A BIOS da RX 5600 XT: agora dá pra baixar uma placa de vídeo melhor?

Lançamento curioso dessa Radeon mostra como há margens nos produtos no mercado

O lançamento da Radeon RX 5600 XT foi um tanto inusitado. Novamente, a Nvidia jogou "água no chopp" da AMD e atravessou um produto no caminho: a RTX 2060 recebeu uma redução de preço e forçou a empresa a reagir.

A AMD tomou a curiosa decisão de melhorar um produto pouco antes de lançá-lo

O curioso é que ao invés da redução de preço, como havia feito na época da RTX Super "furando o olho" da Radeon RX 5700, a AMD decidiu colocar esteroides na RX 5600 XT e, através de um update de BIOS, subir seu desempenho. Nesse artigo vamos comentar o quanto mudou a performance da placa, e se podemos ver isso se tornando um padrão na indústria!

Começando pelos testes, abaixo temos uma análise do que mudou com a troca da BIOS. Partindo da mudança nas especificações, vemos principalmente um aumento nas frequências de operação do chip gráfico e também das memórias, com incrementos respeitáveis em ambas. Isso foi viável porque não apenas tivemos um incremento nas frequências: a modificação da BIOS subiu o TBP, o Tipical Board Power, ou seja, a estimativa do consumo da placa como um todo, ampliado de 150 para 160W. Aqui é bom fazer uma ressalva: não confunda com TDP, o Thermal Design Power, que apesar de também ser medido em watts, é uma estimativa de quanto calor o componente gera, e não seu consumo.

O resultado é bem interessante, olhando um gráfico comparativo de frequências e taxa de quadros durante o teste com Assassin's Creed Odyssey. Importante destacar que há uma rápida queda na frequência, no teste com a BIOS antiga, o que pode ser um indicativo de um stuttering momentâneo no teste.

No comparativo fica evidente a vantagem de em torno de 100MHz na frequência do chip gráfico RX 5600 XT pós update, enquanto o aumento na perforamnce também ficou relativamente estável em 10fps a mais ao longo do benchmark. É claro que o aumento no consumo e frequência também impactou o aquecimento, e no caso da placa da Gigabyte, estamos falando de algo próximo dos 5ºC, ou 10% a mais.

- Continua após a publicidade -

Olhando na conjuntura do mercado, esses 10% a mais de desempenho não podem ser menosprezados, como dá para ver a diferença da posição da RX 5600 XT versus rivais GeForce e até mesmo modelos Radeon, após a atualização.

Esse incremento na performance mudou o cenário dessa placa. Originalmente ela chegou para fazer frente a GTX 1660 Ti, e era o que fazia: pelo mesmo preço, se sai melhor em diversos testes. Após o update da BIOS, porém, ela saltou para fazer frente ao próximo patamar de performance da Nvidia, a GeForce RTX 2060!

A RX 5600 XT ganhou performance para trocar de concorrente: saiu da disputa como GTX 1660 Ti para brigar com a RTX 2060

Há um efeito colateral óbvio, um fogo-amigo na RX 5700. A placa "um degrau acima" no line-up da AMD tem pouquíssima coisa a mais para oferecer em termos de performance, e acaba contando apenas com mais VRAM como seu diferencial, e provável razão da maior margem de performance em Red Dead Redemption 2.

- Continua após a publicidade -

Outro efeito é levantar a questão: será que todos os produtos não poderiam passar por um processo semelhante? Mais placas não poderiam receber um BIOS buscando extrair "um pouquinho mais" do hardware? Pessoal que já mexeu com overclock sabe que hardwares em geral sempre apresentam uma margem que dá para tentar buscar mais desempenho, ainda mantendo níveis aceitáveis de estabilidade.

Esse aumento de desempenho fez uma vítima: a RX 5700

E aqui entramos em uma área de especulação nossa. A AMD usou a estratégia de "acelerar" a RX 5600 XT porque ela possuía muita margem para tanto. A maioria dos modelos anunciados possuem projetos bem parecidos com os vistos na RX 5700 e até na RX 5700 XT, com pequenos ajustes como redução nos conectores de energia, e apesar disso ela vei com clocks de fábrica na primeira BIOS muito baixos. Provavelmente a AMD quis evitar passar perto demais da RX 5700, mas com a Nvidia pressionando com a RTX 2060, se viu obrigada a aumentar sua aposta tornando a RX 5600 XT uma placa mais potente. Isso, em contrapartida, pode ter inviabilizado placas mais baratinhas e com sistemas mais modestos de alimentação e resfriamento da RX 5600 XT.

É muito interessante o fenômeno que aconteceu com a RX 5600 XT, mas muito improvável vermos algo parecido novamente

Mas mesmo havendo a margem, ainda assim surgiram complicadores. Alguns modelos não receberão o incremento na velocidade das memórias. Marcas como MSI e Asus irão manter a VRAM operando em 12Gbps, especificação inicial das RX 5600 XT e operação para a qual elas foram projetadas. De acordo com representantes a MSI, modificar a operação para 14Gbps pode tornar o funcionamento instável já que essas placas e seu projeto não foram validadas para operar nesse nível de performance.

Apesar de viável, não devemos ver essa estratégia com muita frequência por outros motivos além da diversidade do ecossistema das placas no mercado. Mesmo sem bastante fácil o update da BIOS, infelizmente sabemos que não é um cuidado que muitos consumidores tomam. Também não parece interessante para as fabricantes ficarem reposicionando para cima seus produtos que já estão no mercado, já que isso atrapalharia seus próximos lançamentos. Há muito o que se comemorar com o lançamento da RX 5600 XT: fez a Nvidia tornar a RTX 2060 em um produto mais atrativo, algo que também forçou a Radeon a tornar a RX 5600 XT uma placa melhor. Efeitos benéficos da concorrência, e que a RX 5700 descanse em paz.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.