Créditos: Foto: Bruno Pires (Adrenaline)

O que é armazenamento de SSD NVMe? Posso instalar em meu PC ou notebook?

Protocolo NVMe é o atual padrão de mercado e vai evoluir com o passar dos anos
Por Fabio Feyh 24/07/2021 12:30 | atualizado 26/07/2021 09:42 Comentários Reportar erro

NVMe (nonvolatile memory express) é um protocolo para drives de armazenamento sólido, leia-se SSDs, que virou padrão de mercado em computadores atuais por alcançar velocidades bem superiores ao antigo padrão SATA. Como prova da atual importância de SSDs NVMe no mercado, vários modelos de notebooks já abandonaram a opção interna para conectar os tradicionais SSDs SATA de 2.5 polegadas, confirmando a tendência de que os SSDs NVMe são o futuro, tanto pela sua performance quanto seu design mais compacto.

O padrão SATA começou a perder força justamente com a popularização e avanço dos SSDs, já que os melhores HDs do mercado alcançavam em média 200MB/s, e através de conexões SATA era possível transmitir dados a até 600MB/s, velocidade que só foi possível atingir com SSDs.

SSDs NVMe são muito mais rápidos que SSDs SATA

A alta demanda em tráfego de dados com rápido crescimento em armazenamento e consumo de informações, especialmente em servidores, pedia velocidades maiores, e para isso foi necessário mudanças e a criação de um protocolo específico para drives de armazenamento de alta velocidade. Aqui vale um adendo: a indústria até tentou popularizar outros formatos de conexão com maior velocidade como SATA Express, U.2 e mesmo via placas PCI-Express. Porém o que pegou mesmo, depois de certa insistência, foi a conexão M.2, utilizada maciçamente por SSDs NVMe, mas que também possui modelos SATA, bem mais lentos devido as limitações da conexão SATA comparado ao mais eficiente NVMe.

A foto abaixo mostra diferentes formatos de drives de armazenamento disponíveis no mercado, dos antigos HDs de 3.5 polegadas (os maiores), aos modelos de HD e SSD SATA de 2.5 polegadas, um modelo em placa dedicada PCI-Express, por fim os SSDs M.2 bem menores.

SSDs NVMe são mais rápidos, menores e com tempo de vida superior

O protocolo NVMe é um divisor de águas. Tanto para uso em servidores e cenários corporativos como também para consumidores, é o que existe de melhor e mais promissor em tecnologia para armazenamento. A virada de mesa está associada ao protocolo NVMe utilizar barramento PCI-Express (PCIe) para a comunicação, tecnologia que suporta tráfego de dados em uma quantidade muito grande, com informações indo e voltando em alta velocidade, ao contrario do padrão SATA que limita muito a troca de informações e a velocidade do tráfego de dados. Quanto mais rápido for o PCIe do seu SSD NVMe, mais rápido ele deve fazer a transmissão dos dados também. Ex.: um SSD PCIe 4.0 tende a ser mais rápido que um SSD PCIe 3.0.


Benefícios dos SSDs NVMe
Abaixo alguns dos principais benefícios dos SSDs NVMe:

- Mais rápidos, atualmente podendo alcançar 7.500MB/s em modelos PCIe 4.0;
- Mais compactos, proporcionando diminuir a espessura de dispositivos como notebooks
- Modelos com maior durabilidade na escrita de dados

- Continua após a publicidade -

Mas nem tudo é positivo. Por experiência própria e troca de informações com outros entusiastas de hardwares, SSDs M.2 têm apresentado problemas quando são manuseados de forma constante, como em nosso caso aqui no Adrenaline. Provavelmente é algo relacionado à conexão M.2 que diferente de uma conexão SATA é mais delicada nas duas pontas, tanto no SSD como na placa-mãe.


Instalação e compatibilidade
Entenda que NVMe é um protocolo de conexão, não um formato. Para instalar um SSD em um computador você precisa saber especialmente qual o tipo da conexão disponível no computador. Com essa informação é possível comprar o SSD sem problema de incompatibilidade.

Um exemplo da importância do cuidado na hora da compra é que existe SSD M.2 do tipo SATA e NVMe, mas a conexão dentro do computador pode suportar apenas um deles, apesar de ter um formato parecido, pode nem conectar como mostra a imagem abaixo, então fique de olho nessa informação. A placa-mãe ou o notebook informa em suas especificações quais SSDs são suportados.

Atenção na hora de comprar para não ter problema com incompatibilidade


Cases para SSDs M.2
Os tradicionais cases para SSDs e mesmo HDs em formato de 2.5 polegadas começaram a ganhar força também nos SSDs M.2, mas tem algumas considerações importantes para não comprar um modelo de case incompatível.

Antes de comprar, veja se o suporte é para modelos M-Key(NVMe) ou B-Key (SATA), já que isso vai influenciar diretamente na compatibilidade com o SSD que pretende utilizar dentro do case. Normalmente cases compatíveis com os modelos NVMe são um pouco mais caras. É importante destacar também que a velocidade da conexão USB vai influenciar diretamente na velocidade do SSD, ou seja, de nada adianta colocar um SSD muito rápido, mas o case ser baseado em USB 3.2 5Gbps, o ideal no caso seria USB 3.2 Gen2 ou mesmo Gen2x2 que alcançam 10Gbps e 20Gbps respectivamente.

Encontrei esse modelo abaixo que tem especificações muito boas, com versão suportando inclusive a velocidade de 20Gbps. Dependendo da velocidade o valor aumenta, porém o mais rápido suporta as velocidade inferior também.

- Continua após a publicidade -

NVMe case USB 3.2 Gen2x2

 


SSD NVMe formato de placa dedicada
Esse formato não é tão popular, mas segue o mesmo conceito dos modelos M.2 NVMe, como também utiliza o mesmo protocolo e é baseado em conexão PCI-Express, as velocidade são semelhantes.

Outro ponto é que placas PCI-Express x16 podem alcançar velocidades bem superiores ao PCIe x4, logo algumas empresas tem modelos de SSDs PCI-Express x16 trabalhando em RAID com velocidades até mesmo superiores aos 20.000 MB/s, só possível por PCI-Express 4.0 quando trabalhando em RAID. O PCI-Express 5.0 vai chegar no final desse ano em novas plataformas de AMD e Intel, e certamente teremos SSDs M.2 ultrapassando os 10.000 MB/s muito em breve.

Abaixo uma foto do AORUS RAID SSD 2TB, uma versão em placa dedicada que traz dois SSDs de 1TB em RAID0 alcançando velocidades de 6.300MB/s para leitura e 6000MB/s para escrita.

Site oficial do AORUS RAID SSD 2TB


Desempenho
SSDs NVMe PCIe 4.0 mostram especificações altíssimas, com velocidades superando os 7.000MB/s. Para nível de comparação, um HD SATA fica na casa de 150 a 200MB/s, um bom SSD SATA em 550MB/s. Mas na prática essa velocidade muito superior dos SSDs NVMe faz diferença? A resposta é sim e não. Vai depender muito do seu uso, no geral, o mais importante é você ter um bom SSD, e ele pode ser SATA.

Abaixo alguns testes de desempenho mostrando a diferença em dois modelos de SSDs NVMe, sendo um PCIe 3.0 e outro 4.0, além de um SATA e também de um HD.


Conclusão
O SSD é para muitos o componente mais importante de um upgrade no computador, sem sombra de dúvidas, especialmente para o sistema operacional, que roda de uma forma incrivelmente mais fluida quando comparado com um computador baseado em HD. SSDs padrão NVMe já aproveitam de outros cenários, mas farão mesmo mais diferença na medida que o Windows vai fazendo uso melhor do avanço que as velocidades deles oferecem.

Você não precisa de um SSD NVMe, você precisa de um SSD acima de tudo!

Sempre falo em minhas reviews de SSDs, independente do modelo, você precisa ter um SSD para o sistema, depois você precisa ver qual o uso será feito para ai sim escolher um modelo mais rápido. Sempre uso o seguinte para explicar como vai funcionar a velocidade do SSD que comprar: A ponta mais lenta vai definir a velocidade máxima de cópia, ou seja, não adianta comprar um SSD NVMe PCIe 4.0 de 7000 MB/s se vai ficar copiando dados dele para um SSD SATA, já que o SSD SATA não é tão rápido e ele vai limitar a velocidade de cópia.

Outro ponto é que tem coisas que não tem como mostrar em gráficos e mesmo em vídeo, que é resposta na usabilidade geral do sistema, muito melhor com um SSD, mas novamente, qualquer bom SSD independente do protocolo que ele utiliza.

A promessa é do Windows 11 otimizar muito o uso de SSDs mais rápidos em algumas aplicações, e especialmente em jogos com o DirectStorage, mas até de fato vermos uma diferença real, compre um SSD, mesmo que SATA, e viva feliz!

Temos um artigo muito completo sobre SSDs, com uma série de testes mostrando a diferença entre diferentes tipos e versões, vale a pena conferir:

Guia completo sobre SSD - Tecnologias, formatos, capacidade, testes, preços e mais

Guia completo sobre SSD - Tecnologias, formatos, capacidade, testes, preços e mais
De informações técnicas a comparativos entre modelos antigos e novos com atualizações constantes

Tags
ssd
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.