Créditos: Square Enix

Final de Kingdom Hearts 3 Re Mind mostra potencial da franquia além da Disney

Ao que parece, o diretor Tetsuya Nomura quer reviver seus projetos do passado usando a história de Sora
Por Mateus Mognon 09/02/2020 16:15 | atualizado 20/02/2020 18:13 Comentários Reportar erro

Nascida após uma reunião dentro de um elevador, Kingdom Hearts já tem quase duas décadas de vida e ficou conhecida no mundo dos games por misturar personagens da Disney com Final Fantasy, além de ter uma história bem complicada de acompanhar. O jogo mais recente da série acabou deixando de lado as figuras da saga da Square Enix para priorizar as propriedades do reino do Mickey Mouse. Porém, o recém-lançado DLC Re Mind deu pistas de que a franquia dirigida por Tetsuya Nomura pode seguir novos caminhos que vão agradar os fãs de FF.

Cuidado, pois o texto a seguir contém spoilers de Kingdom Hearts 3 Re Mind. Siga por sua conta e risco.

O DLC de Kingdom Hearts 3 dá bastante ênfase para o gameplay e conta com chefões difíceis, mas, além disso, também arranha a superfície de uma nova trama que está se desenrolando na franquia. Para salvar a personagem Kairi, Sora acaba abrindo mão de sua vida e vai parar em um local desconhecido, como mostrado na cena secreta de KH3. Em Re Mind, finalmente temos um aprofundamento do que realmente aconteceu com o personagem.

Após desaparecer de Destiny Islands, Sora vai parar em uma versão “trevosa” de Final World e acaba encontrando uma figura conhecida lá: Yozora. Para quem não lembra, o misterioso personagem aparece em Kingdom Hearts 3 no mundo de Toy Story, como protagonista de um jogo chamado Verum Rex. A produção fictícia traz referências a Final Fantasy Versus XIII, projeto de Tetsuya Nomura que foi cancelado e teve seus “restos” aproveitado na construção de Final Fantasy XV.

Ná época do lançamento de Kingdom Hearts 3, muita gente pensava que Verum Rex podia ser apenas uma homenagem para o falecido game de Nomura, mas Re Mind comprovou que o diretor não superou o fim do projeto de Final Fantasy e pode reviver suas ideias dentro do jogo feito em parceria com a Disney.

Re Começo dentro de Kingdom Hearts

- Continua após a publicidade -

Ao encontrar Yozora no final de Re Mind, o protagonista o reconhece por causa de Verum Rex, mas o personagem mostra que está ali para ser mais do que um simples chefão extra. “Me disseram para salvar Sora”, revela Yozora, pouco tempo antes de sacar suas armas. Em seguida, os dois são transportados para o topo de um arranha-céu com o número 104 e começam uma das batalhas mais épicas da franquia.

No final do embate, o jogador é presentado com finais que mudam de acordo com seu desempenho na batalha. Quem consegue vencer a briga vê Yozora desaparecer dizendo que seus poderes não são mais necessários, com Sora voltando para o The Final World que conhecemos. Quem é derrotado, porém, recebe um desfecho mais pesado: o protagonista da franquia fica cristalizado em Final World, enquanto Yozora diz que voltará para salvá-lo.


Final em que Sora é derrotado por Yozora. Confira o desfecho alternativo aqui.

Em ambos os casos, a cena final que segue é a mesma: Yozora acorda em um carro após ser chamado por um de seus companheiros de viagem, que "curiosamente" tem o mesmo dublador que o personagem Luxord, de Kingdom Hearts. Enquanto poucos detalhes sobre o futuro da saga foram confirmados, o vídeo de encerramento é um deleite para quem esperava mais histórias originais para o game. 

Assim como os vídeos de Verum Rex presentes no mundo de Toy Story, a sequência final de Yozora é praticamente uma recriação do trailer de Final Fantasy Versus XIII -- veja um comparativo aqui. Além disso, o cenário da luta final é a Tóquio de The World Ends With You, jogo de Nomura que já teve seus personagens aparecendo em Kingdom Hearts. 

Segundo apontam teorias, Yozora (ou Noctis) consegue transitar entre realidades e recebe instruções para salvar Sora no mundo de The Worlds End With You, que possui em sua história uma forma de trazer pessoas dos mortos. O diretor do jogo não deu mais detalhes sobre o futuro de Kingdom Hearts, mas com todas as reviravoltas que já aconteceram na saga, não podemos descartar a possibilidade de um novo crossover e o renascimento de Final Fantasy Versus XIII dentro da franquia feita com a Disney.

O futuro de Kingdom Hearts

O próximo passo da série é o jogo Kingdom Hearts: Dark Road, que sai ainda este ano para celulares. Ao que tudo indica, o título será focado no passado do vilão Xehanort e pode ser que não traga tantas respostas sobre o futuro da saga. Ainda assim, a Square Enix expandiu as equipes de desenvolvimento para a franquia e disse que não vai demorar para revelar um jogo principal de Kingdom Hearts. 


Kingdom Hearts: Dark Road é o próximo lançamento da franquia

Enquanto as novidades não chegam, quem pretende conhecer mais da obra de Tetsuya Nomura pode jogar The Worlds End With You, que possivelmente terá importância para o futuro da franquia Kingdom Hearts. Lançado originalmente em 2007 no Nintendo DS, o jogo atualmente está disponível no Switch e smartphones com sistema Android e iOS.

Apesar de ter sido cancelado, Final Fantasy Versus XIII não foi "colocado no lixo" e as ideias de Tetsuya Nomura acabaram servindo de inspiração para Final Fantasy XV, que recentemente chegou ao Xbox Game Pass. Inclusive, Nomura ainda está trabalhando com a principal franquia da Square Enix e é responsável por Final Fantasy 7 Remake, que será lançado em 10 de abril para PS4.

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Escolha um lado:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.