ANÁLISE: LittleBigPlanet 3

ANÁLISE: LittleBigPlanet 3

"LittleBigPlanet 3" é um dos principais jogos exclusivos do Playstation 4 (e PS3) em 2014. A responsabilidade de produção da franquia saiu das mãos da talentosa Media Molecule, que atualmente trabalha num projeto secreto para o console, e passa para a Sumo Digital, em parceria com a XDev Europe.

O resultado dessa troca arriscada é um ótimo jogo de plataforma que traz elementos consagrados no gênero, introduz na série três personagens inéditos com habilidades únicas, adicionando camadas interessantes na jogabilidade, e continua oferecendo um amplo sistema de criação de conteúdo, que estÁ mais simples e dinâmico do que antes. Mas o game não estÁ livre de problemas e você vai ficar sabendo quais são e o impacto que causam no título na anÁlise abaixo.

O mal rouba a criatividade do mundo

"LittleBigPlanet 3" é um dos poucos jogos entre os muitos de plataforma que fazem questão de ter história para justificar a aventura. E como aconteceu nos outros jogos da série, a trama, serve mesmo mais como pano de fundo para contar como uma força maligna roubou a criatividade do mundo e o tornou um lugar sombio de se viver. Sackboy, o protagonista da franquia, descobriu que, se reviver os três titãs lendÁrios e estes usarem seus poderes especiais, poderão, juntos, restaurar aquele universo ao que era antes.

Os eventos acontecem de forma bem simples e direta, com diÁlogos bem humorados entre personagens centrais e vilões que ajudam a contextualizar e a guiar o jogador pela trama. Mas tudo no game gira em torno dos tais titãs lendÁrios que são, na verdade, os três personagens inéditos na série: Oddsock, Toggle e Swoop. Eles não falam, estão ali apenas para ajudar Sackboy e não conseguem ser tão carismÁticos quanto o mascote da Sony, mas cumprem muito bem seus papeis de trazerem uma diferenciação mais substancial à temÁtica e, sobretudo, à jogabilidade.


HUB, 3 novos heróis com habilidades únicas e novos equipamentos

"LittleBigPlanet 3" mantém a clÁssica jogabilidade de plataforma em que seu objetivo é pular, alcançar Áreas suspensas, desviar de armadilhas, acionar interruptores, descobrir passagens secretas e coletar muitos itens pelo caminho. Tudo continua tão divertido quanto antes, com quebra-cabeças inteligentes desafiantes e uma ótima sensação de recompensa a cada nível completado.

Os mundos agora são divididos entre fases principais e secundÁrias numa espécie de HUB que serve como estÁgio central, em que o jogador precisa vasculhar todos os cantos para encontrar as passagens de ligação para as fases da aventura e também para os desafios extras. Para facilitar na busca, é possível marcar o destino final num sub-menu e ir até o local seguindo um ícone de direção mostrado na tela. Esse recurso serve apenas para as fases da campanha; nas secundÁrias, é preciso encontrÁ-las de maneira própria.   

- Continua após a publicidade -

Uma das grandes novidades na jogabilidade de "LittleBigPlanet 3" é que o mascote Sackboy não estÁ mais sozinho. Oddscok, Toggle e Swoop são os três personagens inéditos na série, trazendo ótimas diferenciações na mecânica com suas habilidades únicas e camadas extras pelos cenÁrios que aprofundam a experiência como um todo. Essas novidades permitem um ótimo intercâmbio de ações que privilegia e recompensa bastante a cooperatividade entre os jogadores durante as fases, tornando a aventura muito mais divertida do que se for jogada apenas de forma solo.

Oddsock, que lembra um cachorro, é o mais rÁpido dos três, pode usar as paredes para fazer pulos seguidos e ainda pode deslizar lateralmente também pelas mesmas paredes pelas camadas de profundidade entre os cenÁrios, desde que essas Áreas tenham pontos de ligação que permitam essas transições.

Toggle é o maior e mais forte entre os três novos heróis, podendo usar seu peso para abaixar plataformas em geral e afundar para percorrer trechos submersos. Ele ainda pode se transformar numa versão mini, bem mais leve, menor e Ágil (e bem mais feia), perfeito para passar por caminhos muito estreitos. Essa transição pode ser feita a qualquer momento apenas com um toque no botão, permitindo resolver puzzles complexos com uma cadência bem dinâmica.

Swoop, um pÁssaro, é o único que pode voar entre os três. E isso traz algumas vantagens únicas a ele: erguer e deslocar plataformas, transportar itens para encaixar em interruptores e se deslocar rapidamente pelo ar em rasante. Dependendo da inclinação e da altura em que começou a descida, é possível manter esse movimento por um certo tempo, podendo trespassar perigos que vierem do solo e desviar de outras armadilhas e de ataques diversos que vierem do ar.

Além disso, "LittleBigPlanet 3" introduz novos equipamentos, também inéditos na franquia, que influenciam diretamente na jogabilidade. O Pumpinator é usa uma espécie de secador que assopra ou suga o ar, podendo empurrar ou puxar objetos. O Blink Ball permite o teletransporte a Áreas específicas dos estÁgios. O Hook Hat é um capacete que faz deslizar entre camadas dos cenÁrios para encontrar novas Áreas . As Boost Boots são botas de astronauta que dão um impulso momentâneo e permitem alcançar plataformas superiores e ativar mecanismos. Por fim, o Illuminator é uma lanterna que ilumina Áreas ocultas, revelando segredos. Somente Sackboy pode usar esses acessórios, e isso não é necessariamente um ponto ruim, jÁ que os outros personagens têm suas próprias características exclusivas de gameplay.


Cooperativo é o segredo do sucesso, inclusive no online - se puder se conectar

- Continua após a publicidade -

Jogar "LittleBigPlanet 3" sozinho é legal, mas nem de perto é tão divertido quanto chamar mais três amigos e jogar pensando junto, resolvendo quebra-cabeças inteligentes e coletando tudo o que estiver pela frente. Sorrisos, risadas e aquela ótima sensação de recompensa estão mais que garantidas nesses momentos. Jogar entre 4 jogadores pode ser feito de forma local (offline), bastando conectar 4 controles no videogame, ou online.

Mas esse processo tem alguns problemas. Como o jogo tem apenas três mundos, um apresentando e utilizando as habilidades únicas de cada novo personagem, usar os quatro personagens do jogo ao mesmo tempo numa mesma fase é algo raríssimo, pois as fases raramente pedem muitas formas de se resolver os puzzles. Na maior parte do tempo, você vai apenas usar dois personagens diferentes ao mesmo tempo, sempre no padrão Sackboy mais um outro titã, sendo também não ser possível trocar de personagem a qualquer momento e em qualquer fase. A troca de personagens pode ser feita apenas no estÁgio HUB de um respectivo mundo. E um novo personagem jamais pode ser usado fora daquele mundo em que foi liberado. Uma pena :/

Jogar entre 4 pessoas sempre funciona bem, com partidas bem fluidas e sem problemas nos comandos. JÁ querer jogar online é querer ter dores de cabeça: os servidores do jogo são bem ruins e mal conseguem estabelecer uma conexão com outros jogadores, sobretudo os que não estiverem no mesmo país que o seu. Só consegui jogar online, e de forma razoavelmente decente, com jogadores brasileiros e que jÁ estavam na minha lista de amigos. Ainda assim, houve atrasos nas respostas dos comandos (lag) e, às vezes, ainda aconteciam desconexões sem motivos aparente, prejudicando bastante a experiência online e causando irritações e frustrações detestÁveis.    


Bugs na mecânica e checkpoints problemÁticos

"LittleBigPlanet 3" também não estÁ livre de outros problemas na mecânica. De vez em quando acontecem bugs de transição e de movimentação dos personagens que impedem o seu progresso pelos estÁgios. Você pode ficar preso para sempre em alguma superfície, cair continuamente pela fase, não completar um pulo e seguir subindo, ficar grudado em algum objeto que estÁ puxando, morrer e não sair pelos checkpoints ou simplesmente sumir. A solução aqui é recomeçar a fase e torcer para que nada mais disso acontece - e na grande maioria das vezes felizmente não -, mas estÁ claro que faltou um pouco mais de esmero no polimento do game.

Outro ponto que me incomodou algumas vezes são os checkpoints um tanto problemÁticos quando você joga junto com uma ou mais pessoas. Se a outra pessoa morrer e seguir jogando porque não morreu, é possível que a tela do jogo abra um plano maior rapidamente e ressuscite o outro jogador no último checkpoint alcançado. O problema é que essa transição muitas vezes é bem rÁpida e foca tanto no jogador ressuscitado que, quem estiver um pouco mais à frente na tela pode ser muto prejudicado e simplesmente morrer em vão por pura falta de cuidado na programação dessa parte. Não foram poucas as vezes que eu e meu parceiro de jogatina fomos prejudicados, até às vezes duplamente, o que afetou a diversão proporcionada pela aventura.  

- Continua após a publicidade -


Jogar, criar e compartilhar

O lema principal da franquia (descrito acima) também faz parte da mecânica de jogabilidade de "LittleBigPlanet 3". O game conta com um extenso modo de criação, edição e publicação de conteúdos online. Tudo depende da criatividade do jogador e do quão disposto e paciente você é para explorar a fundo as possibilidades das ferramentas disponíveis para construir, manejar e salvar suas criações.

Tudo o que estÁ feito na campanha principal e nos deus desafios extras pode ser replicado neste modo, sendo ainda possível idealizar fases inteiras de jogos de outros gêneros, vÁrios tipos de personagens e inimigos com inteligência artificial e comportamentos diferentes, interruptores, conectores, plataformas, alavancas, molas, camadas de profundidade, peso e velocidade de objetos, teletransporte de itens, armadilhas, estruturas e materiais diversos e assim por diante. Parece complexo, mas não é: os tutoriais estão definitivamente mais fÁceis do que antes e nunca foi tão simples começar a criar e publicar um nível para a comunidade da série.

Além disso, "LittlebigPlanet 3" jÁ começa com mais de 9 milhões de fases disponíveis para jogar na comunidade online. Tudo o que foi criado e compartilhado por jogadores nos outros games da franquia estÁ aqui, inclusive a problemÁtica de que a imensa maioria desses níveis são apenas rascunhos nunca finalizados e bem mal programados em todos os sentidos, eliminando bastante sua sorte de encontrar algo que vale realmente ser a pena jogado. O legal é que existem categorias que filtram as fases boas das ruins, com indicações das melhores selecionadas pela produtora, as mais indicadas pelos jogadores, as mais bem votadas, as mais inusitadas, os puzzles mais excêntricos e etc. Basta vasculhar para encontrar novidades sempre legais.  


Universo colorido, bonito e embalado no ritmo certo

Nos mesmos moldes dos jogos anteriores, os grÁficos de "LittleBigPlanet 3" são bem coloridos, lotados de detalhes caprichados e com texturas de materiais muito bem aplicadas. No PS4, é até mesmo possível visualizar características mais aprofundados de estruturas de metal (riscos), vegetação (ramificações e nervos) e madeira e cimento (imperfeições, fios e farpas). Nos personagens, o destaque é para a penugem que sobra dos tecidos de pano e veludo que compõem as vestimentas. A iluminação é excelente e a ótima física segue influenciando diretamente na jogabilidade.

A aventura ainda é embalada por uma combinação excelente de músicas cantadas e melodias que absolutamente combinam com todas as fases, sejam elas da campanha principal, missões secundÁrias ou de desafios extras. Independente da temÁtica do mundo em que estiver jogando e do estÁgio em si, dificilmente vai haver um momento em que você julgarÁ que houve exagero na composição ou que algo parece estar deslocado para aquele determinado momento. O que incomoda nessa parte é o falatório demasiado dos personagens: as vozes são legais, mesmo as dubladas em português (que estão ótimas, diga-se de passagem), mas eles realmente falam muito durante a aventura e pecam por serem persistentes e quererem explicar tudo no jogo nos mínimos detalhes.    

Conclusão

Avaliação: LittleBigPlanet 3

História
7.0
Jogabilidade
8.5
Gráficos
9.0
Áudio
9.0
Multiplayer
8.0

"LittleBigPlanet 3" é um ótimo jogo de plataforma que adiciona novidades muito bem-vindas à franquia. Os três personagens novos são carismÁticos e têm habilidades únicas que garantem a diversificação da aventura, ao mesmo tempo em que novos equipamentos expandem a profundidade das camadas na jogabilidade.

A Sumo Digital fez um trabalho decente em "LBP 3", quase que compensando a falta da talentosa Media Molecule na produção. O que faltou para chegar lÁ foi ter mais cuidado no polimento da produção, jÁ que é comum encontrar bugs, ser prejudicado pelo falho sistema de checkpoints e é difícil se conectar a outros jogadores online. 

Mesmo com esses problemas, o game ainda tem uma excelente trilha sonora e melhorou muito nos tutoriais e no sistema de criação de conteúdo, deixando tudo mais fÁcil e intuitivo. No geral, é uma compra bastante indicada aos fãs do gênero e de jogadores de PS4 que estejam procurando diversidade entre os poucos e relevantes exclusivos lançados no console em 2014.  

PRÓS
Três novos personagens com habilidades únicas e novos equipamentos úteis
Cooperativo local ou online (4 jogadores) muito divertido
Sistema de HUB nas fases, com missões secundÁrias e desafios extras
Sistema de criação de conteúdos mais simples e intuitivo
Ótimos grÁficos e excelente trilha sonora
Muitos itens para coletar e customizar os personagens
Comunidade online bem participativa
CONTRAS
Curta duração: entre 8h e 10h (aventura solo)
Estrutura online deficiente: servidores problemÁticos e falhas constantes de conexão
Bugs que travam o progresso nas fases
Checkpoints problemÁticos
Uso muito raro dos 4 personagens ao mesmo tempo
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.