Qual é a melhor frequência em um roteador wireless: as diferenças entre 2.4GHz e 5GHz

Apesar dos roteadores 2.4GHz serem muito mais comuns, jÁ existem opções no mercado que operam em 5.0GHz ou, algo também vem se popularizando, aparelhos que operam em ambas as frequências. Mas afinal, o que muda de uma para a outra?


Roteadores que operam em 2.4GHz e 5GHz simultaneamente vem se tornando cada vez mais comuns 

Quando mudamos a frequência, a mudança na onda desta comunicação interfere no funcionamento e na eficiência da conexão. A alteração do comprimento da onda é o que traz o aumento da frequência, como vocês podem ver na figura logo abaixo.


O que muda com isto, para a conexão? Dois aspectos: o primeiro é a capacidade de banda, superior em frequências maiores, o que dÁ ao 5.0GHz vantagem. Em compensação, frequências mais altas tem mais dificuldade de "penetração" através de objetos, o que torna o alcance do 2.4GHz superior, sem "parar" na primeira parede que encontrar. Quer uma metÁfora? Imagine que o 5.0GHz é um caminhão, que carrega muito mais coisas mas que, na primeira rua estreita, jÁ não passa. O 2.4GHz é uma moto, que não tem tanta capacidade, mas chega mais longe.

Outro fator que influencia é o número de aparelhos em cada frequência. A maioria dos roteadores operam em 2.4GHz, e hÁ varios outros aparelhos em frequências próximas, como microondas e telefones sem fio, que podem atrapalhar o sinal. O 5.0GHz é um espaço menos explorado, e que sofrerÁ menos interferência. Voltando para nossa metÁfora, a estrada para o caminhão (5.0GHz) estÁ livre enquanto a moto (2.4GHz) pegarÁ um congestionamento, na maioria das situações.

HÁ também um detalhe muito importante: nem todo dispositivo é compatível com os 5.0GHz. Apesar da maioria dos aparelhos mais recentes jÁ suportarem esta frequência, hÁ aparelhos, principalmente mais velhos, incapazes de operar em 5.0GHz. 

O D-Link DIR-868L, roteador dual-band usado em nossos testes

- Continua após a publicidade -

Então, qual o melhor?

Vai depender bastante da situação. Em um local com muitas redes próximas, e com muitos aparelhos que operam em frequências parecidas, um roteador em 5.0GHz levarÁ vantagem. Porém, com mais obstruções entre o roteador e o aparelho conectado, como paredes, a tendência é que o sinal do 2.4GHz chegue melhor, especialmente em distâncias maiores. Fizemos testes em duas situações: em 10 metros de distância e com duas paredes obstruindo o sinal; e a apenas 2 metros de distância, sem nada entre o notebook (em nosso teste, o Asus U38N) e o roteador de duas frequências (o D-Link DIR-868L).


Nesta primeira bateria de testes, vemos como a distância e as obstruções atrapalham o sinal em 5.0GHz. A intensidade de sinal da conexão em 2.4GHz sofreu menos interferência, ficando próximo ao medido em uma situação ideal, sem obstruções e a curta distância.

Mesmo com menos intensidade de sinal, os 5.0GHz se saiu melhor em ambas as situações, na hora de transferir arquivos. O motivo possivelmente é o número de conexões em 2.4GHz: temos 16 redes operando nesta frequência no espaço de nossa redação. Em compensação, nossa rede em 5.0GHz era a única captada pelo nosso aparelho. Além de menos popular, esta frequência mais alta acaba tendo um mérito, em seu menor alcance, ao evitar que redes de vizinhos cheguem com muita intensidade na Área de sua casa.

- Continua após a publicidade -

Caso aplicÁssemos o teste em uma distância maior, possivelmente chegaríamos ao ponto onde apenas seria possível conectar a rede 2.4GHz. Mas ai eu precisaria ficar andando com o notebook na rua, na frente da redação, e jÁ batia minha cota de "vagar com dispositivos pelas ruas", aqui no Adrenaline.

Simplificando:

  • Tem muitas redes na vizinhança, seu aparelho não ficarÁ longe do roteador e nem terÁ muitas paredes no caminho, e quer mais performance: 5.0GHz.
  • Precisa de mais alcance, terÁ muitas paredes entre o roteador e os aparelhos, e possui aparelhos muito antigos na rede local. Ou hÁ poucas redes próximas (caso você more em um lugar como "Lugar Nenhum", como o Coragem):  2.4GHz.

A versatilidade entre as duas opções é justamente um dos pontos fortes deste aparelho da D-Link e outros que operam em dual-band, jÁ que você não precisa optar apenas por uma solução. De acordo com o aparelho que você possui, e a circunstância de uso, você pode optar por uma ou outra frequência.

Assuntos
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.