ANÁLISE: Xiaomi Mi 5

Um excelente smartphone que infelizmente não é vendido oficialmente no Brasil

O Xiaomi Mi 5 é um smartphone topo de linha da Xiaomi que chegou ao Adrenaline via importação. Assim como o Redmi 3S vamos avaliar se, mesmo pagando uma taxa extra e esperando bem mais tempo para chegar, vale a pena importar um smartphone da China. Enquanto o Redmi 3S era um aparelho de entrada/intermediário e concluímos que era, sim, um bom negócio, vamos ver se a receita se repete quando investimos mais no aparelho!

Comparativo

Xiaomi Mi 5Lenovo Moto Z PlayAsus ZenFone 3 ZoomSamsung Galaxy S6 edge

Preços

Preço no lançamentoU$ 330,00 R$ 2.199,00 R$ 1.899,90
Preço atualizadoU$ 220,00 R$ 1.499,90 R$ 1.585,00

Especificações

Armazenamento interno|32GB| |32GB| |128GB||32GB||64GB| |32GB||64GB|
Cartão microSDNão possui Até 2TB Até 2TB
Memória RAM3GB 3GB 3GB 3GB
Número de núcleos4 8 8 8
Portas de conexão|USB Tipo-C| |USB Tipo-C| |USB Tipo-C| |Micro-USB|
Sistema OperacionalAndroid 6.0 Android 6.0 Android 6.0 Android 5.0
Update disponível para o sistemaNão informado
ProcessadorQualcomm Snapdragon 820 Qualcomm Snapdragon 625 Qualcomm Snapdragon 625 Samsung Exynos 7420
Clock1.8 GHz2,0GHz GHz2.0 GHz2,1 GHz
GPUAdreno 530 Adreno 506 Adreno 506 ARM Mali-T760MP8
Bateria3000 mAh3.510mAh mAh5000 mAh2.600 mAh mAh
Dimensões144,6 x 69,2 x 7,3mm mm156,4 x 76,4 x 6,99 mm152 x 75 x 7 mm142.1 x 70.1 x 7mm mm
Peso129 g165 g170 g132g g

Recursos

GPSSim Sim Sim Sim
Leitor de DigitalSim Sim Sim Sim
LTESim Sim Sim Sim
NFCSim Sim Não Sim
Número de cartões SIM2 2 2 1
RadioNão Não Sim
Tipo de cartão SIMNano SIM Nano SIM Nano SIM Nano SIM
TV DigitalNão Não Não
Bluetooth4.2 4.1 4.1 4.1
ExtrasSuporte a módulos Moto Snaps Zen UI Carregamento por indução e Fast Charge

Display

Resolução1080 x 1920 1080 x 1920 1080 x 1920 1440 x 2560
Tamanho5.1 polegadas 5.5 polegadas 5.5 polegadas 5.1 polegadas
TecnologiaIPS Super AMOLED AMOLED Super AMOLED
ProteçãoCorning Gorilla Glass 4 Corning Gorilla Glass 4 Gorilla Glass 5.0 Corning Gorilla Glass 4

Câmera

Vídeos2160p 30 fps 2160p 30 fps 2160p 30 fps 2160p 30 fps
Traseira16 MP, f/2.0, autofocus, dual-LED, sensor 1/2.8 16 12 12 16MP
Frontal4MP f/2.0, sensor 1/3 1080p 5 13 5MP

Para determinar com quais smartphones o Xiaomi Mi 5 iria competir, consideramos o preço dele com impostos de importação aplicados e a cotação do dólar para na data de 02/05/2017 para a conversão.

É bom deixar bem claro uma coisa, TODO produto comprado em sites de venda de outro país pode e tende a ser taxado, mas como existe um número muito alto de produtos vindos de fora, alguns passam sem o filtro de taxação de valor, e para sorte do comprador ficam com preço abaixo do que deve ser considerado na hora da compra. Para entender mais como funciona o processo de taxação confira nosso artigo exclusivo com a posição de diversos envolvidos em todo o processo clicando aqui.

Fica aqui um agradecimento para a Gearbest que nos enviou o aparelho.

Página do Xiaomi Mi 5 na Gearbest

Design e Tela


Acabamento premium que engana

A primeira coisa que mais chama a atenção logo que olhamos para o Mi 5 é como suas bordas são finas. Isso certamente seria digno de elogios, mas o design "engana". Apesar das bordas serem tão estreitas, a tela não é toda aproveitada, ficando com uma borda preta em volta dela quando o display está sendo usado. Isso dá uma primeira impressão muito ruim para o Mi 5.

Fora essa desvantagem, o Mi 5 tem um excelente acabamento em metal que se espera de um smartphone premium. A traseira arredondada ajuda na pegada, mas as bordas extremamente retas ficam um pouco desconfortáveis na mão, apesar que é rápido para acostumar.

- Continua após a publicidade -

O Mi 5 conta ainda com botões capacitivos ao lado do botão home, o que é bem-vindo por muitos usuários. Mas, talvez por uma opção estética, a Xiaomi não colocou os desenhos das teclas, fazendo você ter que decorar qual faz o que. Não é difícil e logo no primeiro dia não confunde mais, mas não é o ideal.

A câmera fica toda embutida na carcaça, o que atualmente se tornou motivo para elogios. O smartphone é também um dos primeiros a trazer o novo padrão de conexão USB Type-C, o que é interessante. A porta reversível permite que você não erre nunca na hora de encaixar o cabo e, sendo um smartphone premium, é bom que ele venha preparado para enfrentar os próximos anos, com tecnologias que são tendência e vão aumentar cada vez mais sua adoção.

 

Performance e Autonomia


Snapdragon 820 continua sendo um excelente SoC

Não é porque temos um modelo mais novo que o anterior torna-se imediatamente obsoleto. Muito menos no segmento mobile, em que as inovações do hardware parecem ser mais rápidas que as exigências do software. O Snapdragon 820 presente no Xiaomi Mi 5 dá conta tranquilamente das ações diárias do smartphone e, o que é melhor, com pouco ou nenhum aquecimento, mesmo depois de bastante uso. Isso ajuda na longevidade do smartphone e também na eficiência energética, já que o aparelho não precisa "se esforçar" tanto para rodar os apps.

- Continua após a publicidade -

A autonomia do Xiaomi Mi 5 garante a usabilidade do aparelho até o fim do dia, mas não é um motivo de destaque. Um uso mais intenso pode causar preocupação se dá tempo de chegar no carregador e, em relação aos concorrentes, ele só sai na frente dos modelos mais antigos, como o Galaxy S6 edge e o iPhone 6.

Câmera


Fotos rápidas e de boa qualidade que se espera no segmento

O Mi 5 tem uma excelente câmera, assim como se espera de um smartphone topo de linha. Ela fica toda dentro do corpo do aparelho, o que já conta como vantagem, e tem um software rápido, tirando fotos de maneira ágil e com boa iluminação. As fotos se destacam especialmente no detalhe, com pouca granulação e um bom balanço de cores. 

- Continua após a publicidade -

No comparativo, o Mi 5 não se sai mal, mas também não se destaca. Com boa iluminação ele tira fotos ricas em detalhes, mas com uma saturação um pouco artificial. Com menos luz a granulação já começa a aparecer mais do que nos concorrentes.

Boa luz

Pouca luz

Flash

A câmera também conta com diversas configurações diferentes para fazer fotos diferenciadas, como lente "olho de peixe" (simulado via software) e outros. O tipo de coisa que dá pra encontrar via app na Play Store se você fizer questão.

Recursos Extras


Sistema bastante alterado pode não agradar a todos

A Xiaomi é conhecida por mexer bastante no sistema, criando sua própria interface que ela chama de MIUI. O Mi 5 vem com a MIUI 7 e exige uma certa adaptação do usuário acostumado com versões menos customizadas do Android. É um sistema que lembra mais o iOS do que o Android em si, algo que certamente não vai agradar quem prefere a interface da Google. A "gaveta de aplicativos" é removida e todos os apps adicionados vão aparecendo em novas páginas e não podem ser ocultos na configuração padrão do smartphone.

O Mi 5 vem com a MIUI 7 e exige uma certa adaptação do usuário acostumado com versões menos customizadas do Android

O sensor de digitais, que em breve não poderá mais ser considerado um "recurso extra" de um smartphone, não é dos melhores. Ele atua também como um botão e exige que a tela esteja acesa antes de funcionar. Devido ao seu posicionamento e formato, nem sempre a leitura da digital dá certo, obrigando o usuário a tentar várias vezes antes de desbloquear o aparelho, o que fica bastante incômodo com o tempo. Ele não é ruim ao ponto de não valer a pena usar, mas os concorrentes contam com sensores melhores.

Diferente do Redmi 3S, que é um aparelho semelhante ou melhor do que tudo que encontramos por aqui em sua faixa de valor, o Mi 5, por ser mais caro, já tem concorrentes mais interessantes, tornando menos atrativo passar pelo penoso processo de importação para ter um aparelho desses. Não que o smartphone seja ruim, pelo contrário. Seu ótimo acabamento, performance exemplar e boa câmera fariam dele uma opção muito recomendável se ele fosse vendido aqui no Brasil.

O Xiaomi Mi 5 seria muito recomendável se fosse vendido no Brasil

Mas, tendo que importar, as coisas se complicam. É importante destacar que nosso modelo passou pela alfândega apenas com a taxa de US$ 100, colocando o valor final do aparelho abaixo dos R$ 1.400, o que torna ele bem mais atrativo. Mas essa taxa não pode ser garantida, então, para efeito de análise, temos que comparar o aparelho com concorrentes de R$ 1.900, onde ele acaba valendo menos o esforço para comprar.

Página do Xiaomi Mi 5 na Gearbest

Os sites de venda direto da China, como o Gearbest, no entanto, fazem promoções com muita frequência nesse tipo de aparelho, então vale a pena ficar de olho. Com um desconto relevante, que é quase constante para o Mi 5, o aparelho se torna uma boa opção premium saindo por preço de intermediário.

Conclusão

 

Avaliação: Xiaomi Mi 5

Design
8.0
Performance
9.0
Autonomia
7.5
Câmera
8.0
Preço
8.0

PRÓS
Bonito design com bordas bem estreitas
Câmera boa sem ficar protuberante
Ótima performance sem engasgos
Preço competitivo
CONTRAS
Bordas pretas dentro da tela
Autonomia deixa um pouco a desejar
Sensor de digitais nem sempre funciona
Só é possível comprar por importação
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.