Sony New Gold - Um bom headset wireless para o PS4, mas que poderia ser melhor

Um bom headset wireless para PS4 com um preço convidativo, mas que possui suas falhas

O Sony New Gold é chamado de vários nomes: Sony Série Ouro, Sony New Gold, Sony Gold 2018 ou apenas "Sony Gold", são alguns que já foram usados para ele, e a Sony recentemente removeu o "New" de suas caixas, já que um fone com dois anos de mercado já não é mais "novo".

E, para gerar mais confusão, há o modelo antigo, o Sony Gold. Para ficar claro, vou continuar chamando este de Sony New Gold e quando falar apenas "Sony Gold", vou estar me referindo ao modelo antigo.

Construção

Começamos pela parte onde felizmente há mais mudanças entre o Sony Gold (antigo) e o novo modelo. A Sony certamente soube de todos os casos da estrutura plástica do Sony Gold (antigo) quebrando, tanto no seu arco, quanto na parte que dobra. Qual foi a solução definitiva encontrada? Remover o plástico e a capacidade de dobrar.

O que a Sony fez foi muito simples, porém muito eficaz: ao invés de uma estrutura plástica similar à de seus modelos antigos ou muitos outros fones, ela optou pela simplicidade: uma tira de alumínio envolta por courino.

Isto resolveu vários problemas ao mesmo tempo. O primeiro e o mais importante, é que o fone não vai quebrar igual aos Sony Gold antigos tem o costume de fazer devido à sua estrutura extremamente mal projetada.

- Continua após a publicidade -

Além dessa tira de alumínio ser mais durável do que a solução anterior, ela também é mais flexível, e mantém o "formato" após algumas semanas de uso, fazendo com que o seu clamping, que já é baixo, se torne ideal para a cabeça do usuário mesmo que ela seja mais "avantajada". Dentre os três headsets da Sony para PS4, este é de longe o mais confortável.

Uma solução simples, mas extremamente eficaz, que tornou o fone mais leve, mais durável e mais confortável. Parabéns ao responsável.

Mas quem eu não posso parabenizar é quem quer que tenha projetado essas almofadas:

Elas são apenas versões menores das mesmas almofadas do Sony Platinum e continuam sendo tão ruins quanto. Embora pareçam extremamente confortáveis na imagem, a realidade é outra, o acolchoamento é inexistente, sua orelha descansa quase que diretamente com o plástico. Também, se você tiver orelhas grandes, pode ser que elas não encaixem na área interna, o que pode tornar este um fone "on-ear" e diminuir consideravelmente o seu conforto.

A imagem abaixo retrata as almofadas do Sony Platinum Wireless, mas o problema continua sendo o mesmo, não há quase nenhum recheio nessas almofadas e a estrutura de plástico faz elas parecerem maiores e "mais confortáveis" do que realmente são na prática:

As almofadas continuam sendo um problema, assim como são no Sony Platinum, mas o menor peso e menor clamping (a força que o fone faz contra na sua cabeça) acabam amenizando, e com algumas semanas de uso, você pode até nem notar mais que há este problema.

Isto faz as almofadas do Sony New Gold serem boas? De jeito nenhum, apenas as torna "toleráveis".

- Continua após a publicidade -

Agora, algo que não considero ideal, nem no Sony New Gold, Platinum ou qualquer outro headset, é a utilização de courino sintético. Em Junho de 2018 fizemos a análise do Sony Platinum, as almofadas e o courino sintético utilizado neste são os mesmos que os usados neste Sony New Gold, e vejam o resultado de cerca de dois anos e meio de uso:

O courino sintético só é um material interessante quando há ênfase no isolamento acústico do headset, caso contrário há materiais mais duráveis que podem ser utilizados.

O ideal seria que nos próximos headsets que a Sony projete, ela comece utilizar almofadas em tecido/malha esportiva, o que além de proporcionar maior durabilidade, também permitem maior ventilação e menos problemas para quem mora em locais quentes ou sofre com problemas de suor.

Mas isso provavelmente tornaria o fone mais caro!

Há headsets de R$ 200 com almofadas de malha esportiva, Sharkoon SGH1 e Logitech G231 sendo exemplos. Não há bons motivos para essa indústria continuar utilizando courino sintético de baixa qualidade quando há materiais melhores.

Prosseguindo, ao redor da lateral da concha esquerda encontramos todos os controles, que são confusos inicialmente, mas depois de um tempo você pega o jeito.

  • Botão 7.1 VSS
  • Botões Volume+ e Volume-
  • Botão Mudo
  • Entrada de recarga
  • Conector 3.5mm TRRS para conectar direto no controle ou celulares
  • Buraco do microfone embutido
  • Chave que liga o headset e escolhe entre os dois perfis (ele liga quando você seleciona um dos perfis)
  • Ajuste de balanço para Chat/Game

A ordem está completamente diferente do antigo Sony Gold e agora todos os botões estão na concha esquerda, ao invés do VSS estar separado.

- Continua após a publicidade -

A chave que liga o headset, também permite escolher entre o Perfil 1 ou Perfil 2, que podem ser modificados através do Headset Companion App, onde é possível criar equalizadores customizados ou então baixar "equalizações pré-prontas para certos jogos", que nem sempre implicam em uma grande diferença.

Ter estas equalizações individuais customizadas para cada jogo, não é algo que faça o Sony New Gold ou o Platinum serem "superiores a todos os concorrentes", como pode acabar parecendo para alguns, mas ter dois perfis totalmente customizáveis que podem ser trocados facilmente, é um recurso muito útil, em jogos de FPS você pode ter uma equalização que priorize médios e agudos, enquanto que para escutar músicas no YouTube, você pode ter outro perfil mais neutro ou com graves reforçados.

O Sony New Gold, assim como seus antecessores, possui um conector 3.5mm TRRS (P3) em sua lateral, o qual pode ser usado em caso de emergências conectando no controle, pode ser usado em celulares e computadores que tenham este conector, mas um de seus principais usos é no PSVR, que necessita que o fone esteja conectado por cabo para que o áudio possa acompanhar a movimentação do usuário.

Há também o conector micro-USB, o qual é utilizado para recarregar o headset. Este é o mesmo conector que usado pelo controle do PlayStation 4, logo faz sentido ele usar o mesmo. O que pode não fazer sentido, é o cabo incluso com o headset medir apenas 30 centímetros:

Mas a verdade é que a Sony não quer que você jogue enquanto o fone carrega. Algo muito comum de ocorrer em headsets que tenham este conector é ele quebrar com o uso, sendo necessário um reparo especializado para consertar o conector. Para evitar esses problemas, a Sony colocou um cabo que não permite você usar ele e recarregar ao mesmo tempo.

E se por acaso você está em uma emergência, a solução indicada é usar o cabo 3.5mm TRRS ("P3") e conectar no controle.

Outro recurso que pode ser interessante é o controle de volume para Voice/Game.

O que este botão faz na verdade é controlar um "balanço", se ele estiver em 50/50 (configuração padrão), o áudio do Chat terá o mesmo volume que o áudio do Game. A partir disso, se você apertar o botão do Chat, o volume do Game irá diminuir e o do Chat aumentar um pouco (60% Chat, 40% Game) e o mesmo irá ocorrer se pressionar novamente (80% Chat, 20% Game), até que o volume do Game desligue. O inverso ocorre se você pressionar o botão do Game.

Este é um recurso extremamente útil, mas é importante mencionar que ele não funciona em PCs. Também, headsets para PCs que possuem o mesmo recurso (ex: SteelSeries Arctis 5, Sennheiser GSP 670), não apresentam este recurso quando conectados no PS4.

Outra coisa que não funciona em PCs quando utilizando este headset, é o controle de volume do Windows. O Sony New Gold tem um "volume fixo" e mesmo se você colocar no mudo o volume do sistema, o headset irá continuar tocando. A única forma de controlar o volume dele em PCs, é através dos botões físicos que o headset possui.

Prosseguindo, há o dongle USB do headset, ou seja, o transmissor e receptor do áudio do headset. Ele deve ser conectado ao console para funcionar.

Embora parte do público ache "inaceitável/incômodo" que tenha que ser conectado um receptor no console, a verdade é que não há outra forma de fazer isso, a menos que a Sony comece a embutir um dongle nos consoles. O protocolo Bluetooth que o PS4 utiliza para comunicação com o controle não é ideal para headsets devido a limitações na capacidade de enviar e receber áudio ao mesmo tempo sem grandes perdas de qualidade ou atraso.

Enquanto isso, o protocolo 2.4 GHz proprietário utilizado pelo Sony New Gold, e outros headsets da marca, é capaz de receber áudio de alta qualidade com atraso imperceptível, o único ponto negativo sendo uma severa perda de qualidade no áudio do microfone.

Infelizmente o Bluetooth não é um protocolo ideal para headsets gamer no momento, tanto que outros headsets wireless que possuem tanto 2.4 GHz proprietário, quanto Bluetooth (ex: SteelSeries Arctis Pro Wireless, Sennheiser GSP 670), encaram o Bluetooth como sendo um "extra" do fone, já que ele tem a menor quantia de recursos (não é possível usar o microfone) e pior desempenho deste modo.

Enfim, algumas coisas melhoraram muito, outras nem tanto. A simplificação da construção do arco foi uma ideia genial, tornou o headset mais leve e muito mais confortável, embora a principal razão de desconforto, as almofadas mal projetadas e de baixa qualidade que ele e outros headsets da marca utilizam, ainda continuam, embora o menor peso e clamping, tornem elas "toleráveis".

Qualidade Sonora

Este é um aspecto que realmente me agradou no Sony New Gold, pois minhas expectativas iniciais eram baixas, esperava algo bem inferior ao Sony Platinum, ao Corsair HS70 e a headsets com fio da mesma faixa de preço que o Sony New Gold, mas felizmente a realidade é outra.

Em sua configuração padrão, o Sony New Gold possui uma assinatura sonora "quente", há uma boa puxada nos graves e um impacto razoável, lembrando muito o áudio do Sony Platinum. Há uma boa quantia de graves, mas eles são focados nos grave-médios, sem muita extensão. Usar equalização faz eles ficarem ainda mais fortes, mas também faz os mesmos perderem o controle e afogarem as outras frequências.

Os médios fazem o seu serviço, o detalhamento é adequado e bem similar a outros headsets de sua faixa de preço

Os agudos certamente não são a ênfase deste fone, são um tanto recuados e o detalhamento é apenas "razoável", mas essa já é uma característica comum de fones da mesma faixa de preço, e certamente também dos concorrentes Corsair HS70 e Logitech G533.

A ênfase da Sony ao projetar as características sonoras do Sony New Gold, foi criar um fone que fosse "agradável para tudo", seja escutando músicas, filmes ou em jogos, e ele realmente é agradável para tais tarefas. Ele não é um "headset para FPS", ele é um "headset para o PlayStation", tentando ter um bom desempenho em todas as tarefas e tendo um bom êxito nisso, especialmente para o que é um dos headsets sem fio "menos caros" do mercado.

Agora quanto ao desempenho em jogos, a localização de sons é sinceramente bem melhor do que pensaria que fosse, ainda mais de um fone que é quase um "on-ear". Embora ele não tenha muito na questão de "palco sonoro", ele é um fone bastante cirúrgico na localização de sons, não tive problemas para localizar inimigos, seja no PS4 jogando CoD: Modern Warfare ou até mesmo no PC jogando CoD: Warzone ou Halo 2 Anniversary.

Enfim, fiquei bastante satisfeito com a qualidade sonora do Sony New Gold, especialmente pelo fato deste ser um dos headsets sem fio "menos caros" do mercado e mesmo assim não ser inferior no aspecto de qualidade sonora a outros headsets com fio da mesma faixa de preço. O Sony New Gold não é um headset topo de linha em termos de áudio, mas o desempenho que ele entrega, é ótimo para um headset sem fio da faixa dos R$ 400 ~ 500.

Microfone

Primeiro de tudo, vamos a um fato:

A qualidade do microfone é ruim em TODOS os headsets sem fio

Isto ocorre pois há uma banda limitada na comunicação wireless, e o foco desta banda deve estar no áudio que você vai ouvir, e não no microfone. Logo, para permitir que possa existir áudio e microfone ao mesmo tempo, é necessário comprimir o áudio do microfone, de forma que ele caiba na banda disponível e chegue sem atraso no transmissor/receptor (dongle) plugado no console/PC. E nessa compressão, há perda de qualidade.

Por isso que alguns headsets sem fio, tal como o Sennheiser GSP 670, transmitem áudio em uma qualidade tão baixa. E este é um headset que já custou R$ 2.600.

Nem o Sony Gold (antigo), nem o Sony Platinum e nem o Sony New Gold fogem deste aspecto, a qualidade do microfone é muito inferior quando utilizado no modo sem fio, mas o microfone embutido na concha do Sony New Gold faz ele apelar também para efeitos de redução de ruído, fazendo a qualidade da captação ser abaixo da média até mesmo entre headsets sem fio.

Concorrentes como o Corsair HS70 e o Logitech G533 também sofrem com a perda de qualidade devido à compressão do wireless, mas o caso do Sony New Gold é pior, pois além disso, há também uma quantia absurda de filtro de ruído para evitar que o microfone capte sons do ambiente, o que acaba reduzindo a claridade da voz como podem notar.

O desempenho do microfone do Sony New Gold é completamente diferente quando conectado pelo cabo 3.5mm TRRS (popular "P3"), o que acaba demonstrando a perda de qualidade que há com a compressão wireless e filtros de ruído que ele possui.

Enfim, para o uso de "comunicação em jogos", mesmo com uma claridade extremamente baixa, o Sony New Gold faz o seu papel, mas se o seu foco é ter um bom microfone, não há como recomendar este headset, neste caso o ideal é comprar um headset USB (com fio) e conectar diretamente no console/PC.

Conclusão

O Sony New Gold, ou Sony Gold 2018, é uma redenção por parte da Sony. É inegável que a versão anterior deste headset tinha problemas graves de durabilidade, e felizmente maior parte destes foram resolvidos, assim como também problemas de conforto foram amenizados graças ao seu peso e clamping, os quais são bem menores do que o Sony Platinum.

Embora sua estrutura pareça ser "simples demais", não há nada errado em simplicidade, o uso de uma simples tira de alumínio envolta por courino, sem nenhuma estrutura de plástico no arco, torna a estrutura do Sony New Gold mais durável e confortável do que muitos outros headsets, graças à maleabilidade da mesma.

Aliado a isso, há uma ótima qualidade sonora, maior do que eu esperava de um headset wireless nessa faixa de preço. Graves bem encorpados, médios bem detalhados e, embora haja um recuo nos agudos, não falta nitidez neles. O posicionamento sonoro é ótimo e o palco sonoro adequado, localizar sons é fácil e a imersão também é boa, bem mais do que eu esperava para um fone wireless fechado de R$ 400 a R$ 500 (embora agora os preços estejam aumentando muito...).

Não há nada em que o Sony New Gold seja inferior ao Sony Platinum, pelo contrário, o melhor conforto e preço (atualmente custa metade do preço), aliado a uma qualidade sonora muito similar, me fazem considerá-lo como sendo o melhor headset da Sony.

O Sony New Gold é o melhor headset da Sony

O Sony New Gold é mais recente e melhor projetado do que o Sony Platinum. Além disso, embora o 3D Audio, que o Platinum possui, faça diferença nos jogos que tenham suporte, a lista de jogos compatíveis é minúscula, e em jogos sem suporte será utilizado o 7.1 VSS, o qual o Sony New Gold também possui. Não há motivos para optar pelo Platinum.

A bateria do Sony New Gold é de cerca de 7 horas, bem abaixo das cerca de 15 horas que os concorrentes Corsair HS70 e Logitech G533 entregam, além de possuir uma qualidade inferior no microfone do que estes. Embora isso não seja um problema tão grande para usuários de consoles, para PC Gamers, que costumam ter sessões mais longas ou passar o dia inteiro no computador, este é um aspecto que pode desagradar.

Há espaço para melhorias? Bastante. Em primeiro lugar, poderia-se retirar todo e qualquer courino sintético deste headset, este tipo de material embora confortável, possui a tendência de "descascar" com o tempo e uso, em alguns casos mais rápido do que outros (é afetado por umidade, suor, fricção, etc...), mas sempre desgasta. A troca dele por tecido/malha esportiva, tornaria o Sony Gold um headset mais durável e mais agradável para quem mora em ambientes quentes.

Em segundo lugar, coloquem algum recheio nas almofadas! Ou melhor ainda, abandonem completamente este design horrível de almofadas que o Sony New Gold e Sony Platinum possuem, essas almofadas são desconfortáveis e dão a impressão de algo extremamente barato e mal feito quando analisadas de perto.

Outra mudança que poderia ser feita, é a troca do microfone embutido na concha do headset, por um microfone removível. Eu entendo que a Sony tentou dar um ar "moderno" para este headset ao acoplar o microfone na concha, mas o resultado disso é que há um excesso de filtros de ruído para que este microfone tente captar apenas a voz do usuário, o que termina em uma grave redução na qualidade do áudio captado.

Também poderia ser feita a troca da comunicação 2.4 GHz por 5 GHz, para melhorar a qualidade do microfone, o qual é o maior ponto fraco de todos os headsets 2.4 GHz que testamos até o momento devido à compressão de áudio que headsets wireless utilizam.

Embora alguns vejam o microfone como ponto negativo, especialmente PC gamers que querem usar o microfone para várias tarefas (ex: streaming, Discord...), jogadores de consoles podem usar ele apenas para comunicação in-game, e para isso ele é o suficiente.

Enfim, após o modelo antigo do Sony Gold e o Sony Platinum terem feito eu perder a fé nos headsets da Sony, o Sony New Gold certamente reconquistou ela. É um headset com um ótima qualidade sonora para um headset sem fio, um nível de conforto adequado mesmo para pessoas com cabeças XGG, uma estrutura que não vai quebrar igual o antigo e um preço convidativo.

Para quem não quer investir muito e quer um headset sem fio para usar no PlayStation 4, o Sony New Gold é uma boa escolha, especialmente pelo preço de R$ 430 pelo qual eu o encontrei enquanto escrevia esta review. Valores muito acima disso já se tornam difíceis de justificar, embora com o dólar atual, tudo está aumentando de preço.

Já para quem quer utilizar no PC, o microfone não é ideal, a bateria de 7 horas dura metade do que concorrentes e alguns dos recursos não funcionam, então não é a melhor escolha. Aliás, se microfone é o seu foco, fique longe de headsets sem fio, e se quer um headset com bom microfone no console, opte por headsets USB.


PRÓS
Bom nível de conforto, especialmente devido ao baixo clamping e peso
Botões para balanço do volume do Chat/Jogo (incompatível com PCs)
Integração com o Sony PlayStation 4, havendo aplicativos para configuração e indicador de bateria no próprio sistema
Não quebra igual o modelo antigo e as melhoras em durabilidade e conforto tornam este o melhor headset da Sony
Ótima qualidade sonora para o preço
CONTRAS
Assim como em outros headsets wireless, a qualidade do microfone é baixa, mas o design embutido e filtros de ruído, tornam ele ainda pior
Acabamento em courino pode desgastar com o tempo
Almofadas com pouco recheio e uma área interna pequena, o que pode prejudicar muito o conforto para pessoas com orelhas grandes
Bateria com apenas 7 horas de duração, metade do que muitos concorrentes, o que pode desagradar quem deseja usar ele por longos períodos em PCs
  • Redator: Wellington Diesel

    Wellington Diesel

    Formado em Redes de Computadores, o "wetto" é um entusiasta do ramo de Periféricos. Autor do Guia do Teclado Mecânico, ele carrega consigo mais de 150 análises de mouses, teclados e headsets publicadas, além de diversos Guias e Artigos sobre teclados, mouses e headsets. Respeitado pela comunidade do Adrenaline, ele trabalha à distância como colaborador.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.