Conheça "Bad Piggies", novo game dos criadores de "Angry Birds"

"Angry Birds", da Rovio, é um verdadeiro fenômeno. Um game casual que jÁ gerou mais de US$100 milhões para a produtora e que chegou ao primeiro bilhão de downloads em maio deste ano. A mecânica simples, de colocar pÁssaros raivosos (porém infinitamente carismÁticos) contra porcos malvados que roubaram seus ovos, levantou uma questão: qual é a dos porcos, afinal?

Para responder isso, a Rovio lançou hoje "Bad Piggies", o game que conta o outro lado da história e coloca o jogador no controle deles: os porcos. Mas o melhor de tudo é a mecânica, totalmente nova: se hÁ quem jÁ enjoou das tentativas e erro de "Angry Birds", arremessando pÁssaros durante vÁrias horas, o novo título muda a proposta e dÁ mais ênfase ao raciocínio e à criatividade.

Os porcos precisam coletar trechos de um mapa para conseguir os ovos dos pÁssaros. E bem... eles parecem bem mais inteligentes - mas quase tão suicidas quanto. Isso porque sua estratégia não é completamente "kamikaze" como a dos rivais, mas sim, mais elaborada: você precisa construir veículos para fazer os porcos chegarem ao objetivo. Para isso, você precisa fazer combinações de peças, cada uma com uma funcionalidade. Mas por que eu digo que eles também se maltratam? Justamente porque nem sempre a geringonça dÁ certo e simplesmente se destrói. Mas isso não significa que a rodada estÁ perdida! Com sorte, e com o impulso da destruição, o porco simplesmente pode conseguir sair rolando até o objetivo final.



Um arsenal de engenhocas
No início, construir o veículo é moleza: você tem apenas seis "slots" para colocar as peças e três opções: o próprio porco, duas rodas e três quadrados, que funcionam como a estrutura do "carro" e uma cabine para o suíno. É só usar tudo da maneira mais lógica possível - e se você tiver mais que dois neurônios vai conseguir de primeira.

Com o tempo, o número de slots aumenta - e também o de peças disponíveis. Existem hélices, propulsores para fazer a mÁquina voar, rodinhas diferentes que mudam a forma com a qual o veículo se movimenta... às vezes fica até difícil saber para o que cada coisa serve. Por isso, o jogo dÁ algumas dicas: basta tocar na lâmpada, no canto superior da tela, que surge uma ilustração que dÁ uma ideia. Ponto positivo: o jogo não dÁ "de lambuja" a resposta. O desenho é bem simples, rústico até, e só dÁ uma pista de como aquela peça pode ajudar no seu desempenho. O resto é com você!

- Continua após a publicidade -



Mais e mais pontos
Assim como em "Angry Birds", não basta só chegar ao fim da fase. Você pode coletar até três estrelas por nível, o que é um medidor de "sou fera". Em "Bad Piggies", o que você precisa fazer para pegar essas estrelas varia de acordo com a fase. Em algumas, existem objetivos específicos, como chegar até o pedaço de mapa sem usar rodinhas, por exemplo.


Outra forma de conseguir mais estrelas é coletando as caixas especiais pelo caminho - e nem sempre elas estão na mesma rota do mapa, portanto, você vai precisar de muita estratégia para conseguir pegar tudo com apenas um veículo. Coletando estrelas suficientes, você consegue abrir fases extras - algo bem legal para os mais viciados que logo terminam os objetivos principais e querem tentar um desafio a mais.

Diversão garantida
"Bad Piggies" é um bom game para passar o tempo. Casual, como é característica da Rovio, mas tem tudo para ser mais um sucesso, ainda mais aproveitando o carisma de personagens jÁ tão icônicos.



O game tem o mesmo tom hilÁrio de "Angry Birds", com grÁficos bem cartunescos, músicas animadas e engraçadas, que dão todo o clima para o jogo, e uma mecânica fÁcil e intuitiva, porém desafiadora. E, embora seja um jogo recente, faz bonito e roda bem até em aparelhos jÁ defasados. Aqui, testamos em um Sony Xperia arc, um single-core de 1GHz com Android 2.3. 

Na loja do Google, por sinal, o jogo é gratuito e pode ser baixado por este link. Na iTunes App Store, o app custa R$0,99. Existe também uma versão para Mac, por US$4,99. E a Rovio ainda promete levar o game também aos PCs e ao Windows 8.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor lançamento de game em julho de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.