Veja a performance de toda a linha Ryzen 3, 5 e 7 em games e apps profissionais

Ao longo dos meses e lançamentos da linha Ryzen a AMD sempre se mostrou bastante pró-ativa em disponibilizar amostras de seu line-up, algo que possibilita esse comparativo: todos os modelos Ryzen disponíveis no mercado em uma disputa de performance ao longo de nossa bateria de benchmarks. Dessa forma nossos testes compreendem desde o mais modesto Ryzen 3 1200 e seus quatro núcleos e quatro threads até verdadeiras "monstros de processamento" como o Ryzen 7 1800X e seus impressionantes oito núcleos e 16 threads.

UPDATE 04/04/2018: Atualizamos os gráficos de desempenho adicionando os processadores Ryzen 5 2400G e Ryzen 3 2200G, lançados recentemente.

Todos os processadores usaram exatamente o mesmo sistema, drivers, aplicativos e games, sendo uma excelente forma de ver as diferenças, ou não, entre todos os modelos de processadores socket AM4 lançados até hoje pela AMD.

É importante destacar que os modelos Threadripper para socket TR4 também usam o nome "Ryzen", porém são produtos destinados a outro perfil de usuário. Para quem quiser ver como é o desempenho de modelos dessa linha, fizemos análise do Threaripper 1950X e Threadripper 1920X.

Análise do Ryzen 7 1800X
Análise do Ryzen 7 1700X
Análise do Ryzen 5 1600X
Análise do Ryzen 5 1600
Análise do Ryzen 5 1400
Análise Ryzen 5 2400G

Análise do Ryzen 3 1200

Abaixo algumas fotos de todos os processadores juntos. Na linha de cima, Ryzen 7 1800X, 1700X e 1700. Na linha do meio, Ryzen 5 1600X, 1600, 1500X e 1400. Na última o Rynze 3 1300X e 1200.

Modelos Ryzen à venda na Pichau


Ryzen 7

- Continua após a publicidade -

 

Fotos com os 3 atuais modelos da linha Ryzen 7 abaixo, mais telas com informações técnicas de cada processador dos aplicativos AIDA e CPU-Z.

Telas do CPUZ e AIDA na ordem: Ryzen 7 1800X, 1700X e 1700.


Ryzen 5

- Continua após a publicidade -

Comparativo

AMD Ryzen 5
1600X
AMD Ryzen 5
1600
AMD Ryzen 5
1500X
AMD Ryzen 5
1400

Preços

Preço no lançamentoU$ 249,00 U$ 219,00 U$ 189,00 U$ 169,00
Preço atualizadoR$ 699,90 R$ 860,00 R$ 710,00 R$ 599,90

Especificações

CodinomeSummit Ridge Summit Ridge Summit Ridge Summit Ridge
SoqueteAM4 AM4 AM4 AM4
Fabricação em14nm 14nm 14nm 14nm
Instruções64-bit 64-bit 64-bit 64-bit
Núcleos6 6 4 4
Threads12 12 8 8
Clock3600 MHz3200 MHz3500 MHz3200 MHz
Clock (Turbo)4000 MHz3600 MHz3700 MHz3400 MHz
DesbloqueadoSim Sim Sim Sim
Canais de memóriadual-channel dual-channel dual-channel dual-channel
MemóriasDDR4 @ 2666MHz DDR4 @ 2666MHz DDR4 DDR4
Cache16 16 16 8
PCI Express3.0 3.0 3.0 3.0
Canais PCI Express24 24 24 24
TDP95 65 65 65

Vídeo Integrado

GPUSEM V͍DEO INTEGRADO SEM V͍DEO INTEGRADO SEM V͍DEO INTEGRADO SEM VÍDEO INTEGRADO

Características Gerais

Acompanha cooler?Não Sim Sim Sim

Fotos com os 4 atuais modelos da linha Ryzen 5, mais telas com informações técnicas de cada processador dos aplicativos AIDA e CPU-Z.

Telas do CPUZ e AIDA na ordem: Ryzen 5 1600X, 1600, 1500X e 1400.


Ryzen 3

Comparativo

AMD Ryzen 3
1300X
AMD Ryzen 3
1200

Preços

Preço no lançamentoU$ 129,00 U$ 109,00
Preço atualizadoU$ 129,00 U$ 109,00

Especificações

CodinomeSummit Ridge Summit Ridge
SoqueteAM4 AM4
Fabricação em14nm 14nm
Instruções64-bit 64-bit
Núcleos4 4
Threads4 4
Clock3500 MHz3100 MHz
Clock (Turbo)3700 MHz3400 MHz
DesbloqueadoSim Sim
Canais de memóriadual-channel dual-channel
MemóriasDDR4 DDR4
Cache8 8
PCI Express3.0 3.0
Canais PCI Express24 24
TDP65 65

Vídeo Integrado

GPUSEM V͍DEO INTEGRADO SEM V͍DEO INTEGRADO

Características Gerais

Acompanha cooler?Sim Sim

Fotos com os 2 atuais modelos da linha Ryzen 3, mais telas com informações técnicas de cada processador dos aplicativos AIDA e CPU-Z.

Telas do CPUZ e AIDA na ordem: Ryzen 3 1300X e 1200.

Ryzen com gráficos Vega

Comparativo

AMD Ryzen 3
2200G
AMD Ryzen 5
2400G

Preços

Preço no lançamentoU$ 99,99 U$ 169,99
Preço atualizadoR$ 499,90 R$ 815,00

Especificações

CodinomeRaven Ridge Raven Ridge
SoqueteAM4 AM4
Fabricação em14nm 14nm
Instruções64-bit 64-bit
Núcleos4 4
Threads4 8
Clock3500 MHz3600 MHz
Clock (Turbo)3700 MHz3900 MHz
DesbloqueadoSim Sim
Canais de memóriadual-channel dual-channel
MemóriasDDR4 DDR4
Cache4 4
PCI Express3.0 3.0
Canais PCI Express24 24
TDP65 65

Vídeo Integrado

GPURadeon Vega 8 Radeon Vega 11
Clock1100 1250
DirectX12 DX12
Monitores suportados3 3

Características Gerais

Acompanha cooler?Sim, Wraith Stealth Sim, Wraith Stealth


Sistema Utilizado


Abaixo, detalhes sobre o sistema utilizado para os testes, antes algumas fotos do sistema testado:

Todoss os processadores utilizaram os mesmos componentes para os testes:

- Placa-mãe: ASRock Fatal1ty X370 Professional Gaming [análise]
- Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 1080 Founders Edition [análise]
- Memórias: 16 GB G.Skill Trident Z RGB @ 3200MHz (2x8GB) [site oficial]
- SSD: Kingston Savage 240GB Sata 6Gb/s [análise]
- HD: Seagate Barracuda 2TB 7200RPM Sata 6Gb/s [site oficial]
- Cooler: Noctua NH-U12S [site oficial]
- Fonte de energia (PSU): Thermaltake Toughpower 850W GOLD [site oficial]

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 10 64 Bits
- GeForce 387.92

Aplicativos/Games:
- Blender [site oficial]
- CineBench R15 [site oficial]
- x264 Full HD Benchmark [download]
- HWBot x265 Benchmark [site oficial]
- V-Ray [site oficial]
- wPrime 1.55 [site oficial]
- WinRAR 5.50 [site oficial]

- 3DMark (DX11)
- Battlefield 1 (DX11)
- Grand Theft Auto V (DX11)
- The Division (DX12)
- The Witcher 3 (DX11)

OBS.: Não fizemos testes de overclock devido o tempo demandado, para testes de overclock confira as reviews de cada modelo.


AIDA64 - Testes de memória


Usamos o mesmo kit de memórias para todos os processadores, sendo que em todos os casos elas estavam configuradas para 3200MHz. Mesmo assim também fizemos o teste de memória do AIDA64, confiram abaixo as telas dos testes com todos os processadores, porém destacamos que os resultados são idênticos pelo fato de todos estarem com as memória na mesma frequência:


Consumo de energia


Fizemos os testes de consumo de energia do sistema em modo ocioso e rodando o 3DMark, aplicativo que exige bastante do sistema.

É importante destacar que o consumo de energia depende bastante da placa-mãe e pode variar consideravelmente de um sistema para outro com configurações semelhantes. Alguns modelos da Asus como da série Strix por exemplo, já aplicam overclock automaticamente no sistema, entregando mais desempenho e mais consumo de energia por tabela.

IDLE (Sistema ocioso)
Começamos pelo teste com o sistema em modo ocioso.

Rodando o 3DMark
Quando colocamos os sistemas rodando o 3DMark, temos os consumos abaixo:


Temperatura


Começamos pelos testes de temperatura, como o sistema em modo ocioso e rodando o wPrime, aplicativo que "estressa" todos os núcleos dos processadores.

IDLE (Sistema ocioso)
Começamos pelo teste com o sistema em modo ocioso, com o Windows em espera sem estar executando nenhuma tarefa além das tradicionais do sistema.

Rodando o wPrime
Quando colocamos os sistema rodando o aplicativo wPrime, que faz todos os núcleos trabalhem em modo full, temos os consumos abaixo:

"A temperatura varia de acordo com o programa utilizado, mesmo o wPrime estressando todos os núcleos sendo uma boa opção para ver o comportamento desse cenário, alguns programas podem exigir ainda mais do processador e consequentemente esquentar mais o mesmo, como exemplo citamos o Blender."


Testes sintéticos


Abaixo temos uma série de testes de desempenho com o sistema, comparando o processador analisado com outros modelos do mercado e fazendo exatamente os mesmos testes.

Alguns testes podem tirar maior proveito de CPUs com clocks mais altos,
independente da arquitetura e do número de núcleos/threads,
já outros podem tirar mais proveito de mais núcleos/threads

Blender
O aplicativo Blender é voltado a profissionais de edição de filmes e para manipulação de objetos 3D, sendo um bom teste real de como o sistema se comporta nesse tipo de cenário.

V-Ray
O teste V-Ray Benchmark utilizado consiste no resultado de renderização do CPU, quanto menor for, melhor é o desempenho.

CineBENCH R15
O CineBench está entre os mais famosos testes de benchmarks para processadores, baseado em um teste convertendo uma imagem. Fizemos teste em Single e Multi Core também:

x264 Full HD Benchmark
Em um teste de conversão de vídeo Full HD, temos os seguintes resultados:

HWBot x265 Benchmark
Com o aplicativo de benchmark de renderização do HWBot, temos um teste renderizando com codec x265, tanto em FullHD como em 4K:

WinRAR
Outro bom teste para medir o comportamento do processador é o WinRAR, que consegue fazer bom uso de todos os cores.

wPrime
Rodando o wPrime, teste que estressa todos os cores do processador, temos os resultados abaixo:

3DMark
Começamos nossos testes com foco em vídeo com o 3DMark, mas por enquanto com a placa de vídeo dedicada.


Teste em games


Agora vamos para os games, selecionamos alguns dos principais títulos do mercado para mostrar como os processadores se comportam utilizando configurações semelhantes, sendo sempre a mesma placa de vídeo, uma GTX 1080, e 16GB de RAM através de 2 módulos de 8GB.

Battlefield 1


Como um dos games com a melhor qualidade gráfica já lançados, agora o Battlefield 1 faz parte de nossa bateria de testes. Abaixo o comportamento dos sistemas rodando o game da DICE.


GTA V


Grand Theft Auto V está entre os maiores sucessos dos últimos anos, trazendo entre seus destaques boa qualidade gráfica. Ele é um dos games que mais faz uso do CPU, sendo um ótimo teste para ver o comportamento e diferença entre esse componente. Confiram abaixo os resultados nesse game:


The Division - DX12


O game da Ubisoft é uma proposta bastante ambiciosa de criar uma Nova Iorque "viva" em partidas com multiplayer totalmente online. The Division usa um motor gráfico próprio desenvolvido pela Ubisoft Massive, e precisa lidar com cenários complexos e grandes quantidades de partículas na tela, com destaque para a neve que ocasionalmente cai em alguns momentos. Ele é nosso escolhido para o teste sobre a API DX12.


The Witcher 3


The Witcher 3 foi lançado como referência em qualidade gráfica para PC, sendo um dos games mais interessantes da atualidade para medir desempenho de placas de vídeo e processador. Nesse teste temos um cenário diferente do que usamos em análises de placas de vídeo, visando forçar mais o processador. Abaixo os resultados dos sistemas comparados:

Análise do percentil

Uma análise mais profundada da produção dos frames nos mostra alguns dados bem interessantes. O primeiro é como benchmarks podem apresentar variações, e como chips podem possuir suas "excentricidades". O Ryzen 7 1700X mostrou quedas e stutterings mais graves que muitas das CPUs de nossos testes, e ainda assim conseguiu apresentar uma média final dentro do esperado. Algo semelhante aconteceu com o Ryzen 7 1600X. Em alguns momentos os processadores com menor frequência, como no comparativo entre o 1700 vs o 1700X, temos uma média de quadros menor no 1700, porém uma melhor estabilidade, com quedas menores. Essa relação não se repetiu entre o 1600 e o 1600X, por exemplo, o que significa que pequenas variações podem surgir nos testes de um chip para outro, ou mesmo de uma execução do teste para outra.

Conclusão

A disponibilidade de todo o line-up Ryzen resulta em uma excelente base de dados e uma clara noção do impacto que diferentes configurações trazem para diferentes aplicações. Como não é novidade para muitos, a partir de quatro threads com um bom nível de performance já temos um bom patamar de desempenho para jogos, algo que ficou evidente pela pouca diferença de resultados mesmo entre o mais modesto Ryzen 3 1200 e o potente Ryzen 7 1800X. Como todos os processadores são baseados nos mesmos núcleos Zen, temos poucas variações de desempenho mesmo nos momentos em que a contagem de threads era muito mais alta, e em geral que definiu a liderança foram outras questões como frequência de operação.

Apesar das médias parecidas, a análise de percentil nos mostra que o investimento em processadores mais potentes ajuda a minimizar as quedas de performance ao longo do gameplay, algo bem notável especialmente em Witcher 3, onde o Ryzen 3 1200 passou mais dificuldades, por exemplo. Isso mostra que seu objetivo é atingir altas taxas de quadros o processador se torna um fator tão importante quanto a placa de vídeo para atingir o nível de performance desejado, e como economizar excessivamente em CPU pode não trazer impactos graves nas taxas médias de quadros, mas pode trazer efeitos muito piores em stutterings e outros travamentos e quedas de performance eventuais.

A sua escolha de CPU ideal varia se seu objeto é games ou aplicativos profissionais

Quando trocamos para aplicações de renderização e outros softwares profissionais a coisa muda um tanto. A contagem superior de threads é um fator determinante, e a linha Ryzen fica "alinhadinha" na ordem de custo, com o Ryzen 7 1800X sendo o mais potente do comparativo e sendo seguido pelos demais processadores na ordem precisa dos clocks e do número de núcleos. Isso deixa evidente como um gamer já terá um Ryzen 5 1600/1600X com uma solução eficiente, por exemplo, enquanto um profissional que vá editar vídeos ou trabalhar com renderização 3D deve olhar com "mais carinho" para a linha Ryzen 7.

Modelos Ryzen à venda na Pichau

Por fim, esperamos que essa base de dados sirva como uma boa referência para os consumidores. Esse é um primeiro estágio para futuros artigos, onde obviamente faremos um artigo equivalente para CPUs Intel (que será tão completo quanto esse caso seja mostrada a mesma presteza em disponibilizar os modelos para testes). Também serve como um primeiro estágio rumo ao CPU Chart, um comparativo gigantesco em que vamos colocar os processadores para disputar a liderança em nossa bateria de testes. A última vez que fizemos esse comparativo foi em 2015, e vocês podem dar uma conferida nele nesse link pra ir tendo uma ideia do que está a caminho.

Tags
amd
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.