Update Denim: a diferença após a atualização nas fotos

O update Denim já está disponível em alguns aparelhos da antiga Nokia, com funções como a capacidade da Cortana de responder comandos por voz a qualquer momento (em modelos compatíveis), agrupamentos de blocos na tela inicial e até detalhes, como ajustar o tempo da"soneca" nos despertadores. O grande destaque da nova versão do software para modelos Lumia,entretanto, é a câmera, onde a Microsoft implementou melhorias tanto em fotos quanto em vídeos.

Fizemos um comparativo com o Lumia 930, e mostramos o "antes e depois" do aparelho. Tentamos recriar as mesmas cenas, com condições semelhantes de luz, para mostrar como a câmera está se portando após o update do Cyan para o Denim.

Boa condição de luz / Pouca luz / Flash



Lumia 930 Cyan e Denim

Noturna / cena externa / Macro



Lumia 930 Cyan e Denim

Observando de forma geral as fotos, dá para perceber que um dos pontos mais criticados da câmera do 930, o balanço de branco, ainda não está 100% corrigido. Na primeira cena, boa iluminação, e especialmente no macro, dá para perceber que a câmera se perdeu e "azulou" a nossa mesa. Em outros momentos, há uma evolução notável, como na cena noturna onde o foco se encontrou muito melhor. Na cena externa também houve uma melhoria, já que no Cyan a imagem ficava muito escura e escondia os detalhes.

Uma informação importante: foram feitas várias fotos, sempre deixando o software regular tudo, e escolhemos as com melhores resultados. Ou seja: na cena noturna, com o Cyan, o foco sempre foi neste estilo "desfocado", resultado do erro no foco. Como o celular estava posicionado em um tripé, não foi uma potencial longa exposição que desfocou a imagem. 

Com liberdade para usar os ajustes manuais, aumentamos o tempo de exposição para 0.5 segundo e ajustamos na mão o ponto do foco. O resultado foi uma foto com melhores cores e um granulado menos acentuado: 

- Continua após a publicidade -

Se não resolveu as cores, o Denim em compensação traz duas melhorias muito importantes. A primeira é a agilidade da câmera. É notável a diferença de tempo que agora o smartphone leva para abrir o app e tirar a primeira foto, algo que em nossos teste girou em algo pouco abaixo dos 4 segundos (partindo do aparelho com a tela travada e utilizando o botão dedicado para fotos para já cair direto no app de fotografia).

Batendo corrida, a melhoria encurtou a diferença com o iPhone 6 Plus, mas não foi o bastante. O resultado é uma diferença de 1 segundo, o suficiente para que o gadget da Apple estivesse em sua segunda foto, quando o 930 bateu a primeira.

HDR e gravação em 4K

Além dos ajustes na câmera, o Denim introduz dois recursos: o 4K e o HDR. A gravação em resolução 2160p aproveita a alta resolução do sensor presente em vários aparelhos Lumia para gravar nessa nova qualidade na onde quase ninguém consegue assistir aos conteúdos.

O HDR é uma adição crítica. Tanto iOS quanto Android já possuem este recurso há anos, e com todo o enfoque que a Nokia (agora Microsoft) nas câmeras de seus aparelhos, demorou muito para este recurso ser adicionado.

O High Dynamic Range, ou em tradução livre Grande Alcance Dinâmico, é um recurso que resolve fotos com situações muito contrastantes de luz: um lugar muito claro e outro muito iluminado. Na foto convencional, só é possível ajustar a imagem para um dos pontos. Com o HDR, a câmera bate uma série de fotos em diferentes ajustes e depois via software une as imagens em uma única foto, com todos os elementos mais equilibrados.

Para utilizar este recurso, você deve ativar o modo "Captura Rica". Uma pena a Microsoft não ter optado pelo já convencionado HDR, o que pode fazer com que alguns usuários se percam na hora de ativar este recurso.

- Continua após a publicidade -

O HDR chegou tarde, mas chegou bem nos Lumias. Esta tecnologia está muito ajustável, diferente das demais fabricantes que trazem apenas um ajustes, o "com HDR ou sem HDR". No Captura Rica, você consegue ajustar o quanto de HDR pretende aplicar nas fotos.


Sem HDR, Com HDR equilibrado e HDR no máximo

O resultado é que você consegue ir desde a foto sem o recurso, passando por ajustes mais equilibrados chegando até a uma foto totalmente desregulada. Quando exageramos no HDR, começam a acontecer distorções nas cores, que ficam excessivamente saturadas, e o contraste da imagem praticamente se perde. É um efeito diferente, que pode ser uma boa pedida para quem quer fazer uma foto mais "artística".

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube