Top 30: As Gatas dos Games de A a Z

* Por: Mauro, Andrei e Losada

Loiras, morenas, ruivas, negras, asiÁticas... às vezes até alienígenas. Todo gamer gosta de personagens mulheres dando o ar da graça e embelezando um bom jogo. Ao longo da história dos games, elas apareceram aos montes. Algumas  ganharam até as telas do cinema, outras não receberam o devido reconhecimento e ficaram meio esquecidas...

O fato é que toda publicação de games que se preze - seja revista ou site - deve fazer sua lista das mulheres mais gatas dos games. E nós não ficaríamos de fora. Com a missão de homenagear as musas de décadas de jogatina, reunimos três redatores e selecionamos as 30 personagens que melhor representam a categoria.

Vale lembrar que elas não foram organizadas em ordem de preferência, mas sim em ordem alfabética. Literalmente, hÁ garotas de A a Z em nossa lista. No final, confira os "Top 3" de cada redator que participou desse artigo, além de uma "menção honrosa" que não pudemos incluir na lista. E não deixe de dizer nos comentÁrios quais suas musas favoritas dos games. Vamos lÁ!

01) Ada Wong & Sheva Alomar (Resident Evil) 

Ada Wong participou de três jogos importantes como personagem jogÁvel: Resident Evil 2, Resident Evil: Umbrella Chronicles e Resident Evil 4. O que chama atenção na agente secreta asiÁtica é sua sensualidade, usando um longo vestido vermelho com uma "abertura" imensa, que começa na cintura. Isso sem falar no coldre preso na coxa direita onde guarda sua pistola, dando ares de "espartilho". Mulher fatal e irresistível? Leon que o diga! JÁ a africana Sheva Alomar surge em Resident Evil 5 como uma mercenÁria designada a guiar Chris Redfield - o personagem principal do game - pela África. A agressividade nos combates, inteligência e habilidade se juntaram à beleza inigualÁvel da personagem, tornando-a assim mais uma marca da franquia Resident Evil, que sempre traz mulheres marcantes para seus games.

02) Anna & Ninna Williams (Tekken)

- Continua após a publicidade -

Vindas da franquia "Tekken", Anna e Nina Williams, para além do seu parentesco (irmãs) e do chamativo fator sensual, compartilham uma rivalidade fermentada por amor e ódio. A intriga começou ainda na infância, quando ambas aprenderam diversos estilos de artes marciais, ensinadas pelo pai, Richard Williams. Com o tempo, Richard demonstrou maior afeto por Nina, que se aperfeiçoou em técnicas mais mortais, tornando-se uma assassina mais tarde. As duas são assassinas profissionais, contratadas para diversos serviços durante a história dos seis games que compõem a série oficial. Nina ainda ganhou um jogo de ação próprio, Death By Degrees, lançado para Playstation 2. A loira também se destaca por estar entre os quatro únicos personagens que aparecem em todos os games da série Tekken, sendo os outros: Paul, Yoshimitsu e Heihachi.

03) Aya (Onechanbara)

Que os game designers japoneses são pervertidos todo mundo jÁ sabe. Prova disso é a série Onechanbara, que coloca o jogador no controle de Aya, uma garota com chapéu de cowgirl e vestida somente de lingerie que sai por aí matando zumbis com uma espada. É isso mesmo, um puro hack n' slash feito sob encomenda para os onanistas. Os games da série sempre foram alvo da crítica, desde o primeiro lançado em 2004, mas deve existir algum motivo (e todos nós sabemos qual é) para que sete títulos Onechanbara jÁ tenham sido lançados para diversas plataformas desde então. A cada jogo, novas garotas vão se juntando ao elenco de personagens jogÁveis, incluindo Saki, a irmã colegial de Aya. Ficou curioso quanto ao nome da série? Trata-se de um trocadilho com as palavras japonesas "onee" (uma gíria que significa "jovem mulher" ou "irmã mais velha") e "chanbara" (que significa "luta de espadas").

04) Aya Brea (Parasite Eve)

Mesmo praticamente desconhecida entre os gamers mais jovens, Aya Brea foi uma personagem que chamou muita atenção no final da década de 90, com os dois games da série Parasite Eve, lançados para Playstation. A loirinha de cabelos curtos esconde em um de seus belos olhos azuis um transplante de córnea que lhe garante imunidade aos poderes das Eves – entidades malignas que dominam o corpo de mulheres e saem causando o caos na população. Com um passado trÁgico e uma personalidade um tanto depressiva em seu perfil, Aya se juntou ao FBI para combater essas criaturas – sempre usando roupas sensuais que deixavam os marmanjos babando, é claro, sem falar de uma famosa cena do chuveiro. Para os fãs de Parasite Eve que sentem saudades da série, um novo jogo para PSP estÁ prometido para 2010.

05) Ayumi (X Blades)

- Continua após a publicidade -

Ayumi, uma caçadora de tesouros e heroína do game X-Blades, seria a gatinha perfeita na mente de muitos homens. Vejamos: Loirinha com rabo de cavalo até a cintura, roupas ultra-decotadas dando ênfase aos seios e chegando a usar apenas calcinha e sutiã (!!), jeitinho dengoso, voz de menininha indefesa, mas isso tudo com agilidade e garra de uma guerreira. A adoração dos gamers pela personagem é tanta que existem milhares de imagens dela nua na Internet, criadas por fãs de carteirinha. Ou seriam apaixonados de carteirinha? Quanto à sua história, Ayumi estÁ em busca de um artefato misterioso que pode definir o futuro do mundo, e terÁ que enfrentar outros caçadores de recompensa em seu caminho. Para isso, ela não economiza no manuseio de espadas, armas de fogo e até magia.

{break::06 a 10}

06) Bayonetta (Bayonetta)

Personagem homônima do jogo de ação sucesso de crítica lançado em 2010 no ocidente, a bruxa Bayonetta esbanja qualidades ímpares e facilmente figura entre as mais gatas. Motivos não faltam: gingado sexy, corpo escultural robusto, estilo alternativo e longos cabelos negros que atuam como vestes e se transformam em gigantes criaturas demoníacas para combater inimigos. Suas habilidades principais incluem o manejo de um vasto arsenal, como espada, chicote, pistolas (duas nas mãos e outras duas embutidas nos sapatos salto-alto), bazucas, patins e armas angelicais em forma de lanças. Ainda, pode utilizar um desacelerador de tempo para facilitar os confrontos mais intensos. 

07) Casey Lynch & Judy Nails (Guitar Hero)

Personagens selecionÁveis na série musical "Guitar Hero", as roqueiras Casey Lynch e Judy Nails não deixam a desejar quando o assunto é gatas de games. Mais vislumbradas pelos amantes do Rock & Roll, Punk e Gótico, ambas mostram habilidade e performance dignas de estrela. No visual, embora pareçam estar significantemente abaixo do peso, compensam a errônea impressão usando vestuÁrio característico do estilo que tocam: jeans e couro negro ou azul, camisetas, jaquetas típicas, acessórios que vão desde colares, pulseiras do tipo espeto, cintos listrados, cabelos extravagantes de inúmeras cores e botas plataforma.  Como guitarristas, as gatas não deixam a desejar, executando com perfeição solos de verdadeiros heróis da guitarra como Eddie Van Halen e Santana, além de jÁ terem tocado ao lado de grandes bandas como Aerosmith e Metallica.

08) Christie Monteiro (Tekken)

Sim, jÁ tivemos uma dupla de personagens saídas de Tekken, mas reservamos uma posição exclusiva para Christie Monteiro por um motivo especial: Ela é a única representante brazuca entre as gatas. Estreante no quarto episódio da série de pancadaria "Tekken", Christie Monteiro é uma morenaça brasileira (de onde você acha que o sobrenome Monteiro veio?) de 19 anos e mestre em capoeira, esporte aprendido com Eddy Gordo, personagem também brasileiro. Dona de um corpo de fazer inveja a muitas outras personagens de games – e também a mulheres reais -, Christie abusa da pouca roupa, decotes bem abertos e calças de capoeira estilizadas e justas para evidenciar seus atributos superiores e inferiores que, diga-se de passagem, merecem atenção especial. É uma verdadeira musa dos games.

09) Chun-Li & Cammy (Street Fighter)

Essa dupla dispensa apresentações, não é mesmo? TÁ certo que a chinesa Chun-Li foi praticamente a musa pioneira dos videogames, aparecendo na primeira versão de Street Fighter II como personagem jogÁvel em 1991 – mas a inglesinha Cammy também conquistou uma legião de fãs, talvez principalmente por seu colã e sua pose de vitória (quem jogou Super Street Fighter II sabe do que estou falando). Falando nisso, quando o assunto são pernas, as duas são fortes representantes neste quesito. E não é para menos, jÁ que os golpes mais fatais dessas garotas são aplicados com as pernas que ilustraram muitos pôsteres de revistas de games na década de 90. Por um bom tempo, Chun-Li e Cammy foram as únicas representantes femininas entre o elenco de lutadores de Street Fighter, até a chegada de Sakura e Rose em Street Fighter Alpha, em 1995. A dupla voltou a estar em evidência com o recente Street Fighter IV, ao lado das novatas Crimson Viper e Juri.

10) Faith Connors (Mirror's Edge)

Faith Connors, de 24 anos, surgiu no excelente game Mirror's Edge. Apesar de sua beleza, sua história é um tanto triste: Quando tinha 16 anos, sua mãe foi assassinada pelo governo e seu pai acabou virando alcoólatra após essa tragédia. Solta nas ruas, ela aprendeu o Parkour - modalidade de esporte radical que anda fazendo sucesso mundo afora - ao praticar invasões e roubos, e acabou conhecendo Mercury, ao invadir sua casa, tornando-se assim sua pupila. Faith é uma oriental cheia de tatuagens de visual cibernético, cabelo curto espetado, com a agilidade de um leopardo, a garra de uma leoa e sede de vingança contra o governo que matou sua mãe. A heroína povoa a mente de muitos jogadores, se tornando uma das mais gatas da nova geração de games.

{break::11 a 15}

11) Harley Quinn & Poison Ivy (Batman: Arkham Asylum)

Uma psicóloga e uma botânica que – assim como todos os vilões de Batman – piraram na batatinha e resolveram vestir fantasias para praticar crimes em Gotham City. O diploma acadêmico, a maluquice e a beleza talvez sejam as únicas semelhanças entre essas duas vilãs do Universo DC, mas jÁ são mais do que suficientes para tornar as duas melhores amigas e parceiras no crime em diversas histórias de Batman. No game Arkham Asylum, Harley Quinn dÁ suporte ao plano de rebelião organizado pelo Coringa, vestida como uma enfermeira saída diretamente de um circo dos horrores. A Hera Venenosa (Poison Ivy) também estÁ por lÁ, utilizando suas plantas assassinas para tentar – mais uma vez – dar cabo de Batman. Uma sequência para o game jÁ estÁ planejada, e a palhaça psicótica Harley Quinn jÁ é presença confirmada.

12) I-No (Guilty Gear)


Mais uma representante dos games de luta em nossa seleção, a misteriosa bruxa guitarrista I-No é uma das personagens mais representativas da série Guilty Gear. Ela começou com uma chefe não-jogÁvel em Guilty Gear XX, para depois se juntar ao elenco dos demais lutadores selecionÁveis. Sobre a história de I-No no universo da série, não se sabe muito, mas pode-se dizer que ela é um dos chefes mais apelões da história dos games de luta. Mas quem liga quando estamos falando de uma oriental tocando guitarra e vestindo couro vermelho com uma sexy pinta estilo Marilyn Monroe ao lado da boca? A título de curiosidade: Assim como muita coisa em Guilty Gear é baseada no universo do rock n' roll, o design de I-No é inspirado na roqueira japonesa Shiina Ringo e seu nome é derivado do tecladista de rock progressivo Brian Eno.

13) Ivy & Sophitia (Soul Calibur)


Mais duas representantes de jogos de luta, desta vez da popular série "Soul Calibur" (ex-Soul Edge). A loiraça Sophitia Alexandra é da Turquia e se dedicou às artes marciais atenienses, costume do antigo Império Otomano. A motivação principal de sua jornada em busca da destruição da Soul Edge - espada maléfica que poderia destruir o mundo caso caísse em mãos erradas -, foi a proteção de seus filhos, amaldiçoados pelo seu destino. JÁ Ivy é sem dúvida uma das gatas indispensÁveis em qualquer lista que se preze. Filha do pirata Cervantes de Leon, Ivy teve sua família destruída devido à ambição pela Soul Edge. A personagem foi ficando cada vez mais sexy a cada game da série Soul Calibur, adotando um visual dominatrix que deixa os jogadores babando a cada golpe desferido. Ela aparentemente sofre da "síndrome de Mai Shiranui", com seus seios ficando maiores (ou pelo menos mais evidentes) a cada novo game.

14) Julie Fakk (Heavy Metal: F.A.K.K.²)

Julie Fakk é a heroína do game Heavy Metal: F.A.K.K.², baseado no longa de animação Heavy Metal 2000, inspirado no universo das histórias em quadrinhos hardcore da revista Heavy Metal, que combinava violência e sensualidade (com personagens femininas vestidas em trajes ínfimos – isso quando vestidas). Neste game de ação em terceira pessoa lançado para PC no ano 2000, Julie é a defensora de um planeta invadido por um tirano espacial, e deve combater seus inimigos usando um arsenal pesado de armas de fogo e espadas, incluindo a divertida "espada-motosserra". Este jogo, apesar de não ter se tornado muito popular, recebeu boas críticas na época de seu lançamento, e tinha algumas características interessantes, como o fato de poder usar uma espada e uma arma de fogo ao mesmo tempo. A personagem foi baseada na atriz de filmes eróticos Julie Strain, que também atuou como sua dubladora.

15) Kaileena (Prince of Persia)

De bandida à mocinha. Essa é Kaileena, personagem de dois games da franquia Prince of Persia. Em Warrior Within ela foi a malvada antagonista, que acaba sendo salva por Prince no final do game. Por isso, acaba se tornando sua aliada no game seguinte, chamado The Two Thrones. Na cronologia da série, ela é morta por Prince, que depois reverte o tempo para que ela permaneça viva, tornando-se assim sua aliada. Mesmo sendo mÁ ou boazinha, Kaileena sempre aparece de uma forma sexy que valoriza seu corpo escultural, o que atormenta a mente de Prince a todo momento. Vale a pena mencionar que, no game Warrior Within, Kaileena é dublada pela belíssima atriz italiana Monica Belluci, que oferece toda a sensualidade de sua voz à personagem.

{break::16 a 20}

16) Kitana & Mileena (Mortal Kombat)

10 mil anos de idade (!!!!) não fizeram da guerreira Kitana, princesa e filha da rainha Sindel e do chefão Shao Kahn, da série de lutas "Mortal Kombat", ficar de fora da lista das mais gatas dos games. Muito menos sua clone Mileena, criada pelo mago Shang Tsung para roubar o lugar de Kitana. Juntas, as rivais formaram uma das duplas mais famosas dos games na década de 90. Seus uniformes à lÁ academia deixam transparecer suas curvas mais que definidas, bem trabalhadas e saradas. Como Ágeis lutadoras que são, Kitana e Mileena usam como armas letais, respectivamente, leques e adagas orientais conhecidas como "sai". Além disso, Kitana desfere, como golpe final, um beijo mortal que faz o oponente explodir. JÁ Mileena, em seu Fatality, revela sua verdadeira face monstruosa (afinal ela é da mesma raça do horrendo Baraka) e literalmente devora o adversÁrio. Você não casaria com uma mulher dessas? 

17) Kurenai (Red Ninja: End of Honor)


Kurenai é a jovem ninja que protagoniza o game Red Ninja: End of Honor, um fiasco da Vivendi lançado para PS2 e Xbox em 2005. O game não recebeu críticas muito boas, mas não estamos aqui para avaliar os jogos, e sim as personagens, certo? O que dizer de uma ninja que não usa calças e utiliza um "Seduction Move" (golpe da sedução) para se livrar de enrascadas? Sim, ativando este golpe especial, a personagem faz uma pose sensual que distrai o inimigo, para matÁ-lo rapidamente em seguida. Kurenai (cujo nome significa "vermelho profundo") é mais uma que passou pela velha história de ter visto o assassinato dos pais para então passar anos treinando e ir em busca de vingança. Sua arma principal é o tetsugen – uma faca presa a um fino arame, com a qual desfere golpes mortais. A ninja foi coelhinha, junto de outras personagens sexies dos games, em uma edição especial da Playboy americana de outubro de 2004.

18) Lara Croft (Tomb Raider)

Com certeza a personagem feminina mais famosa da história dos videogames. JÁ povoou a mente de muitos marmanjos, principalmente pelos filmes protagonizados pela personagem, que foi interpretada pela não menos sexy Angelina Jolie. Quem mais poderia fazer o papel? O sucesso da personagem é tanto que os filmes são os mais bem sucedidos da história do cinema, em se tratando de produções baseadas em videogames. Tudo isso se deve ao carisma, sensualidade e desenvoltura da personagem que surgiu em 1996, no game Tomb Raider, e até hoje jÁ foram lançados 13 jogos protagonizados por ela. Lara é uma arqueóloga britânica, que teve a mãe desaparecida em um desastre de avião no Himalaia. A partir daí ela foi criada pelo seu pai, o também arqueólogo Richard Croft, até seus 18 anos, quando ele também faleceu. Herdando toda a fortuna da família, ela se tornou a Condessa de Abbingdon, embarcando em aventuras marcantes pelo mundo afora.

19) Mai Shiranui (The King of Fighters)

Famosa pela série The King of Fighters, Mai é uma sexy ninja japonesa que esbanja habilidade quanto o assunto é luta. Sua especialidade é seduzir seus adversÁrios antes de aniquilÁ-los da face da Terra. Para tanto, não faz tanta questão de cobrir seu corpo sexy e bem distribuído abusando de decotes e pernas à mostra. A propósito, Mai é conhecida por seu busto um tanto quanto avantajado, que parece ficar maior a cada versão do game. Como instrumentos de batalha, usa um leque de madeira e a cauda de sua túnica vermelha (prendida por um cinto e uma tanga), recursos infalíveis em combate. A "mÁ notícia" é que Mai jÁ é comprometida – pelo menos é o que ela pensa, pois é apaixonada por Andy Bogard, que reluta em assumir um relacionamento com a gata. Esse cara deve ter algum problema, não?   

20) Meryl Silverburgh (Metal Gear Solid)

Uma personagem não-jogÁvel que também faz sucesso pela presença marcante em um game é Meryl Silverburgh, da  franquia Metal Gear Solid. Ela apareceu pela primeira vez no game original, e depois no quarto game da série, chamado Guns of the Patriots. O interessante é que ela é uma personagem "intocÁvel", ou seja, uma verdadeira "filha do chefe", jÁ que ela é a filha do até então comandante Roy Campbell, chefe do protagonista Solid Snake. Com seu charme, e um ar de decidida e teimosa, ela marcou a história da franquia de uma forma dura, ao ser capturada e quase morta, e posteriormente salva por Solid Snake diretamente das mãos do vilão Liquid Snake. Curiosamente, sua primeira aparição foi no game Policenauts, criado por Hideo Kojima em 1994, que trazia a personagem no ano 2040, como ex-agente do grupo Foxhound vivendo em uma colônia espacial. Viagem pouca é bobagem...

{break::21 a 25}

21) Morrigan & Lilith (Darkstalkers)

Mesmo não sendo a protagonista oficial da série de games de luta Darkstalkers, a súcubo Morrigan Aensland é de longe a personagem mais popular saída da franquia. Se você não sabe o que é um súcubo, aí vai a definição da Desciclopédia, muito mais que adequada neste caso: "Súcubos são gostosas das trevas que são frequentemente comparadas a vampiros e demônios". Vale lembrar que elas se alimentam da energia vital dos homens através do... Bom, acho que jÁ foi dito o suficiente. Morrigan aparece em diversos games da Capcom, sempre acompanhada de sua "irmã" Lilith, que nasceu a partir da divisão de seu poder original, resultando em um súcubo que faz mais o estilo Lolita. Um fato curioso é que durante muitos anos o sprite original de Morrigan foi utilizado em diversos jogos da série Versus, sendo somente substituído por um modelo 3D em 2009, no game Tatsunoko VS Capcom, para Wii.

22) Nariko (Heavenly Sword)


Com longos cabelos avermelhados e uma agilidade no manuseio de armas de fazer inveja a qualquer Bayonetta, Nariko, heroína de "Heavenly Sword" (Playstation 3), merece entrar para a seleta lista das musas dos videogames. A guerreira pertence a um clã que acredita que uma profecia estÁ para se realizar: após o nascimento do escolhido, este conduzirÁ a poderosa espada que dÁ nome ao título e acabarÁ com a supremacia imperialista e ditatorial do vilão Bohan. Como não esperavam que o guardião fosse uma mulher, o clã culpa Nariko pelas últimas desgraças ocorridas no reino. Contudo, Nariko aperfeiçoa-se com os poderes da espada divina e põe um ponto final nas batalhas seculares. Tudo regado a gingados, sequências de ação e golpes que estão entre os mais sexies de todos os tempos.  

23) Rachel (Ninja Gaiden Sigma)

A protagonista feminina do game Ninja Gaiden Sigma não poderia ficar de fora, claro. Rachel é extremamente sexy, loira, usa botas até a coxa e um biquíni de couro preto que deixa qualquer marmanjo de queixo caído. No game ela é amaldiçoada junto com sua irmã gêmea, chamada Alma, pela entidade Greater Fiend Doku, que transforma as pessoas em demônios. Com essa maldição, Rachel ganhou força sobre-humana e a habilidade de sentir a presença de demônios. Essa é a base da história do game, onde Rachel aparece de tempos em tempos em perigo, obrigando Ryu Hayabusa - personagem principal da série - a resgatÁ-la. Com sua beleza e habilidade, ela deixa sua marca no coração dos gamers, e em qualquer lugar em que passar - claro, jÁ que é impossível não reparar nela.

24) Reiko Hinomoto & Dixie Clemets (Rumble Roses)

A corpulenta cowgirl Dixie e a delicada japonesa Reiko compõem a dupla de heroínas do game de luta livre Rumble Roses, lançado para PS2 em 2004, com uma sequência com grÁficos em alta definição lançada para Xbox 360 anos depois. Como uma versão mais, digamos, atraente de Ken e Ryu, essas rivais disputam um torneio de luta livre com outras gatas em roupas sensuais, com direito a lutas de biquíni na lama. Ao terminar o jogo, você destrava versões "bad girl" das personagens: A policial Sgt. Clemets e a motoqueira Rowdy Reiko – ambas usando couro preto e com muita atitude de "malvadas". TÁ, convenhamos que o game não era lÁ um destaque em termos de jogabilidade, mas a diversão estava mais nas histórias cafonas das caricatas personagens e no "aspecto visual" da coisa – se é que você me entende.

25) Samus Aran (Metroid)

Uma das heroínas pioneiras dos games, a caçadora de recompensas Samus estreou no primeiro game da série Metroid em 1986 para NES – 5 anos antes de Chun-Li e 10 anos antes de Lara Croft fazerem suas primeiras aparições. No entanto, como na época em que o game foi lançado não existia Internet, a maioria dos jogadores só descobria que Samus era uma mulher após terminar o game, quando ela saía de sua armadura para revelar sua verdadeira forma. Em 2004, com o game Metroid: Zero Mission, lançado para Gameboy Advance, os jogadores puderam controlar a personagem pela primeira vez sem a pesada armadura, inaugurando a roupa Zero Suit. Porém, somente com sua participação no game de luta Super Smash Bros. Brawl, para Wii, é que Samus veio se estabelecer como musa – devido aos melhores grÁficos, exibindo os contornos da personagem em 3D. Um novo jogo (Metroid: Other M, prometido para 2010) deve explorar os detalhes do passado da heroína.

{break::26 a 30}

26) Sarah Bryant (Virtua Fighter)

Estudante americana, Sarah Bryant é uma das personagens selecionÁveis de "Virtua Fighter", série de pancadaria que hoje estÁ em sua quinta edição. Após ser sequestrada por um desconhecido grupo terroristas, Sarah passou por uma lavagem cerebral, que fez despertar nela seus instintos de lutadora profissional. Foi quando ingressou no torneio mundial, que dÁ o pano de fundo do enredo do primeiro game, que Sarah apresentou sua beleza ao mundo, com curvas bem delineadas e competência para desferir golpes de um estilo de luta única que combina o Taekwondo e o Karate. Que dizer, não tem bem delineadas assim, jÁ que os personagens do primeiro Virtua Fighter, lançado em 1993, eram verdadeiros caixotes de polígonos. Mas Sarah certamente merece seu lugar entre nossas musas, jÁ que foi uma das gatas pioneiras no mundo dos games em 3D, antes mesmo de Lara Croft.

27) Sarah Morrison (Tabula Rasa)

Quem diria! Uma sargenta durona entrando numa lista das mais gatas. Mas é isso mesmo! Sarah Morrison, a ruiva do game de MMORPG Tabula Rasa - criação de Richard Garriott-, é uma das mais lindas mulheres que habitam o mundos dos games. Tanto é que imagens dela nua foram parar em uma edição especial da Playboy americana. Sarah é uma Receptive – uma humana que pode utilizar o poder alienígena ancestral conhecido como Logos, além de ser um membro do grupo Allied Free Sentinels, que representa a resistência humana contra os aliens invasores na história do game. Além disso, nada mais se sabe a respeito de Sarah Morrison, jÁ que ela é basicamente uma "garota da capa" de Tabula Rasa, servindo como instrumento de divulgação do game – que teve seus servidores fechados em 2009.

28) Tifa Lockhart (Final Fantasy VII)


Uma das personagens mais tradicionais do mundo dos games, Tifa é a ninfeta morenaça de 20 anos que continua a mexer com os hormônios de jogadores de todo mundo, mesmo 13 anos após o lançamento do RPG "Final Fantasy VII". Nascida em Nibelhien, mesma cidade do protagonista Cloud, Tifa esbanja confiança e otimismo em tudo o que faz. Uma das suas maiores motivações na vida é sua inclusão como membro no grupo rebelde Avalanche, que luta pela preservação dos recursos naturais do planeta, explorados predatoriamente pelas organizações Shin-Ra. Em combate, a gata faz uso de técnicas de combate que envolvam principalmente seus punhos, mortais quando envoltos por sua arma, um par de luvas destruidor. Dentre as diversas que a série Final Fantasy jÁ deu aos gamers, Tifa certamente é a mais lembrada pelos fãs, garantindo um lugar especial em nossa seleção.

29) Tyris Flare (Golden Axe) 

Lançado em 1989 para Arcade, Mega Drive e Master System, o primeiro game da série Golden Axe trazia três personagens jogÁveis, no melhor estilo ação medieval: o guerreiro Ax Battler, o anão Gilius Thunderhead e a amazona Tyris Flare, munida de uma espada e contando com a habilidade de controlar o elemento do fogo. Com esse poder, Tyris podia evocar magias que enchiam os olhos da geração 16-bits, na forma de fênix e dragões, nos dois primeiros games da série. Em 2008, a Sega resolve investir novamente na franquia, lançando o título Golden Axe: Beast Rider, trazendo Tyris como única personagem jogÁvel. Com visual remodelado, e com grÁficos de última geração, a amazona enfrentava novamente as hordas do vilão Death Adder. O game não foi muito bem recebido, mas Tyris Flare certamente merece seu lugar como uma das heroínas mais memorÁveis dos games pelo seu "valor histórico".

30) Zelda (The Legend of Zelda) 

Para provar que também hÁ espaço em nosso top para mulheres de beleza discreta e comportada, aqui estÁ Zelda. Eterno amor platônico de Link (admita, todo mundo sabe dissoÂ…), Zelda é a princesa de Hyrule, sempre fazendo o papel de "donzela em apuros" na maioria dos games da série. A aparência dos personagens da franquia costuma mudar de acordo com a plataforma e o estilo grÁfico adotado de título para título, mas em Twilight Princess, lançado para Wii, Zelda aparece em um estilo menos cartunesco, mostrando-se uma elegante princesa de cabelos castanhos e garantindo seu lugar entre nossas musas. No game Ocarina of Time, do Nintendo 64, Zelda se disfarça de homem parra ajudar Link, assumindo a identidade de Sheik – personagem que se tornou jogÁvel em Super Smash Bros. Melee e Brawl, mostrando que a princesa também sabe se virar quando o assunto é "porrada".

{break::Pódios da Redação}

Cansou de ver tantas beldades? Esperamos que não, pois aqui vão os "pódios" selecionados por cada um dos três redatores que participaram desse artigo, com as três gatas de games favoritas na opinião de cada um:

Andrei:

1ª) Aya Brea (Parasite Eve)

2ª) Christie Monteiro (Tekken)

3ª) Nariko (Heavenly Sword)

Losada:

1ª) Bayonetta (Bayonetta)

2ª) Ayumi (X-Blades)

3ª) Lara Croft (Tomb Raider)

Mauro:

1ª) Morrigan (Darkstalkers)

2ª) Faith Connors (Mirror's Edge)

3ª) I-No (Guilty Gear)

Menção Honrosa: Dead or Alive

E, por fim, a redação foi unânime quanto a não deixar de fora as gatas da série Dead or Alive. Como poderíamos não mencionar uma série praticamente dedicada a levar quase uma dezena de novas belezas aos olhos dos gamers a cada novo jogo? O problema é que são tantas mulheres lindas que ficou difícil escolher só uma ou duas. Pois é, essa série que começou como game de luta fez tanto sucesso pelo seu elenco feminino que acabou deslanchando também um game de vôlei de praia (Xtreme Beach Volleyball) e outro com uma série de minigames (Paradise) somente com o propósito de colocar as garotas em biquínis e poses sensuais. Sempre lideradas pela princesa ninja Kasumi, as gatinhas de Dead or Alive agora se preparam para atingir os PCs com o game Dead or Alive Online, ainda sem previsão de lançamento.

Assuntos
Tags
  • Redator: Redação

    Redação

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.