Disputamos o PC Baratinho no Tekken 7!

Depois de João GAN (@João_GAN) tomar conta do PC Baratinho durante as férias de Diego Kerber (@kerberdiego), chegou a hora de uma disputa para ver quem é que toca a serie mais guerreira de hardware na internet. Vamos bater uma partidinha de Tekken para ver como o game está em sua estreia no PC, e de quebra fazer uma disputa dupla: no jogo em si, e ver quem passa mais perto da configuração que roda o game em FullHD, qualidade média e com frames fixos em 60FPS.

PC Baratinho é invadido pelos mímicos em Prey! Com participação do Pentium G4560

Ambos apostaram que o "HyperPentium" daria conta do recado, com o João apostando em uns 6GB de RAM contra 4GB do Diego. Na placa de vídeo, foi João acreditou na mais modesta GTX 1050, enquanto Diego foi mais conservador e chutou uma GTX 1050 Ti. 

Ao final, a config que deu conta do recado foi:

- CPU Intel Pentium G4560 - R$ 270
- 8GB (2x4GB) de RAM - 2x R$ 169
- Placa-mãe LGA 1151 - a partir de R$ 324
- Nvidia GTX 1050 2GB - R$ 499
- HD Seagate Barracuda 1TB - R$ 220
- Fonte de 350W - R$ 120

Total R$ 1.771

Na disputa entre AMD e Nvidia, o lado verde da força levou vantagem em performance. A Radeon RX 460 conseguiu encarar o game, mas houve uma diferença de desempenho perceptível. Enquanto a GTX 1050 consegue manter mais estável nos 60FPS em qualidade alta e resolução 1080p, a RX 460 até consegue manter os 60FPS em longos trechos, mas apresenta mais oscilações para baixo mesmo na qualidade média 1080p. Na disputa direta, a RX 460 é encontrada mais barata (mesmo com o mercado aquecido por causa da mineração, se encontra por R$ 440).

A RX 460 é mais barata, mas a GTX 1050 se mostrou mais estável nos 60FPS

É uma diferença de 50~60 reais entre a GTX 1050 e a RX 460, dando vantagem para a AMD pelo preço mais competitivo, e com a Nvidia ficando a frente em performance. Considerando o investimento de 10% a mais para a maior estabilidade nos 60FPS, mesmo em qualidade alta, a GTX 1050 ficou com a nossa preferência nesse game.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube