ANÁLISE: Powercolor R9 380 PCS+

A análise da vez é da placa de vídeo PowerColor R9 380 PCS+ de 4GB. Destinada ao segmento intermediário, a placa tem as mesmas características da Radeon R9 285 da geração passada, mas traz algumas otimizações visando um desempenho um pouco superior, além da promessa de menor consumo de energia.

O preço no Brasil de placas com GPU Radeon R9 380 gira em torno de R$ 1.000 para a versão de 2GB, e cerca de R$ 100 a mais para a versão de 4GB, que é o modelo analisado. Esse preço coloca a placa na briga direta com modelos diferenciados de placas com GPU GTX 960, tanto de 2GB como 4GB, que possuem preços semelhantes.


Na tabela abaixo temos a R9 380 PCS+ comparada com uma R7 370, modelo abaixo dela, uma R9 380 referência e a R9 390, placa posicionada acima da R9 380.

Comparativo

AMD Radeon R7
370
AMD Radeon R9
380
Powercolor R9
380 PCS+
AMD Radeon R9
390

Preços

Preço no lançamentoU$ 199,00 U$ 329,00
Preço atualizadoR$ 910,00 R$ 1.280,00

Especificações da GPU

Processo de fabricação28nm 28nm 28nm 28nm
ChipTrinidad Antigua Antigua Grenada
Clock do GPU925 MHz970 MHz980 MHz1000 MHz
Clock do GPU (Turbo)975 MHz

Especificações das Memórias

Tecnologia da RAMGDDR5 GDDR5 GDDR5 GDDR5
Interface de largura de BUS256 bit 256 bit 256 bit 512 bit
Quantidade de RAM|2GB| |4GB||2GB| |4GB| |8GB|
Clock das memóriass1400 MHz1375 MHz1475 MHz1500 MHz
Clock efetivo5600 MHz5500 MHz5900 MHz6000 MHz
Largura de banda179 GB/s176 GB/s189 GB/s384 GB/s

Características Gerais

Shading Units1024 1792 1792 2560
TMUs64 112 112 160
ROPs32 32 32 64
Pixel Rate29.6 GPixel/s31.0 GPixel/s31.4 GPixel/s64.0 GPixel/s
Texture Rate59.2 GTexel/s109 GTexel/s110 GTexel/s160 GTexel/s
Performance de pontos flutuantes1,894 TFLOPS3,476 TFLOPS3,512 TFLOPS5,120 TFLOPS

Design

Pinos de alimentação1x 6 pinos 2x 6 pinos 2x 6 pinos
Suporte à combinação de placasAté duas placas Até duas placas Até duas placas Até quatro placas
Tipo de SlotDual-slot Dual-slot Dual-slot Dual-slot
Comprimento da placa221 mm207 mm275 mm
TDP110 W190 W190 W275 W
Fonte recomendada400 W500 W500 W600 W
Conexões de vídeo2xDVI, 1xHDMI, 1xDisplayPort 2xDVI, 1xHDMI, 1xDisplayPort 2xDVI, 1xHDMI, 1xDisplayPort 2xDVI, 1xHDMI, 1xDisplayPort

Recursos

DirectX12.0 12.0 12.0 12.0
OpenCL2.0 2.0 2.0 2.0
OpenGL4.4 4.4 4.4 4.4
Shader5.0 5.0 5.0 5.0

Extras

ExtrasSistema de cooler com 2 FANs

Tecnologias

Com suporte total ao DirectX 12, OpenGL 4.4 e Arquitetura GCN 1.2, a placa promete entregar gráficos realistas e games com maior fluidez e desempenho. 

Mute Fan Technology
A placa de vídeo PowerColor Radeon R9 380 PCS+ chega ao mercado com o diferencial em seu sistema de resfriamento. Seus fans duplos podem proporcionar uma temperatura 15% mais baixa do que o modelo de referência quando a placa está trabalhando em alto desempenho. Isso graças à sua tecnologia "MuteFan" que oferece um controle inteligente das ventoinhas para diminuir o ruído ao mesmo tempo que entrega 20% a mais de circulação de ar.

Design para resfriamento
A placa possui uma arquitetura de metal para, além de proteger os componentes, proporcionar um resfriamento mais rápido. Para uma melhor solução térmica, a GPU também está equipada com um pequeno bloco de cobre para absorver o calor excedente. 

O dissipador de calor nesta placa é feito de alumínio niquelado cobrindo o PCB, para aumentar significativamente a eficiência térmica, além de ter 2pcs de tubos de calor de 8mm e um pc de tubo de calor de 6mm conectados ao dissipador.  

- Continua após a publicidade -

Consumo de energia
Com o Mute Fan Technology, é possível reduzir o poder de consumo da GPU quando ela está operando a menos de 60ºC.  Esta placa possui tecnologia de memória GDDR5 4GB que opera ao longo de uma interface de barramento de 256 bits. Com velocidade de clock 980MHz e memória overclockada a 1475MHz ela promete trabalhar em 5.9Gbps.



Gráficos e desempenho
Baseada na mais nova arquitetura Graphics Core Next (GCN), ela pode entregar um desempenho gráfico com alta qualidade de imagem. 

Tecnologias AMD
A PowerColor Radeon R9 380 PCS+ conta com as mais novas tecnologias da AMD, como FreeSync, Liquid VR, Eyefinity e Crossfire. Além disso, oferece resolução 4K.

Ferrite Conducting Power e Power PAK SO-8
Este modelo possui características Ferrite Conducting Power (FCP), para o fornecimento de energia estável quando a placa está operando em extrema tensão. O projeto multi-fases da placa promete melhorar a eficiência de energia e estabilidade. Além disso, o Power PAK SO-8 tem a função de minimizar perdas de energia nos condutores e fornecer uma tensão mais estável.

Fotos
A linha PCS+ da PowerColor sempre traz produtos com diferenciais sobre modelos tradicionais, com destaque para o sistema de cooler, no caso do modelo analisado, com 2 fans e heatpipes internos. Além do cooler, a empresa também tem adicionado um backplate nas placas da série, ajudando na proteção e também na dissipação de calor, gerando um visual mais imponente ao produto.

- Continua após a publicidade -

Por se tratar de uma Radeon R9 380, a placa traz dois conectores de 6 pinos, com possibilidade de conectar até 4 monitores através de 2 conexões DVI, uma DisplayPort e uma HDMI (versão 1.4).

Outro detalhe interessante é que é bastante simples de se remover a carcaça protetora dos fans, facilitando assim a limpeza interna do sistema de cooler, que como em qualquer modelo acumula bastante poeira e pode inclusive danificar os fans e consequentemente diminuir o tempo de vida da placa.

Nas fotos abaixo temos uma Radeon R9 285 da MSI, placa que serviu de base para a Radeon R9 380. Já o outro modelo é uma Radeon R7 370, também da linha PCS+ da PowerColor. Como principal diferença entre a 285 e a 390 temos o tamanho do PCB das placas, no mais ambas tem características semelhantes por serem baseadas no mesmo gpu, apesar da R9 390 trazer algumas otimizações de acordo com a AMD.

- Continua após a publicidade -

Sistema Utilizado
Como de costume, utilizamos uma máquina topo de linha baseada em uma mainboard ASUS Rampage V Extreme, com processador Intel Core i7 5960X overclockado para 4GHz para os testes. A ideia é evitar que o sistema seja um limitador para o desempenho das placas de vídeo testadas. Abaixo algumas fotos da placa instalada em nosso gabinete tradicional de reviews.

Placas comparadas
Abaixo os preços mais baixos que encontramos na internet (em sites de venda online brasileiros) de modelos com com os mesmos GPUs dos modelos utilizados nos comparativos, sem considerar promoções que podem ter preços abaixo. Pesquisa feita dia 15/01/2016.

Radeon R9 390 8GB = R$ 1.800+
PowerColor R9 380 4GB = R$ 1.100+
Radeon R9 380 2GB = R$ 1.000+
Radeon R9 285 Gaming 2GB = R$ 1.100+
Radeon R7 370 2GB = R$ 700+

GeForce GTX 970 4GB = R$ 1.600+
GeForce GTX 960 4GB = R$ 1.150+/-
GeForce GTX 960 2GB = R$ 1.000+/-
GeForce GTX 950 2GB = R$ 850+

Mais abaixo, detalhes da máquina, sistema operacional, drivers, configurações de drivers e softwares/games utilizados nos testes.

Máquina utilizada nos testes:
- Processador Intel Core i7 5960X 3.0GHz @ 4.0GHz - Análise
- Placa-mãe Asus Rampage V Extreme - Análise
- Kit de memórias Kingston HyperX Predator DDR4 16GB 3000MHz (4x4GB) - Análise
- SSD Kingston HyperX 3k 240GB
- SSHD Seagate 4TB SATA3 - Análise (modelo de 2TB)
- Sistema de refrigeração liquida Cooler Master Nepton 120M
- Fonte de energia Cooler Master V1200 Platinum
- Gabinete Cooler Master HAF EVO XB
- Monitor ASUS PB287Q 4K

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 10 Pro 64 Bits
- AMD Catalyst 15.11.1
- NVIDIA GeForce 359.06

Aplicativos/Games:
- 3DMark (DX11)
- Battlefield 4 (DX11)
- Grand Theft Auto 5 (DX11)
- Metro: Last Light (DX11)
- Middle Earth Shadow of Mordor (DX11)
- The Witcher 3 (DX11)

GPU-Z
Abaixo, a tela principal do aplicativo GPU-Z mostra as principais características técnicas da placa, que tem o GPU trabalhando em 980MHz, apenas 10MHz acima do modelo referência. Já as memórias da placa foram overclockadas para 5.9GHz, 400MHz acima do modelo referência. Esses clocks não devem trazer tantos ganhos no desempenho.

Abaixo a tela do GPU-Z, mostrando as principais características da placa. Reparem na tela dos drivers da AMD que, apesar dos testes terem sido feitos com a versão 15.11.1 do Crimson, o GPU-Z detecta como se fosse a versão 15.8. Provavelmente algum bug do aplicativo frente à nova suite de drives da AMD.


Overclock
Apesar desse modelo possuir um projeto bem diferenciado com sistema de cooler usando dois fans, heatpipes internos, além de backplate, a placa não se comportou muito bem em overclock, subindo no máximo 100MHz no GPU e 300MHz nas memórias, que naturalmente não devem trazer muito ganho de desempenho.

PS.: Testes com a placa overclockada: Temperatura, Consumo, 3DMark e games rodando em 4K.

Temperatura
Iniciamos nossa bateria de testes com um critério muito importante: a temperatura do chip, tanto em modo ocioso como em uso contínuo.

É importante destacar que algumas placas possuem um sistema que desliga os fans quando a GPU não está sendo exigida, como ao executar tarefas simples do Windows ou mesmo games mais simples. Por isso, exitem temperaturas consideravelmente acima de alguns modelos nessa situação, mas que na prática não comprometem a placa. De acordo com as fabricantes, esse recurso aumenta o tempo de vida útil além de consumir menos energia. Sendo assim, pode existir diferenças grandes na temperatura do modo ocioso, o que não caracteriza uma placa ruim caso a temperatura seja alta.

Primeiro vamos ao teste das placas com o sistema em modo ocioso: 

Para o teste da placa em uso, medimos o pico de temperatura durante os testes do 3DMark rodando em modo contínuo.

Consumo de Energia
Também fizemos testes de consumo de energia com todas as placas comparadas. Todos os testes foram feitos em cima da máquina utilizada na análise, o que dá a noção exata do que cada VGA consome. Vale destacar que o valor é o consumo total da máquina e não apenas da placa de vídeo. Dessa forma, comparações com testes de outros sites podem dar resultados bem diferentes.

Para o teste de carga, rodamos o 3DMark - aplicativo que exige um pouco mais do sistema e da placa de vídeo do que grande maioria dos games.

OBS #1.: No teste rodando o aplicativo 3DMark, consideramos 10w como margem de erro, devido a variação que acontece testando uma mesma placa.

Testes sintéticos
Começamos pelos testes sintéticos, utilizando aplicativos específicos para medir o desempenho das placas.

3DMark
Rodamos a versão mais recente do aplicativo da Futuremark com dois testes, ou melhor, um teste em duas situações, o Fire Strike em modo normal e também em modo 4K. Abaixo, os resultados em modo normal:

Agora o resultado em modo 4K: 

Testes em games - FullHD (1920x1080)
Agora vamos ao que realmente importa: os testes de desempenho em alguns dos principais games do mercado.

Para ajudar a entender os gráficos a seguir: acima de 60FPS é o ideal. Quanto mais próximo dos 30FPS, pior vai ficando a fluidez e, abaixo dos 30, o jogo começa a ficar "injogável"

Battlefield 4
"Battlefield 4" é um referencial da plataforma PC quando se trata de gráficos de alta qualidade. O game foi todo desenvolvido sobre a Frostbite 3, nova engine da produtora DICE.

Grand Theft Auto V
O game GTA V para PC está entre os mais exigentes da atualidade, trazendo ótima qualidade gráfica. Confiram abaixo o comportamento das placas rodando o game:

Metro Last Light
Outro excelente teste que exige o máximo das placas de vídeo é o game "Metro: Last Light" que também é referência de qualidade gráfica em games para PC.

Middle Earth Shadow of Mordor
O novo game inspirado no universo da franquia "O Senhos dos Anéis" chegou sem gerar muita expectativa e se tornou um dos grandes lançamentos do ano, com destaque para seus gráficos muito refinados. Nosso teste utiliza a melhor qualidade possível do game.

The Witcher 3 Wild Hunt
The Witcher 3 chegou como nova referência em qualidade gráfica para PC, sendo um dos games mais interessantes da atualidade para medir desempenho de placas de vídeo.

Testes em games - 4K (3840x2160)

Agora vamos aos testes de desempenho na resolução 4K, com os mesmos títulos dos testes em FullHD.

Battlefield 4

Grand Theft Auto V

Metro Last Light

 

Middle Earth Shadow of Mordor

The Witcher 3 Wild Hunt

Placas com GPU AMD Radeon R9 380 brigam de frente com os modelos GeForce GTX 960, tanto modelos de 2GB como de 4GB de memória. As placas com GPU da AMD em média ficam um pouco acima em se tratando de desempenho, mas consomem mais energia e também aquecem mais que sua principal rival.

Ela consegue rodar bem qualquer game do mercado em resolução FullHD com configurações setadas no máximo como vimos em nossos testes, mas assim como sua concorrente, não consegue rodar games bem quando o assunto é 4K, ficando em uma média de FPS muito abaixo do ideal.

As criticas deste modelo ficam por se tratar de uma revisão da Radeon R9 285, com praticamente nenhuma grande mudança, seja em consumo de energia, seja em desempenho. Apesar de utilizarmos uma R9 285 de 2GB, em vários casos ela ficou na frente da R9 380 analisada devido a 285 ter clocks superiores, tirando os testes quem utilizam mais memória da placa, comprovando que não teve sentido prático o relançamento desse modelo, é mais um reposicionamento da placa no mercado.

Outro detalhe que deixou a desejar foi seu desempenho em overclock, muito abaixo do que os modelos concorrentes por parte da Nvidia conseguem. Talvez pelo baixo desempenho do GPU nessa característica que a PowerColor subiu apenas 10MHz o clock do modelo original para esse modelo. 

Devido a diferença de preço de R$400 pode ser mais interessante investir em uma placa como uma R7 370 que já consegue rodar bem a grande maioria dos games em FullHD e alta qualidade, um ou outro será necessário abaixar a qualidade para "alta" visando FPS acima de 30.

Placa de vídeo para se jogar em resolução FullHD e alta qualidade gráfica sem medo, mas sem avanços sobre geração passada, sendo uma R9 285 renomeada

A AMD tem sofrido bastante pra conseguir competir com a Nvidia no Brasil, especialmente porque seus modelos tem chegado com preço um pouco mais elevado nos últimos meses, porém, no caso da placa analisada, seu preço pode ser considerado bom no cenário atual, colocando a placa em pé de guerra com a GTX 960, nas duas possibilidades de memória disponíveis, 2 e 4GB. Atualmente modelos de 2GB da R9 380 estão custando a partir de R$1.000, já modelos com 4GB estão custando cerca de R$100 a mais.

Conclusão

 

Avaliação: Powercolor R9 380 PCS+

Performance
9.0
Tecnologias
8.0
Diferenciais
8.0
Overclock
6.0
Preço
7.0

PRÓS
Consegue rodar bem qualquer game do mercado em FullHD e alta qualidade gráfica
Bom sistema de cooler
Backplate
Carcaça pode ser removida facilitando limpeza dos fans
CONTRAS
Sem novidades sobre geração passada
Não tem a mesma eficiência energética que modelos concorrentes
Sem suporte a HDMI 2.0
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.