- Publicidade -

REVIEW | Cowabunga! Tartarugas Ninja é o tipo de nostalgia que faz valer cada centavo

Game desenvolvido pela Tribute Games traz aos anos 2000 uma nova aventura repaginada, mas sem deixar de lado a sua essência

O ano é 1991. As Tartarugas Ninja são um sucesso nos cinemas e na TV Globo todas as manhãs o desenho ocupa o horário nobre do programa da Xuxa. Saio de casa para ir a um fliperama ver as novidades e, claro, não posso deixar de jogar umas duas fichas em Teenage Mutant Ninja Turtles: Turtles in Time, um dos maiores sucesso do arcade naquele ano.

Na volta para casa, passo em uma banca de revistas e folheio alguma edição da Super Game Power ou Ação Games e a última novidade me impacta: Tartarugas Ninja vai sair para Super Nintendo! Agora é esperar chegar na minha locadora, entrar na fila para conseguir ficar com o jogo um final de semana todo e fechar.

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder's Revenge, nome difícil para um jogo que envolve fácil, que chega nesta semana para PC e consoles me fez voltar no tempo – e nos bons tempos – em que duas fichas eram suficientes para fazer com que um jogo marcasse profundamente. E a boa notícia: a versão 2022 desenvolvida pela Tribute Games vale cada centavo.

Cowabunga! Plataforma e beat ‘n up na sua melhor forma

O gênero beat ‘n up em plataforma teve nos anos 90 o seu auge. Dá para citar pelo menos uma dezena de jogos sem fazer muito esforço que ainda hoje estão por aí fazendo sucesso em emuladores e versões collectors nas mais diversas plataformas. Porém, Tartarugas Ninja, especialmente no arcade era uma experiência diferente.

Aqui, há menos refinamento se comparado à aventura de Axl e Blaze, mas mesmo a preservação de um estilo gráfico muito característico dos 16-bit se prova um acerto.

Rafael, Leonardo, Donatello e Michelangelo, as quatro tartarugas ninja treinadas por Mestre Splinter, apresentavam uma jogabilidade acima da média para o que se via na época. A possibilidade de jogar o oponente contra a tela “quebrava” uma espécie de “quarta parede”, fazendo o jogador se sentir mais próximo da ação.

Todos esses elementos foram mantidos aqui e mais mecânicas foram adicionadas no ótimo game que ficou sob a responsabilidade da mesma equipe que adaptou Streets of Rage para a geração atual. Aqui, há menos refinamento se comparado à aventura de Axl e Blaze, mas mesmo a preservação de um estilo gráfico muito característico dos 16-bit se prova um acerto.

Maior variedade de mecânicas e mais personagens

No total, são sete os personagens jogáveis: além das quatro tartarugas, April O’Neil, mestre Splinter e Casey Jones – liberado somente se você fechar o jogo. Cada um deles têm elementos característicos de jogabilidade que vão além das armas. Há mudanças em relação ao alcance, à velocidade e ao poder.

- Continua após a publicidade -

O estilo de jogos dos anos 90 também se faz presente com vidas limitadas e impossibilidade de salvar o progresso ao longo do jogo ou trocar de personagem durante uma partida. É um jogo para mandar ver do começo ao fim sem parar, como as coisas funcionavam antigamente. Sua pontuação vai para um placar de líderes no qual você pode confrontar o seu desempenho com o dos amigos.

É um jogo para mandar ver do começo ao fim sem parar, como as coisas funcionavam antigamente.

Com Bebop e Rocksteady atacando o Canal 6 e roubando dispositivos super tecnológicos para dar vida ao mais recente plano maligno de Krang e Destruidor, Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder's Revenge coloca as Tartarugas para lutar em fiéis recriações de cenários e locais eternizados pelo universo de TMNT. De Manhattan e Coney Island até os telhados e esgotos úmidos da cidade, você deve ajudar o destemido quarteto adolescente a derrotar os soldados do Clã do Pé, os temíveis Triceratons e as tropas de Guerreiros de Pedra desde as ruas de Nova York até a Dimensão X!

Sozinho você já tem diversão garantida, mas esse é aquele game perfeito para jogar com os amigos, localmente ou online. Há suporte para até seis jogadores simultâneos online em co-op, o que torna o título uma boa pedida para quem gosta de sair descendo o braço por aí. Vale lembrar que há cosplay somente entre PCs e Xbox, mas os desenvolvedores destacaram que a possibilidade de incluir outros consoles ainda está sob análise.

Vale a pena?

Muito. Cada centavo. Com alto fator replay e diversão em modo online co-op, Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder's Revenge é aquele jogo do qual você vai se lembrar sempre quando estiver em dúvida sobre o que jogar. É aquele título que, uma vez na sua biblioteca, sempre valerá a pena terminar mais uma vez.

E não é só a nostalgia que pega aqui. Claro, quem viveu os anos 90 se verá representado nesse game de diversas formas, mas mesmo quem não teve contato com a franquia poderá explorar um universo de personagens divertidos e carismáticos, que sempre tiveram um potencial muito grande de apelo junto a crianças, adolescentes e mesmo adultos.

A trilha sonora composta por Tee Lopes (mesmo responsável pela trilha de O Pesadelo de Mr. X em Street of Rage 4) é outro ponto alto e que ajuda o game a manter o tom. Quer saber? Para mim, é desde já um dos jogos com os quais eu mais me diverti esse ano e certamente vou repetir a dose muitas outras vezes.

- Continua após a publicidade -

Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder's Revenge estará disponível a partir do dia 16 de junho de 2022 para PC (Steam e Microsoft), PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series S|X e Nintendo Switch. Estará disponível também no Game Pass, no dia do lançamento.

Uma cópia de Teenage Mutant Ninja Turtles: Shredder's Revenge foi gentilmente cedida pela Dotemu antecipadamente ao Adrenaline para a realização desta análise.


RECOMENDA? SIM Tartarugas vai fundo na nostalgia e volta com um ótimo gostinho do que era ser gamer nos anos 90!
PRÓS
Visual idêntico ao do game dos anos 90
Mêcanicas mantidas e aprimoradas
Alto fator replay e modo multiplayer divertido
CONTRAS
Nada que estrague a experiência
Tags
  • Redator: Wikerson Landim

    Wikerson Landim

    Jornalista desde 2003 e atual Editor dos sites Adrenaline e Mundo Conectado. Em quase duas décadas, foi editor de diversos sites de tecnologia, games e entretenimento, além de produtor de conteúdo para sites corporativos. Nas horas vagas, assume o volante para dirigir caminhões no Euro Truck e em todos os jogos de corrida que surgirem pela frente.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.