O Bom, o Otimizado e o Baratinho: comparamos PC e Xbox rodando Rise of the Tomb Raider

Rise of the Tomb Raider se mostrou um jogo bem interessante na hora de comparativos. Por utilizar muitas cutscenes geradas pelo motor gráfico do próprio jogo, o game compensou a ausência de uma ferramenta de benchmark com longas sequências onde é fácil fazer comparativos. Assim, além de comparar ajustes gráficos e desempenho de componentes do PC, ficou fácil "alinhar" com o console e fazer um lado-a-lado entre os PCs e o console da Microsoft.

Aproveitando a chance, colocamos três hardwares para rodar as mesmas cenas do game. O Xbox One, um PC de altíssima potência e o nosso perseverante PC Baratinho para Jogar Adrenaline.

Veja episódios da serie do PC Baratinho

As especificação do PC Baratinho que encarou o novo jogo de Lara Croft foi:

- AMD FX-6300 - R$ 519
- Asus M5A78L-M LX/BR - R$ 289
- PNY GeForce GTX 750Ti OC 2GB - R$ 680 - Análise da placa
- HD de 1TB Seagate Barracuda 1TB - R$ 299
- 4GB de memória RAM - R$ 130
- Fonte 350W -  R$ 167
- Tela, mouse e teclado reaproveitados de PCs velhos - R$ 0

Custo total estimado: R$ 2.084

A configuração gráfica, no PC Baratinho, é a mesma que consideramos a ideal para jogar no episódio com o game: utilizamos a resolução 900p combinada com o pre-set de ajustes "Alto". Com isso tivemos um gameplay fluindo próximo dos 40FPS, com eventuais quedas nas cutscenes para próximo dos 30FPS.

Vídeo: Rise of the Baratinho: hora de rodar o novo game de Lara Croft!

- Continua após a publicidade -

O PC Ultra deixa de lado toda a economia e humildade do Baratinho. Temos aqui hardwares topo de linha, de alto desempenho que rodam Rise of the Tomb Raider em 1080p (simplesmente por ser a resolução do vídeo, poderíamos ir além) em qualidade "Muito Alta". Em gameplay, esse hardware atinge 60FPS (travamos para evitar o tearing) com eventuais quedas nas cutscenes para a casa dos 40FPS. As specs incluem:

- Intel Core i7 4960X @ 3.6GHz - R$ 7.000
- 32 GB de memória RAM (4x8GB) HyperX Beast - R$ 1.200
- Placa-mãe Asus Rampage IV Black Edition - R$ 2.000
- Placa de vídeo Nvidia GeForce GTX 980 Ti (modelo referência) - R$ 4.000
- Gabinete Cosmos II - R$ 2.000
- SSD OCZ Vertex 256GB - R$ 1.000
- Segate Barrucada 2TB - R$ 540
- Fonte XFX 850W - R$ 1.000

Custo total estimado: R$ 18.740

 

Por fim, o Xbox One é o console da Microsoft lançado no final de 2013, e conta com gráficos e processamento de uma APU AMD, 8GB de memória tanto para GPU quanto CPU. Em seu lançamento, o chip gráfico inicialmente operava em 800MHz, mas um update "overclockou" para 853MHz e assim ganhou um pouco mais de desempenho no processo.

- AMD Jaguar de 8 núcleos operando em 1.75 GHz
- GPU integrada com 768 shadders operando em 853MHz (1.31 TFLOPS)
- 8 GB memória RAM DDR3
- HD de 500GB 

- Continua após a publicidade -

Custo atual: a partir de R$ 1.800

 

Configuração gráfica

Para rodar o game, utilizamos pre-sets nos PCs. O PC Bartinho irá rodar o game como fizemos em seu episódio na nossa serie: com resolução 900p para conseguir "dar um sossego" para a placa de vídeo conseguir rodar no pre-set alto. As configs ficam assim:

Não ligamos V-Sync, pois ele nem chega perto dos 60FPS, e queríamos ver o pouco a mais de fluidez que ele entrega. Em nossos gameplays, o PC Baratinho fica próximo dos 40FPS durante a jogatina. 

Para o PC no Ultra o céu é o limite. Estamos mantendo em 1920x1080 pois essa é a resolução do vídeo, mas esse hardware tem potencial para arriscar resoluções mais altas. Com margem graças ao "modesto 1080p", colocamos o pre-set no Muito Alto, que resulta nisso:

Aqui ligamos o V-Sync para não ficar renderizando quadros que jamais serão vistos, e ao mesmo tempo acabar com o tearing quando o hardware está "gabaritando 60FPS". Isso não acontece com frequência, sendo que o jogo oscila entre 50~60 quadros por segundo a maior parte do tempo, com quedas para 40FPS em cutscenes.

No Xbox One não temos com fazer ajustes. Ficou por conta da produtora encontrar o balanço entre filtros e performance. Existem eventuais quedas, mas em geral o hardware e configs do console mantem cravado nos 30FPS, enquanto a resolução é 1920x1080. A exceção são as cutscenes, onde a imagem é reduzida para 1440x1080, dando uma ajuda para esses trechos que, como podemos observar claramente no PC, são bem pesados para o hardware. 

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.