As novidades da 7ª Geração Kaby Lake e dos chipsets serie 200 da Intel

Depois de bons 41 anos, a versão mais recente da Lei de Moore finalmente deixou de ser verdade para os processadores da Intel. Ela estipula que, a cada 2 anos, seria possível aumentar em 100% a quantidade de transistores num chip sem aumentar o seu custo. Para alcançar essa meta, a Intel utilizava o ciclo Tick-Tock, reduzindo litografia em um ano, e a aperfeiçoando no próximo.

Como mostra a tabela abaixo, a 7ª geração (codinome Kaby Lake) quebrou isso, ao trazer os mesmos 14 nm que a 5º geração (Broadwell) e a 6ª geração (Skylake). Apesar disso, com uma nova geração, sempre chegam novos recursos. E os processadores Kaby Lake terão alguns deles.

Os recursos novos


A arquitetura de 14 nm ganhou otimizações e agora se chama 14 FF+. Essas melhorias resultam em transistores que conseguem mudar mais rápido entre tarefas, o que oferece mais velocidade na execução dos processos.

Tecnologia Speed Shift
A tecnologia Speed Shift é baseada nisso. Ela reconhece muito mais rapidamente a necessidade de aumentar frequências, resultando em tarefas executadas até 2 vezes mais rápido. Com o novo recurso, um processador como o Core i7-6500u precisa de apenas 20 ms para atingir sua frequência máxima. Enquanto isso, sem a tecnologia, levaria quase 100 ms para executar o mesmo aumento de frequência. O resultado é uma sensação de responsividade maior, e um processador com mais capacidade de reagir as maiores demandas de poder de processamento.

Codificação de vídeos 4K
Outra área que ganhou uma atenção da Intel foi o bloco de codificação de mídias da GPU integrada dos processadores. A 7ª geração ganhou suporte ao formato de codificação e decodificação 4K HEVC 10-bits, assim como suporte de hardware a decodificação VP9, utilizado pelo YouTube. Como mostra o gráfico acima, as CPUs de 7ª geração usam apenas 0.5 W para decodificar os vídeos em 4K. Enquanto isso, a 6ª geração usava a força do processador para isso, resultando num gasto de 10.2 W.

Suporte a Intel Optane
Os processadores Kaby Lake também trazem suporte a tecnologia de armazenamento Intel Optane, que promete sacudir bastante o universo de SSDs. A promessa é de que produtos como o 3D XPoint serão até mil vezes mais rápidos que SDDs com NAND Flash.

3D XPoint serão até mil vezes mais rápidos que SDDs com NAND Flash

Intel e Micron revelam as memórias 3D XPoint, mil vezes mais rápidas que as Flash NAND

- Continua após a publicidade -

Chipsets série 200
Os processadores são compatíveis com os novos chipsets da série 200, que são os seguintes: H270, Z270, B250, Q250 e Q270. Apesar disso, o socket utilizado ainda é o LGA1151, sendo assim, com atualizações de BIOS, é possível utilizar as CPUs Intel Core de 7ª geração em placas-mãe com chipsets da série 100 – H110, B150, Q150, H170, Q170 e Z170. Também é possível utilizar os processadores Core de 6ª geração com placas-mãe utilizando chipset série 100.

Processadores Core de 7ª geração podem funcionar em placas-mãe
com chipset série 100 após atualização de BIOS

Única maneira de assistir Netflix em 4K no PC
Ok, essa parte tem mais a ver com contratos de exclusividade do que com capacidades técnicas, mas vamos lá: se você quiser assistir Netflix em resolução Ultra HD no seu PC, você é obrigado a ter um processador Kaby Lake. Isso continua sendo verdade até o momento em que este artigo foi escrito. Além do processador Intel Core de 7ª geração, é preciso ter Windows 10 e usar o Neftlix no navegador Microsoft Edge.

4K do Netflix no PC é o exemplo de como a luta contra a pirataria é o maior incentivo à pirataria

O que não mudou


A própria Intel admite que a arquitetura não vai ter nenhuma mudança significativa em comparação com a geração anterior. Grande parte da arquitetura dos gráficos integrados de 9ª geração é praticamente idêntica ao que vimos no Skylake, e ainda não traz suporte a tecnologias como a FreeSync da AMD. Ambas as arquiteturas possuem o mesmo número de instruções por ciclo (IPC), o que resulta no mesmo desempenho por MHz.

Produtos anunciados até o momento

Notebooks
Os primeiros processadores Intel de 7ª geração para notebooks já foram muito bem anunciados e documentados. Tratam-se dos produtos das séries Y e U, que chegam com TDP de 4.5 W até 15 W. Voltados a produtos como notebooks e ultrafinos, os Kaby Lakes fazem mais sentido nesse perfil de produto, pois seus aumentos de clocks mais eficientes tornam esse modelos mais potentes e econômicos. Veja abaixo os modelos que já conhecemos:

- Continua após a publicidade -

Intel Core i7
Core i7 7Y75 3.6 GHz / TDP: 4.5W / Preço: US$ 393 / GPU: HD 615
Core i7 7500U 3.5 GHz / TDP: 15W / Preço: US$ 393 / GPU: HD 620

Intel Core i5
Core i5 7Y54 3.2 GHz / TDP: 4.5W / Preço: US$ 281  / GPU: HD 615
Core i5 7200U 3.1 GHz / TDP: 15W / Preço: US$ 281 / GPU: HD 620

Intel Core i3
Core i3 7100U 2.4 GHz / TDP: 15W / Preço: US$ 281 / GPU: HD 620
Core m3 7Y30 2.6 GHz / TDP: 4.5W / Preço: US$ 281 / GPU: HD 615

Desktops
Apenas alguns processadores da linha já tiveram suas informações totalmente divulgadas – e a Intel ainda não confirmou nada disso oficialmente. No momento, tudo que temos são sites que conseguiram alguns dos modelos de maior desempenho através de meios alternativos. O topo de linha é o Core i7 7700K, que, de acordo com o site Tom's Hardware, chega com clock turbo de 4.2 GHz, TDP de 91W e GPU HD Graphics 630. Seu cache L3 seria de 8 MB, e seu preço deverá ser de US$ 349 (R$ 1,1 mil em conversão direta).

O mesmo site ainda divulgou informações de outros processadores das linhas Core i7 e Core i5 de 7ª geração, que você confere na tabela abaixo. Destaque para o quad-core desbloqueado i5 7600K, que tem turbo boost de 4 GHz, consome 91W e vem com a mesma GPU integrada HD 630. Seu preço deverá girar em torno de US$ 309 (R$ 1 mil). Outro destaque é que nessa geração teremos o primeiro Core i3 da série "K", ou seja, desbloqueado para overclock.

Core i3-7350K será o primeiro Core i3 desbloqueado

De resto, nem as especulações cobrem muita coisa. O que sabemos, de acordo com os sites Anand Tech e PC Games N, é que o modelo mais barato deverá ser o Core i3 7100, com previsão de preço de US$ 122 (R$ 410 na conversão direta). Os mesmo sites afirmam que os processadores deverão seguir a seguinte nomenclatura:

Desse line-up, a principal novidade é o Core i3-7350K, primeiro modelo da linha Core i3 desbloqueado para overclocks.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.