O que mudou no iOS 7

UPDATE: Adicionamos informações sobre iTunes Radio, iCloud e limite de downloads no plano de dados.

O iOS 7 chegou hoje aos dispositivos móveis da Apple, mais precisamente os iPhones a partir do 4, iPads 2 e superior, iPad mini e iPod touch de quinta geração. A atualização não tem sido fÁcil: boa parte dos usuÁrios estÁ enfrentando problemas tanto para iniciar o download quanto para instalar a atualização. Nós aqui no Adrenaline tentamos a tarde inteira, por exemplo, e só obtivemos sucesso cerca de duas horas após a Apple disponibilizar o update.


Segundo a Apple, a mais nova versão do sistema é a maior revolução da companhia desde o lançamento do primeiro iPhone em 2007. Nós testamos um pouco da plataforma para contar algumas das principais novidades a vocês e também estamos preparando um vídeo com o hands-on do iOS 7 em funcionamento.

Interface remodelada 

A primeira mudança visível é a aparência do sistema. Os ícones ficaram mais "achatados", sem efeitos degradê nem "3D". Somando isso ao colorido vibrante, parecem adesivos colados sobre o plano de fundo. O efeito é bem interessante, mas pode desagradar quem gosta de tons mais discretos. No geral, a mudança deixou a interface mais moderna e jovial e, de fato, combina bem com os novos produtos que a maçã lançou, em especial o iPhone 5C.

Não foram só os ícones que mudaram. Alguns detalhes dos menus dentro dos aplicativos também. Antes cinzas e sem vida, agora essas Áreas ganharam textos e contornos discretos em azul, embora, no restante, o cinza e o branco ainda prevaleçam. Uma escolha acertada, que deu um pouco mais de colorido ao interior dos aplicativos padrão dos gadgets, mas sem nada "espalhafatoso".

Um detalhe: a Apple incluiu planos de fundo animados. São vÁrias opções, mas basicamente é a mesma imagem, apenas em cores diferentes. O efeito é bem legal: são bolhas de tamanhos distintos que vão surgindo e se movendo muito lentamente na sua tela. O movimento é tão suave que chega a ser quase imperceptível. Bem elegante e charmoso.

Até a tela de bloqueio mudou. Ficou mais simples, sem aquela barra de unlock, apenas com um texto discreto lembrando do movimento que é preciso realizar para desbloquear o aparelho. E estÁ mais útil e versÁtil: você pode acessar notificações e mudar ajustes rapidamente através dela. Saiba mais sobre isso a seguir. 

- Continua após a publicidade -

Notificações e configurações rÁpidas 

Eis uma novidade muito bem-vinda (e demorou para a Apple aprender com o Android): o "widget" de configurações rÁpidas. É uma janela semitransparente que aparece quando o usuÁrio desliza o dedo de baixo para cima. Ali existem vÁrios ajustes que podem ser modificados rapidamente, como ligar ou desligar o AirDrop, o Wi-Fi, o Modo Avião e o Bluetooth, controlar a reprodução das músicas, ajustar o brilho da tela e até acessar a câmera rapidamente. Tudo isso sem a necessidade de abrir nenhum outro aplicativo.


Essa janelinha pode, inclusive, ser acessada diretamente na tela bloqueada do aparelho, o que é uma mão na roda. Dê adeus ao tempo em que era preciso desbloquear a tela, acessar o menu de configurações e achar os ajustes necessÁrios apenas para conectar-se à Internet, por exemplo.

A Área de notificações também foi aprimorada. EstÁ mais bonita, com um fundo também levemente transparente, e traz desde informações sobre o clima até notificações de aplicativos como o GameCenter, e-mails e lembretes do calendÁrio. Tudo isso pode ser personalizado nas configurações do iOS: você pode decidir o que vai ou não aparecer nessa Área.

Multitarefa

- Continua após a publicidade -

A novidade mais interessante, ao menos até agora, é a multitarefa, infinitamente melhor do que nas versões anteriores do sistema. Antes, ao tocar duas vezes o botão Home, o iOS exibia apenas os ícones dos aplicativos abertos. Agora, o sistema mostra miniaturas das telas, o que ajuda você a visualizar elementos de vÁrios apps diferentes sem precisar transitar entre eles.

Para finalizar os apps, é só arrastar a tela para cima. E, ainda por cima, é possível fazer isso com mais de um aplicativo de uma só vez, tocando cada um com um dedo diferente. A multitarefa foi tão aprimorada que, agora, ao ativÁ-la, o YouTube não para o carregamento do vídeo, por exemplo. Inclusive, você vê a barra de progresso aumentando quando visualiza a miniatura da janela do app. 

Navegação, fotografia e música

O Safari também foi aprimorado e estÁ bem mais agradÁvel de usar. A interface estÁ mais simples, embora sofisticada, seguindo o mesmo padrão de cinza-branco com detalhes azuis do restante do sistema. Não hÁ mais limitação do número mÁximo de abas que podem ser abertas ao mesmo tempo e o espaço estÁ melhor aproveitado, com uma experiência de uso mais agradÁvel e fluida. 

Outra novidade, sob medida para quem usa o Windows em seu dektop ou laptop, é que o iCloud agora permite sincronizar os favoritos não só do Safari, como também do Chrome e do Firefox. E para quem tem plano de dados, outro detalhe: a Apple subiu o limite de 50MB para 100MB para os downloads feitos com a conexão da operadora. Acima disso, só por Wi-Fi.

Para diversão, o app de câmera ganhou novos recursos, como a possibilidade de fazer fotos panorâmicas e um pequeno editor de fotos. Você pode cortar a imagem, realizar uma melhoria automÁtica e aplicar uma série de filtros, como no Instagram. Pena que nem todas as funcionalidades estão presentes no iPad mini, gadget que usamos para testar o novo iOS.

Veja aqui quais recursos estão disponíveis em cada aparelho 

A iTunes Radio, por enquanto, estÁ restrita a usuÁrios dos Estados Unidos. Mas se você tiver uma conta da iTunes App Store americana (algo que muita gente jÁ deve ter feito para baixar jogos), pode utilizar a novidade normalmente. Para tanto, é só entrar no aplicativo "Música" e tocar na nova opção, "RÁdio". 

Aí, o app exibe uma lista das estações mais populares. E você também pode criar as suas, com seu gênero favorito. As opções são muito variadas, inclusive porque dentro de cada estilo estivem vÁrios sub-gêneros. Você pode criar vÁrias estações diferentes para ouvir as canções por streaming, e ainda, se gostar muito de um artista em particular, pode criar uma estação só para ele e para artistas parecidos. Muito legal mesmo.

Durante uma música, você pode tocar no ícone "i" para obter mais informações. Esse menu também ajuda a criar rapidamente uma nova emissora do artista selecionado e até ajustar a emissora para reproduzir só sucessos, canções variadas ou, ainda, algumas surpresas. Também é possível compartilhar a emissora nas redes sociais e comprar a faixa ou o Álbum na iTunes Store. Para fechar o pacote, uma completa integração com a tela de bloqueio do dispositivo: você pode visualizar a faixa, trocÁ-la e controlar o volume sem precisar desbloquear o aparelho.

Tendo em vista a estreita relação da Apple com a música, esse recurso até que demorou para ser implementado. Mas veio com tudo. É uma das novidades mais legais do iOS 7 e, para quem tem um bom plano de dados, é uma mão na roda na hora que bate aquele cansaço das músicas que estão na biblioteca do aparelho. 

Em breve, publicaremos um vídeo com o hands-on do iOS 7. Aguardem!

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.