Comparativo: iPhone 6s e 6s Plus vs iPhone 6 e 6 Plus; o que mudou na nova geração? Devo comprar um novo?

Como já se tornou uma tradição nos iPhones, a geração "s" não traz grandes mudanças em termos de design, porém evolui diversos dos componentes do smartphone. No lançamento do iPhone 6s e 6s Plus, Tim Cook apresentou um iPhone onde "tudo mudou".

Diversos componentes receberam melhorias. O chip passou a ser o dual-core 64-bits A9, que promete ser até 70% mais rápido que o A8, enquanto a GPU supera em até 90% a geração passada. O co-processador M9 também promete mais eficiência e menor consumo, possibilitando o monitoramento constante dos sensores e trazendo funções como o comando "hey, Siri" mesmo com a tela bloqueada.

Como de praxe: processador mais potente

Havia uma expectativa para um possível upgrade para 2GB na RAM, mas o site oficial da Apple ainda não confirmou a quantidade de memória do novo aparelho. O armazenamento manteve, apesar das opiniões negativas, os 16GB como o mais básico e um salto para 64GB como a próxima alternativa. 128GB segue como o modelo mais avançado. 

O grande diferencial do iPhone 6s é o 3D Touch. A Apple adicionou uma nova variação nas interações básicas através de uma tela capaz de identificar a força como que o usuário pressiona. Assim um toque leve pode dar uma pré-visualização de um e-mail ou mostrar as opções de um app sem abrí-lo, enquanto apenas um toque mais firme realmente abre uma nova tela. Pressionando mais fundo e deslizando o dedo para as laterais, por exemplo, é possível fazer a alternância entre apps. Com esse novo comando, os apps e interfaces do iOS ganham uma nova agilidade, e devem alterar a forma como os usuários utilizam seus aparelhos. 

O 3D Touch traz um novo nível de interação, e promete agilizar a navegação pelo sistemas e apps

A câmera também recebeu suas melhorias. A primeira mudança acontece nos sensores, que agora possuem mais resolução: 5MP na frontal e 12MP na traseira (um salto considerável dos 1.2 e 8MP presentes no iPhone 6), o que garante fotos de maior resolução e vídeos na resolução 4K. Uma nova tecnologia que isola as células fotossensíveis promete reduzir as anomalias cromáticas.

Mais megapixels, mais resolução. E quase um flash frontal

A câmera frontal não ganhou um flash, mas também recebeu uma ajuda nas fotos com baixa luminosidade: uma nova tecnologia usa a própria tela para clarear a cena, impulsionando a retroiluminação através de um novo chip.

- Continua após a publicidade -

Nova cor: rose gold

A novidade mais chamativa nas fotografias ficou por conta do software. Enquanto é tirada uma foto, o smartphone armazena alguns segundos de vídeo posteriores, criando um efeito animado que pode ser visto através de comandos 3D Touch. A Apple já prometeu que está a caminho o suporte através de uma nova API, o que significa que seu feed de fotos no Facebook pode, em breve, ficar um pouco mais movimentado. Um novo app também possibilita a edição de vídeos diretamente do smartphones.

Comparativo

Apple iPhone 6Apple iPhone 6
Plus
Apple iPhone 6sApple iPhone 6s
Plus

Preços

Preço no lançamentoR$ 1.900,00 R$ 3.599,00 R$ 4.299,00
Preço atualizadoR$ 1.900,00 R$ 3.499,00 R$ 2.799,00

Especificações

Armazenamento interno|16GB||64GB||128GB| |16GB||64GB||128GB| 16GB, 64GB, 128GB 16GB, 64GB, 128GB
Memória RAM1GB 1GB 2GB 2GB
Número de núcleos2 2 2 2
Sistema OperacionaliOS 8.0 iOS 8.0 iOS 9.0 iOS 9.0
Update disponível para o sistemaiOS 9.3 iOS 9.3 iOS 11 iOS 11
ProcessadorApple A8 Apple A8 Apple A9 Apple A9
Clock1.4 GHz1.4 GHz1.84 GHz1.84 GHz
GPUPowerVR GX6450 PowerVR GX6450 PowerVR GT7600 (6 cores) PowerVR GT7600
Bateria Li-Po 1810 mAh mAh2915 mAh mAh1810 mAh mAh2915 mAh mAh
Dimensões138.1 x 67 x 6.9 mm mm158,1 x 77,8 x 3,06 mm mm138.3 x 67.1 x 7.1 mm mm158.2 x 77.9 x 7.3 mm mm
Peso129 g g172 g g143 g g192 g g

Recursos

GPSSim Sim Sim Sim
Leitor de DigitalSim Sim Sim Sim
LTESim Sim Sim Sim
NFCSim Sim Sim Sim
Número de cartões SIM1 1 1 1
Tipo de cartão SIMNano SIM Nano SIM Nano SIM Nano SIM
Bluetoothv4.0 4.0 4.0 4.0
ExtrasCoprocessador de movimento M8, Apple Pay Coprocessador de movimento M8, Apple Pay 3D Touch, Coprocessador M9, Touch ID 2ª geração 3D Touch, Coprocessador M9, Touch ID 2ª geração

Display

Resolução740 x 1334 1080 x 1920 750 x 1334 1080 x 1920
Tamanho4.7 polegadas 5.5 polegadas 4.7 polegadas 5.5 polegadas
TecnologiaIPS IPS IPS IPS
ProteçãoVidro ionizado Vidro ionizado Vidro ionizado Vidro ionizado

Câmera

Vídeos1080p 60 fps 1080p 60 fps 2160p 30 fps 2160p 30 fps
Traseira8 MP 8 MP 12 MP 12 MP
Frontal1.2 MP 1,2 MP 5 MP 5 MP

Então, devo comprar?
Essa questão clássica sempre surge após o lançamento. E como tem se mantido, a troca por um novo aparelho, caso você possua um aparelho da geração passada, não é justificada exceto se você é um entusiasta disposto a gastar para se manter com o aparelho mais atualizado. Todas as principais funcionalidades, como o Apple Pay, o sensor de digitais e uma boa performance estão presentes no iPhone 6, o que significa que o dono de um iPhone de geração passada não deixará de ter as capacidades fundamentais do iPhone.

A grande mudança, e mais interessante, é o 3D Touch. A capacidade de identificar a pressão utilizada pelo usuário ao tocar a tela, e as novas opções de navegação na interface disponível através desse novo recurso, prometem ser o grande diferencial e o maior atrativo para quem está cogitando adquirir a última geração do iPhone.

Para os usuários mais antigos o upgrade é bem mais atraente. Donos do iPhone 5 ou anteriores podem começar a sentir a idade do aparelho por possíveis engasgos na performance e, nessa era dos phablets, as limitações de uma tela tão compacta de 4 polegadas. Para esses consumidores, a troca é algo a se cogitar agora e, se a diferença de preço não for excessiva comparado ao iPhone 6, ir direto para o iPhone 6s.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube