ANÁLISE: Asus GTX 980 Strix OC

ANÁLISE: Asus GTX 980 Strix OC

Recebemos da ASUS sua placa de vídeo topo de linha com o gpu GeForce GTX 980, a ASUS STRIX GTX 980 Overclocked Edition, modelo desenvolvido com novo sistema de cooler utilizando a tecnologia DirectCU II, exclusiva da empresa, além do gpu overcklockado de fÁbrica, trabalhando 52MHz acima do modelo referência.

Ela chegou custando U$ 579 em cenÁrio internacional, U$30 a mais que o modelo referência.

Conheça as novas tecnologias da arquitetura Maxwell


A GeForce GTX 980
O chip utilizado na GTX 980 é o GM204, o mesmo da GTX 970, porém aqui ele traz um número maior de núcleos CUDA: são 2048, enquanto a GTX 970 vem com 1664. A GTX 980 referência opera em uma frequência de GPU em 1126 MHz, chegando a 1216 MHz através do Boost. A placa vem com 4 GB de memória em 256-bit GDDR5, e clock de 7 GHz. JÁ o modelo da ASUS analisado tem GPU trabalhando em 1178 MHz, 52 MHz acima da referência. As memórias não sofreram alteração, se mantiveram em 7GHz. A Asus não tem costume de fazer overclocks tão altos em seus modelos, apesar do potencial dos mesmos nessa característica.

Veja mais sobre a arquitetura Maxwell no Videocast Especial: A estreia da Maxwell


Tecnologias

De acordo com a própria ASUS, a Strix GTX 980 OC se assemelha a uma coruja por causa das suas tecnologias e especificações: ela é silenciosa, veloz, seus "olhos" (metÁfora com os grÁficos) enxergam os mínimos detalhes e sua "mente" (ou seja, seu desempenho) é eficiente sem gastar energia à toa. Confira abaixo as tecnologias de destaque dessa nova GPU:

- Continua após a publicidade -

DirectCU II com tecnologia Fan 0dB
Sistema de tubulação que transporta até 40% mais de calor para fora da GPU e possui uma Área de dissipação cerca de duas vezes maior. Além disso, se a temperatura da placa de vídeo estiver abaixo do set level, a peça fica totalmente silenciosa.

DIGI+ VRM com Super Alloy Power
Design elétrico de 10 fases que diminui o barulho produzido em até 30%, ao mesmo tempo que aumenta a eficiência energética em até 15%. Além disso, melhora a estabilidade da GPU e também a sua longevidade.

GPU Tweak
Ferramenta de streaming que permite que o usuÁrio compartilhe o que estÁ passando por sua tela em tempo real. Ideal para transmissões de games ao vivo. Vale destacar que é possível, ainda, adicionar uma janela de texto, fotos e até vídeos ao vivo da webcam ao streaming.

Fotos
Como sempre por se tratar de uma placa com selo RoG e por ser o modelo topo de linha da ASUS, a placa tem visual imponente e acabamento impecÁvel. A empresa procurou associar a linha STRIX com uma coruja como jÁ destacamos acima, visualmente seu design realmente se assemelha a algum animal pelo acabamento interno dos FANs, ainda mais após instalar o "kit" de personalização central, disponível na cor preta ou vermelha.

- Continua após a publicidade -

O acabamento é excelente como sempre, destacando também o backplate traseiro, que tem função de proteger e também dissipar o calor da placa. 

Abaixo o kit de personalização onde o usuÁrio pode escolher entre vermelho e preto, escolhemos preto por ser um pouco mais discreto, mas vermelho pode até chamar mais a atenção jÁ que o detalhe no centro dos FANs é vermelho.

- Continua após a publicidade -

Assim como outros modelos da Asus a carcaça protetora dos FANs é facilmente removida, facilitando muito a limpeza, especialmente para remoção da poeira, talvez o maior problema no comprometimento do bom funcionamento doa FANs.

Nas fotos abaixo temos a SRTIX GTX 980 ao lado da GTX 980 Gaming 4G da MSI e de uma GTX 980 referência. Além do visual e sistema de cooler, temos como diferença o tamanho do PCB e também os conectores de energia. Reparem que o modelo referência tem 2 conectores de 6 pinos, a placa da MSI tem 2 de 8 pinos, e a STRIX tem 1 de 8 pinos e 1 de 6 pinos.

Vídeo
Nó vídeo abaixo, onde destacamos alguns pros e contras da placa, é possível ve-la por diversos ângulos.

Sistema Utilizado
Como de costume, utilizamos uma mÁquina top de linha baseada em uma mainboard ASUS Rampage IV Black Edition e processador Intel Core i7 4960X, overclockado para 4.5GHz para os testes. A ideia é evitar que o sistema seja um limitador para o desempenho das placas de vídeo testadas. Abaixo, algumas fotos da placa montada no sistema:

A seguir, o menor preço encontrado de cada um dos modelos utilizados nos comparativos ou de algum modelo semelhante, caso o mesmo não esteja disponível (pesquisa feita dia 08/10/2014 no site newegg.com). O preço é baseado no valor cobrado no exterior em dólares, sendo que é impossível realizar a mesma conta com os valores cobrados no Brasil, pela alta volatilidade dos preços em nosso mercado. Vale destacar ainda que procuramos o preço do modelo exato, caso não disponível, do valor mais baixo de algum modelo semelhante.

Destacamos ainda que a AMD cortou o preço das placas de vídeo da série Radeon R9 290 e também Radeon R9 280 visando tornar os produtos mais competitivos frente aos novos lançamentos da Nvidia. 

ASUS STRIX GTX 980 OC 4GB - US$ 579
MSI GTX 980 Gaming 4GB - US$ 579
MSI GTX 970 Gaming 4GB - US$ 349
Gigabyte GTX 970 G1 Gaming 4GB - US$ 349
NVIDIA GeForce GTX 970 4GB - US$ 329
NVIDIA GeForce GTX 980 4GB - US$ 549

NVIDIA GeForce GTX 780 Ti 3GB - US$ 600 (Descontinuada a partir de 18/09/2014)
NVIDIA GeForce GTX 780 3GB - US$ 440 (Descontinuada a partir de 18/09/2014)
NVIDIA GeForce GTX 770 3GB - US$ 300 (Descontinuada a partir de 18/09/2014)
NVIDIA GeForce GTX 680 2GB - US$ (Placa descontinuada)

AMD Radeon R9 290X 4GB - US$ 399
XFX Radeon R9 290X BE 4GB - US$ 499
PowerColor PCS+ R9 290X 3GB - US$ 459
XFX Radeon R9 280X BE 3GB - US$ 299
PowerColor TurboDuo R9 280X 3GB - US$ 269

Mais abaixo, detalhes da mÁquina, sistema operacional, drivers, configurações de drivers e softwares/games utilizados nos testes.

MÁquina utilizada nos testes:
- Processador Intel Core i7 4960X @ 4.5GHz
- Memórias 32 GB (4x8GB) DDR3-2400MHz Kingston HyperX Beast
- SSD Kingston HyperX 3K 480GB
- HD 2TB Sata3 Seagate Barracuda
- Fonte Cooler Master SPH 1300W
- Cooler Noctua NH-U14S

Sistema Operacional e Drivers
- Windows 8.1 Pro 64 Bits
- Intel INF 10.0.20
- NVIDIA GeForce 344.16
- AMD Catalyst 14.9

Aplicativos/Games
- 3DMark (DX11) 
- Unigine HEAVEN Benchmark 4.0 (DX11)
- Battlefield 4 (DX11)
- BioShock Infinite (DX11)
- Crysis 3 (DX11)
- GRID 2 (DX11)
- Metro: Last Light (DX11)
- Middle Earth Shadow of Mordor (DX11)
- Tomb Raider (DX11)

GPU-Z
Abaixo, a tela principal do aplicativo GPU-Z mostrando algumas das principais características técnicas da placa de vídeo.


Overclock
Um dos grandes atrativos das placas de vídeo com gpus Maxxwel estÁ em seu alto potencial para overclock. Como estamos falando de um modelo com projeto diferenciado, inclusive com PCB diferente do padrão, que traz entre seus benefícios otimizações para aumentar seu potencial para overclock, conseguimos resultados bons e não tão bons.

Subimos o clock da GPU de 1178 MHz para 1350 MHz em modo normal, 223 MHz acima do clock original de uma GTX 980 referência, o modo turbo chegou a 1451 MHz. As memória subimos de 7GHz para 7.6GHz, esse foi o lado negativo, sendo que ao tentarmos subir mais o clock das memórias o sistema ficava instÁvel. Outro detalhe é que nenhuma modificação de tensão foi feita, modelos com projeto desse nível podem ir muito além se tiverem modificações na tensão.

Abaixo a tela do GPU-Z mostrando os clocks alcançados:

Temperatura
Iniciamos nossa bateria de testes com um bastante importante: a temperatura do chip, tanto em modo ocioso como em uso contínuo.

É importante destacar que a STRIX GTX 980 OC da ASUS assim como modelos de outras empresas, fica com seus fans desligados quando em modo ocioso, por isso sua temperatura  consideravelmente acima de outros modelos nesse teste. 

Para o teste da placa em uso, medimos o pico de temperatura durante os testes do 3DMark rodando em modo contínuo.

Consumo de Energia
Também fizemos testes de consumo de energia com todas as placas comparadas. Todos os testes foram feitos em cima da mÁquina utilizada na anÁlise, o que dÁ a noção exata do que cada VGA consome. Vale destacar que o valor é o consumo total da mÁquina e não apenas da VGA. Dessa forma, comparações com testes de outros sites podem dar resultados bem diferentes.

 

No teste de carga, rodamos o 3DMark - aplicativo que exige um pouco mais do sistema e da placa de vídeo do que grande maioria dos games.

OBS.: No teste em modo ocioso consideramos 5w como margem de erro. JÁ no teste rodando o aplicativo 3DMark, consideramos 15w como margem de erro, devido à grande variação que acontece testando uma mesma placa.

Testes sintéticos
Começamos pelos testes sintéticos, utilizando aplicativos específicos para medir o desempenho das placas.

3DMark (2013)
Rodamos a versão mais recente do aplicativo de testes da Futuremark com o teste mais exigente da nova ferramenta, o Fire Strike. Abaixo os resultados:

Unigine HEAVEN Benchmark 4.0
Agora em sua nova versão, o HEAVEN 4.0 é um dos testes sintéticos mais "descolados" do momento, pois tem como objetivo mensurar a capacidade das placas 3D em suportar os principais recursos da API grÁfica DirectX 11, como é o caso do Tessellation.

O teste foi dividido em duas partes: uma sem e outra com o uso do Tessellation em modo "extreme", ambas a 1920x1080 com o filtro de antialiasing em 8x e anisotropic em 16X.

O primeiro teste, com o Tessellation desativado:

E o segundo com o Tessellation ativado em modo EXTREME:

Testes em games
Agora vamos ao que realmente importa, os testes de desempenho em alguns dos principais games do mercado.

Battlefield 4
"Battlefield 4" é um referencial da plataforma PC quando se trata de grÁficos de alta qualidade. O game foi todo desenvolvido sobre a Frostbite 3, nova engine da produtora DICE.

BioShock Infinite
O game "BioShock Infinite" é outro grande sucesso de crítica desenvolvido pela 2K Games. Abaixo estÁ seu o desempenho das placas comparadas rodando ele:

Crysis 3
Sendo o game "Crysis 3" um dos mais incríveis jÁ desenvolvidos quando o assunto é grÁfico, não poderíamos deixar ele de fora de nossos testes em anÁlises de placas de vídeo.

GRID 2
O game "GRID 2" jÁ não é o mais recente da série, mas utiliza a mesma engine de "GRID Autosport", sendo uma boa referência de desempenho em games de corrida.

Metro Last Light
Outro excelente teste que exige o mÁximo das placas de vídeo é o game "Metro: Last Light" que também é referência de qualidade grÁfica em games para PC.

Middle Earth Shadow of Mordor
O novo game da franquia Senhos dos Anéis lançado esse ano chegou sem gerar muita expectativa e se tornou um dos grandes lançamentos do ano, com destaque para seus grÁficos muito refinados. Nosso teste utiliza a melhor qualidade possível do game.

Tomb Raider
O game marca o reboot da histórica franquia de Lara Croft, desenvolvido pela Crystal Dynamics com sua engine própria, a Crystal Dynamics Engine.

PhysX: Metro Last Light
Para testes de PhysX, utilizamos "Metro Last Light", um dos mais recentes e com destaque para uso desse tecnologia.

Conclusão
O modelo GeForce GTX 980 STRIX da ASUS se destaca pelo projeto aperfeiçoado quando comparado ao modelo referência, em especial quando o assunto é o sistema de refrigeração, muito mais eficiente e silencioso, inclusive ficando com ruído zero em alguns momentos, jÁ que a placa detecta que o sistema estÁ em modo ocioso e desliga os FANs, só religando quando houver necessidade, leia-se o GPU começar a esquentar. O overclock de fÁbrica da placa é bastante modesto, apenas 52MHz acima do modelo referência, outros modelos concorrentes possuem overclock mais alto e mesmo preço, que naturalmente tem desempenho um pouco superior.

Uma GTX 980 referência tem performance em torno de 30% superior à da GTX 780, e ultrapassando até mesmo a GTX 780Ti com uma margem de 6%. JÁ o modelo analisado nunca supera 5% a mais, em alguns momentos fica com mesmo resultado, motivo do baixo overclock feito pela Asus.

Seu preço é U$30 acima do preço de lançamento do modelo de referência, alcançando U$579 em cenÁrio internacional. Lembramos que a GTX 780, quando foi lançada, chegou custando US$ 649. JÁ a GTX 780 Ti custava US$ 699 no seu "dia 1" no mercado. Porém, a verdade é que a GTX 970 rouba os holofotes nesta hora, com preço 200 dólares mais baixo. Não estamos falando apenas de uma placa com performance próxima, mas muito mais barata. É também uma placa com um poder de overclock que consegue fazer frente a topo de linha em algumas situações, dificultando a vida dessa e de qualquer outra GTX 980.

A placa tem muito potencial para overclock quando o assunto é GPU. Sem esforço conseguimos ganhos de performance médio de 10% em relação a ela própria em seu clock original (que jÁ vem levemente overclockada). Subimos o clock em modo normal em 172MHz sem afetar em nada a temperatura da placa, deixando o gpu trabalhado em 1350MHz em modo normal e 1451MHz em modo turbo, comprovando também a ótima eficiência do sistema de cooler que manteve a temperatura estÁvel, por outro lado ela não se comportou bem em overclock das memórias, sequer alcançando os mesmos clocks do overclock que fizemos no modelo referência.

Preço vs Desempenho
Placas topo de linha são ótimas em performance, mas normalmente seu preço é tão alto que isto é insuficiente para um bom resultado neste grÁfico - não é a toa que a GTX 780Ti estÁ lÁ em baixo. Porém, dÁ para perceber uma ótima evolução neste lançamento da Nvidia, que resulta na placa se situando no meio da tabela, jÁ com seu preço inicial. No caso do modelo analisado, se levarmos em conta apenas o preço vs desempenho ela não consegue superar o modelo referência, isso porque seu preço mais alto não justifica o ganho de desempenho por vir com overclock baixo, mas logicamente devemos levar em consideração que esse modelo tem projeto que melhora muita coisa na placa, apesar de que realmente deixou a desejar em seus clocks. A Asus poderia ter lançado a placa com clock do gpu em torno de 1200MHz ou pouco mais sem comprometer seu tempo de vida. Assim como jÁ destacamos em outras reviews de modelos GTX 980, a GTX 970 segue em destaque, afinal, entrega um desempenho próximo com um preço bastante inferior.

Atualizamos os testes das placas com gpu R9 290X e R9 280X para mostrar o novo cenÁrio desses modelos frente aos lançamentos da Nvidia. 

Abaixo o grÁfico de custo vs desempenho das placas comparadas nessa anÁlise. 

Fórmula do calculo:  FPS somados dos games: BF4, BioShock, Crysis3, GRID2, MLL e Tomb Raider * 100 e dividido pelo valor da placa em dólares. O valor de cada placa estÁ em "Sistema Utilizado". Usamos os preços no exterior por conta da alta volatilidade dos preços do mercado nacional, que nos impossibilita de consolidar um valor para cada placa.

A GTX 980 é um dos melhores lançamentos do segmento topo de linha dos últimos tempos, e a ASUS STRIX GTX 980 OC estÁ entre as mais imponentes com esse gpu, mas assim como demais GTX 980 terÁ que se conformar, jÁ que a GTX 970 rouba as atenções

PRÓS
Otimizações da microarquitetura Maxwell
Novas tecnologias como 4K DSR / MFAA, VXGI e VR Direct
Sistema de cooler DirectCU II é muito eficiente
Bastante silenciosa, em alguns momentos com ruído zero por desligar os fans
Bom potencial de overclock do gpu
HDMI 2.0
Queda de 85w no TDP e necessidade de fonte de energia de apenas 550w
CONTRAS
Preço alto comparado a GTX 970 e a diferença de desempenho sobre ela
Baixo overclock das memórias
Tags
  • Redator: Fabio Feyh

    Fabio Feyh

    Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Adrenaline é responsável por análises e artigos de processadores, placas de vídeo, placas-mãe, ssds, memórias, coolers entre outros componentes.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.