Seagate Laptop Thin SSHD e Laptop Ultrathin HDD, o futuro necessita de drives mais compactos e rápidos

Recebemos da Seagate dois novos discos rígidos com conceito compacto, leia-se mais finos do que o padrão, nova tendência para uma série de produtos, desde laptops a ultrabooks, e promessa de chegar aos tablets. São apostas da empresa como alternativa para o mercado, jÁ que drives SSD de alta capacidade não devem ter preços competitivos a médio/longo prazo.

Os modelos que recebemos se chamam Seagate Laptop Thin SSHD ( ST500LM000 ) e Seagate Laptop Ultrathin HDD ( ST500LT033 ), ambos com 500GB. O primeiro modelo, chamado Laptop Thin SSHD, com 7mm de espessura, se diferencia do modelo HDD por vir com SSD integrado com capacidade de 8GB. Não é muito, mas o suficiente para melhorar drasticamente o desempenho em situações como BOOT do sistema operacional, colocando os arquivos essenciais neste espaço.

JÁ o Ultrathin HDD (foto abaixo) se diferencia por ter a menor espessura do mercado nesse tipo de drive de HD, apenas 5mm, bastante interessante para produtos compactos como ultraboks e tablets. Ele pesa apenas 93 gramas.

Abaixo algumas fotos dos drives:

Laptop Thin SSHD 500GB

- Continua após a publicidade -

Laptop Ultrathin HDD 500GB

* O modelo Ultrathin HDD não possui furação na parte inferior, apenas nas laterais. 

Como a Seagate nos enviou dois drives idênticos do modelo Ultrathin HDD, faremos testes em modo RAID 0, mostrando o ganho de desempenho com essa tecnologia. Abaixo uma fotos dos modelos idênticos lado a lado.

Comparativo de espessuras

Nas fotos abaixo, primeiro temos um comparativo entre um HD de 2.5 polegadas de espessura normal e o Laptop Thin SSHD, e depois outra foto com três drives, um de espessura normal, comparado aos dois modelos que utilizamos nesse artigo, Laptop Thin SSHD e Laptop Ultrathin HDD.

RAID

- Continua após a publicidade -

A tecnologia RAID consiste em utilizar dois dispositivos de forma coordenada, para armazenar os dados. Utilizamos o RAID do tipo 0 nos testes, por ser o com maior impacto na performance: ele divide o arquivo em duas partes e armazena cada metade em um HD. No momento da leitura, cada drive "entrega" metade dos dados, acelerando o carregamento. Uma dica importante: este não é um modo seguro de armazenamento de informações, jÁ que caso um HD venha a falhar, a outra metade dos dados que ficou no outro drive também se torna inútil. Apesar do ganho de performance, você também estÁ dobrando as chances de perder seus dados.

Testes sintéticos

Abaixo, detalhes completos do sistema utilizado, baseado em uma mainboard com chipset Z77.

MÁquina utilizada nos testes
- Mainboard Gigabyte GA-Z77X-UP7
- Processador Intel Core i7 3770K @ Stock
- Memórias G.Skill 8GB (2x4GB) ARES @ 1600MHz
- Fonte XFX 850W Black Edition
- Cooler CM TPC 812

Sistema Operacional e Drivers
- Windows 7 Pro 64 Bits com updates
- Intel INF 9.4.0.1017
- Intel HD Graphics Drivers 9.18.10.3165
- Intel Rapid Storage Technology 11.5.4.1001

Aplicativos:
- AS SSD Benchmark 1.x
- HD Tune Pro 5.xx
- PCMark 8

OBS.: Testes feito com o Turbo Boost desativado, para evitar que alternâncias no clock do processador influenciem nos testes. 

Temperatura
Como comentamos anteriormente, um dos grandes trunfos de um SSD frente a um HD estÁ associado à temperatura, jÁ que o SSD não gera calor. Dessa forma, ele ficarÁ em temperatura ambiente. Isso melhora consideravelmente o sistema onde ele estiver, pois não demanda um sistema de resfriamento adicional, seja em um gabinete, notebook ou case externo.

AS SSD Benchmark
Começamos nossos testes com o AS SSD Benchmark, software específico para testes de drives SSD, HD etc.

O aplicativo faz uma série de testes em diversas situações de leitura e escrita e no final gera uma pontuação com a média entre todos os testes.

HD Tune Pro
Com o HD Tune, um dos aplicativos de testes de drives mais utilizados do mercado, iniciamos com o teste benchmark em "modo leitura" (read).

Também fizemos teste de desempenho no modo "File Benchmark", que coloca o drive em situação diferente do primeiro teste.

PCMark 8
O aplicativo PCMark 8 é o mais recente da série PCMark desenvolvido pela Futuremark. Esse teste é um dos mais completos do gênero, e testa o desempenho do drive em uma série de situações, desde conversão de vídeos a carregamento de um game.

Testes prÁticos

Depois dos aplicativos de benchmarks, vamos a alguns testes prÁticos, como do tempo de BOOT do sistema e de cópia de arquivos.

Tempo de BOOT (Windows 7 Pro)
Com o software BootRacer medimos o tempo necessÁrio para inicializar o sistema operacional, um dos principais atrativos de drivers SSD. 

Carregando um game
Outro teste interessante é carregando um game. Para isso, utilizamos o Crysis Warhead com teste em cima do mapa "ambush". O conceito do teste foi simples: computar o tempo que levou da hora que clicamos até a hora em que o gameplay começa.

Cópia de arquivo
O teste prÁtico de cópia de arquivos, consiste em enviar e receber 16.72GB, organizados em pouco mais de 800 pastas e representando um total de 35 mil arquivos. Utilizando o aplicativo TeraCopy, copiamos as pastas/arquivos do drive analisado para um HD Sata 3 de 2TB, e depois fizemos o processo inverso.

Drive analisado para HD
Nesse teste copiamos as pastas/arquivos do drive analisado para um HD Seagate Barracuda de 2TB padrão Sata 3. Esse seria o teste de leitura, jÁ que ele não escreve nada no drive analisado.

HD para drive analisado
Invertendo o processo, agora copiamos as pastas/arquivos do HD para o drive analisado, consistindo em um teste prÁtico de escrita, jÁ que os dados estão sendo gravados no drive. 

Conclusão

Com o grande avanço do mercado de produtos compactos e portÁteis, estÁ se criando uma necessidade de componentes que ocupem menos espaço. Como soluções de armazenamento de memórias NAND, tipo um SSD, encarece de mais o produto final, empresas como Seagate e Western Digital tem investido em soluções de HDD compactas, como demonstramos no artigo, chegando a 5mm com 500GB. Outra grande aposta estÁ nos drives híbridos, com um pequeno SSD integrado, que é utilizado para funções como BOOT do sistema, dessa forma consegue ser um produto com preço competitivo, e agrega alguns benefícios de drives de SSD.

Os dois modelos que usamos no artigo são interessantes, não são os mais rÁpidos do mercado, até porque ambos ainda são baseados em 5400RPM, mas se mostraram boas soluções, um porque consegue tira proveito de aplicações com melhor desempenho quando rodando com um SSD, jÁ outro sendo um produto bastante compacto, que muito em breve deve começar a aparecer até mesmo em tablets, acabando com a limitação de espaço nesse tipo de dispositivo. 8GB, 16GB? Logo logo deveremos ter tablets com 500GB ou mais.

Vale destacar que as empresas tem investido bastante em tecnologias contra impacto de drives de HD, consideravelmente mais suscetíveis a problemas do que um drive com memória NAND. Apesar de inúmeros outros componentes virem a apresentar problema antes do drive de HD em uma queda do notebook, ultrabook, tablet etc.

Outro ponto interessante foi relativo ao teste em RAID 0 dos drives Ultrathin HDD, mesmo tendo bom ganho de desempenho, não se torna uma solução interessante nesse tipo de drive, mais vale investir em um modelo Momentus XT com maior capacidade, que assim como o Thin SSHD também possui um drive de SSD de 8GB integrado.

O Seagate Laptop Thin SSHD de 500GB não encontramos a venda no Brasil, mas o modelo de 1TB estÁ custando em média R$500, dessa forma ele deve aparecer na casa de R$300 ou pouco menos. JÁ o Seagate Laptop Ultrathin HDD não encotramos em nenhuma capacidade, nem o de 500GB analisado e nem o modelo de 320GB. Na newegg.com eles custam U$89,99 e U$82,99 dólares respectivamente.

Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.