PC Baratinho encara a psicose de Hellblade!

Hora de encarar mais um lançamento em de games, e é a vez de ver como o belo Hellblade: Senua's Sacrifice vai rodar em nossos modestos componentes!  Agradecemos ao GOG Brasil pelo envio da chave para testes com o game! Pra quem se interessou em jogar, o game está disponível no GOG por R$ 56. A plataforma tem entre suas principais vantagens a  garantia de dinheiro de volta em até 30 dias de cobertura após a compra e o jogo vem SEM DRM. Ou seja, sem necessidade de ativação ou conexão online para jogar

Agradecemos a galera do GOG Brasil pelo envio da key de testes!

Nosso último episódio do PC Baratinho terminou em uma indeterminação: com o Ryzen 3 e o Pentium G4560 entregando uma performance próxima, tivemos que esperar pela chegada do modelo da AMD no mercado nacional para definir quem dos dois seria usado em nosso computador gamer de baixo custo. E, bem... os Ryzen não conseguiram conquistar seu espaço. Com preços próximo da casa dos R$ 500, ele fica consideravelmente acima dos R$ 300 que vemos em média o Pentium (que tem grandes flutuações de preço e disponibilidade, mas dá pra achar por no máximo R$ 350)

Por conta de seus preços mais elevados, o Ryzen 3 levou a pior na disputa com o Pentium

Como quem manda no Baratinho são os preços, não tem erro: se o Pentium conseguir rodar o game, a vaga é dele. Após alguns testes preliminares, fomos com a configuração (pesquisa feita em 16/08):

- CPU Intel Pentium G4560 - R$ 294
- 8GB (2x4GB) de RAM - 2x R$ 180
- Placa-mãe LGA 1151 - a partir de R$ 290
- Nvidia GTX 1050 2GB - R$ 550
- HD Seagate Barracuda 1TB - R$ 225
- Fonte de 350W - R$ 135

Total R$ 1.854

Nossa primeira bateria de testes usando as placas de entrada da linha Geforce e Radeon mostrou que GT 1030 e RX 550 não são suficientes para os patamares de qualidade que buscamos com o Baratinho. Ambas rodaram o game em qualidade mínima e resolução FullHD com uma taxa de quadros que "passa raspando" dos 30FPS na maior parte do tempo. Mal sinal para as AMDs: a Radeon RX 550 tem mais "poder de fogo" que a GeForce GT 1030, logo ver ambas com performance próxima é um indicativo que o desempenho das Radeon não será dos melhores nesse jogo.

GT 1030 e RX 550 mantém 30FPS em FullHD/Low

- Continua após a publicidade -

Partimos para o patamar seguinte, porém no momento estamos sem uma Radeon RX 560 disponível para testes, então partimos para a GTX 1050. Considerando o mal desempenho no patamar inferior em nossos testes das placas da AMD (e também em testes de publicações internacionais), dificilmente a escolha não seria com a Nvidia, de qualquer forma. Com performances próximas da GTX 1050 e da RX 560, o fator determinante se tornou o melhor desempenho da Nvidia com esse game.

As Radeon não se saem bem com Hellblade

Com a GTX 1050 conseguimos rodar o jogo próximo dos 60FPS em qualidade média, sendo que as principais quedas aconteciam nos closes em Senua, algo que pode ser amenizado tirando alguns filtros ou, baseado nas nossas impressões jogando, não compromete a experiência as quedas para os 45FPS, já que acontecem em momentos específicos e não comprometem gameplay

Se interessou pelo game? Fique de olho que ainda hoje sai a nossa análise dele aqui no Adrenaline! E se vocês estão com saudades de um hardware ainda mais barato que o Baratinho, já estamos finalizando outro vídeo com HellBlade, mas com um outro PC que vai desafiar ainda mais os limites do jogo!

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube