Alienware AW510K é bem construído, tem perfil baixo, software completo e RGB

Um ótimo teclado mecânico de perfil baixo, mas com um preço restritivo

O Alienware AW510K é um teclado gamer "high-end" com perfil baixo que faz parte da linha de produtos Alienware AW510, a qual inclui um mouse, teclado e headset, todos os quais iremos lançar análises nas próximas semanas.

Site oficial do Alienware AW510K

E o que será que o Alienware AW510K tem para oferecer além de seu visual? É o que veremos.

Construção Externa

O Alienware AW510K, assim como os outros produtos da linha AW510, possui um design bastante interessante, "futurista mas sem exageros", misturando recortes e diferentes tons de cinza com detalhes de iluminação que possuem a cor padrão "ciano", elementos visuais característicos da Alienware, mas também é possível ajustar as cores no software.

Logo abaixo das teclas, há o logo da Alienware, o qual é bem iluminado e pode acompanhar a iluminação das outras teclas, assim como também pode ter efeitos individuais (ex: você pode configurar para o logo ter um efeito "respiração).

- Continua após a publicidade -

 

Um dos principais diferenciais deste teclado (e o primeiro teclado com estes switches que lançamos análise) é utilizar os switches Cherry MX Low-Profile, a versão "perfil baixo" dos switches Cherry MX, com menor altura, distância de ativação e percurso total do que switches Cherry MX comuns.

E como é a sensação de usar estes switches? Bom, no caso do Cherry MX Red Low-Profile, não muito diferente dos switches Red normais, são simples switches lineares, não há nenhum segredo ou fórmula especial neles.

Ainda assim, a lubrificação interna (se é que é feita) poderia ser melhor, não são os melhores switches lineares que já testei, mas pessoalmente, a resposta me agrada um pouco mais do que seus principais concorrentes, os switches low-profile Kailh Choc Red, embora menos do que o Kailh Choc Blue.

Curiosamente eu já tinha um teclado Cherry MX Red Low-Profile antes de ter o AW510K, o Cooler Master SK650. Porém, a minha experiência com o SK650 fora totalmente diferente do AW510K, as teclas são extremamente desagradáveis devido ao formato de keycaps sem espaçamento (o problema não é ser chiclete, é quase não ter espaço entre uma keycap e a outra), até mesmo a resposta dos switches parece diferente e inferior no teclado da Cooler Master.

Já minha experiência com o Alienware AW510K foi completamente diferente, o espaçamento é normal entre teclas e senti que a resposta dos próprios switches é melhor no teclado da Alienware, embora não sei se isto ocorre devido às keycaps ou se houve mudança na produção dos switches. Não há sombra de dúvidas de que o Alienware AW510K é um teclado muito superior ao Cooler Master SK650, embora a Cooler Master já está trabalhando para trocar as keycaps e melhorar o SK650 em lotes futuros.

Keycaps "normais" (OEM) até "cabem" nestes switches, mas elas ficam frouxas e batem contra a backplate (neste caso, a carcaça) do teclado, gerando uma resposta diferente, e na minha opinião, nada agradável. Logo, prefiro dizer que ele é "incompatível" com keycaps normais de "perfil alto".

Os switches Cherry MX Low-Profile do AW510K, são "incompatíveis" com keycaps "comuns" de teclados mecânicos

- Continua após a publicidade -

A boa notícia é que já existem keycaps Double-Shot com perfil baixo, tal como o que há no Motospeed CK80. A má notícia, é que o AW510K tem um bottom row (CTRL, Windows, ALT, Espaço...) com tamanho fora do padrão do mercado, então vai ser difícil conseguir um conjunto compatível.

Outra característica das keycaps do AW510K, é que comparadas com keycaps de outros teclados, remover elas é extremamente fácil, não sendo necessário muita força. Embora isto não afetou em nada na utilização do teclado durante digitação ou jogos, acho necessário expor este ponto para que usuários não pensem que isto seja um "defeito" do teclado.

E outra ocorrência devido aos switches Cherry MX Low-Profile, é que assim como ocorre em outros teclados que usam switches com menor perfil, a maior proximidade entre os LEDs e o topo das keycaps, faz com que a iluminação seja mais forte comparado com outros teclados Cherry-like que também usam LEDs SMD (LEDs que são posicionados na PCB do teclado, ao invés de estarem na parte superior do switch).

Mesmo usando switches Cherry MX Low-Profile, realmente não consigo considerar o Alienware AW510K como sendo um teclado "perfil baixo", pois o seu corpo não possui esta característica, a carcaça do AW510K é um tanto alta.

Teclados como o Motospeed CK80 conseguem ter o mesmo perfil que o Alienware AW510K apenas utilizando keycaps de perfil baixo, enquanto teclados como o Sharkoon Purewriter, Gamdias Hermes P3 e Logitech G915, utilizam switches Kailh Choc, os quais possibilitam estes terem um perfil consideravelmente menor do que o do AW510K.

Embaixo do teclado encontramos pés de ajuste com dois níveis diferentes, assim como também algumas borrachas para manter o teclado no lugar.

- Continua após a publicidade -

 

Atrás do teclado, há uma porta USB adicional, a qual requer que um segundo cabo seja conectado no computador.

Embora isso talvez possa ser visto de forma negativa por algumas pessoas, o fato é que uma única USB 2.0 é incapaz de transferir energia suficiente para o teclado e para alguns dos dispositivos que podem ser conectados na USB adicional. Se o teclado usasse apenas um cabo para os dois, ocorreria problemas assim como ocorrem no CM Storm Trigger, onde ao conectar algo que consome muita energia na USB, o teclado deixava de funcionar.

A única alternativa para ter energia suficiente para um HUB usando apenas um cabo, seria utilizar um cabo USB 3.1, mas o único teclado que fez isso até agora foi o Cooler Master MK850.

Enfim, o Alienware AW510K é um teclado bastante interessante externamente, um design bastante chamativo, controle de volume, USB adicional na traseira, uma excelente iluminação e switches Cherry MX Low-Profile.

Ainda assim, o mesmo possui algumas falhas para sua faixa de preço, tal como a qualidade das suas keycaps (que para um teclado tão caro, deveriam ser double-shot) e o bottom-row fora do padrão, o que pode dificultar para encontrar sets de keycaps de melhor qualidade para o teclado. Até marcas como Corsair e Razer estão investindo para terem keycaps de alta qualidade em seus modelos topo de linha (ex: Huntsman Tournament e K70 MK II S.E), então espero que a Alienware faça o mesmo em modelos futuros.

Construção Interna

Por tratar-se de um teclado para empréstimo, não abriremos o Alienware AW510K, mas pelas características que notei nele (estabilizadores, plástico das keycaps, bottom row fora do padrão) e pelo fato de maioria das empresas "gamer" de grande nome produzirem teclados com apenas duas OEMs, suponho que a fabricante deste teclado seja a iOne, a mesma que é responsável pela produção dos teclados atuais da Logitech, Razer, alguns modelos da Cooler Master e de várias outras empresas.

Se a iOne for a fabricante do teclado, não acredito que teremos problemas quanto à construção interna, já que é uma empresa experiente e que faz um bom serviço.

Software

Algo interessante do Alienware AW510K, é que assim como alguns teclados da Razer, basta apenas conectar o teclado no computador e o software Alienware Command Center será baixado e instalado automaticamente pelo Windows Update, sem necessidade de qualquer ação pelo usuário.

Embora isso seja prático, também expõe o fato de que qualquer periférico pode realizar ações no computador do usuário apenas ao ser conectado, o que pode ser usado de forma maliciosa (embora esse não seja o caso da Alienware).

Vamos então abrir o software Alienware Command Center:

O maior problema do Alienware Command Center, é que ele junta diversos recursos em um só, inserindo abas e funções que podem ser julgadas "desnecessárias" para o software de um teclado. A princípio, ele foi projetado para ser um launcher de jogos, usar essa função de launcher para ter perfis individuais para cada jogo, esse software também mexe nas configurações de energia do Windows e ele é utilizado por computadores e notebooks Alienware para fazer ajustes e verificar dados como temperatura, etc...

O Alienware Command Center é um software extremamente completo, com escalamento para diferentes resoluções, ajuste de tamanho, ajuste de temas/skin e efeito de fundo... O problema é que todas estas funções e recursos acabam assustando alguns usuários e ofuscando as funções principais.

Adicionemos isto à tradução "problemática" do software, e a confusão se torna ainda maior. Há alguns termos que foram "traduzidos diretamente", sem entender o contexto do recurso, assim como também palavras e textos que ficaram maiores em português do que a interface permite exibir, gerando "cortes" e termos sem sentido ou explicação.

Dessa aba principal, a única coisa que vamos fazer é clicar na caneta, o resto é irrelevante para análise.

Na primeira aba temos o controle de iluminação, onde podemos definir múltiplos efeitos para o AW510K, assim como também definir efeitos para as camadas pré-definidas (WASD, Numérico, Logo...). É também possível definir um "efeito após pressionar a tecla".

Algo interessante do Alienware AW510K, é que cada tecla pode ter um efeito diferente da outra. Por exemplo, você pode configurar o WASD para ter o efeito "respiração", as setas para terem ciclo de cores, o numérico superior fazer uma onda de cores...

Embora há muitos teclados que façam parcialmente isso, apenas teclados iluminados "high-end" conseguem ter múltiplos efeitos e camadas ao mesmo tempo, e neste quesito a Alienware está no mesmo nível que marcas como Corsair, Cooler Master, Razer, Roccat e SteelSeries.

Prosseguindo, temos o sistema de macros, o qual é relativamente simples e bem implementado, há todas as opções de repetição, ajuste de atraso, pode-se configurar um bloco de texto como macro, é possível editar macros após gravá-las... Enfim, há o que se espera de um teclado gamer "high-end", similar ao que há em teclados da Corsair, Logitech, Razer, Roccat e SteelSeries.


E por último temos a aba de configurações, onde podemos apenas atualizar o teclado ou configurar o tempo para ele "dormir". Após um certo período de inatividade, a iluminação do Alienware AW510K pode desligar automaticamente, o que é interessante para pessoas que não querem que seu teclado continue piscando após deixar o computador ou após ir deitar com o PC ligado.

É possível também definir esta mesma configuração para outros periféricos e dispositivos da Alienware, caso você possua.

Embora o Alienware AW510K não possua suporte para o Aurora Project atualmente, ele possui suporte para o AlienFX, o qual irá mudar as cores do teclado e criar efeitos especiais em alguns jogos. Também, não descarto a possibilidade de que estes dispositivos da Alienware sejam acrescentados na lista de dispositivos suportados pelo Aurora, já que há outros produtos da mesma linha que possuem suporte.

Enfim, o Alienware Command Center é um software extremamente completo, porém "completo até demais", é um software que foi projetado para diversas funções e equipamentos, é possível sincronizar seu notebook/gabinete Alienware, com seu teclado/mouse/headset Alienware e configurar todos estes em um só software.

Mas, para quem só possui o teclado, este software acaba sendo um tanto confuso devido às abas e recursos que você não irá usar, assim como também pelas "traduções diretas" e textos recortados.

Conclusão

O Alienware AW510K é certamente um ótimo teclado, bem construído, com um software bastante completo (mas que poderia melhorar sua interface), um sistema de iluminação bem feito, switches de alta qualidade Cherry MX Low-Profile e controle de volume. É certamente o "teclado mecânico gamer completo" que muitos sonham ter.

Porém, é difícil engolir o atual preço de R$ 1.050 deste teclado. Ele pode ser um ótimo teclado, mas não possui keycaps de alta qualidade, não possui recursos "fora do normal" (ex: teclas sensíveis a pressão ou comunicação wireless de baixo atraso) e nem um switch "exótico" (ex: Cherry MX Silent, Kailh Box Navy, Flaretech, Hall Effect, etc...) que justifique um preço tão alto.

Apenas o fato de usar switches Cherry MX Low-Profile, não é o suficiente para seu atual preço, não há vantagens ou características deste switch que justifiquem um valor tão alto.

Para quem só quer um teclado mecânico com perfil baixo, o Sharkoon Purewriter de R$ 350 já é capaz de satisfazer, ele não possui tantos recursos como o AW510K, mas ainda assim é um teclado de alta qualidade. Para quem quer mais recursos, por R$ 500 há o Gamdias Hermes P3, que é basicamente o mesmo teclado que o Purewriter por dentro, mas com software e macros.

Porém, o verdadeiro competidor do Alienware AW510K, é o Corsair K70 MK.2 Low-Profile, o qual atualmente também está com um preço bastante alto, na faixa dos R$ 1.200, e este valor também não é nada atrativo.

Entre os dois, o Alienware AW510K está sendo uma melhor escolha, mas há as opções da Sharkoon e Gamdias por menos da metade do preço.

Ainda assim, é difícil criticar o teclado apenas pela questão de preço, pois há atualmente duas questões que afetam seu atual valor.

A primeira, é que infelizmente o preço de TUDO o que é novo estoque aumentou, seja teclados mecânicos de baixo custo da Redragon, novos teclados da Logitech, novos mouses de diferentes marcas... Vários produtos chegaram no mercado brasileiro com preços bem maiores do que o esperado ou do que valores anteriores devido às atuais circunstâncias causadas pela pandemia.

Não faltam exemplos de produtos que saltaram de R$ 1.000, para R$ 1.600 comparado aos preços do final do ano passado.

A segunda, é que os preços da loja da DELL em muitos casos, são propositalmente inflados para que posteriormente a empresa possa fazer promoções ou dar cupons de desconto para seus clientes. É muito comum ver produtos da DELL com preços menores em outras lojas do que a loja oficial, mas também é comum ver casos de pessoas que conseguiram descontos que tornaram a loja oficial mais atrativa.

Logo, embora o AW510K infelizmente não seja atrativo pelo valor atual de R$ 1.050, não descarto a possibilidade que no futuro seja possível comprar ele por valores menores, o que tornaria ele uma opção atrativa, algo para quem quer um teclado mecânico low-profile mais completo do que o Gamdias Hermes P3, ou melhor do que o Cooler Master SK650. Pelo menos assim espero...

PRÓS
Boa construção externa
Controle multimídia
Iluminação extremamente caprichada, graças ao switch low-profile e seu software
Software extremamente completo
Switches de alta qualidade Cherry MX Low-Profile
CONTRAS
Não utiliza keycaps de alta qualidade e possui bottom-row fora do padrão
Preço
  • Redator: Wellington Diesel

    Wellington Diesel

    Formado em Redes de Computadores, o "wetto" é um entusiasta do ramo de Periféricos. Autor do Guia do Teclado Mecânico, ele carrega consigo mais de 150 análises de mouses, teclados e headsets publicadas, além de diversos Guias e Artigos sobre teclados, mouses e headsets. Respeitado pela comunidade do Adrenaline, ele trabalha à distância como colaborador.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.