Hands-On: Pro Evolution Soccer 2012 (PS3)

Como todos jÁ devem saber, este mês serão lançadas as novas versões dos dois games de futebol virtual mais famosos do mundo: FIFA 12 e PES 2012. Por ora, apenas o simulador da Konami, o Pro Evolution Soccer, também conhecido como Winning Eleven nas terras nipônicas, lançou sua versão de demonstração. Por esta razão, a seguir, você poderÁ conferir as mudanças que o novo jogo deve trazer, com a anÁlise feita das novidades desta versão em relação à edição passada.



Depois de assistir ao vídeo, onde eu (Pedro Lima) e Diego Kerber testamos o jogo, você poderÁ conferir as novidades do game com maiores detalhes, nas explicações das mudanças presentes nesta demonstração. Mas antes, comece se familiarizando com o jogo, assistindo nossa brilhante performance abaixo:


Jogabilidade
A jogabilidade deu um  um bom salto, mesmo ainda sendo pior que a do FIFA. As jogadas estão mais fluídas, os jogadores são mais rÁpidos na condução da bola, os encontrões entre os adversÁrios estão mais realistas e os toques na bola perderam parte daquele delay que os faziam demorar meio segundo para executarem seus comandos: uma eternidade.

Por outro lado: alguns lances patéticos como passes recebidos com o calcanhar - e consequente perda da bola -, jogadores correndo contra a rede até perceberem onde estão, lerdeza na hora de perceber que a bola em jogo estÁ exatamente do seu lado, seleção automÁtica de um jogador mais longe da jogada - em relação a um livre e mais próxima à bola -  e outros erros miseravelmente estúpidos, continuam presentes...


isso, você só encontra no PES...

Dica: Aumentar a velocidade do jogo para + 1 no menu de opções, fica muito mais dinâmico e realista. E esta dica também serve para a versão 2011. É sério, fica muito melhor!

- Continua após a publicidade -

Dribles
Um dos aspectos que mais teve modificações. E pra melhor. Agora os jogadores têm mais controle da bola, mudam de direção com maior velocidade, maior destreza e, finalmente, conseguem proteger a bola dos zagueiros - pelo menos por alguns míseros segundos.

Detalhes que vão agradar muita gente são as voltas dos dribles curtos com o R2 e o famoso quadrado + X – cancelamento de chute. Estes dribles haviam sido modificados em relação às últimas versões. O primeiro só funcionava para aqueles que tinham uma maior habilidade de dribles laterais. JÁ o segundo, teve sua eficiência diminuída significamente, caracterizando-o muito mais como uma mudança de ideia do que como um drible. Agora, ambos estão de volta, mostrando que a Konami soube rever alguns conceitos para o bem da franquia.

Chutes e goleiros 
Os chutes neste jogo dão margem a algumas interpretações controversas. De um lado, muitas pessoas criticam e reclamam que ele piorou ainda mais, o que teoricamente jÁ era ruim na versão anterior. De outro lado, muitas pessoas os elogiam, e depois de uma semana com a primeira opinião, começo a concordar com elas.


Na prÁtica, o que aconteceu: No PES 2011 os produtores mudaram totalmente o sistema dos chutes, retirando boa parte da força que os jogadores conseguiam colocar na bola, eliminando parte do eficiência do uso do R2 para "colocar" as bolas. O resultado disso era que só valia à pena chutar de fora da Área com jogadores que eram realmente bons neste quesito, caso contrÁrio, o chute sairia "mascado", balão ou perto da bandeirinha de escanteio. Um problema que agravou ainda mais esta situação, foi o fato de eles terem mudado a barrinha de força (antigamente acima dos nomes na parte inferior da tela) para aquela que vai acima do próprio jogador. E com isso, mudaram a quantidade de força necessÁria para um bom chute. Até então, para colocar força o suficiente para vencer o goleiro, era preciso encher um pouco mais da metade da barra de força. O que foi totalmente modificado. Você então precisaria encher algo entre o mínimo e a metade - tipo um nível ótimo - onde a cor da barra ficaria próximo ao verde ou azul. Muita gente não jogou tempo o suficiente para aprender isso, e ficou com a sensação de que os chutes - assim com o jogo todo - estavam uma "bosta".

Neste demo, pelo menos, boa parte desses problemas foram resolvidos. A princípio achei que eles tinham estragado de novo com os chutes... até perceber que eles tinham voltado a ser como antes, ou seja, é encher a barra quase toda de novo! Ponto positivo. Mais boas novidades ficam por conta de o R2 ter voltado a ser suficientemente bom na bola colocada, além de ter uma nova funcionalidade: quando pertinho do goleiro, ao apertar o R2 o jogador dÁ um ligeiro toque de cobertura, apenas suficiente para encobrir o goleiro deitado - para situações em que o goleiro sai no "abafa". Antes só se coneguia fazer isso com a utilização do L1 antes do chute e o R1 após o chute, se não me engano.

Resumindo: chutar de fora da Área voltou a ser legal: basta encher o pé novamente!

Controle de jogador secundÁrio
Esta é a principal mudança neste jogo e grande aposta da Konami. Basta ver ações de marketing da empresa desde que foi anunciada a versão 2012, quase todas mencionam o novo sistema de controle de jogadores ecundÁrios. Mas o que é isso?

- Continua após a publicidade -

Simples. AliÁs, complexo. FÁcil de entender e fÁcil de explicar... o difícil mesmo é fazer. É o seguinte: você agora tem a opção de selecionar um outro jogador enquanto conduz a bola com um outro qualquer. "Basta" você clicar no direcional analógico direito do controle e ao mesmo tempo direcionar para o jogador que quer controlar, depois é só soltar o analógico - quando o jogador que você quer estiver selecionado - e apertar o mesmo botão outra vez - neste momento este segundo jogador darÁ um gÁs a mais e correrÁ pedindo a bola. Ao contrÁrio do que muita gente imaginava, você não vai poder controlar o jogador para os lados ou qualquer outra coisa. Apenas fazê-lo correr bastante pedindo a bola. Só não se esqueça que durante tudo isso que eu escrevi nas últimas SETE linhas, você ainda estÁ controlando normalmente o seu jogador principal e deveria não ter perdido a bola até aqui. Tarde demais, eu suponho...

Ainda não acabou. Além de controlar outros jogadores em situações normais, você também poderÁ controlar qualquer outro jogador em bolas paradas. Num escanteio, basta repetir as instruções acima, escolher outro jogador e cruzar pra ele.. Algo que se mostrou muito útil, não só em escanteios, como em laterais, faltas e até no tiro-de-meta, que você pode evitar ser pego de surpresa por aquele adversÁrio chato que fica marcando os jogadores mais próximos ao toque do goleiro.

E o que tudo isso muda? Simples, e agora é de verdade. Mesmo sendo algo a princípio um pouco complicado, após algumas poucas horas de jogatina você jÁ começa a se acostumar com toda essa mudança. E o resultado disso é que você personaliza muito mais o jogo de acordo com suas atitudes. Você pode criar jogadas exclusivas suas, tanto de contra ataque, quanto de escanteio, ou até faltas ensaiadas. DÁ realmente uma cara muito melhor aos antigos escanteios fixos e "batidos" de todas as outras versões. Inclusive do FIFA. Realmente foi uma boa sacada da Konami. Não é à toa que é o carro chefe da empresa em seus teasers.

Plano de jogo
Uma pequena mudança aqui. Agora, ao invés dos grÁficos dos jogadores, indicando as habilidades deles, você verÁ índices que classificam o Físico, a Técnica, a Resistência e Velocidade. De acordo com a soma de determinados atirbutos, é mostrada uma letra para cada um destes itens, facilitando uma anÁlise mais rÁpida das qualidade dos jogadores.

A mesma coisa acontece com os times, que recebem letrar para classificar velocidade, defesa, velocidade e etc.

I.A.
A inteligência artificial, na minha opinião é o principal defeito do jogo desde a versão passada e o que menos mudou. Os lances patéticos e estúpidos que só se vê no Pro Evolution ainda estão lÁ, e certos momentos nos dão muita raiva. Como você pôde acompanhar no vídeo acima, a hora em que o goleiro sequer estica as mãos para agarrar a bola que passa a centímetros de sua mão. Isso sem contar os jogadores que do nada parecem retardados e goleiros que esquecem de suas funções.

Certos momento também podiam ser aprimorados, como em situações em que ganhar ou perder vale um título, uma artilharia ou qualquer outra coisa.. msotrando uma vontade ou raça um pouco maior de zagueiros, atacantes, torcida, narrador etc. Não é sonhar tanto. Basta trabalho.

Novas opções do menu
Duas novas opções apareceram no menu deste jogo. A primeira é uma mudança muito bÁsica, simples e irrisória. Mas que faltava na versão anterior, e foi muito criticada por mim. Agora você pode retirar os nomes dos jogadores adversÁrios - o que era impossível no PES 2011 -  e desta maneira, optar por deixar o jogo totalmente "realista" sem nenhum nome, radar, barra ou qualquer outra coisa a não ser os elementos do esporte em si.

A outra fica por conta da assistência aos passes, que pode ser selecionada em até cinco níveis. Se você quer mais liberdade para escolher exatamente pra onde vai seu passe, ou se quer que o computador "decida" pra onde você tinha a intenção de mandar, agora você tem essa opção.

Novo modo de jogo
Agora, ao invés do jÁ conhecido Rumo ao Estrelato, o novo PES trarÁ o sistema Football Life, que ao que parece farÁ uma interação muito maior com a vida do jogador, no caso você. Novas "situações" foram incluídas, onde você terÁ um papel muito maior na construção da carreira do seu avatar, tendo que conversar, com diretoria, jogadores, técnico e etc.

Mudou para melhor: Jogabilidade, dribles, chutes,opções no menu, Football Life e controle de jogadores secundÁrios

Mudou para pior ou continua ruim: I.A. continua ruim, goleiros continuam estúpidos e frangueiros, e a Libertadores continua sem interação com o resto do jogo.

Pro Evolution Soccer 2012 serÁ lançado dia 27 deste mês.

Assuntos
Tags
  • Redator: Pedro Lima

    Pedro Lima

    Graduando de Jornalismo e Ed. Física, Pedro cresceu jogando videogames e futebol. Dividiu sua infância e adolescência com master-system, super nintendo, 486, k6-2, playstations e outros eletrônicos. Com eles aprendeu, além de gostar de games, tecnologia e ciência, a idolatrar Homer Simpson e Jaiminho, do Chaves.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.