ANÁLISE: Samsung Galaxy A5 (2016)

Com o Galaxy A5, a Samsung quer mostrar que também está preocupada em atender os usuários que gostam de tirar selfies. O smartphone vem com câmera frontal de 5MP e alguns recursos que facilitam a captura de fotos. Além disso, ele permite a utilização de dois chips SIM e tem compatibilidade com a rede 4G. O aparelho chegou em janeiro ao Brasil e hoje custa, oficialmente, cerca de R$1.400,00 - mas é possível encontrá-lo por menos de R$1.000,00.



Especificações e Comparativo

Comparativo

Samsung Galaxy A5 (2016)Motorola Moto X 2014Nokia Lumia 930Sony Xperia Z3 Compact

Preços

Preço no lançamentoR$ 2.199,00
Preço atualizadoR$ 1.299,00

Especificações

Armazenamento interno|16GB| |16GB||32GB| |32GB| |16GB|
Cartão microSDAté 128GB Não possui Até 128GB Até 128GB
Memória RAM2GB 2GB 2GB 2GB
Número de núcleos8 4 4 4
Portas de conexão|Micro-USB|
Sistema OperacionalAndroid 5.1 Android 4.4 Windows Phone 8.1 Android 4.4
Update disponível para o sistemaAndroid 6.0 Android 5.0 Windows 10 Android 5.0
ProcessadorQualcomm Snapdragon 615 Qualcomm Snapdragon 801 Qualcomm Snapdragon 800 Qualcomm Snapdragon 801
Clock1.6 GHz2.5 GHz2.2 GHz GHz2.5GHz GHz
GPUAdreno 405 Adreno 330 Adreno 330 Adreno 330
Bateria2.900 mAhLi-Ion 2300 mAh mAhLi-Ion 2420 mAh mAhLi-Ion 2600 mAh mAh
Dimensões144,8 x 71 x 7,3 mm139,17 x 71,99 x 9,97 mm mm137 x 71 x 9.8 mm mm127.3 x 64.9 x 8.6 mm mm
Peso155 g144 gramas g167 g g129 gramas g

Recursos

GPSSim Sim Sim Sim
Leitor de DigitalSim Não Não Não
LTESim Sim Sim Sim
NFCSim Sim Sim Sim
Número de cartões SIM2 1 1 1
RadioSim Não Sim Sim
Tipo de cartão SIMNano SIM Nano SIM Nano SIM Nano SIM
TV DigitalNão Não Não Não
Bluetooth4.0 v4.0 4.0 v4.0
ExtrasDetecção de movimentos e comandos por voz IOS, Carregamento por indução

Display

Resolução1080 x 1920 1080 x 1920 1080 x 1920 720 x 1280
Tamanho5.2 polegadas 5.2 polegadas 5 polegadas 4.6 polegadas
TecnologiaSuper AMOLED AMOLED AMOLED IPS
ProteçãoCorning Gorilla Glass 4 Corning Gorilla Glass 3 Gorilla Glass 3 Vidro resistente a riscos

Câmera

Vídeos1080p 30 fps 2160p 30 fps 2160p 30 fps 2160p 30 fps
Traseira13 MP 13 MP 20MP 20.7MP
Frontal5 MP 2 MP 1.2MP 2.2MP

Design e Tela

O aparelho é bonito e tem um ar de sofisticação, com detalhes em metal nas bordas e ao redor dos botões. Um problema perceptível está em um acabamento ao redor do vidro da tela. Há uma pequena linha que descasca facilmente e deixa o smartphone com um aspecto de acabado. Fora isso, a ergonomia é muito boa. Ele é fino e leve para um aparelho com tela de 5 polegadas.

Tela essa que possui resolução HD e display com tecnologia Super AMOLED. Ela não é magnífica, mas não chega a decepcionar. Embora já seja comum vermos aparelhos de 5 polegadas com resolução Full HD (alguns ousam, até, no Quad HD), não é um recurso que faz falta neste smartphone. Até porque ele é do segmento intermediário e não podemos ser tão exigentes assim. As cores são fieis e não se alteram se você olhar de um ângulo de visão não muito convencional. Isso significa que é possível assistir a filmes, jogar games e navegar na internet tranquilo, sem incomodação com a qualidade das imagens. O brilho também é muito bom, permitindo que você enxergue tudo mesmo sob a luz intensa do sol.

 

NOTA: Um detalhe bem subjetivo que me incomodou e quero compartilhar aqui é sobre o botão de home físico. Já testei vários smartphones aqui no Adrena, mas esse foi o primeiro Samsung e o primeiro com esse botão. Todos os outros eram virtuais ou touch. Me senti incomodado em ter uma navegação toda touch e, de repente, ser obrigado a apertar esse botão. Tive a impressão de regredir alguns anos. Até porque ele não é suave e faz um barulho chato. Mas aí vocês podem falar: “o iPhone também faz isso e vocês não reclamaram, porque é Apple e blá blá blá”. Pode ser que eu achasse a mesma coisa ao mexer num iPhone (minha experiência com um é mínima), mas pode ser que não, já que o iOS foi pensado desde o início com aquele botão (tanto no iPhone, quanto no iPad) e a navegação através do sistema é diferente. Considerando a subjetividade aqui, fica o ponto para discussão e opinião de vocês. Essa estranheza não será levada em conta na avaliação final – apenas o fato de o botão ser duro e fazer barulho.

- Continua após a publicidade -

Câmera

O A5 manda bem nas fotos. A câmera traseira com 13MP gera imagens de boa qualidade, com cores fieis e nítidas. Em ambientes com muita luminosidade, ela consegue ter um bom controle para não entregar fotos estouradas. Em cenário com luz artificial, o resultado também é bom. Agora, em situações de baixa luminosidade, ocorre bastante granulação. Na hora de usar o flash, ele distribui bem a luz e quando grava vídeos, a qualidade se mantém, mas a fluidez é um pouco prejudicada ao movimentar o smartphone.


Boa luminosidade


Pouca luz, flash e luz artificial, respectivamente

A câmera frontal é uma das poucas do mercado a vir com 5MP – na lista também estão os Lumias 730 e 535. Ela entrega fotos um pouco abaixo de câmeras traseiras com a mesma resolução, mas quebra aquele galho na hora da selfie e nas raras chamadas de vídeo.

Sem botão físico para disparo, a câmera frontal pode fazer a captura com um gesto das mãos. É só erguer uma delas, a câmera vai entender o comando e iniciar o temporizador (por padrão de 2 segundos) para tirar a foto. Recurso bacaninha.

Funcionalidades

Assim como os demais aparelhos da empresa, o Galaxy A5 vem com a interface touchwiz. A barra de notificações é uma mão na roda, com várias opções ali à disposição. É muito bom, por exemplo, não ter que entrar em configurações para ativar ou desativar os dados móveis. Já em termos estéticos, a interface é medonha, com um design super ultrapassado e quadrado.

Entre os recursos exclusivos está o comando de voz S Voice. Acionado ao pressionar duas vezes o botão de home, ele é mais restrito que o Google Now, Siri e Cortana, mas faz a maioria das coisas úteis, que realmente quebram um galho. Estão inclusas aí as possibilidades de fazer ligação, ativar alarme, e marcar um lembrete. Também serve para abrir aplicativos, embora ela não entenda o nome do WhatsApp. A pronúncia dela também é bem ruinzinha. Melhor usar o Google Now mesmo.

- Continua após a publicidade -

Há outros dois aspectos que incomodam durante o uso. Um é a falta de luz de notificação, um dos trunfos do Android e que é muito útil para não perder tempo desbloqueando a tela toda vez que deseja checar o recebimento de algum email, mensagem etc. Outro é o teclado. O que vem de fábrica é muito, mas muito ruim. O pior que já usei até hoje. O problema é não dar sugestões corretas quando você erra a digitação. Errou a primeira letra e o resto está certo? Ele não é capaz de perceber e dar a palavra correta. Incomoda bastante, mas é algo totalmente solucionável. Para a nossa sorte, há vários teclados que podem ser baixados na Google Play.

Desempenho e autonomia

O smartphone decepciona em apenas um momento e, mesmo assim, não é frequente: na hora de processar fotos. Se por acaso você estiver com a memória carregada, com muitos aplicativos na multitarefa, pode ser que você perceba uma certa lentidão entre tirar a foto visualizá-la. Para os demais usos, não houve esse problema, nem travamentos. Desempenho padrão do processador, um Qualcomm Snapdragon 410, comumente visto em aparelhos do segmento. Aliado aos 2GB de memória RAM, consegue entregar uma experiência de uso tranquila - mas não magnífica. Porém, os benchmarks nos deixaram com um pé atrás. O smartphone se deu muito mal nos testes com softwares de desempenho, perdendo, inclusive, para aparelhos com o mesmo processador, como o Moto E 2ª geração - e perdendo feio. Atribuímos a culpa à touchwiz e não descartamos gargalos com poucos meses de uso.

Com tela no brilho máximo, 4G e WiFi ativados, o Galaxy A5 tem bateria que aguenta tranquilamente o dia inteiro com uso frequente, respondendo às mensagens no WhatsApp, Facebook, checando o Instagram e tirando fotos. Não raro, ela chega ao fim do dia com 20%. E 20% em um Android dura um bom tempo, ainda. Nosso benchmark confirma o poder de autonomia do aparelho, colocando-o na segunda posição.



O Galaxy A5 é um bom aparelho, fino, leve, com performance OK e câmeras de qualidade. Porém, ele não impressiona durante o uso, não te causa aquela sensação de “pô, que smartphone massa”. Sem falar no preço oficial, que está um pouco alto para as especificações do produto. Com concorrentes no mercado como o Moto X 2014, fica difícil de recomendar o modelo da Samsung, ainda mais que os dois podem ser encontrados pelo mesmo valor em lojas online e o da Motorola traz um processador melhor, um sistema mais limpo, sem tantas alterações como o Galaxy, e tela com mais resolução. Porém, usuários mais céticos, que não ligam pra detalhes e querem um aparelho para usar duas linhas telefônicas, não vão se decepcionar. Em alguns sites é possível encontrar o aparelho por menos de R$1.000,00.

Conclusão

 

Avaliação: Samsung Galaxy A5 (2016)

Design
8.5
Performance
7.0
Autonomia
8.0
Funcionalidades
7.0
Câmera
7.5
Preço
6.5


PRÓS
Leve e fino
Ótima câmera traseira
Câmera frontal de 5MP
Boa performance
Entrada para dois chips SIM
Entrada para micro SD
Sinal 4G
CONTRAS
Preço
Teclado
Falta luz de notificação
Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.