Créditos: Reprodução

Os melhores jogos de PC do primeiro semestre de 2021

Resident Evil: Village, It Takes Two e Chivalry 2 estão entre os 10 títulos para PC que mais nos impressionaram até agora
Por Luiz Schmidt 08/07/2021 14:38 | atualizado 08/07/2021 15:25 Comentários Reportar erro

O ano de 2021 está movimentado na indústria dos games, com bons jogos e muita escassez de consoles. Quem joga no PC teve a oportunidade de experimentar alguns dos exclusivos da Sony, como Days Gone e se depender da empresa, essa tendência não irá encerrar tão cedo. Tivemos uma boa diversidade de lançamentos, e o restante do ano também promete outros lançamentos de peso como Battlefield 2042. Com tantos lançamentos interessantes, criamos uma lista com os 10 melhores jogos lançados para PC, durante o primeiro semestre de 2021.

Conheça os jogos de corrida que mais se destacaram na última década

A lista não está em ordem de melhor para pior, ou vice-versa. Para respeitar as preferências de todos, elencamos os games em ordem aleatória. Ao final, você pode participar de uma enquete e contar para a gente quais os jogos favoritos para PC, até o momento. Sem mais delongas, vamos a lista:

Resident Evil: Village

Lançado em 7 de Maio para PC, Xbox series X|S , Xbox One, Playstation 4 e Playstation 5, Resident Evil Village é o oitavo título da famosa franquia da Capcom. O jogo de FPS (Tiro em Primeira Pessoa), expande o universo da franquia, abandonando a fórmula tradicional que tornou a franquia popular na primeira trilogia e abordando formas distintas de horror. Apesar de ter desagrado alguns fãs dos jogos clássicos do Resident Evil, Village foi considerado um enorme sucesso, vendendo mais de 4,5 milhões de cópias em poucas semanas e obteve boa recepção da crítica.

A história do jogo nos coloca mais uma vez no controle de Ethan Winters, o protagonista sem rosto que, após salvar a namorada de uma família muito louca em Resident Evil 7, vai parar em um vilarejo cheio de mistérios e criaturas mitológicas, como bruxas e lobisomens.

Resident Evil Village é uma ótima porta de entrada para quem não conhece a franquia

Com vilões assustadores como Lady Dimitrescu, que tornou-se uma sensação antes mesmo do jogo ser lançado, equilíbrio perfeito entre a perspectiva em primeira pessoa e mecânicas clássicas da franquia, Resident Evil Village é um jogo de terror de alto nível. Altas doses de ação, um mapa bem delineado, onde em cada canto lhe reserva uma nova surpresa ou um encontro com novas variedades de monstros tornam o game uma ótima porta de entrada para quem não conhece a franquia, além de ser um dos melhores jogos lançados no ano.

Days Gone

Days Gone é um dos IPs exclusivos da Sony que aparentemente não atingiu as expectativas da empresa. O game foi bem avaliado aqui no Adrenaline na época do lançamento e, para surpresa de muitos,  acabou recebendo um Port para PC no dia 18 de Maio de 2021. Com uma boa adaptação para o PC, o jogo retornou às graças do público, recebendo atenção da mídia, inclusive sobre uma possível continuação, que pelo visto não acontecerá. Apesar da crítica especializada não ter avaliado muito bem o jogo, Days Gone agradou bastante quem jogou no PC


(Créditos: Captura de tela/Diego Kerber)

- Continua após a publicidade -

A versão de computador de Days Gone chega com suporte para monitores ultrawide com proporção de tela 21:9, ajuste de campo de visão (FOV), gráficos aprimorados e opções de ajustes visuais. Na história acompanhamos Deacon St. Jhon em um mundo pós-apocaliptico, dominado pelos Freakers. A história do jogo não traz nenhuma novidade ao que já estamos acostumados em jogos de Zumbi, além disso os personagens e narrativa também deixam um pouco a desejar. 

Se a história não é tão intrigante, o bom Gameplay compensa os pontos fracos do jogo

Se a história não é tão intrigante, o bom Gameplay compensa os pontos fracos do jogo. A existência de Hordas de freakers espelhados pelo mapa leva o jogador a encontros cheios de ação que requerem muita estratégia e paciência para vencer. O jogo apresenta uma boa variedade de armas, e uma moto que Deacon precisa aprimorar para explorar o mapa e não ficar sem gasolina. Acampamentos oferecem diferentes upgrades para o jogador, que deve investir seu tempo em diferentes missões para ganhar créditos e a confiança dos líderes dos acampamentos e desbloquear novos upgrades.

It Takes Two

O jogo de It Takes Two, desenvolvido pela Hazelight, é um jogo Co-Op que surpreendeu com sua inventividade e boa narrativa. Lançado no dia 26 de Março, para PC PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 5, Xbox Series X|S, o jogo foi um sucesso de crítica, atingindo notas elevadas no site Metacritic. It Takes Two é uma surpresa bem-vinda para o gênero Co-Op que, infelizmente, não recebe tanta atenção das desenvolvedoras.

No jogo acompanhamos um casal, que precisa se reconectar e superar desafios em conjunto para avançar na história. Apesar de alguns puzzles serem um pouco frustrantes, o jogo oferece boas doses de diversão.

It Takes Two funciona no modo split-screen e conta com um sistema chamado Passe de Amigo, que permite ao segundo usuário jogar sem a necessidade de comprar uma cópia extra do game. Para quem busca resgatar aquela nostalgia de jocar com os amigos sentado no sofá, resolvendo puzzles que necessitam de cooperação, It Takes Two é uma aventura que vale a pena.

- Continua após a publicidade -

Chivalry 2

Criado pela Torn Banner Studios e lançado simultaneamente para PC e consoles no dia 8 de Junho, Chivalry 2 é um jogo multijogador em primeira pessoa, com batalhas inspiradas lutas medievais épicas. Com diversos modos de jogo e Crossplay, que podem colocar até 64 jogadores em lutas frenéticas, Chivalry 2 oferece muita violência e pancadaria, com embates que simulam uma verdadeira guerra medieval.

O jogo é divertido e oferece certa variedade com quatro classes e 12 subclasses disponíveis para o jogador escolher. Decapitar o oponente com golpes de espada é satisfatório, porém o jogo apresenta alguns problemas de customização que foram, inclusive, motivos para algumas das reviews ruins que o jogo recebeu.


(Créditos: Torn Banner Studios)

A diversão é garantida para quem gosta de boas doses de pancadaria e caos. No jogo é possível atirar a cabeça dos oponentes, jogar o escudo, arrancar braços com golpes de espada, ou explodir um barril de pólvora matando todo mundo que está ao redor. Chivalry 2 oferece muito sangue e batalhas até a morte.

O título é, sem dúvidas, um dos jogos mais divertidos do ano, apesar de não apresentar ampla variedade que mantenha o interesse no jogo por muito tempo. Resta saber se as promessas de dobrar o tamanho do jogo com updates gratuitos, serão o suficiente para que a Torn Banner Studios mantenha um bom número de jogadores para que as guerras continuem épicas.

Hitman 3

O jogo que encerra a trilogia do agente 47, foi considerado um sucesso de vendas e segundo a IO Interactive, desenvolvedora do jogo, vendeu três vezes mais que seu antecessor. Hitman 3 chegou para PC em janeiro de 2021 e recebeu boa aceitação da crítica, segundo as análises compiladas pelo Metacritic

Hitman 3 evolui e traz as melhores fases da trilogia

O jogo inclusive, recebeu uma análise especial aqui no Adrena, que elencou todos os pontos fortes e fracos do jogo. Hitman 3 não traz nenhuma grande surpresa em termos de gameplay. Pelo contrário, o jogo aposta e tenta expandir seus pontos fortes. O grande destaque fica para a complexidade dos mapas, que são enormes e oferecem muito fator replayA grande quantidade de NPCs por fase também criam uma enorme sensação de realismo e criam um empecilho para se aproximar das vítimas de forma eficiente.


(Créditos: IO Interactive)

Infelizmente, o maior problema do jogo também gira em torno dos NPCs. Com uma quantidade grande deles no mapa, fica fácil de perceber os caminhos preestabelecidos e as reações mecânicas dos personagens. A programação torna os movimentos previsíveis e altamente irrealistas, o que prejudica a imersão no jogo. Mesmo assim, Hitman 3 oferece boas doses de estratégia, formas inventivas de cometer assassinatos e boa variabilidade de formas de encarar o jogo.

Além disso, o jogo apresenta boa otimização para hardwares mais limitados. Dessa forma, mesmo quem não possui uma máquina potente consegue aproveitar tudo o que o jogo oferece.

Crash Bandicoot 4: It's About Time

Após muitos anos sem um novo título, a trilogia Crash Bandicoot recebeu um remaster em 2017. Com o sucesso do jogo, não foi surpresa quando a Activision anunciou Crash Bandicoot 4: It's About Time. O jogo acabou chegando com grande atraso para o PC, tendo seu lançamento no dia 26 de março. A versão do PC apresentou alguns problemas, pois necessitava de conexão constante com a internet e resultou na pirataria do jogo.

Mesmo com esse problema, o novo jogo do marsupial mais querido do universo dos games, trouxe muita aventura de plataforma, com múltiplos modos e a possibilidade de jogar com diversos personagens icônicos da franquia, como o vilão Neo Cortex.


(Créditos: Activision/Sony)

O novo jogo reativa a nostalgia e aquela boa vontade de atirar o controle na televisão em algumas partes mais complexas

Crash 4 oferece um bom número de fases, e diferentes modos que aumentam bastante a dificuldade para quem gosta do gênero. O novo jogo consegue reativar a nostalgia, e aquela boa vontade de atirar o controle na televisão em algumas partes mais complexas. Além de manter a maior parte do que fez a trilogia original um sucesso, o novo jogo adiciona diversos elementos novos ao gameplay. Atualmente, o jogo conta com uma opção de coop local e um multiplayer de sofá para até quatro jogadores chamado Bandicoot Battle.

Disco Elysium: The Final Cut

Disco Elysium foi lançado originalmente em 2019, colocando você na pele de um detetive, onde você precisa interrogar personagens e desvendar assassinatos. Suas escolhas definem se você será um herói, ou um detetive corrupto que recebe propinas. O jogo obteve moderado sucesso e em março de 2021 recebeu um relançamento intitulado Disco Elysium: The Final Cut. A desenvolvedora ZA/UM prometeu e entregou uma experiência definitiva, em uma narrativa imersiva e envolvente. Disco Elysium: The Final Cut, foi bem recebido pela crítica e atualmente é o jogo com maior score para PC no Metacrític no ano de 2021, com a impressionante nota de 97.

Disco Elysium não é um jogo que agrade todo mundo, afinal sua proposta imersiva de exploração com diversos personagens, escolhas e muito diálogo pode não interessar muitos jogadores. Entretanto, quem se interessa por esse tipo de jogo irá encontrar um gameplay redondo, com bastante diversidade de interação, que promete muitas horas de imersão no universo de Elysium. Com certeza foi uma das melhores experiências do ano para PC, e um jogo que merece pelo menos ser conferido.


(Créditos: SU/MA)

NIOH 2: The Complete Edition

Nioh 2 demorou um pouco para chegar ao PC, sendo lançado em Fevereiro de 2021, apenas depois que todas as expansões do jogo haviam sido lançadas para o console Playstation 4. Nioh 2 é um RPG de ação, que se passa no Japão feudal, com uma variedade enorme de armas, magias e estilos de combate. O jogo apresenta um gameplay hardcore, com novas dificuldades extremamente apelativas cada vez que você termina o jogo. Nioh 2 foi bem recebido pela comunidade gamer do PC, conseguindo três vezes mais jogadores do que no antecessor.

O alto nível de customização é um dos pontos fortes do jogo. A variedade de equipamentos e diferentes efeitos é gigantesca, prato cheio para quem gosta de fazer grind de loot. Entretanto, nas dificuldades mais complexas, não ter a build otimizada significa morrer em poucos segundos, o que deixa a caça por equipamentos excessiva. A história do jogo continua sendo apresentada de forma desconexa, sendo bem difícil acompanhar o que está acontecendo se você não conhece os personagens históricos que aparecem na tela. Além disso, o jogo reutiliza alguns cenários, retirados diretamente do primeiro jogo. 

Nioh 2 às vezes causa a sensação de ser apenas um Nioh 1.5

Ao invés de controlar o personagem histórico real William Adams, você assume o papel de um protagonista sem nome, com poderes de Yokai (Demônio). A história se inicia antes do enredo de Nioh 1, porém as últimas une a história de ambos os jogos. Mesmo oferecendo um gameplay incrível e desafiador, Nioh 2 às vezes causa a sensação de ser apenas um Nioh 1.5, ao invés de uma continuação propriamente pensada. O que não tira os méritos do jogo em oferecer uma jogabilidade que poucos títulos oferecem. E falando de experiência própria, de alguém que jogou todas as dificuldades do jogo, investir em Nioh 2 vale a pena.


(Créditos: Team Ninja)

Mass Effect: Legendary Edition

A edição lendária de Mass Effect foi lançada em Maio de 2021 para PC. Trazendo inúmeras melhorias e unindo três jogos em 4K (Ultra HD) com suporte HDR, Mass Effect: Legendary Edition caiu mais uma vez nas graças dos fãs, que muito aguardaram para reviver as histórias do jogo. Entretanto, muita gente reclamou dos inúmeros bugs apresentados no jogo, o que o deixou com uma baixa avaliação de 5.1 na review dos usuários do Metacritic.

Confira se seu PC está preparada para visitar as galáxias de Mass Effect: Legendary Edition

O jogo trouxe diversas mudanças e, realmente, muitos bugs e problemas de otimização, porém a versão definitiva das aventuras do Comandante Shepard é positiva com muitas mudanças de iluminação, modelagem dos personagens, otimização nos veículos, gameplays e modos de jogo, incluindo o modo Galaxy at War de Mass Effect 3, que antes exigia conexão com a internet constante.

Little Nightmares II

Little Nightmares II é até o momento o jogo mais assustador do ano, superando até mesmo Resident Evil Village. O jogo de puzzle e aventura proporciona uma experiência imersiva e horripilante, apresentando sequências que deixam a mão tremendo, tamanho o nervosismo que proporcionam. 

Desenvolvido pela Tarsier Studios e lançado em fevereiro para PC, o jogo indie apresenta notas acima de 80 no Metacritic. Para quem gosta de jogos como Limbo e Inside, Little Nightmares II é um jogo que proporciona uma aventura de tirar o fôlego e apesar do escopo reduzido do projeto, merece figurar como um dos melhores jogos de PC, neste ano.

Dentre os inúmeros lançamentos que tivemos durante os seis primeiros meses do ano, estes foram os 10 que mais chamaram a atenção aqui na equipe do Adrena, ressaltamos que eles não foram colocados em ordem de melhor e os títulos representam os gostos diversos da equipe. Caso você concorde ou discorde, conte para gente nos comentários e não esqueça de participar da enquete, que inclui títulos não presentes nesta lista e dizer para a gente quais os melhores jogos de PC, até o momento, de 2021.

Os melhores jogos de PC do primeiro semestre de 2021

Tags
  • Redator: Luiz Schmidt

    Luiz Schmidt

    Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.