Comprar periféricos da mesma marca ou de marcas diferentes? O que é melhor?

Realizar análises de periféricos de diferentes marcas, é algo interessante. Você sempre precisa ter uma mente aberta para novidades e é possível ver claramente os pontos fracos e fortes de cada marca quando há uma base forte para comparação.

Mas claro, o público não pode fazer isso. Cada um possui um orçamento, o qual é limitado, e várias pessoas acabam optando por investir todo este orçamento em uma única marca, seja por ter confiança nesta marca, ou por esta lhe agradar esteticamente.

E como alguém que acompanha o ramo de periféricos há um bom tempo e possui acesso a conjuntos de diversas marcas, lhes digo:

Comprar tudo da mesma marca, não é uma boa ideia

É da natureza do ser humano querer combinar coisas. Se compramos um gabinete vermelho metalizado, um mouse vermelho ou com iluminação vermelha, fará o PC parecer um "conjunto".

E isto é normal, quase ninguém quer ter um computador projetado pelo Falcão, com um mouse amarelo, teclado vermelho, gabinete rosa e mousepad verde (embora provavelmente há mercado para isso).

Mas, periféricos podem combinar sem serem da mesma marca, muitos utilizam temas neutros em seus designs ou disponibilizam a escolha de cores de sua iluminação.

Enfim, vamos agora responder algumas das principais questões levantadas por usuários quando se trata de periféricos da mesma marca, assim como também dar a nossa opinião sobre cada uma das marcas presentes.

- Continua após a publicidade -

"Periféricos da mesma marca proporcionam melhor desempenho?"

Essa é velha e tem menos fundamento do que o "AMD e AMD, Intel e Nvidia", pois é uma simples questão de lógica:

No quê diabos o seu teclado ou headset afeta o seu mouse?

Claro, quando entramos na questão de mouse e mousepad, a questão já muda, mas não tanto. Há algumas marcas que supostamente "otimizam" seus mouses para um certo mousepad e deixam a opção no software para escolher tal mousepad.

Mas, mais importante do que se atentar a isso, é simplesmente escolher um mouse com um bom sensor. Tendo um bom sensor, não importa se o mousepad custa R$ 30 ou R$ 300, o mouse vai ter um excelente desempenho, nossos testes provaram isso.

O Pixart PMW 3389 do Razer DA Elite é um excelente sensor que fica bom em basicamente qualquer mousepad, assim como o Pixart PMW 3360 do Logitech G403 mostrou desempenho perfeito em todos os mousepads que testamos ele.

A diferença em usar um mousepad "otimizado" nestes casos é ínfima.

- Continua após a publicidade -

"Preciso comprar periféricos da mesma marca para ter integração entre estes?"

Até pouco tempo atrás, sim, para que seu teclado, mouse e mousepad pudessem soltar o arco-íris de forma sincronizada, era necessário periféricos da mesma marca. Não mais.

O Aurora é um software que permite a sincronização entre mouses, teclados, headsets e mousepads de algumas das principais marcas que comercializam produtos com tais efeitos, tal como:

  • Cooler Master
  • Corsair
  • Logitech
  • Razer
  • Steelseries (em breve)

Além disto, o Aurora acrescenta compatibilidade com efeitos de jogos, assim produtos que antes não respondiam a um certo jogo (ex: CM MasterKeys Pro L no Rocket League), agora apresentam o mesmo efeito que alguns concorrentes.

Logo, é possível usar um mouse Razer Deathadder Chroma junto com um teclado CM MasterKeys Pro L, um mousepad Corsair MM800 RGB e um headset Logitech G933, todos sincronizados em seu sistema de iluminação.

PS: Antes que peçam, os periféricos da Motospeed possuem um sistema precário de iluminação, o que lhes impedem de funcionar com programas como este. Rodar estes efeitos no CK104, seria igual tentar rodar GTA V no PS2.

Agora vamos dar a nossa opinião sobre cada uma das marcas de periféricos aqui demonstradas e sua posição no mercado brasileiro, mas antes disso, gravem bem na cabeça:

O público precisa entender que nenhuma marca possui excelência em tudo

A HyperX se destaca muito por seus headsets, que estão entre os melhores do mercado, mas no ramo de mouses e teclados, embora tenha bons produtos, no momento não está conseguindo apresentar diferenciais, especialmente por seus preços não estarem competitivos.

A ZOWIE é complicada, é uma marca que preza muito ergonomia, faz bons mouses e os melhores mousepads do mercado (na minha opinião), mas metade dos R$ 450 que cobram pelos mouses, é custo de marketing. É uma marca que é consagrada no exterior, mas não consigo defender ela aqui no Brasil.

Como sempre, a Logitech continua lançando excelentes mouses e melhorou muito seus teclados e headsets em comparação ao passado, mas ainda há alguns pontos que podem ser melhorados em alguns produtos.

A PCYES é uma marca que quero que tenha sucesso, mas o line-up atual de produtos não está interessante e há erros amadores em seu teclado... Enfim, é uma marca que eu quero que aprenda com seus erros e assim consiga ter produtos melhores no futuro.

A Cougar está engatinhando, fez alguns bons produtos ultimamente, tal como o Cougar Revenger, mas não possui tanta presença de mercado brasileiro quanto alguns concorrentes, especialmente por não investir tanto em marketing. É uma pena ver marcas boas sendo pouco conhecidas por não haverem YouTubers e Pro Players sendo pagos para usarem, mas é assim que funciona o mercado.

A Cooler Master está tentando ser boa em tudo, especialmente mouses e teclados, mas ainda precisa trabalhar em cima de seus softwares. O headset CM MasterPulse Over-Ear pode ter sido um pouco acima da média, mas ainda fica abaixo dos concorrentes da HyperX e Logitech.

É difícil falar da Razer pelo quão polêmica ela é e por seus preços abusivos, mas ela vem tomando suas lições e melhorando em diversas áreas nos últimos tempos, o Razer ManO'War está anos luz à frente da ☠@✴#i#$! que é o Razer Kraken por exemplo.

Os switches mecânicos Razer passaram por melhorias ao longo dos anos e o modelo atual, que não é mais feito pela Kailh, parece estar com um índice de defeitos extremamente baixo, embora seu preço continue exagerado.

Também, o Razer Deathadder Elite é um dos melhores mouses do mercado, e exatamente por isso fico desapontado em ver que a marca é a única que ainda trabalha com sensores Philips em 2017. Façam um Razer Naga 2018 com o sensor do DA Elite, pelo amor de Deus.

A Ducky é uma marca que capricha bastante, utiliza o melhor do melhor em seus produtos, fazendo assim alguns dos melhores teclados do mercado, mas cobra muito bem por isso.

E é por isso que fico desapontado em ver que o mouse Ducky Secret M possui um erro amador em sua construção, seu cabo demasiadamente baixo e fino, faz atrito com o mousepad em movimentos e acaba sendo danificado após alguns meses de uso caso o usuário não utilize um mouse bungee.

Já a Sharkoon, é uma marca promissora, mas que fez algumas coisas erradas no Sharkoon Skiller SGM1, embora acertou na qualidade de seus componentes, sensor e preço. Estou ansioso para ver o que ela pode fazer em breve.

A Motospeed começou bem, mas está tropeçando. Problemas frequentes em seu controle de qualidade, a falta de garantia e o fato da marca mudar as especificações e recursos de seus produtos após estes já terem se estabelecido no mercado, me fizeram perder muito a confiança nela.

A G.Fallen é uma marca que auxiliei no processo de desenvolvimento deste novo teclado e gosto muito dele, mas nem por isso vou defender seu preço de R$ 650, que está exagerado.

E a Steelseries é uma marca que fico extremamente triste em saber que abandonou o Brasil, pois parece que lançou alguns produtos interessantes nos últimos tempos. Se quisermos produtos da marca, teremos que depender de importadores (e pagar caro). Adicione o fato de não termos RMA no nosso país e o serviço de garantia de algumas lojas brasileiras ser bem precário, e vocês entendem porquê ela não é uma marca que recomendo com frequência, mesmo amando a ergonomia do Steelseries Rival.

No fim, a melhor receita para seus periféricos, é um bom feijão com arroz, a combinação de periféricos que atendam sua necessidade em termos de ergonomia, qualidade e orçamento, independente a marca.

A melhor receita para periféricos, é um feijão com arroz. A mistura é a melhor escolha.

Pessoalmente, estes são os periféricos que mais gosto, o HyperX Revolver S pela sua qualidade e versatilidade (embora tenha um preço muito alto), o Logitech G203 pelo desempenho, ergonomia e peso, o Ducky One TKL RGB por ser compacto, pela sua qualidade e keycaps Double-Shot, o ZOWIE P-TF pela qualidade de seu material, e um bungee da G.Fallen que é o mesmo vendido na Aliexpress por R$ 20. Mas alguns (ou todos) destes podem não ser ideais para você:

Você pode comprar dois ou mais periféricos da mesma marca, mas é bom lembrar que há concorrência neste mercado e toda concorrência é saudável. Entusiastas ganham produtos de maior qualidade, o público geral ganha produtos mais baratos, e o mercado ganha maior variedade. Não há vantagens em limitar suas opções para uma única marca.

O único que não gosta de concorrência, é o fanboy. E o fanboy, a gente ignora :)

  • Redator: Wellington Diesel

    Wellington Diesel

    Formado em Redes de Computadores, o "wetto" é um entusiasta do ramo de Periféricos. Autor do Guia do Teclado Mecânico, ele carrega consigo mais de 200 análises de mouses, teclados e headsets publicadas, além de diversos Guias e Artigos sobre teclados, mouses e headsets. Respeitado pela comunidade do Adrenaline, ele trabalha à distância como colaborador.