Conifra os Benchmarks The Division: AMD vs Nvidia

Veja quais são os resultados que obtivemos em The Division
Por Diego Kerber 15/03/2016 11:02 | atualizado 25/11/2019 12:42 Comentários Reportar erro

Tom Clancy's The Division chega com uma proposta de se tornar um game online de grandes proporções. O game que já nasceu com foco na nova geração de consoles chegou ao PC com recursos adicionais na plataforma, como resoluções maiores e efeitos mais avançados.

Para nós que analisamos performance do hardware, The Division também chegou com outra boa novidade: uma ferramenta de benchmark interna. Com isso, conseguimos de forma bastante ágil analisar a performance de diversos componentes. 

PC Baratinho vai salvar Manhattan em The Division!

O benchmark em si é bastante interessante: com aproximadamente 1:30 de duração, possui um amplo campo de visão, muitos efeitos como fumaça e influência do clima, cenas carregadas de objetos e um leve combate ao final. Esse balanço é bem interessante, e deve refletir muito bem a performance dos componentes em situações reais de gameplay.

O motor gráfico por trás de The Division foi desenvolvido pela própria Ubisoft, através da Massive Entertainment, e conta com recursos novos como o "Snowdrop", uma tecnologia voltada a nova geração que simula de forma realista o cair da neve e que está em desenvolvimento há sete anos. O foco do motor gráfico da Massive é uma abordagem mais "inteligente e eficiente", para a criação de cenários complexos como o as ruas de Nova Iorque.

Como é praxe, nosso sistema para rodar os benchmarks é composto por componentes topo de linha, evitando qualquer tipo de restrição ao desempenho das placas AMD e Nvidia.  

Placas de vídeo utilizadas:

Modelos com GPUs da AMD
- AMD Radeon R9 Fury X (4GB)
- Sapphire R9 FURY Tri-X (4GB)
- AMD Radeon R9 Nano (4GB)
- PowerColor R9 390X Devil (8GB)
- XFX R9 390 Double Dissipation (8GB)
- PowerColor R9 380 PCS+ (4GB)
- PowerColor R7 370 PCS+ (2GB)
- PowerColor R7 360 (2GB)
- XFX R9 290X Double Dissipation (4GB)

- Continua após a publicidade -

Modelos com GPUs da NVIDIA
- MSI GTX 980 Ti Gaming (6GB)
- Gigabyte GTX 980 G1 Gaming (4GB)
- Nvidia GeForce GTX 980 (4GB)
- Gigabyte GTX 970 G1 Gaming (4GB)
- Gigabyte GTX 960 G1 Gaming (4GB)
- Gigabyte GTX 960 G1 Gaming (2GB)
- Gigabyte GTX 950 Xtreme Gaming (2GB)
- Nvidia GeForce GTX 780 (3GB)
- PNY GTX 750 Ti OC (2GB)

Máquina utilizada nos testes:
- Processador Intel Core i7 5960X - Análise
- Placa-mãe Asus Rampage V Extreme - Análise
- Kit de memórias Kingston HyperX Predator DDR4 16GB 3000MHz (4x4GB) - Análise
- SSD Kingston HyperX 3k 240GB
- SSHD Seagate 4TB SATA3 - Análise (modelo de 2TB)
- Sistema de refrigeração liquida Cooler Master Nepton 120M
- Fonte de energia Cooler Master V1200 Platinum
- Gabinete Cooler Master HAF EVO XB
- Monitor ASUS PB287Q 4K

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 10 Pro 64 Bits
- NVIDIA GeForce 364.51
- AMD Crimson 16.3

Foi utilizada a qualidade gráfica máxima disponibilizada pelo game, com VSync desligado

FullHD - 1920x080
Abaixo os testes com a resolução FullHD:

4K - 3840x2160
Agora forçando mais as placas, testes com a resolução 4K:

- Continua após a publicidade -

Conclusão
The Division não nos entrega um vencedor claro. AMD e Nvidia se alternam na frente em diferentes segmentos e em configurações. Mesmo nos momentos em que uma placa ultrapassa a concorrente de seu segmento de preço e performance, raramente encontramos uma vantagem ampla o bastante para justificar a vitória para um ou outro lado.

Um exemplo é a disputa R9 380 versus GTX 960. A placa da AMD fica na frente, mas nunca por margens que superem os 10%. Com uma média apenas 4FPS acima, dá para dizer que a experiência de jogar com o modelo da AMD ou o da Nvidia é essencialmente a mesma.

No segmento topo de linha, as placas da Nvidia ficam na frente quando rodamos o game na resolução FullHD, algo evidente pela vantagem da GTX 980 Ti sobre a Fury X e da GTX 980 sobre a Fury, porém ao mudarmos para a resolução 4K as placas da AMD se aproximam mais, com a Fury X quase encostando na GTX 980 Ti e a Fury ultrapassando e abrindo uma margem de mais de 10% sobre a GTX 980. Novamente, apesar de falarmos de uma margem superior a 10%, a Fury está rodando com apenas 3FPS a mais em média que a GTX 980, então podemos dizer que não há uma grande diferença na experiência de jogar com uma ou outra.

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube