores, até portais e revistas "afirmando" o que é publicado, como se suas fontes fossem as mais confiÁveis do mundo.

E isso tem afetado não só os jogadores, que criam uma expectativa imensa, como também as empresas, que têm sofrido com notícias não-oficiais. Em alguns casos, elas chegam a ter prejuízo na Bolsa de Valores.

Na coluna anterior, o destaque foi o próximo console da Sony, o "Playstation 4". Agora, o destaque é o seu concorrente direto, o "Xbox 720", da Microsoft. Mais uma vez a conceituada revista EDGE, que não costuma errar, divulgou algumas notícias sobre o console. As principais são péssimas para os jogadores que costumam comprar jogos usados e para aqueles que não têm uma internet banda larga com boa velocidade. AliÁs, as notícias não estão afetando apenas os jogadores, como vocês verão mais abaixo.

Fontes da revista informaram que o "Xbox 720" exigirÁ uma conexão de banda larga constante e conectada para que o console funcione. Apesar disso, os jogos ainda serão vendidos em mídia física, além das suas versões digitais.

Para as versões que usarem a mídia física, os jogos virão com um serial de ativação, tendo ou não multiplayer online. Ou seja, qualquer jogo para o novo console da Microsoft exigirÁ uma validação online, impossibilitando assim o comércio de jogos usados além do uso de jogos "emprestados".

Bastou essa notícia ser vinculada na EDGE para que as reações negativas jÁ fossem sentidas. A GameStop, maior rede de lojas de games dos EUA teve uma queda de 6,8% nas Ações da Bolsa de Valores, de acordo com a Forbes. O pior é que 28% das vendas da GameStop são de games usados e "semi-usados", ou seja, games de mostruÁrio. Para completar a desgraça, 48% do lucro da empresa vem justamente do mercado de jogos usados. Todos esses dados são do balanço final da empresa em 2012.

Quem não se lembra da fatídica notícia de que a Sony estaria pensando na mesma artimanha de impedir o comércio de jogos usados, além de impossibilitar que algum amigo lhe emprestasse um jogo? Pois é... No caso da Sony, ela criou uma tecnologia e até jÁ patenteou. Só não se sabe quando ela a usarÁ.

Mesmo assim, a fórmula da Microsoft de usar apenas um serial de validação é mais plausível, e com custo menor do que a ideia da Sony.

Obviamente que isso prejudica, e muito, os jogadores. Os únicos beneficiados com essa atitude serão as empresas, incluindo produtoras, lojas e a própria Microsoft.

- Continua após a publicidade -

Veremos onde isso vai chegar, até porque, imagine a seguinte situação: Hoje, você visita um amigo, ou passa um fim de semana na casa dele, e pode levar uns joguinhos para se divertir. Com essa mudança, isso seria impossível, a não ser que você também leve o seu console. Chato, não?

Imagine você comprando um jogo e zerando em poucos dias porque o jogo é bem curto, e ainda não tem multiplayer, e você se arrependeu de ter comprado. Você não poderÁ emprestar pra um amigo, não poderÁ vender e não poderÁ dar pra ninguém também. Só restarÁ usar como peso de papel ou, quem sabe, fazer um "reloginho" pra usar de enfeite.


{break::Parte 2}

Bom, na parte de Hardware, as fontes da revista EDGE informaram que os rumores sobre as especificações técnicas são totalmente precisas, tirando apenas o espaço em disco - seria de 640GB -, que pode variar. Então o "Xbox 720" usarÁ um processador AMD de oito núcleos x64 de 1.6GHz com codinome Bulldozer,  uma placa de vídeo com suporte a DirectX 11 com 800MHz e ainda 8GB de memória RAM DDR3. Além disso, trarÁ um leitor de Blu-ray, com discos de até 50GB de capacidade mÁxima.

O novo "Xbox 720" terÁ ainda uma interação nova e completa com a Xbox Live, sendo uma parte integrante e obrigatória do console. Vale destacar que o acessório Kinect 2.0 serÁ lançado junto com o console, com maior qualidade, alcance, resolução e funcionalidades.

Como informado acima, o "Xbox 720" virÁ com uma placa de vídeo de 800MHz, que usa codinome "Durango". O site VgLeaks divulgou dados técnicos mais detalhados sobre essa GPU, e o que mais chama atenção é o fato de não ter a tradicional VRAM, mas sim a ESRAM com 32MB.

- Continua após a publicidade -

{break::Parte 3}

A ESRAM possui algumas vantagens sobre a VRAM tradicional. Dentre elas a taxa de transferência que é de 102.4 GB/s contra 68GB/s da VRAM. Outra vantagem é ter uma baixa latência e a "falta de contenção" com relação a outros componentes como CPU, I/O e saídas de vídeo, ou seja, a memória não fica "retida" nesses componentes como acontece com as VRAM's.

Dentre as vantagens citadas, a que mais se destaca é a baixa latência, que é extremamente importante para sustentar o desempenho mÁximo dos blocos de cor (CBs - Color Blocks) e blocos de profundidade (DBs - Depth Blocks), o que resulta em uma visualização sempre suave na tela.

Mais detalhes podem ser vistos neste link.

Além dos 32MB de ESRAM (aparentemente poucos, não?), o chip grÁfico do Xbox 720 terÁ dois sistemas de memória cache: o L1 e o L2.

A GPU terÁ quatro cache L2 de 128KB, totalizando 512KB compartilhado, e doze cache L1 correspondente aos doze Shader Cores que o sistema terÁ. Cada cache L1 terÁ 16KB, totalizando 192KB não-compartilhado.


Um detalhe é importante: o que mais apavora os fãs de Consoles são os serrilhados que povoam todos os jogos feitos para cada uma das plataformas. TÁ certo que alguns jogos disfarçam isso usando algumas técnicas de motion blur, como é o caso do recente Forza Horizon, que à primeira vista parece não ter serrilhados.

Mas o fato é que 10 a cada 10 jogadores reclamam da quantidade de serrilhados que os jogos de console possuem. A GPU que serÁ usada pela Microsoft no "Xbox 720" - lembrando que tudo não passa de rumor - terÁ suporte a filtros AA. Na teoria ela suportarÁ 2x, 4x e 8x de MSAA, mas na prÁtica ainda não se sabe como os jogos se comportarão.

{break::Parte 4}

Um dos pontos centrais do Durango diz respeito aos núcleos de processamento grÁfico. Conforme jÁ visto na tabela, a GPU é composta por 12 grandes unidades de processamento, chamado de  Shader Core (SC), formados por 4 unidades menores de processamento, chamado de SIMD, e um scheduler (responsÁvel por gerenciar o acesso dos recursos do sistema para os threads, processos e fluxos de dados).

Por sua vez, cada um dos quatro SIMDs presente no SC é um processador de vetor no que diz respeito ao funcionamento dos vetores de threads, sendo capaz de lidar com 16 threads por ciclo de operação.

Deste modo, a GPU Durango é formada por 768 Stream Processors, graças ao conjunto 12 Shader Cores x 4 SIMDs x 16 threads. Levando-se em conta os números apresentados pelo vgleaks, o Durango tem um poder computacional de 1,2TFLOPs. Este valor é praticamente o mesmo do 1,28 TFLOPs de uma Radeon HD 7770. A título comparativo, especula-se que o Wii U é equipado com uma versão baseada na Radeon HD 4770.

Mas a grande novidade da vez foi noticiada pelo site The Verge, que afirma que o "Xbox 720" terÁ um sistema similar ao Siri da Apple. A Microsoft irÁ aprimorar o reconhecimento de voz jÁ presente no Kinect, e que agora serÁ embutido no console, para um patamar bem mais avançado. O console terÁ suporte a movimentação por voz, controle natural de linguagem e o destaque "speech-to-text", na qual o usuÁrio poderÁ falar um texto e o console irÁ digitÁ-lo, ideal para chats e uso com o Skype - que jÁ virÁ no console.

De acordo com o site, os usuÁrios do Xbox poderão ligar o aparelho usando a voz, com comandos do tipo "Xbox On", sem necessidade de apertar botão algum. Da mesma forma que ocorre com o Siri da Apple, o console irÁ detectar o idioma que estÁ sendo falado, e com isso o usuÁrio poderÁ perguntar qualquer coisa ao "Xbox 720" como, por exemplo, "o que meus amigos estão jogando?" ou ainda fazer buscas e iniciar filmes e jogos de forma bem mais intuitiva.

Embora nada disso tenha sido confirmado, nem pela Microsoft e nem pela Sony, diante de tantas informações, especulações, rumores e dados técnicos tão verossímeis sobre os consoles que estão por vir, fica claro que os tempos de glória dos videogames podem retornar.

Agora eu pergunto: se essas informações, apesar de parecerem reais, não forem verdadeiras? Bom, com quedas de Ações na Bolsa e expectativas exageradas por parte dos jogadores, o estrago jÁ terÁ sido feito.

OBS: Agradecimentos ao Subzero pela ajuda nas informações mais técnicas.

Assuntos
Tags
  • Redator: João Paulo Losada

    João Paulo Losada

    Gamer por natureza, JP Losada, ou simplesmente DJLosada como é conhecido por toda a comunidade gamer, é um grande conhecedor de games em geral. Eventualmente analisa lançamentos e comenta sobre os sucessos e decepções relacionadas aos games que chegam ao mercado através do portal Adrenaline. Jé escreveu para revistas de games, artigos para produtoras, além de ter citações em seu nome em caixas de jogos de PC lançados no Brasil. Possui parceria com algumas produtoras, principalmente de corrida

Qual a sua marca de headphones/headsets para jogos preferida? - Pesquisa de Periféricos 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.