Como os fãs da Desciclopédia destacaram uma das fraquezas mais interessantes do Facebook

Usuários mais assíduos do Facebook devem ter notado ontem um comportamento muito estranho na maior rede social do mundo. Na aba de notificações, em vez do tradicional botão "Marcar todas como lidas", muita gente viu mensagens no mínimo estranhas como "sai feminazi, volta DP" ou "na União Soviética, a Desciclopédia derruba o Facebook". Isso foi motivo de alarme para algumas pessoas, mas não, o site não foi hackeado. O que aconteceu foi que fãs da página da Desciclopédia mostraram um jeito muito prático de "trollar" o Facebook usando uma ferramenta desconhecida por muitos usuários, chamada "Traduza o Facebook".

Rodrigo Ghedin, ex-repórter do Gizmodo e um dos jornalistas à frente do Manual do Usuário, conversou com Fábio Araújo Rothman, administrador da página da Desciclopédia no Facebook e esclareceu o ocorrido. Depois de, pela segunda vez, a rede de Zuckerberg derrubar a fanpage, que dessa vez tinha quase 30.000 seguidores. Foi aí que Rothman foi ao grupo explicar que desistiria do projeto pois, segundo ele, "o facebug se tornou uma rede social politicamente correta, impossível de satirizar ou debochar do cotidiano do dia-a-dia".

Para mostrar seu descontentamento, os usuários resolveram se vingar da plataforma de uma maneira, no mínimo, criativa. Eis que entra o "Traduza o Facebook". Não muito divulgado, este recurso recorre ao público para pedir sugestões de traduções para diferentes textos usados pela rede social em diferentes línguas. A intenção é usar os termos e expressões mais próximos possíveis do uso de cada idioma. Num "ataque" surpreendentemente bem orquestrado, inúmeras pessoas votaram juntas pelas mesmas traduções "troll" para o botão "Marcar todas como lidas". Foi tanta gente escolhendo a tradução "zuada" que o botão chegou a ser substituído pelas versões diferentes algumas vezes. Até nosso querido Charles Starr foi surpreendido: 

A nossa destemida nova estagiária, Mariela Cancelier também teve seu botão alterado, para "Fora politicamente correto, volta Desciclopédia", mas não teve a sagacidade de dar um print.

A plataforma "Traduza o Facebook" continua funcionando normalmente e o Facebook não respondeu ainda a pedidos sobre comentários. Qualquer um pode acessar a plataforma neste exato momento e não é difícil se deparar com alguns termos em tom de piada, ou ofensivos mesmo, recebendo uma boa quantidade de votos.

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

A Activision acertou ao colocar músicas do Charlie Brown Jr. no Tony Hawk's 1+2

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.