Os vários formatos de Ultrabooks conversíveis

Apesar de se tornarem obrigatórias para todos os modelos apenas a partir da próxima geração, as telas sensíveis ao toque jÁ vem surgindo em vÁrios modelos de Ultrabooks, trazendo novas possibilidades de interação com os aparelhos. Além da variação na forma como executamos os comandos, com parte sendo executados pela touchscreen e outra parte pelos convencionais "mouse mais teclado", algumas fabricantes aproveitaram a capacidade do Windows 8 de atuar como um sistema para tablets e criaram modelos capazes de serem usados tanto como notebook quanto tablets, conhecidos como Ultrabooks conversíveis.

Ultrabooks em anÁlise no site Adrenaline

Cada fabricante buscou um formato diferente para fazer esta  transformação, algo que resultou em modelos bastante exóticos que quebram o paradigma clamshell (concha de marisco) que dita a indústria de notebooks hÁ anos. Vamos fazer um resumo destes novos padrões, listando os modelos que utilizam cada um deles e, de forma breve, destacando os pontos positivos e negativos de cada um.

Slide
O que é: Este padrão é bem comum em celulares, como o presente no Nokia N97, mas não havia sido muito explorado em notebooks. A tela desliza sobre um sistema de trilhos, e finaliza o movimento com uma inclinação. O teclado fica abaixo da tela, e surge com o deslocamento dela.

Modelos que usam: Sony Vaio Duo 11, MSI Slidebook S20.
Prós: É uma das transformações mais rÁpidas e prÁticas
Contras: Reduz bastante a Área útil para teclado e touchpad; não é possível regular ângulo da tela.


Giro de 360º de tela
O que é: Notebooks com este formato mantém o clamshell, mas com um diferencial: possuem um giro muito maior da tela, chegando a inverter totalmente o aparelho, ficando com o mesmo formato que quando fechado, mas com a tela para fora.

- Continua após a publicidade -

Modelo que usa: Lenovo Yoga.
Prós: é um formato bastante versÁtil e prÁtico;
Contras: o teclado fica exposto na parte traseira quando em forma tablet, atrapalhando "a pegada" do dispositivo.

Giro da tela sobre eixo
O que é: Outro jeito de transformar o notebook em tablet é girar a tela sobre um eixo. A Lenovo gira o display no eixo vertical, como Twist, enquanto a Dell gira a tela no eixo horizontal dentro de uma moldura, no XPS 12.

Modelos que usam: Lenovo Twist, Dell XPS 12.
Prós: Grande variação de ângulos para a tela. Boa experiência como tablet e notebook.
Contras: Transformação mais trabalhosa; giro em um único eixo torna a estrutura do Ultrabook mais frÁgil.

Duas telas
O que é: Uma das soluções mais desafiantes, do ponto de vista da engenharia, foi tomada pela ASUS com o Taichi, que possui duas telas. No lugar de onde fica a tampa do notebook é colocada outra tela, que atua assim que o notebook é fechado, virando um tablet.

- Continua após a publicidade -

Modelo que usa: ASUS Taichi.
Prós: Pouca perda tanto no modo tablet quanto notebook; é possível utilizar as duas telas simultaneamente.
Contras: O duas telas consomem mais performance do hardware e mais energia; configurar as duas telas é menos intuitivo.

DestacÁvel
O que é: Neste formato, popularizado pelo tablet ASUS Transformer, a tela pode ser desencaixada de uma base, onde estÁ o teclado. É ótimo por não comprometer em nada a experiência tablet, "se livrando" do teclado quando não necessita dele, mas costuma ser um pouco mais trabalhoso para unir as duas partes novamente, e também tem ângulos de uso mais limitados como notebook.

Modelos que usam: Lenovo ThinkPad Helix
Prós: Experiência como tablet não apresenta perdas de ergonomia
Contras: O encaixe e ajustes do formato notebook perdem um pouco de eficiência

Nada
O que é: Nem todo Ultrabook da segunda geração é conversível, mesmo aqueles que incluem uma tela sensível ao toque. Porém, apesar de não ser capaz de mudar de formato, muitos modelos sem o hibridismo apresentam algumas vantagens sobre os "transformÁveis".

Modelos que usam: ASUS Zenbook, Acer Aspire S7 e vÁrios outros.
Prós: Mais leves e finos que os conversíveis. Experiência como notebook "perfeita".
Contras: Não vira tablet; touchscreen não é confortÁvel por longos períodos no fomato clamshell.

Os modelos Acer Aspire S7, Dell XPS 12, Lenovo Yoga 13 e ASUS Taichi estão em anÁlise no Adrenaline, e em breve serÁ publicado um vídeo comparando como cada um dos aparelhos faz a transformação de notebook para tablet, além da review detalhada de cada um. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Redação

    Redação

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.