Memórias: De 2 a 20GB

Uma grande dúvida na cabeça de muitos entusiastas de PC é se vale a pena investir em memórias, se 4GB é o ideal ou se 8GB, 12GB, 16GB ou até mesmo 20GB farÁ alguma diferença. Para tirar essa dúvida, vamos comparar algumas situações com seis opções de quantidade de memória diferentes: 2GB, 4GB, 8GB, 12GB, 16GB e 20GB.

Para o artigo, utilizamos dois kits da série Vengeance da Corsair, ambos idênticos, mas um de 8GB e outro de 12GB. A diferença entre eles é que um vem com dois pentes de 4GB e outro com 3 de 4GB, mas ambos utilizam os mesmos modelos de memórias do tipo DDR3. Dessa forma, podemos fazer cinco combinações, sempre somando 4GB até chegar aos 20GB. Para a configuração em 2GB, utilizamos um pente de 2GB DDR3 da G.Skill com mesmo clock dos modelos da Corsair.

Corsair Vengeance
Utilizamos os kits da série Vengeance da Corsair, linha de alto desempenho com dissipadores, indicadas a usuÁrios que procuram tirar um pouco mais dos clocks padrões através de overclock (que não é o foco desse artigo, e sim o fator quantidade de memória do sistema).

Abaixo temos algumas das principais características dos kits utilizados:

  • Clock de 1600MHz
  • Latência em 9-9-9-24
  • Voltagem de 1.5V
  • Desenvolvidas para overclockers
  • Dissipadores personalizados
  • Inclui perfil XMP
  • Preço bastante competitivo

Vale ressaltar que alguns sistemas possuem bom ganho quando overclockamos as memórias. JÁ em outros, a diferença é praticamente nula. Como exemplo de um sistema com bom ganho, podemos citar a recém-lançada linha de APUs Fusion da AMD - conforme pode ser comprovado nos testes que fizemos com o Vision A8-3850.

{break::Sistema utilizado}Utilizamos uma plataforma TOP de linha da Intel, composta do processador de seis núcleos Core i7 980X e placa-mãe com chipset X58, justamente pelo fato de ser o único até o momento a ter suporte ao bus de memória Triple Channel.

- Continua após a publicidade -

Vale destacar que não fizemos overclock no processador e nas memórias. O artigo foi feito visando mostrar o desempenho do sistema pela quantidade de memória e não pela diferença de velocidade emtre elas. Assim, o processador estÁ com clock padrão em 3.33GHz e as memórias em 1.333MHz.


Abaixo temos imagens mostrando o sistema de memória virtual do Windows com 2GB e 20GB, mostrando que deixamos em "modo automÁtico" o gerenciamento da quantidade de memória virtual. Assim, ele fica a cargo do próprio sistema operacional - não apenas para essas duas configurações de memória, mas para todas as utilizadas.


MÁquina utilizada nos testes:
- Mainboard Gigabyte G1.Assassin
- Processador Intel Core i7 980X
- Placa de vídeo XFX Radeon HD 6970
- HD 1TB Sata2 Western Digital Black
- Fonte XFX 850W Black Edition
- Cooler Thermalright Venomous X

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 7 64 Bits
- Intel INF 9.2.0.1030
- AMD Catalyst 11.8 WHQL

Configurações de Drivers:
3DMark / PCMark
- Config Default

Games:
- Anisotropic filtering: Variado através do game testado
- Antialiasing – mode: Variado através do game testado
- Texture filtering: High-Quality
- Vertical sync: OFF
- Demais opções em Default

- Continua após a publicidade -

Aplicativos/Games:
- 3DMark 11 1.0.1
- CineBENCH 11.5
- x264 HD Benchmark 4.0
- PassMarkPerformanceTest 7.0
- PCMark 7
- Adobe Photoshop CS5
- Sandra Lite 2011 17.77
- WinRAR 4.01

- Aliens vs Predator (DX11)
- Crysis Warhead (DX10)
- Crysis 2 (DX11)
- Metro 2033 (DX11)

Abaixo temos imagens com características técnicas das combinações mostradas pelo aplicativos CPU-Z e AIDA64. As imagens estão em sequência crescente.

CPU-Z

AIDA64

{break::PCMark 7, 3DMark 11, PerformanceTest 7}PCMark 7
Começamos os testes com benchmarks sintéticos, jÁ de cara com um aplicativo de benchmark da Futuremark, o PCMark 7, última versão do aplicativo com benchmarks variados.

Como podemos ver abaixo na tabela grÁfica, a diferença entre o melhor e o pior resultado é de apenas 187 pontos. Curiosamente, a pontuação mais baixa se dÁ quando o sistema utiliza 4GB, e não 2GB. A diferença entre o primeiro e o último colocado foi de 5.8% de ganho em cima do pior resultado.

{benchmark::2143}

3DMark 11
Com o 3DMark 11 novamente vemos pouca diferença, e novamente temos resultados curiosos. Primeiro que existem dois "blocos", cada um com três configurações de memória, sendo um deles compostos por 20GB, 16GB e 12GB, e o outro por 8GB, 4GB e 2GB.

JÁ o outro fator curioso é que a última colocação ficou com o sistema usando 8GB, e não com 2GB, demonstrando que, assim como o PCMark 7, nesses testes a quantidade de RAM não estÁ fazendo diferença.

{benchmark::2144}

PerformanceTest 7
Enfim um teste onde as posições da tabela condizem com o que se espera: quanto maior a quantidade de memória, melhor o resultado. O ganho aumenta consideravelmente à medida que o sistema utiliza mais RAM, sendo que, da última colocação para a primeira, respectivamente 2GB para 20GB, o aumento foi de 316%.

{benchmark::2145}

{image}

{image}{image}{image}

{break::AIDA64, Sandra 2011}AIDA64 e Sandra 2011 estão entre os os melhores aplicativos do mercado para testes de todos os componentes de um computador. Ambos possuem modos de testes de memórias. Dessa forma, não poderíamos deixÁ-los de fora desse artigo.

AIDA64
Primeiro o AIDA64, onde testamos as combinações de memórias em quatro situações diferentes: leitura, escrita, cópia e latência. Confiram abaixo todos os testes, nos quais constatamos que as três primeiras posições não mudam, com a combinação de 20GB sempre à frente, seguida por 16GB e 12GB.

Em um segundo bloco, curiosamente um pouco atrÁs, e com as três combinações bem próximas, temos algumas variações, onde 2GB ficou na última colocação apenas no teste de latência.

{benchmark::2146}

{benchmark::2154}

{benchmark::2155}

{benchmark::2156}

Sandra 2011
Com o Sandra temos resultados um pouco diferentes. Na tabela temos novamente o esperado nas primeiras colocações: 20GB em primeiro lugar, seguido de 16GB e 12GB.

Agora nas três últimas colocações, apesar de estarem na sequência esperada, com 8GB à frente de 4GB e 2GB, os resultados são bem próximos, podendo ser considerados empate técnico.

{benchmark::2142}

{break::Photoshop CS5: Filtro, Open e Crop}Muita gente que trabalha com imagem utiliza o Photoshop da Adobe, e quando falamos em trabalhar com arquivos com tamanhos bem grandes, jÁ associamos à baixa performance se a mÁquina não tiver boa "quantidade" de memória.

Dessa forma, fizemos alguns testes bem interessantes, esclarecedores e desmistificamos algumas crenças. Foram dois modos de testes, ao mesmo tempo semelhantes e distintos, porque apesar de serem a mesma sequência, um foi baseado em um arquivo .PSD de 481MB (5031x7087) com 300 pixels e outro em um arquivo .PSD de 4GB (10500x10500), também com 300 pixels.

Os testes foram: tempo para abrir o arquivo, tempo para aplicar filtro (Extrude), e no caso do arquivo de 4GB, tempo para diminuir a imagem para 25% de seu tamanho original.

Arquivo de 481MB
Começamos pelo arquivo de 481MB. No teste de tempo decorrido para abrir o arquivo, vemos que o desempenho é melhor quando o sistema utiliza maior quantidade de RAM. Por outro lado, a diferença não é tão grande em termos absolutos, por se tratar de poucos segundos - mesmo que o resultado de 20GB seja o quíntuplo de 4GB, por exemplo, isso corresponde a apenas três segundos de diferença. Entretanto, ao analisarmos o resultado em valor percentual, o ganho foi de 100%. Aqui jÁ podemos ver que o sistema fica bastante "pressionado" quando utilizando apenas 2GB, demorando 14 segundos para para abrir o arquivo, tempo consideravelmente acima até mesmo do sistema com 4GB de memória.

{benchmark::2139}

JÁ no teste de tempo decorrido para aplicar o filtro "Extrude" a diferença foi pequena, praticamente nula. Podemos inclusive considerar empate técnico, jÁ que fica na casa de 2% entre a primeira e a última posição.

{benchmark::2138}

Arquivo de 4GB
E quanto a um arquivo bem mais "pesado", como serÁ que o sistema se comporta com diferentes configurações de RAM?

No teste do tempo decorrido para abrir o arquivo, o único resultado curioso foi que o sistema com 8GB conseguiu abrir em menos tempo que o sistema utilizando 12GB. Assim como no teste com o arquivo de 481MB, quando utilizando apenas 2GB, o sistema tem uma diferença bem considerÁvel para a combinação à sua frente, no caso 4GB.

{benchmark::2153}

No teste do tempo decorrido para a aplicação do filtro "Extrude", temos algumas diferenças. Diferente do arquivo de menor tamanho, com a imagem de 4GB sentimos que o sistema se comporta melhor com mais memória, apesar de que, a partir de 8GB não existe uma diferença tão grande.

{benchmark::2152}

Por fim, o teste em que redimensionamos o tamanho do arquivo, diminuindo-o em 25%. Esse é um teste que demanda bastante memória, com diferença significativa entre as combinações, ainda mais quando comparadas 4GB e 2GB de RAM com as demais. Isso mostra bem o quanto o sistema precisa de tempo para gerenciar a memória disponível.

{benchmark::2157}

{break::Winrar: Benchmark e compactação}Utilizamos dois testes com o WinRAR, um de seu sistema de benchmark interno, e outro de compactação de arquivos. Confiram abaixo:

Benchmark
Com o teste de benchmark interno do WinRAR, vemos que não existe diferença entre as quantidades diferentes de memória, mostrando que no caso desse teste, o que vai gerar ganho de performance é a CPU, como pode ser visto em nossas reviews de processadores, como a do Core i5 2500K.

{benchmark::2136}

Compactação
JÁ no teste de compactação de arquivos, temos mudança; muito pouca é verdade, mas diferente do benchmark acima. Nesse caso vemos que a quantidade de RAM começa a mostrar diferença e tende a ser superior na medida em que se compacte mais arquivos e com o sistema mais tempo ligado, justamente porque quanto mais memória, mais fÁcil é seu gerenciamento.

{benchmark::2137}

{break::CineBENCH 11.5, x264 HD Benchmark}CineBENCH 11.5
Dando sequência aos testes, com o de renderização de imagem do CineBENCH em modo CPU, vemos que a quantidade de RAM não tem nenhuma influência, ficando mais uma vez totalmente relacionada ao processador.

{benchmark::2140}

x264 HD Benchmark
JÁ no teste de conversão de vídeo em formato HD, temos diferença entre as combinações de memória, mas com 16GB e 12GB ficando à frente de 20GB. As demais combinações estão praticamente empatadas.

{benchmark::2141}

{break::Crysis Warhead - LOADING}Fizemos testes gravando o tempo decorrido para carregar um mapa do game "Crysis Warhead". O teste consiste em rodar o game duas vezes: a primeira logo após iniciar o sistema, e depois uma segunda vez após fechar o primeiro teste.

Vemos abaixo que a quantidade de memória faz diferença a partir de 4GB, que carrega consideravelmente mais rÁpido do que quando o sistema utiliza apenas 2GB. São 27 segundos de diferença, quase 50% a mais.

Agora a diferença acima de 4GB é bem pequena, apenas quatro segundos para o melhor resultado, que ficou com a combinação de 16GB, dois segundos a menos do que 20GB.

{benchmark::2148}

JÁ na segunda vez que rodamos temos resultados mais curiosos e que demonstram bem o quanto a memória influência. Como muito do que o game precisa para rodar jÁ estava na RAM, o segundo teste demorou consideravelmente menos.

Na primeira colocação tivemos três combinações empatadas com 32 segundos: 20GB, 16GB e 12GB. Depois temos 4GB com 33 segundos e 8GB com 34 segundos, empate técnico. Por fim, na última colocação, temos o sistema rodando com 2GB de RAM, demorando 71 segundos para carregar o game, mais do que o dobro de todos os demais testes. Esse resultado deixa claro que pelo menos no "Crysis Warhead" você deve ter no mínimo 4GB de RAM.

{benchmark::2158}

{break::AvsP, Crysis 2, Metro 2033}Depois de uma série de testes de aplicativos, agora vamos ver como alguns dos principais games do mercado se comportam com diferente quantidade de RAM.

Abaixo fizemos três testes, "Aliens vs Predator", "Crysis 2" e "Metro 2033". Reparem que em todos eles a diferença de desempenho praticamente não existe na prÁtica, demonstrando que o fator quantidade de RAM não influencia nos referidos games.

{benchmark::2147}

{benchmark::2149}

{benchmark::2151}

{break::Conclusão}Diante dos testes que vimos ao decorrer do artigo, muitos devem estar se perguntando: mas então porque ter 12GB, 16GB, 20GB ou mais? A resposta é um tanto simples.

Quanto mais RAM você tiver, mais fÁcil serÁ para o sistema gerenciar a quantidade livre de memória. Isso vale tanto para o sistema operacional, quanto em aplicações. Explicando de uma forma resumida, com 20GB, uma determinada aplicação não precisarÁ organizar a quantidade de memória disponível que ela precisa, simplesmente "enxergando" que tem memória livre e carregando direto em cima dela. JÁ em um sistema com pouca RAM, 2GB, por exemplo, com um arquivo grande como nos testes de 4GB, o sistema precisa de tempo para organizar essa memória a fim de alocar o arquivo nela.

Agora o que precisa ficar claro é que quantidade de memória não estÁ associada a desempenho em qualquer aplicação. Como vimos, fizemos testes dos mais variados tipos, em vÁrios deles não houve diferença alguma, mostrando que cada aplicação requer um tipo de processamento. Um jogo requer uma placa de vídeo; compactação ou renderização de vídeo, processador; cópia de arquivos, disco rÁpido e por ai vai.

Com as atuais plataformas, o recomendado é que o usuÁrio faça um balanceamento de seu sistema, porque às vezes investindo tudo no que existe de melhor, pode não ter resultado acima do que se planejar a forma como monta o sistema unindo um bom processador, placa de vídeo, HD/SSD e também memória.

Por outro lado, hoje em dia é possível comprar 4GB de RAM DDR3 a R$ 50,00 aqui mesmo no Brasil. Lógico que não estamos falando de modelos/marcas top de linha, mas a verdade é que não estÁ caro ter 8GB, 12GB ou mais. A tendência é a que a média de memória de novas mÁquinas, a curto prazo, seja 8GB.

Outro ponto a ser destacado é que hÁ uma grande busca da indústria em melhorar a tecnologia. Poderemos ter novidades nesse meio a curto/médio prazo, sem contar que empresas como Intel apostam ainda em aumentar a quantidade de RAM suportadas pelas placas-mãe, como é o caso dos novos modelos com chipset X79, que irão suportar quad-channel, podendo chegar a 64GB.

Assuntos
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.