ANÁLISE: Gigabyte GA-H170N-WIFI

Ótima placa-mãe Mini-ITX para montar um computador compacto de última geração

Recebemos da Gigabyte para análise a placa-mãe GA-H170N-WIFI, modelo compatível com processadores Intel socket LGA 1151, também conhecidos como Core de 6ª geração ou Skylake e os futuros Core de 7 ª ou Kaby Lake.

A H170N-WIFI se destaca pelo seu tamanho compacto, formato Mini ITX, ou seja, 17x17cm. Apesar do tamanho compacto, a mainboard traz as principais tecnologias do mercado encontradas em modelos com tamanhos maiores, a exemplo do suporte a memórias DDR4, conexão M.2 (na parte de baixo) e SATA Express, além do USB 3.1 tipo C. Como o nome do modelo sugere, ela traz conexões WiFi e Bluetooth.

Site oficial da placa-mãe Gigabyte GA-H170N-WIFI

Confira nosso vídeo montando um HTPC Gamer para jogar em TV´s 4K

Tecnologias
A H170N-WIFI possui recursos atuais e muitas tecnologias mesmo com seu tamanho bastante compacto, que contribuem para aspectos que vão desde melhor qualidade em conexões até ferramentas que facilitam a vida de usuários.

Controlador Intel USB 3.0 Extreme e USB Type-C
Além de conexão UISB 3.0 de alta velocidade, a placa traz uma porta USB Tipo-C padrão USB 3.1, conexão que deve se tornar o padrão de futuros dispositivos, com possibilidade de conectar o cabo de qualquer lado e não apenas de um lado específico como as conexões anteriores.

Tecnologia de áudio Realtek ALC1150
A placa-mãe é equipada com o chip de áudio Realtek ALC1150, com suporte a codec de alta definição de áudio multi-channel que proporciona uma experiência de áudio com até 115dB SNR. Ela ainda possui capacitores de áudio de alta qualidade, prometendo som com efeitos sonoros mais realistas para jogadores e profissionais.

Conexão M.2 e PCI-express (Gen3 x4 M.2)
A Gigabyte H170N-WIFI traz um conector M.2, compatível com PCI-Express x4 de 3ª geração. Com isso, é possível conectar SSDs resultando em velocidades de até 32 Gb/s de transferência de dados.

- Continua após a publicidade -

SATA Express
O SATA Express combina os benefícios PCI Express e SATA para fornecer uma largura de banda maior, com taxas de transferência de dados de até 16 Gb/s, quase o triplo da velocidade do SATA 3.

Intel Dual Band WiFi 802.11ac
O módulo on-board Wifi 802.11ac da Intel suporta redes sem fio de até 867 Mb/s e Bluetooth 4.2. Com sistema Dual Band 2.4GHz/5GHz Dual Band e uma antena 2T2R, a cobertura do sinal pode ser expandida.

Soquete banhado a ouro 
Outra característica da H170N-WIFI é o soquete banhado a ouro. A placa-mãe da Gigabyte é equipada com um soquete de 15μ de espessura banhado a ouro, o que dá mais longevidade e confiabilidade para o usuário usar sua CPU sem se preocupar com pinos danificados ou mau contato. Além disso, seus capacitores sólidos com tecnologia exclusiva da Gigabyte podem oferecer mais estabilidade e longevidade.

Fotos
Abaixo uma série de fotos da placa, como já destacamos, com tamanho reduzido, mas mesmo assim recheada de tecnologias. Assim como todas as placas-mãe nesse formato, as maiores limitações ficam por conta do formato proporcionar apenas uma conexão PCI-Express e somente 2 slots para memória.

- Continua após a publicidade -

Apesar dessas limitações, ela traz conexão USB 3.1 tipo A e tipo C, suporte a drives formato M.2 e SATA Express, WiFi 802.11ac, Bluetooth 4.2 além de sistema de áudio de alta qualidade e 2 conexões de rede Gigabit.

BIOS
A Gigabyte adotou o sistema mais simples visualmente para esse modelo, o que ao meu ver foi um grande acerto, já que as versões topo de linha trazem como padrão a interface com muitos recursos que acabam complicando o que não precisa ser complicado. Não é um lugar onde o usuário vai ficar fazendo personalizações e perdendo muito tempo.

- Continua após a publicidade -

Sistema utilizado
Abaixo, detalhes sobre o sistema utilizado para os testes. Antes, uma foto do sistema montado, onde podemos ver bem o tamanho compacto da placa quando colocamos uma GTX 980 Ti conectada no sistema:

Máquinas utilizadas nos testes:
Todos os sistemas utilizaram os mesmos hardwares para os testes:

- Processador: Intel Core i7-6700K
- Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 980 Ti (referência)
- Memórias: 8 GB Kingston HyperX Predator 3000MHz (2x4GB) @ 2133MHz
- SSD: Kingston HyperX Savage 240GB Sata 6Gb/s
- HD: Seagate Barracuda 2TB 7200RPM Sata 6Gb/s
- Cooler: Cooler BOX
- Fonte de energia (PSU): XFX ProSeries 1000W PSU

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 10 64 Bits com Updates
- Intel INF 10.1.2.10
- GeForce 359.06
- Intel HD Graphics Driver 15.4256

Aplicativos/Games:
- AIDA 5.xx
- AS SSD Benchmark 1.8.x
- wPrime 2.10
- WinRAR 5.21

- 3DMark (DX11)
- BioShock Infinite (DX11)
- Metro Last Light (DX11)

CPU-Z e GPU-Z
Abaixo, telas do CPU-Z e GPU-Z mostrando detalhes da placa-mãe e sistema utilizado nos testes.

Overclock
Como esse modelo utiliza o chipset H170, a placa não possui características para overclock, tanto do processador como memórias. Mas Adrenaline, porque você utilizaram um Core i7 6700K então? Primeiro por questões de comparativo, temos uma base de dados com vários testes de mainboards utilizando o mesmo processador; sendo assim, tem sentido utilizá-lo, mesmo sem fazer overclock, já que fazemos os mesmos testes em outras placas.

Outro detalhe é que a placa-mãe também não suporta clocks de memória superiores a 2133MHz, o padrão da plataforma. É importante destacar que se o fabricante quiser, consegue adicionar um suporte mais avançado de perfis XMP e mesmo overclock com esse chipset, mas acabará gerando competição com seus produtos mais refinados além de um atrito com a Intel. Sendo assim, não o faz. 

Consumo de energia
Fizemos os testes do sistema em modo ocioso e rodando o 3DMark, aplicativo que exige bastante do sistema. Vale destacar que o consumo foi "medido" com a GTX 980 Ti junto, sendo que algumas plataformas não possuem vídeo integrado e, dessa forma, conseguimos ter resultados que possam ser comparados.
 
IDLE (Sistema ocioso)
Começamos pelo teste com o sistema em modo ocioso.
 

 
Rodando o 3DMark
Quando colocamos os sistema com vídeo integrado rodando o 3DMark, temos os consumos abaixo:

Testes de desempenho
Abaixo temos uma série de testes de desempenho com o sistema. Nós comparamos a placa com outros modelos do mercado utilizando os mesmos componentes e fazendo exatamente os mesmos testes, com exceção de overclock, que é diferente em cada placa-mãe/sistema.

 
AIDA64
Iniciamos os testes de desempenho em aplicações com o AIDA64 e seu teste de memórias, mostrando o resultado de latência. Confiram:
 

 
AS SSD Benchmark
Dando sequência, abaixo um teste de desempenho do mesmo SSD utilizado em todas as placas:
 

wPrime
Rodando o wPrime, teste que estressa todos os cores do processador, temos os resultados abaixo:
 

WinRAR
Outro bom teste para medir o comportamento do processador é o WinRAR, que consegue fazer bom uso de todos os cores.

3DMark
Começamos nossos testes com foco em vídeo com o 3DMark, mas por enquanto com a placa de vídeo dedicada.

Metro Last Light
Para finalizar fizemos mais um teste em games com a placa de vídeo dedicada, agora com "Metro Last Light".

3DMark
Também fizemos testes para medir o desempenho do vídeo integrado. Confiram abaixo o comportamento rodando o 3DMark.

BioShock Infinite
Por fim, mais um teste com o vídeo integrado, agora com o game "BioShock Infinite".

Já faz alguns anos que as fabricantes de placas-mãe têm desenvolvido bons modelos em formato Mini-ITX, oferecendo as principais tecnologias disponíveis em modelos maiores, mas com o tamanho reduzido desse formato. A Gigabyte GA-H170N-WIFI é um exemplo de boa placa para quem está montando um computador compacto, trazendo suporte às principais tecnologias do mercado, como socket para processadores Intel Core de 6ª geração (socket LGA 1151), 2 slots para memórias DDR4, conexões SATA Express e M.2, Wifi, Bluetooth e USB 3.1 tipo C como principais destaques, possibilitando a montagem de um computador de última geração e possibilidade de upgrade.

Apesar da grande quantidade de tecnologias, ainda é possível adquirir modelos considerados ainda melhores, já que a mainboard analisada utilizada o chipset H170. O modelo GA-Z170N-Gaming 5 da própria Gigabyte, por exemplo, vem com chipset Z170, que traz características de overclock, chip de rede Killer E2200, melhor sistema de áudio e componentes de maior qualidade. Mesmo assim, para a grande maioria dos usuários, uma placa com chipset H170, como a H170N-WIFI, já faz o trabalho muito bem, sendo uma das melhores opções do mercado para quem pretende montar uma máquina compacta de última geração.

Uma das melhores placas-mãe Mini-ITX do mercado para montar um computador compacto de última geração

O lado bom da H170N-WIFI, frente à Z170N-Gaming 5, é que a placa analisada tem preço inferior, mas nem por isso perde em tecnologias. Pelo contrário: tem exatamente as mesmas tecnologias, mas com mudança de alguns chips que não farão diferença para a grande maioria dos usuários, como o chip de rede, melhor no modelo Gaming 5, se o propósito for montar o computador para jogar.

Em uma placa-mãe Mini-ITX, duas situações fazem a diferença quando o assunto é chipset "Z" e "H", leia-se com características de overclock e sem características de overclock, respectivamente. Placas-mãe com chipset "Z", como a Z170N-Gaming 5, trazem melhor suporte a memórias, no caso desse modelo específico com suporte a memórias de até 3333MHz. Já modelos com chipset "H", como a H170N-WIFI, o suporte não passa de 2133MHz, o clock padrão das memórias DDR4.

Por que isso é um problema? Porque ao usar o vídeo integrado, o mesmo pode ter bom ganho de desempenho quando trabalhando com memórias mais rápidas. Caso o usuário conecte módulos de memória com velocidade superior a 2133MHz, elas funcionarão normalmente, mas apenas em 2133MHz. O outro ponto nas conexões disponíveis na placa, especialmente a HDMI, que infelizmente no modelo analisado ainda é versão 1.4, não podendo rodar em resolução 4K a 60Hz.

Felizmente quando se trata de desempenho do sistema em geral a placa-mãe tem pouca influencia como vimos nos testes, um ou outro resultado sintético veremos alguma diferença, quando temos uma placa de vídeo associada então, a diferença cai ainda mais, o que importa mesmo será o conjunto da obra, e esse modelo se sai muito bem. 

Em se tratando de BIOS, a Gigabyte facilitou e colocou como padrão a interface de BIOS antiga, muito melhor visualmente do que a versão que possibilita ao usuário personalizações avançadas do visual, algo improvável de haver interesse por parte da maioria dos usuários, especialmente em uma mainboard que sequer tem características para overclock.

Em cenário internacional, a H170N-WIFI está custando US$120 - para comparação, a Z170N-Gaming 5 está custando US$150. A placa ainda não está disponível oficialmente no Brasil, mas como acontece com modelos maiores, seu preço deve chegar custando cerca de duas vezes ao que é cobrado fora do país. Em sites como o Mercado Livre a diferença entre os dois modelos citados acima é de cerca de R$100, tornando o modelo Gaming 5 com Z170 mais atrativo. Vale destacar que as vezes mesmo um modelo compacto como esse possui mais tecnologias e custa menos que um modelo de formato maior, se o limite de um slot PCI-Express e dois slots de memória não forem problema, pode ser uma opção melhor mesmo o gabinete sendo de tamanho padrão e não compacto.

Conclusão

 

Avaliação: Gigabyte GA-H170N-WIFI

Tecnologias
9.5
Acabamento
9.0
Performance
9.0
Preço
9.0

 

PRÓS
Componentes de boa qualidade e durabilidade
Suporte as principais tecnologias do mercado: DDR4, M.2, Wifi, Bluetooth
Bios com interface simples e intuitiva
Bom sistema de som onboard
Boa suite de aplicativos
CONTRAS
Sem conexão HDMI 2.0
Sem suporte a memórias de alta velocidade, limitadas a 2133MHz
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.