Créditos: Betagames Group/Steam

Inspirado em GTA, jogo brasileiro 171 faz sucesso no financiamento coletivo

Após ser destaque na BGS 2019, estúdio precisou de apenas dois dias para bater meta em campanha no Catarse, que traz acesso ao pré-alpha do jogo
Por Mateus Mognon 15/04/2020 19:29 | atualizado 15/04/2020 19:57 Comentários Reportar erro

O pavilhão indie da Brasil Game Show 2019 contava com diversos jogos promissores, mas um dos estreantes na feira acabou gerando aglomerações tão grandes que seriam um perigo em tempos de coronavírus: estamos falando de 171, o jogo do estúdio independente Betagames Group que é conhecido pela alcunha de "GTA Brasileiro".

Após o sucesso na BGS, o pequeno time de desenvolvedores por trás do projeto cumpriu uma promessa feita no ano passado e lançou uma versão pré-alpha limitada na Steam. Assim, durante a quarentena causada pela pandemia de COVID-19, muitos brasileiros puderam jogar, após anos de espera, o aguardado 171 em seus computadores, no conforto de seu aconchegante e protegido lar.

Além de permitir que os fãs que não visitaram a BGS 2019 joguem 171, a versão do game que já está disponível na loja da Valve traz melhorias em relação ao conteúdo presente na feira, graças aos "intensos meses" de trabalho que a equipe teve desde outubro do ano passado. "Tivemos a oportunidade de trabalhar em alguns detalhes visuais que deixam o jogo mais bonito e na engenharia de som do game", explica Renato Cesar, um dos desenvolvedores da Betagames Group, em conversa com o Adrenaline.

Para quem não esteve na feira de games, a principal novidade fica por conta da dublagem: agora, os personagens têm um sistema de falas básico e é possível escutar músicas no rádio do carro. Na parte do gameplay, a essência do pré-alpha da Steam é exatamente a mesma presente na BGS, mas com melhorias, refinamentos e elementos extras.

O jogo 171 não esconde as inspirações na franquia GTA e a jogabilidade presente no pré-alpha reforça a inspiração na franquia da Rockstar, como comentamos aqui. A edição do game presente na Steam permite explorar um ambiente aberto, customizar carros e também atirar com dois tipos de armas, que possuem um sistema de evolução.


(Imagem: Betagames Group/Divulgação)

Além disso, o pré-alpha lançado na Steam também possui confrontos contra a polícia, mecânica que precisou de bastante atenção da equipe da Betagames Group. Segundo os desenvolvedores, o time teve que encontrar um equilíbrio entre "design de cenário e inteligência artificial" para criar forças da lei que são responsivas e se adaptam às limitações dos cenários bem brasileiros, como ruas esburacadas e vielas estreitas.

- Continua após a publicidade -

Sucesso no financiamento coletivo

Considerando a oferta de grandes jogos de tiro e mundo aberto presentes atualmente, a edição atual de 171 passa despercebida aos olhos do "grande mercado", mas é uma realização esperada por um grande grupo de brasileiros que acompanha o desenvolvimento do título. O projeto feito por menos de 20 pessoas começou a ganhar destaque na internet em 2015, quando a Betagames Group adotou a Unreal Engine 4 como motor gráfico para o jogo. Porém, os conceitos iniciais do "GTA Brasileiro" estão em desenvolvimento desde 2010.


(Imagem: Betagames Group/Divulgação)

Mesmo com tanto tempo, a empreitada só guinou de vez durante o ano passado. Os desenvolvedores trabalhavam no game apenas em seu tempo livre, o que acabou tornando o andamento do projeto lento. Para mudar esse cenário, os responsáveis por 171 iniciaram uma campanha de financiamento coletivo no finalzinho de 2018, e a ideia funcionou perfeitamente.

O interesse do público por um "GTA Brasileiro" garantiu o sucesso de 171 no financiamento coletivo

O interesse do público pela ideia de um jogo ao estilo de GTA com uma pegada brasileira garantiu mais de R$ 68 mil para o time da Betagames Group focar no desenvolvimento de 171 e trazer um pré-alpha para os apoiadores, além de levar o game para a BGS. O resultado desse trabalho agora está disponível na Steam, de maneira limitada, com parte do mapa de Sumariti, cidade inspirada em Sumaré, que serve de ambiente para os tiroteios e exploração.

De acordo com os desenvolvedores, o lançamento do pré-alpha superou as expectativas da equipe e tem sido útil não apenas para corrigir bugs, mas também espalhar a palavra do game. "O feedback está sendo muito incrível e confessamos que até acima do esperado", explica o representante do estúdio, em entrevista ao Adrenaline.

Nova campanha superou meta em dois dias

O resultado foi tão positivo que a Betagames Group resolveu apostar novamente na fórmula do financiamento coletivo, visando captar mais recursos e também abrir portas para que mais jogadores interessados consigam acesso ao game. Nesta semana, o time iniciou uma nova campanha no Catarse com a meta de conseguir R$ 57 mil para lançar a versão Alpha do jogo. 

A nova campanha de financiamento coletivo arrecadou R$ 74 mil em dois dias

Enquanto angariar toda essa grana é um desafio para muitos desenvolvedores independentes, as expectativas em cima de 171 ajudaram a Betagames Groups a conseguir fundos para continuar trabalhando no projeto em 2020. A meta total da campanha foi batida em dois dias e superou os ganhos estimados. No momento desta publicação, a equipe já havia conseguido cerca de R$ 74 mil de aproximadamente 1370 apoiadores, com mais 29 dias de campanha. 

O sucesso da empreitada no financiamento coletivo vai além do interesse do público em eventualmente ver o jogo sendo lançado integralmente no PC: quem contribuir com valores acima de R$ 55 garante não apenas uma cópia do jogo em sua edição final, mas também acesso ao pré-alpha atual e também as futuras atualizações. Assim, já é possível jogar e continuar acompanhando o projeto de perto.

- Continua após a publicidade -

Modo história e futuro


(Imagem: Betagames Group/Divulgação)

Além de garantir uma nova oportunidade para os interessados que pretendem investir no jogo, a campanha também trouxe um novo trailer com algo inédito na trajetória de 171: um trecho de narrativa. O pessoal da Betagames Group tem dado ênfase para a jogabilidade durante as fases iniciais de desenvolvimento do projeto, mas o novo vídeo de divulgação conta com uma breve narração com Nicolau, o protagonista do jogo.

Seguindo o que é esperado do game, a "vibe" do trailer deixa um gosto de GTA, mas com um toque bem brasileiro, o que deve agradar os fãs do projeto. Após a apresentação do protagonista, o trailer enfatiza novidades que devem aparecer na versão alpha do jogo, incluindo melhorias no sistema de combate da polícia, adição de gangues e eventos aleatórios na rua.

De acordo com os desenvolvedores, a equipe pretende continuar dando ênfase para a jogabilidade num primeiro momento. "Possuímos uma base para a trama, entretanto, durante as próximas fases do desenvolvimento, nosso foco é evoluir as mecânicas, trazendo novas implementações que deixam tanto a jogabilidade quanto o mapa do jogo mais vivo, interativo e imersivo", explica o estúdio. "Em outras palavras, estamos desenvolvendo cada elemento no seu devido tempo para que, com isso, possamos otimizar o tempo de criação em cada uma das fases do game."

Caso a nova campanha de financiamento coletivo alcance seu objetivo, o jogo receberá novidades como mecânicas de Cover, pular muros e combate corpo a corpo, além de mais armas e veículos. Além disso, o jogo também contará com um ciclo de dia e noite e 10% do mapa já disponível no pré-alpha deve receber novas interações.


(Imagem: Betagames Group/Divulgação)

A versão Alpha está prevista para chegar na Steam no segundo semestre de 2020,  e o estúdio também tem planos de trazer ao mercado uma edição beta para o ano que vem. O game completo, com história, custscenes e dublagem, ainda deve estar longe de ganhar vida, considerando a ambição presente no projeto e o tamanho do time envolvido na produção.

Mesmo com a distância de um lançamento completo, 171 já dá uma ideia de o que tem para oferecer e atende o desejo de quem sempre quis dar uma de "Carl Johnson" em um ambiente brasileiro. Com o que temos até agora, é difícil dizer se o jogo ganhará um grande destaque na indústria em seu lançamento final, mas uma coisa é certa: com duas campanhas de financiamento coletivo de sucesso no currículo, claramente o projeto independente já conseguiu chamar a atenção e encontrar um público-alvo.

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Últimas

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.