Sapphire FirePro W5000 - uma placa para lidar com renderizações de alta complexidade

Quando se trata de desempenho visual para workstations, a necessidade de uma placa de vídeo vai muito além da tradicional performance top dos entusiastas em jogos. A GPU precisa comportar multitarefas grÁficas, renderização rÁpida e exibição em mais de uma tela, jÁ que inúmeros aplicativos precisam estar em operação. Voltada para este segmento, a FirePro W5000, contém tecnologias otimizadas para aplicativos do sistema CAD/CAE utilizados nos setores de arquitetura e engenharia, além de processamento de arquivos de mídia, como edição de vídeos e softwares grÁficos. 

O modelo utilizado é a Sapphire FirePro W5000, placa grÁfica de alto desempenho para aplicações profissionais, pode ser encontrada no Brasil na faixa dos R$ 1.700. Confira mais informações sobre este produto e sua linha de GPUs para este setor nas seções abaixo: 

Características gerais da FirePro W5000

  • Arquitetura GCN de 28 nanômetros

Devido ao seu direcionamento para aplicativos CAD/CAE e demais softwares grÁficos, esta GPU foi desenvolvida com microarquitetura Graphics Core Next (GCN) em 28 nm. Como resultado, seu desempenho é de até 1.27 TeraFLOPs em single-precision floating point. 

- Continua após a publicidade -
  •  Efeitos visuais superiores

Para alcançar o desempenho grÁfico necessÁrio, esta GPU precisa de um resultado visual superior às linhas populares no mercado. Através das tecnologias AMD Partial Resident Texture (PRT) e filtro anisotrópico (AF) melhorado, a FirePro W5000 exibe imagens com alta qualidade, mesmo em resoluções elevadas. Quando aplicada em um monitor com potencial de exibição 30-bits, a placa permite um alcance de até 1.07 bilhões de cores.



  • GeometryBoost

Tecnologia essencial no desempenho de workstations, o GeometryBoost permite que a GPU processe dados de geometria duas vezes mais rÁpido que o ciclo de clock , duplicando os vértices e os processamentos primitivos em comparação às placas de vídeo convencionais. Como resultado, a FirePro W5000 renderiza imagens com detalhes complexos em tempo real. 

  • Consumo de energia reduzido 

Apesar do desempenho alto, a AMD direcionou recursos de economia de energia para esta placa de vídeo: o AMD PowerTune e o ZeroCore Power, que reduz o consumo em até 95% conforme os aplicativos utilizados e suas respectivas necessidades de uso da placa grÁfica. 

- Continua após a publicidade -
  • Suporte a resoluções de até 4K em múltiplos monitores

Estações de trabalho que utilizam mais de um monitor normalmente precisam rodar aplicativos de alto desempenho grÁfico concomitantemente. Para que isso seja possível, a FirePro W5000 contém duas saídas nativas DisplayPort 1.2, com Áudios independentes e suporte a resoluções de até 4096x2160 px.

Para conferir toda a linha de placas profissionais da Sapphire clique aqui

Teste de performance

Para analisar o desempenho da placa, utilizaremos o software SPECViewperf 12, um aplicativo desenvolvido pela Standar Performance Evalution Corporation, e tem como principal função testar a performance grÁfica em aplicações profissionais. Os testes são baseados em DirectX e OpenGL. 

O SPECviewperf 12 é um benchmark gratuito para uso não comercial. Você pode fazer o download do aplicativo através deste link. Para rodÁ-lo, é preciso um computador 40GB de espaço em disco, 8GB de memória RAM e uma placa de vídeo com 1GB de memória.

Em relação às placas de vídeo para o segmento gamer, as placas profissionais possuem otimizações para lidar com situações de alta complexidade nos modelos, algo evidente nos dois benchmarks abaixo:

Na primeira situação, o Medical-01, temos um teste onde uma série de imagens em 2D são projetadas em um corpo tridimensional, comum em aplicações médicas como uma ressonância magnética. Nesta situação de baixa complexidade, as placas de vídeo gamers se saíram superiores às profissionais, sendo capazes de renderizar o teste com maior eficiência. 

Modelo do teste Medical-01 


Modelo do teste Snx-02 

No snx-02, porém, temos uma situação bem diferente. Este teste renderiza um esquema de motor desenvolvido pela Siemens, sendo que os modelos exibidos possuem uma complexidade que varia de 7.15 a 8.45 milhões de vértices. Nestes casos, as otimizações das placas profissionais são indispensÁveis para a execução de forma eficiente do teste.

Assuntos
Tags
  • Redator: Gabriel Daros

    Gabriel Daros

    Redator da Adrenaline que teve contato com hardwares desde quando viu seu pai montar um tal "PC gamer" aos oito anos de idade. Escreve notícias sobre internet, tecnologia e jogos, cujo primeiro contato foi com um SNES aos sete anos. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2013.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.