Quem é o melhor no PC da Crise? AMD A8 ou Pentium G4560?

Pentium e seu preço baixo com 4 threads tem dado trabalho para a antes hegemônica AMD no PC Baratinho. Mas, será que essa CPU de baixo custo também não consegue roubar o lugar cativo do AMD A8-7600 no PC da Crise?

Comparativo

AMD A8-7600Intel Pentium
G4560

Preços

Preço no lançamentoU$ 105,00 U$ 64,00
Preço atualizadoR$ 350,00 R$ 330,00

Especificações

CodinomeKaveri Kaby Lake
SoqueteFM2 LGA1151
Fabricação em28nm 14nm
Instruções64-bit 64-bit
Núcleos4 2
Threads4 4
Clock3100 MHz3500 MHz
Clock (Turbo)3800 MHz
DesbloqueadoSim Não
Canais de memóriadual-channel dual-channel
MemóriasDDR3 2133 DDR4
CacheNÃO 3
PCI Express3.0 3.0
Canais PCI Express16 16
TDP65 54

Vídeo Integrado

GPURadeon R7 Intel HD 610
Clock720 1050
DirectX12 12
Monitores suportados4 3

Características Gerais

Acompanha cooler?Sim Sim

Benchmarks

Primeiro, teste em CPU, onde a Intel mostra a sua vantagem pra cima do processador mais antigo da AMD:

Segunda rodada é com games, usando o percentil.

Explicando um pouco do conceito do percentil: ele é uma técnica da estatística descritiva que agrupa os dados de forma progressiva de acordo com os valores obtidos. No nosso caso, na grande variação em que os quadros são gerados ao longo do teste, agrupamos o 1% pior entre todos, que nos dá um demonstrativo de quedas eventuais, e também os piores 0.1%, que representam as quedas mais graves (e bastante pontuais) ao longo do teste.

Alguns dos resultados chamam bastante a atenção. A primeira conclusão é uma óbvia vitória do A8-7600, mostrando que mesmo sendo mais restrito na performance em CPU, é a GPU integrada quem fez a principal diferença nos testes. Como resultado, o processador da AMD "passou por cima" do Pentium G4560 e seus gráficos integrados. 

O único momento que a Intel levou a melhor foi em Dota 2, onde apesar de uma média de quadros superiores do A8, as quedas mais bruscas e eventuais stutterings foram menores no Pentium, indicando possíveis momentos onde a CPU do A8 "gargalou" a performance do sistema. 

- Continua após a publicidade -

Sobre os 1% e 0.1% extremamente baixos do teste de CS:GO, isso é resultado do cenário de benchmark usado no teste, que possui dois momentos onde a câmera passa dentro de uma granada de fumaça e, bem... não teve Radeon R7 ou Intel HD Graphics que segurasse essa barra.

Vídeo

Preços

Quando comparamos os valores dessas duas opções, precisamos observar o combo processador e placa-mãe para um comparativo mais justo. Falando primeiro dos processadores, temos duas situações bem distintas: o A8-7600 é um modelo próximo do fim de seu ciclo de vendas, só esperando pelo lançamento de processadores Ryzen com gráficos integrados para "se aposentar". Hoje ele é encontrado por R$ 290 a R$ 360.

O Pentium G4560 está em outra situação. Apesar de ser um dos produtos mais recentes da Intel, a CPU da 7ª Geração Core tem sua disponibilidade bastante instável, muitas vezes ficando fora de estoque em muitos varejistas. Também correm rumores sobre uma certa... "má vontade" por parte da Intel em manter esse produto, que vem canibalizando as vendas do Core i3. Por consequência, vemos grandes flutuações em seus preços, e também não é incomum ver ele fora de estoque. Quando é encontrado, pode ser comprado por valores entre R$ 290 e até quase 400 reais.

Nas placas-mãe, temos algo próximo de um empate. As placas FM2+ custam, entre os modelos mais baratos, a partir de R$ 260, enquanto as LGA 1151 não estão muito acima disso, custando algo como R$ 290.

Veredito

- Continua após a publicidade -

Apesar dos anos que se passaram, o A8 conseguiu manter cativa a vaga no nosso PC da Crise. A Intel até já tem gráficos capazes de fazerem frente ao que temos no lado da AMD, caso do Iris Pro, porém está restrito a produtos mais caros. A AMD, em compensação, já coloca bons gráficos mesmo em APUs mais básicas, e o longo tempo de mercado do A8 fez com que seus preços atuais ficassem na mesma casa que os modelos de entrada da Intel.

Qual o gráfico integrado mais poderoso? AMD GCN vs Intel Iris Pro

Só é bom destacar um detalhe: o Intel é uma opção melhor se você está pensando em ficar nos gráficos integrados apenas temporariamente, e pretende no futuro pegar uma placa de vídeo dedicada. Nesse caso, será mais proveitoso o desempenho maior da CPU do Pentium do que os gráficos integrados do A8. E não, esquece o dual graphics, pois ele traz mais dores de cabeça do que soluções.

PC da Crise 2016 nos esteroides: ligamos uma R7 250 e colocamos o Dual Graphics pra trabalhar!

Por fim, só a própria AMD pode tirar o PC da Crise dessa estagnação. Com as APUs baseadas em CPU Ryzen e gráficos Vega, podemos ver um novo campeão do baixo custo. Quer dizer, isso se ele for lançado por um preço camarada, afinal isso aqui é o PC da Crise, e a grana anda curta.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube