Créditos: Foto: Fabio Feyh (Adrenaline)

SSD no Playstation 5: mostramos como instalar e testamos a performance!

Colocamos diversos modelos para ver se vai ser fácil aumentar o espaço no Playstation 5
Por Diego Kerber 15/09/2021 20:16 | atualizado 17/09/2021 17:11 Comentários Reportar erro

A segunda grande atualização de sistema do Playstation 5 chegou enfim com o recurso de expansão da memória do videogame com a instalação de um SSD. A atualização está sendo disponibilizada globalmente e pode ser baixada por todos os consumidores. Nós instalamos em um PS5 e aqui vamos mostrar como é o processo e também o nível de performance.

Para expandir o armazenamento do Playstation, o SSD precisa cumprir alguns pré-requisitos. Somente é aceito os SSDs M.2 NVMe operando na tecnologia PCIe 4.0. Isso já estreita bastante as opções, pois a grande maioria dos SSDs NVMe no mercado atualmente ainda estão no padrão PCIe 3.0.

Isso também eleva bastante os preços desse upgrade. Os SSDs no padrão PCIe 4.0 mais baratos estão na casa dos R$ 1.200, como é o caso do WD Black SN850, que nós testamos aqui no Adrenaline, tem bom desempenho mas não recomendamos porque não muito acima, ali na casa dos R$ 1.600, começam a aparecer opções com 1TB, um upgrade que faz mais sentido.

A lista completa de requerimentos incluem:

- PCI-Express Gen 4x4 M.2 SSD
- Espaço de 250GB a 4TB
- Leitura de 5500MB/s ou mais rápida é recomendada/
- Soquete do tipo 3  Key 

Há também limitações no tamanho físico do dispositivo:

- Até 25mm de largura (esse é um padrão, difícil o SSD não cumprir esse requisito)
- Comprimento de 30, 40 60, 80 e 110mm
- Espessura de até 1,1cm

Essas especificações incluem o heatsink do SSD. Os armazenamentos no padrão PCIe 4.0 tem uma temperatura de operação elevada, e faz bastante diferença para a performance a longo prazo um sistema de dissipação ativa. Aquecimento também é um critério importante para a longevidade dos componentes eletrônicos, e abaixo temos um comparativo do aquecimento de um SSD com e sem dissipação:

- Continua após a publicidade -

Assim o dissipador não é obrigatório, mas é uma adição recomendável para manter alta performance e, mais importante, aumentar a longevidade desses componentes. 

A Instalação

Difícil bater a facilidade da instalação da expansão de memória do Xbox Series, que optou por um conector externo e um formato proprietário, mas sem dúvidas a Sony não complicou nem um pouco o processo de instalar o SSD em seu videogame. 

A primeira etapa é fazer a atualização do sistema. Isso é feito em Configurações >> Sistema >> Software do sistema >> Atualização e configurações do software do sistema. Também é bom dar uma conferida em Configurações >> Sistema >> Software do sistema >> Atualização de recursos do sistema e ver se por lá está tudo em ordem. Com o software em dia, hora do hardware.

- Continua após a publicidade -

Para instalar, basta usar uma chave de fenda cruzada (a popular chave Philips), além da recomendada superfícies bem iluminada e plana, mas não é necessária e pode ser substituída pelo grau de desafio que você preferir.

O Playstation 5 tem uma certa manha. Com o símbolo do Playstation para baixo e a parte traseira do console virado para você, puxe a aba na sua direita para cima, e com a outra mão puxe a estrutura branca próximo a onde está o leitor de disco ou o canto esquerdo superior. Explicando em texto é bem mais difícil, então recomendo ver o nosso vídeo desse trecho.

Aí entra em ação a chave de fenda cruzada, para remover o parafuso e abrir a proteção da região onde fica o SSD. Essa região possui uma série de marcações para diferentes comprimentos de SSD, então basta mover o anel de encaixe para o furo correto do comprimento que será usado.

Colocando em uma diagonal, empurre o SSD até atingir o fundo da conexão Key M e depois desça até o encaixe do parafuso. Aí é parafusar, fechar tudo e mandar ver! Nós utilizamos um modelo Team Group Cardea A440 de 2TB, que tem 7000MB/s de leitura e 6900MB/s de escrita.

O Playstation 5 já vai instantaneamente reconhecer o novo SSD, e é aqui que os modelos fora de especificação "dançam". Tentamos colocar alguns modelos fora da especificação, mas bastou não ser um PCIe 4.0 para o videogame dar uma mensagem de aviso e não deixar sequer ligar o videogame sem removê-lo.

Pegos no flagra, tivemos que trocar nossos testes para um dispositivo compatível, então entra em ação o TeamGroup Cardea A440, um NVMe PCIe 4.0 com velocidade de 7000MB/s, superando o recomendado pela Sony e também a velocidade do armazenamento interno do Playstation! Quem quiser ver mais sobre ele, temos uma análise completa desse SSS na capacidade de 2TB, com a versão de 1TB de armazenamento sendo vendido por R$ 2.200 e que conta com um dissipador de calor no kit.

Com um SSD detectado como compatível, a primeira tela já oferece a formatação do novo armazenamento, algo que é feito de forma rápida e já oferece até mesmo um teste de desempenho.

Com o SSD instalado, é fácil mover os games de um dispositivo para outro. Basta entrar em Configurações >> Armazenamento para ver os conteúdos presentes no armazenamento interno e externo, e por lá dá para selecionar conteúdos para mover de um para o outro. Também dá para definir o armazenamento padrão para onde vão novos conteúdos baixados.

Tudo em ordem e pronto para uso. Mas falta saber: será que usar um SSD externo impacta na performance do game? E como se sai a solução da Sony versus o console da Microsoft? Partiu testes!

Performance

Fizemos testes de velocidade comparando o desempenho do armazenamento interno do Playstation 5 e o SSD M.2 da TeamGroup fazendo a abertura de múltiplos games, e colocamos no comparativo a velocidade do Xbox Series X e seu armazenamento interno e o Cartão de Expansão de Memória da Segate para Xbox Series. Testamos os games Call of Duty: Warzone, Fortnite e Devil May Cry 5, além do exclusivo Spider-Man: Miles Morales.

Colocando em perspectiva, fica evidente como todos os consoles e todos os modos testados estão se beneficiando e muito da adoção de SSDs. Os tempos de carregametno estão inferiores a 1 minuto em todos os testes, tornando a experiência de uso dos videogames em algo muito confortável. Há variações perceptíveis em alguns cenários, com vantagens para o Xbox em alguns games, e vantagem clara para o Playstation 5 no Devil May Cry, mas sempre estamos falando de diferenças pequenas na prática, de questões de poucos segundos.

Também fizemos uma comparação na velocidade de cópia do game do armazenamento interno para o externo, tanto no Playstation 5 quanto no Xbox Series X.

Aqui o console da Sony mostrou uma clara vantagem no tempo de cópia do jogo COD Warzone, mesmo com uma desvantagem: enquanto o Warzone ocupava 104GB no Playstation 5, o Xbox precisou apenas de 96GB de espaço para o jogo, reduzindo o volume de dados movidos na transferência. Em favor do console da Microsoft, porém, houve outro elemento: dá pra continuar usando o Xbox durante a transferência, enquanto o Playstation trava o usuário na tela de cópia. Ainda bem que ele termina rápido a transferência, amenizando esse defeito. 

Conclusão

A Sony mandou bem em sua solução para expandir a memória do Playstation 5. O procedimento é rápido e pode ser recomendado até para pessoas com pouca experiência, já que o conector M.2 Key M não tem como ser encaixado errado, e é preciso muita força de vontade para estragar o conector ou danificar alguma coisa nesse processo. A solução proprietária do Xbox é imbatível em praticidade, mas a da Sony também é muito simples e traz outra vantagem: mais liberdade.

Enquanto o Xbox só pode receber cartões de expansão proprietários, e no momento temos apenas o modelo da Seagate, o Playstation pode receber qualquer SSD compatível. Isso aumenta muito as possibilidades de aparelhos compatíveis, e isso já traz uma clara vantagem de custo em favor do PS5. Pena que a vantagem não é ainda maior por conta da restrição da tecnologia: precisa ser um dispositivo PCI-Express 4.0, para atender as demandas de performance. Os SSDs com melhor custo x benefício, e também a maioria dos disponíveis, ainda estão em PCIe 3.0. Com a popularização da tecnologia e a normalização do mercado de chips pós-pandemia, esperamos ver preços mais competitivos, mas no momento a realidade é de um custo a partir dos R$ 1,6 mil para expandir 1TB a mais do armazenamento do Playstation 5. É caro, mas não paga um Xbox Series S, como acontece no mundo Xbox.

Quando o assunto é desempenho, vemos que a experiência se mostrou bastante consistente comparado ao que temos no armazenamento original do videogame. Se por um lado é positivo, então não tem porque não colocar conteúdos na memória externa, é uma pena não ver os 6500MB/s entregar alguma variação na performance frente aos 5000MB/s do armazenamento interno.

Assuntos
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.